Quim: "Nuno Gomes merecia jogar mais" (Exclusivo) | Relvado

Quim: "Nuno Gomes merecia jogar mais" (Exclusivo)

O guarda-redes não percebe o esquecimento a que o seu antigo colega está votado no Benfica pois diz
 

Quim, guarda-redes do Sp. Braga, foi colega de Nuno Gomes no Benfica durante seis épocas e é mais um a questionar-se: mas por que razão o avançado de 34 anos não joga mais vezes? "Ele merecia jogar mais... Não é de estranhar que mesmo jogando pouco marque golos. Quem o conhece sabe que ele ainda é um goleador", refere ao Relvado.

Com o Portimonense, bastaram ao capitão oito minutinhos em campo para fazer o que Kardec, Jara e companhia não fizeram o jogo quase todo: introduzir a bola na baliza de Ventura. De resto, Nuno Gomes tem tido uma eficácia tremenda esta época: só alinhou em três jogos no campeonato, mas esses 34 minutos foram suficientes para que fizesse dois golos, aos quais se junta outro obtido frente ao Desportivo de Aves, na Taça da Liga. Ao todo, o ponta-de-lança soma 93 minutos esta temporada, com 4 golos apontados. Ou seja, marca a cada 23 minutos...

Quim defende que "é injusto" o esquecimento a que Nuno Gomes está votado no Benfica e não duvida que o avançado "não está feliz com a situação que vive, pois todos os jogadores não gostam de ficar de fora". E acha que na próxima época o camisola 21 ainda vai continuar a jogar "seja no Benfica ou em outro clube porque ainda é um grande jogador e também um rapaz forte".

O guarda-redes do Sp. Braga acha que Nuno Gomes é uma das grandes figuras do actual Benfica, apesar de não ser opção regular. "É um dos símbolos do clube, sem qualquer dúvida. Sei bem como ele sente o Benfica. Mas se calhar vai ter de sair para jogar mais... Enfim é uma questão que terá de ser tratada entre ele e o Benfica...", frisa.

Regresso para breve

Na sua conversa com o Relvado, Quim abordou também a sua recuperação à grave lesão que sofreu na pré-temporada (rotura total do tendão de Aquiles direito). "O importante é não ter pressas. Está tudo a correr bem dentro dos prazos previstos, mas é um processo complicado. Se Deus quiser vou voltar em pleno no início da próxima temporada. Onde? No Braga, claro!", refere.

Benfica:

Comentários [80]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Tens razao

Quim

Sempre é melhor

Que Kardec,Weldon sem duvidas

Para mim merecia mais oportunidades

Saudações Relvaticas

aaa

streams de qualidade em:

http://www.tv-xat.com/

acompanhe os jogos na nossa companhia e comente-os aqui.

a face negra do fundo

Para mim, o Nuno Gomes tem sido preterido por uma razão muito simples: sendo sempre suplente, porque o Cardozo e o Saviola são superiores, a questão está em saber se deveria ser a primeira opção do banco, a segunda ou a terceira.

Uma vez que o Kardec e o Jara são novos, estão no fundo e têm de ser valorizados, para o investidor não se zangar, resta ao Nuno Gomes fazer de Mantorras versão 2010/2011 (marcar golos nas poucas vezes que entra em campo). Jogador de 34 anos não valoriza

Por isso é que os ingleses não aceitam jogadores cuja percentagem de passe pertença outras entidades, sejam fundos ou rasos.
Só o West Ham, há uns anos, pagou um multa enorme por ter o Tevez e o Mascherano (oito milhões à Premier League e 25 milhões ao Sheffield).

Mas em Inglaterra a mulher de César é séria e tem de parecer séria, em Portugal nem uma nem outra.

E mesmo a FIFA finge que o artigo 18.ºbis do Regulamento de Transferências não existe, é melhor para todos

a face negra do fundo

Para mim, o Nuno Gomes tem sido preterido por uma razão muito simples: sendo sempre suplente, porque o Cardozo e o Saviola são superiores, a questão está em saber se deveria ser a primeira opção do banco, a segunda ou a terceira.

Uma vez que o Kardec e o Jara são novos, estão no fundo e têm de ser valorizados, para o investidor não se zangar, resta ao Nuno Gomes fazer de Mantorras versão 2010/2011 (marcar golos nas poucas vezes que entra em campo). Jogador de 34 anos não valoriza

Por isso é que os ingleses não aceitam jogadores cuja percentagem de passe pertença outras entidades, sejam fundos ou rasos.
Só o West Ham, há uns anos, pagou um multa enorme por ter o Tevez e o Mascherano (oito milhões à Premier League e 25 milhões ao Sheffield).

