Entrevista Relvado: O fator surpresa na "prova rainha" tem o nome de Miguelito | Relvado

Entrevista Relvado: O fator surpresa na "prova rainha" tem o nome de Miguelito

O Amarante venceu por 1-0 o Marítimo na 4ª eliminatória da Taça e Miguelito foi o autor do golo.
 
Miguelito, Amarante

"Gosto muito da intensidade do André André, da classe do João Mário e talvez a rebeldia do Bernardo Silva.". (Miguelito)

O Amarante, formação do Campeonato de Portugal, recebeu e venceu o Marítimo por 1-0, com um golo de Miguelito aos 45 minutos da primeira parte, que eliminou os insulares da Taça de Portugal e que levou, pela primeira vez, o Amarante aos oitavos de final da prova.

O Relvado esteve à conversa com Miguelito, o autor do golo que fez "tombar" a equipa da Madeira.

Em primeiro lugar, a equipa relvado dá-lhe os parabéns pelo golo marcado frente ao Marítimo e à equipa do Amarante por ter alcançado pela primeira vez os oitavos de final da "prova rainha". Todo o seu percurso como jogador foi feito unicamente no Amarante, incluindo camadas jovens. Foi uma opção por paixão ao clube ou simplesmente não surgiram propostas mais aliciantes?

Miguelito- Obrigado a todos. Respondendo à pergunta, foi um misto. Propostas surgiram, mas nada que valesse a pena para deixar o clube da terra. De há dois anos para cá decidi de vez que só troco o Amarante por uma equipa de escalão superior. Se não surgir nada, paciência, estou em casa, estou bem.

Muito bem. Esta pergunta torna-se inevitável: qual a sensação de marcar um golo ao Marítimo e fazer história pelo "clube da terra", como descreveu?

  Miguelito- O golo por si só não te dá nenhuma emoção em especial, mas se esse golo significar história para o clube, que foi o caso, é verdadeiramente fantástico e indescritível, mas só tive essa sensação no final do jogo, porque se tivesse marcado e tivéssemos perdido, seria um golo como outro qualquer.

Um golo como outro qualquer e como tantos outros, uma vez que o Miguelito ocupa o 2º lugar como melhor marcador da prova com 5 golos. Quais são as suas ambições pessoais nesta competição?

Miguelito- A nível pessoal, poder ajudar a equipa a passar mais uma eliminatória e se possivel com golos.

O Jamor é cada vez menos uma miragem, pode tornar-se realidade. Acredita que podem lá chegar?

Miguelito- Quero acreditar que sim, mas também tenho que ter a noção que é quase impossivel. Das 16 equipas, a única equipa de escalões não profissionais somos nós e nao é por termos ganho ao Marítimo que nos passará pela cabeça que vamos ao Jamor. É preciso calma e sorte no sorteio.

Para além do Amarante FC, qual é o clube que lhe "ocupa o coração"?

Miguelito- O meu coração só tem espaço para um clube, neste caso o Amarante, mas sou simpatizante do Futebol Clube do Porto.

Seria um sonho poder vestir de azul e branco, portanto?

Miguelito- Sim, mas é impossível, não passa de um sonho. Se calhar, se tivesse 22/23 anos, ainda lá chegava (risos).

Sabe-se que Deco é dos seus jogadores favoritos. No entanto, neste momento, no ativo, qual o seu "jogador inspiração"?

Miguelito- Gosto muito da intensidade do André André, da classe do João Mário e talvez a rebeldia do Bernardo Silva.

Treinador mais carismático?

Miguelito- Para não dizer Mourinho que era a resposta mais óbvia, Sir Alex Ferguson.

Ronaldo ou Messi?

Miguelito- Ronaldo, e não é por ser português.

Taça de Portugal:

Comentários [3]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Façam antes umas entrevistas, a estes ladrões... Hohohohoh

Luís Filipe Vieira escutado na "Operação Marquês"

Pub

Conversa do presidente do Benfica com presidente da SAD do Belenenses, Rui Pedro Soares, foi considerada como tendo "alguma relevância" para o processo

O presidente do Benfica é um dos apanhados nas 80 mil escutas telefónicas do processo "Operação Marquês", que envolve José Sócrates, por suspeitas de corrupção, fraude fiscal de branqueamento de capitais. Luís Filipe Vieira não foi o alvo direto da escuta, mas uma conversa com Rui Pedro Soares, presidente da SAD do Belenenses, este sim sob escuta, foi considerada como tendo "alguma relevância" para o processo.

Segundo informações recolhidas pelo DN, a conversa em causa mais não será do que o agendamento de uma reunião entre os dois dirigentes do futebol e Carlos Santos Silva, amigo de Sócrates e também arguido no caso. Aparentemente, o tema da conversa seriam negócios, uma vez que Vieira ter-se-á mostrado interessado em saber junto de Rui Pedro Soares quais as atividades empresariais de Santos Silva no estrangeiro. A Autoridade Tributária terá feito um resumo do conteúdo da chamada, incluindo-o no processo.

Luís Filipe Vieira não será o único dirigente desportivo com conversas transcritas no processo. Ao que o DN apurou, também uma conversa entre Rui Pedro Soares e Nuno Lobo, presidente da Associação de Futebol de Lisboa, foi classificada "com alguma relevância" para a investigação. E o que terão dito ambos? Um problema sobre jogos da Taça de Honra. O presidente da SAD do Belenenses também terá várias conversas suas com empresários de jogadores, discutindo compras e vendas de atletas, resumidas no processo. Todas estas escutas, segundo a Autoridade Tributária, tinham "alguma relevância" para a investigação da "Operação Marquês".

Este processo, além de José Sócrates e Carlos Santos Silva, tem como arguidos João Perna, Gonçalo Ferreira, Joaquim Barroca, Armando e Bárbara Vara, Paulo Lalanda de Castro, Inês do Rosário, Diogo Gaspar Ferreira e Rui Mão de Ferro
http://www.dn.pt/portugal/interior/luis-filipe-vieira-escutado-na-operac...
.
PS: Ladrões/terroristas/ ordinários do crl... Está aqui a corja toda metida... Nuno Lobo incluído... Ai se neste país existisse PJ e justiça à séria... Hohohohohoh

Onde está o

teu namorado yukicão? OHOHOH

Daniel Bessa, suspeito que

Daniel Bessa, suspeito que sei a tua origem, e não, não és de Amarante, mas tens o Marão como fronteira!

(Eu raramente me engano, e raramente tenho duvidas ...)

A talhe de foice, o Amarante FC na temporada 79/80' empatou na Taça em Amarante com o Sporting de M Fernandes e Jordão, e obrigaram esse Sporting a segundo jogo em Alvalade (nesse tempo, após o prolongamento, não havia GP, mas sim um segundo jogo), onde foram depois goleados!