Preparação física e opções | Relvado

Preparação física e opções

 

A meu ver esta quinta jornada é disso exemplo, sendo que muitos clubes em competição na Europa viram-se forçados a promover alterações nos planteis, com influência no respectivo rendimento e resultados.Urge portanto perguntar aos relvas qual acreditam ser o plantel em melhores condições para enfrentar esta época de novos desafios. Imagino que cada um pensará e esperará que seja o clube do seu coração.Por outro lado, em especial a rotação dos plantéis pode implicar que umas competições sejam de primeira escolha, e noutras alinhe uma equipa de recurso.Acreditam os relvas que se vão repetir surpresas como as da última edição da Taça do Portugal, em que o campeão nacional foi eliminado por uma equipa de escalões inferiores?ee95104

Taça da Liga:

Comentários [11]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Re: Preparação física e opções

A melhor preparação possivel e aquela que faz o AC Milan, a Milanela e muito mais que um simples centro de estagios, uma equipa formada por nutricionistas, fisioterapeutas, especialistas em corrida, medicos especializados, avaliações semanais e uma ficha super promenorizada fazem do Milan uma equipa sem lesões, isto sim e preparação fisica

Re: Re: Preparação física e opções

que a partir de amanhã o meu slb và treinar ou pelo menos fazer a pré época en Milanello!

A rotação do plantel ja fez mossa...

Aconteceu este fim-de-semana em Alvalade.

A falta de profissionalismo!

Há falta de profissionalismo, ou melhor falta de saber no futebol profissional! Esta é a minha convicção! Porquê? 1 - Os treinadores profissionais quando formam um plantel devem tentar reunir jogadores para o mais diverso leque de situações de jogo. Deve-os escolher a dedo de acordo com a personalidade deles e a sua, para evitarem choques no balneário. 2 - A preparação física deve ser distribuída pelo grupo, de forma a planear os picos de forma durante uma época e assim fazer coincidir o abaixamento de forma com o pico do suplente inicial. 3 - Os treinadores têm de delimitar estratégias mediante os jogadores à disposição e não porque têm ideias fixas do teu tempo da carochinha. 4 - Não estar dependente da forma de um jogador. 5 - Treino por grupos de forma a aprimorar a forma física e entrosamento. Estes são algumas formas de dar mais luta no campeonato. Outras é culpabilizar os árbitros por resultados negativos... Cumprimentos Futebolísticos!

Re: A falta de profissionalismo!

Falta de profisionalismo..um pouco forte não? "1 - Os treinadores profissionais quando formam um plantel devem tentar reunir jogadores para o mais diverso leque de situações de jogo. Deve-os escolher a dedo de acordo com a personalidade deles e a sua, para evitarem choques no balneário. " e quem te garante que são eles que escolhem os jogadores e que aqueles que os escolhem são sempre apoiados pela direcção? "3 - Os treinadores têm de delimitar estratégias mediante os jogadores à disposição e não porque têm ideias fixas do teu tempo da carochinha. " Ok aqui concordo: mais fácil que adaptar um grupo às ideias, será adaptar as ideias a um grupo. "4 - Não estar dependente da forma de um jogador" Os plantéis dependem dos jogadores, e os jogadores dependem da sua forma, logo este última exigência é impraticável.

Esclarecimento:

O ponto 1 só faz sentido quando o treinador realmente se pode responsabilizar de um projecto. É o que acontece com o Mourinho. Ele exige o praticável, quando não lhe dão as condições ele pura e simplesmente não fica parado e à espera serenamente que lhe vão impondo as coisas. Ou seja, a ele ninguém lhe impõe o prato que vai comer, ele escolhe-o. Quanto ao outro ponto, o ponto 4, se leres bem, falo somente dos jogadores que são vacas sagradas, aqueles titularíssimos, estilo Quaresma e Simão. Cumprimentos Futebolísticos!