Mas em Inglaterra a mulher de César é séria e tem de parecer séria, em Portugal nem uma nem outra.

E mesmo a FIFA finge que o artigo 18.ºbis do Regulamento de Transferências não existe, é melhor para todos

lol

cumps

Compreeendo e concordo

Compreeendo e concordo contigo nessa posição, mas no entanto os três grandes estão nessa situação.
O futuro presidente do Sporting tem como bandeira de campanha um fundo de jogadores idêntico ao do benfica.
Os principais jogadores do FCP são partilhados por fundos ou empresários do mundo futebol. Só assim as nossas equipas conseguem equipas competitivas.
É pena mas é verdade.

Posto isto, é verdade o que dizes, essa é a única e principal razão da pouca utilização do Nuno.

indiferente

Estarem os três grandes nesta situação ou não.

E se Inglaterra não está nessa situação, é porque teve meios para resolver a sua situação e criar um campeonato de excepção.
O que era a Premier League até aos anos 90? Depois de anos afastados das competições europeias, os seus dirigentes perceberam que só juntos conseguiam levantar a qualidade global dom seu campeonato. Deste modo, podem ter, hoje normas de regulação da concorrência, sejam elas a limitação dos fundos ou a proibição exagerada de empréstimos de jogadores entre clubes.

Idem para Espanha.

Em Portugal, eu começo a ter saudades dos gloriosos anos 80, em termos de comportamentos de Benfica e Porto estamos a regredir TRINTA ANOS. Um NOJO.

o Quim já não tem nenhuma credibilidade!

desde que na semana passada disse que o benfica não tinha um pingo de razões de queixa da arbitragem do jogo Braga-benfica.

coitado, atiçaram-lhe logo os cães... até mau profissional lhe chamaram. É a credibilidade de algum tipo de gente. Como é que disse o outro anormal? "agora percebo porque é que saiu do benfica"? Foi isso?

O vosso problema...

...é que pegam na opinião de uns e tornam-na de todos. O Quim tem razão em relação ao Nuno. E agora, tem credibilidade ou não?

porque é que a deixaria de ter?

porque em consciência disse que o benfica não tinha um pintelho de razões de queixa no jogo da jornada passada contra o Braga?

É aqui, aqui, que se vê a moral de algumas pessoas. Como é que alguém pode levar a sério aquele paineleiro, se o mesmo demonstra ser um monte de merda avençado, sem um mínimo de dignidade ou coluna vertebral?
Odeio esse tipo de gente.

Odeias?

E odeias o Guilherme Aguiar?

.

a resposta que dei ao julio serve para ti.

...

Tem que estar ao nível dos outros. Um gajo que diz que em Braga o árbitro marcou a falta mais intensa (LOL) só pode ser um escroque de primeira que deturpa as regras conforme lhe dá jeito. E não estava à espera de outra resposta da tua parte sinceramente. Olha, eu nem odeio um nem outro. Simplesmente não perco tempo a ver esses programas.

Escusam é de me dar música para me convencer que só os do meu clube é que têm a espinha torta...

não, não, menino

tu estás a queres dizer-me que é a mesma coisa o que um faz (supostamente é tendencioso na análise dos casos de jogo, pelo menos segundo vocês), e a forma como o outro se comporta?

O outro tem a palavra "ódio" escrito na testa! O outro só lhe interessa marrar! O seu propósito é conspurcar o adversário! Comporta-se como um canalha sem dignidade!

Capaz de atacar um ex-atleta do próprio clube, na sua honra, no seu NOME, porque este defende uma posição contrária ao benfica! Que tipo de escroque filho duma puta é este??
Que tipo de escroque verme nojento é um gajo que se reúne com pessoas do clube e com a imprensa a soldo para montar e concertar discursos putrefactos de ódio, de mentiras, de enxovalhamentos?

Mas tu estás a querer dizer-me que as situações são comparáveis? De TUA parte eu estava à espera de outra resposta, sinceramente! Já chega de cobardias!

Comparar um e outro, nos seus modos, no trato? Como??!!!

Ao que isto chega...

Primeiro comparei o "modus

Primeiro comparei o "modus operandi" e não o trato e os modos.

Segundo, é inegável que quer um quer outro trazem discursos encomendados e concertados com as direcções dos respectivos clubes.
Tal como é inegável que a estratégia de ignorar e recusar a comentar as escutas foi estratégia concertada da direcção do Porto com a generalidade dos seus comentadores televisivos e dos outros meios de comunicação social.
É público que Miguel Sousa Tavares e Rui Monteiro comentaram as escutas feitas ao primeiro ministro sem pudor. Quando confrontados com as feitas a Pinto da Costa invocaram recusa por se tratar de devassa da vida privada. Discursos iguais, concertados e estrategicamente planeados pelas altas esferas portistas.

* Rui Moreira ;)

* Rui Moreira ;)

:) obrigado

:) obrigado

não, rapaz,

não continues a desviar o assunto e a fugir da conversa!
O discurso de um é de ÓDIO. O do outro, não.
A forma como um actua, é vomitosa. É asquerosa. A do outro, não.
A "estratégia" (como tu lhe chamas) de um, é de um rato de esgoto. De cobardia. De espezinhamento. De baixaria. De torpeza. A do outro, não.

Dês a voltas que queiras dar. Podes ir dar a volta à lua e vir. A verdade é esta.

Ó Sartor, desculpa mas eu não

Ó Sartor, desculpa mas eu não estou aqui para encher comentários com uma série de insultos e nomes às pessoas. Se quiseres tu chamas rato de esgoto a um e eu chamo infiltrado a outro e ficamos aqui o dia todo.

Eu preferia falar de coisas mais interessantes, mas parece que não dá. Já deu para ver que eu não aprovo o discurso do realizador, mas ainda não deu para ver o que achas da estratégia adoptada pelo FCP para combater as escutas...

mas qual estratégia para combater escutas?

Esses assuntos são tratados nos devidos locais, e não na rua, como as hostes do teu clube defendem! O poder não está na rua, pá! Há regras! Há leis. Há uma sociedade!

Habituado estás tu, vocês, a queimar pessoas, nomes, reputações, por via de jornais que não têm um pingo de credibilidade! Com conversas de tasca sem um pingo de responsabilidade!

Os discursos "do recurso às armas", vindas do canal institucional do teu clube são o maior atentado às liberdades deste país. Querem ser como os bichos? Vão para a selva!
Querem montar a justiça no adro da igreja? Vão para o século XIII!

Aqui, no mundo evoluído, as sociedades são edificadas sob a égide de um sistema de justiça! De igualdade! De liberdade!

estratégias do Porto? para combater??
Quem decide são os TRIBUNAIS! Um corpo de juízes! Mediante as provas e os factos que lhes são apresentados!

mas andamos a brincar?

Belo discurso, clap,

Belo discurso, clap, clap!

Pena que seja apenas em relação a um caso apontado ao teu clube, tenho muita pena.

Habituado a queimar nomes? Eu? Nós?...???
Existem leis, regras e sociedade?

Claro que existem, existem leis e regras de conduta, regras essas que infelizmente para ti vão muito contra o teu discurso anti liberal.
Exigem as regras da sociedade que os árbitros não sejam recebidos pelos presidentes, nem vão ao Brasil à conta de clubes, mas essas regras foram adulteradas e os infractores defendidos pelas leis que tão convenientemente protegem sempre os poderosos. Muito conveniente não é?

Dizem as regras que o que é público e notório pode ser discutido livremente, mas até isso nos querem tirar. O poder que o povo tem de poder discutir livremente um assunto um tema.
Ou para ti só é válida uma sociedade fechada no poder judicial onde todas as decisões podem ser manipuladas legalmente por advogados.

As decisões podem ser dos ditos tribunais, mas o povo ninguém pode calar. Pode ser essa a intenção dos poderosos, mas por enquanto sou livre. Livre até de discordar da decisão de um tribunal e decidir pela minha cabeça pois tenho livre arbítrio.

Triste do povo que perder o poder...

triste da nação

em que o poder esteja na rua.

As coisas não são como tu, ou o canal institucional do teu clube querem, rapaz! Há REGRAS. Há LEIS.

Os tempos das bolhas servirem de cadafalsos públicos para enforcamentos de rua está a acabar.

A liberdade já foi proclamada há mais de 35 anos em Portugal, mas os resquícios do antigamente persistem em não querer morrer com o regime!

AHAHAHAHAH...

...lindo. Este homem está todo trocado!!

Foda-se...que pateta. Vives num mosteiro. Só pode...mas atenção. Os meninos são outros...
Este merdas clama aqui a salubridade do sistema judicial enquanto receptáculo e destinatário da moralidade da nação...e depois apresenta um link para uma investigação rídicula contra quem denunciou o quão podre está tal salubridade.

Ridículo, rapaz, ridículo...e o fedelho são os outros.
Tu és simplesmente um anormal...

não conspurques a conversa

desaparece, fedelho.

AHAHAH...

...ok, ok...tu é que sabes... :)

Rídiculo, rídiculo, rídiculo esse teu percurso intelectual...

Parabéns! Quando se pensa que não consegues descer mais baixo...aqui está.
Doa esse teu cérebro à ciência, atrasado. És um milagre da Natureza...
É impossível alguém ser assim tão incoerente...

Claro no tempo do antigo

Claro no tempo do antigo regime é que o poder estava na rua... Assim percebo a vossa confusão quando se referem ao benfica como o clube do regime...

Claro que tem de haver regras e leis, mas o poder deve sempre pertencer ao povo, a mais ninguém e deve o povo sempre respeitar as leis.

Da mesma forma pode sempre o povo ser livre de discutar, opinar e ter a sua livre orientação.
Por isso não me venha ninguém dizer que eu não posso discutir livremente um assunto público, sob pena de eu confundir essa pessoa como opressor faxista das liberdades individuais.

PS.

o Poder não estava na rua, no Antigo Regime.

mas a LIBERDADE também não estava.

nem a sua equidade.
E hoje, como ontem...

Discutir com propriedade,

não podes. Não estás na posse dos factos. Logo, não tens a credibilidade nem a isenção para o fazer. Não te posicionas tão pouco nessa patamar, porque assumes de princípio um partidarismo.

Opinar, podes opinar para o ar o que quiseres. Agora sustentares esse discurso em credibilidade e advir daí um juízo final para a conclusão de um caso, seja ele qual for, não. Não tens propriedade para o fazer.

É aí que entra a Justiça, os tribunais, os corpos de juízes. A LEI.

"o poder deve sempre pertencer ao povo". E os magistrados o que são? Não são povo? Não são um de nós? Não são pagos para nos representarem e para nos servirem? Assim como um Presidente da República? Assim como um polícia de segurança pública? Assim como um bombeiro?

Desculpa mas posso,

Desculpa mas posso, felizmente tenho a liberdade de discordar até do poder judicial, de achar injusto, justo, proporcionada, ou desproporcionada uma decisão do tribunal. Tenho o direito de achar e opinar apenas com o meu conhecimento empírico, tenho o direito de achar uma lei certa ou errada apenas e só pelo meu sentido pessoal de justiça.
Tenho o direito de o comentar, argumentar e discutir na praça pública com quem eu bem entender. É algo que a democracia me proporciona na minha condição de ser humano livre e honesto.
Tenho até o direito de não concordar directamente e judicialmente com uma decisão do tribunal se assim entender e de o afirmar abertamente às autoridades.
Não posso obrigar ninguém a concordar comigo, nem impor as minhas ideias à força, mas sou livre de me expressar.

Tenho de obedecer às leis e respeitar a constituição, mas posso discordar delas livremente e publicamente.
Tenho de respeitar a decisão de um tribunal, mas posso livremente e publicamente discordar da mesma.

Não existe nenhuma lei que me impeça de falar das escutas, de as ouvir já que são públicas, (quem as tornou públicas sim cometeu um crime, quem as ouve não está contra a lei), de ter a opinião que que deveriam ser válidas ao contrário de um tribunal, de as achar graves e elucidativas, tal como tu tens o direito de achar que elas são uma treta, mas não podes dizer que eu não posso falar delas nem as posso ouvir, em certos regimes é que as pessoas são impedidas de ler poesia ou ouvir certas músicas, no nosso eu vejo, leio e oiço o que quero, até propaganda nazi eu seria livre de estudar se assim fosse a minha vontade.

A minha opinião e a de muitos é que as escutas provam corrupção desportiva, no entanto por artífices legais elas não foram aceites em tribunal, a lei está escrita e aceito a decisão judicial como irreversível, no entanto isso não muda a minha opinião pessoal sobre o assunto, nem faz com que essa corrupção não tivesse existido. Judicialmente o Porto está inocente, nem tem discussão, mas isso não quer dizer que a decisão judicial esteja consonante com a realidade. Casos como este existem muitos e são variadas vezes falados pela opinião pública.

Espero para meu bem, teu e de todos nós que o direito à indignação e contestação nunca me seja retirado.