Re: Preparação física e opções

é assim, em inglaterra joga-se 2 vezes por semana, de manhã de tarde ou de noite e ninguém se queixa! até nas férias de natal/ano novo teem jogos e o "boxing day", etc... Hoje em dia, em qq campeonato europeu, fazem-se 9 ou 10 treinos por semana, e em metade desses treinos, jogam-se numa parte do treino, peladinhas disputadas nos limites! Depois de ver o paços de ferreira que jogou na 5ª, a correrem que nem uns doidos no jogo contra o o FC Porto, tudo me leva a crer que é uma questão de preparação física, e a forma como esta é gerida. Se fossem questões de real cansaço, faziam treinos dia sim, dia não, o que não é o caso. Eu acho bem que hajam 2 jogos por semana, porque uma equipa não são 11 jogadores, é todo um plantel! Se os 11 estão cansados, metam outros 11 a jogar, afinal estão lá para isso e é para isso que são pagos. Agora, Se o restante plantel além do 11 base, não oferece garantias competitivas, aí a culpa já não é dos organizadores das competições, mas sim dos treinadores que escolheram os jogadores, da falta de dinheiro para contratar jogadores de banco que deem mais garantias, dos preparadores físicos, etc... Se recebem as fortunas que ganham, os jogadores/treinadores nao devem vir com queixinhas e com tretas que são menos de 72h de descanso, etc, etc... Andam aí pedreiros (e outros) a carregar baldes de massa até ao por do sol, 8 ou 10 horas por dia, teem que pegar logo ás 7h ou ás 8h da manhã, e não se queixam... descansam 10 ou 12 horas por dia (que é só para jantar e dormir) e recebem misérias ao pé destes senhores que são os jogadores de futebol profissionais! A questão aqui não é as lesões. Desde que haja rotação de plantel , tdo bem. Se não há rotação de plantel, é porque o treinador não quer! Por isso, treinadores/jogadores, deixem-se de tretas e não se queixem tanto, que vocÊs são pagos a peso de ouro! Quanto á taça da liga, se houver surpresas por as equipas grandes apresentarem "2ªs escolhas", só mostra que os PLANTEIS dessas equipas não são suficientemente fortes! Cumps

Lesões

Eu não tenho a certeza se a frequência de lesões num plantel não esteja ligada à rotação dos jogadores, ou melhor, à falta de opções que permita a rotatividade.

Re: Lesões

Sim, mas foi isso que eu quis dizer... talvez me tenha expresado mal. se houver menor rotação de jogadores, o risco de contrair lesões é maior, obviamente! Agora, para mim o fundamental é que, se a equipa jogou á 72 horas ou menos, o treionador não deve vir dizer... "só temos 72h de descanso" ... "fulano A ou fulano B vai jogar condicionado", etc... o PLANTEL tem cerca de 25 jogadores, e se os 25 fazem parte do plantel, logo estão em condições de actuar qd for preciso. Se num onde base há 5 ou 6 que estão cansados, toca a meter outros jogadores do plantel. Eu não vejo os restantes jogadores de um plantel como os "suplentes", ou "reservas", ou os "não utilizados": para mim são as opções disponiveis, e é com essas que o treinador deve jogar, e sem depois vir dizer: "... jogamos só com 4 titulares, etc, etc...", pois isso é uma ENORME falta de respeito para os jogadores que alinharam em substituição de outros. Concluindo: Devo dizer-te que o teu artigo é EXTREMAMENTE INTERESSANTE (o mais interessante do ponto de vista de situações reais do futebol, e como hábito, o menos comentado, o que é pena!). E mais uma vez confirmo, que os relvas deste fórum teem mais interesse em comentar a fofoquice barata e mandar bujardas uns aos outros, do que artigos em que se fale realmente de futebol e se possa, discutir assuntos interessantes como este. Cumps

Rotação do plantel é muito importante!

Claro que com tantas competições e com lesões e castigos é muito importante fazer a rotação dos plantéis, não só para dar descanso aos que jogam mais, mas também para que os que o fazem com menos frequência estejam em condições de darem um contributo positivo quando a equipa necessita deles! José Mourinho, "The Special One", fazia-o com maestria e veio colocar em evidência uma verdade fundamental mas muitas vezes esquecida: é que fazer a rotação dos jogadores não é, num jogo à partida considerado mais fácil, meter a jogar uma equipa feita toda de suplentes! Isso é desrespeitar o adversário e não é nada motivador para os jogadores que são chamados, originando sempre maus jogos e surpresas como no Porto - Atlético da Taça do ano passado ou na eliminação do Benfica! Fazer a rotação do plantel é colocar a jogar dois ou três jogadores habitualmente suplentes de forma a dar-lhes a sensação de que também podem ser titulares! Isto faz com que a oportunidade seja motivadora e, ao mesmo tempo, não apouca o adversário! Os próximos jogos da Taça da Liga, competição menor, são uma boa altura para ver quem vai saber fazer a gestão do plantel! E é claro que uma boa preparação física é fundamental para qualquer equipa e de forma a que consiga manter níveis físicos aceitáveis durante toda a época!

Re: Rotação do plantel é muito importante!

"Fazer a rotação do plantel é colocar a jogar dois ou três jogadores habitualmente suplentes de forma a dar-lhes a sensação de que também podem ser titulares!" Nem é dar-lhes a sensação, é mostrar que podem mesmo ser titulares. E muitas vezes aí mostram-se ser jogadores capazes de o ser e agarram mesmo o lugar!

Deste um bom exemplo...

... mas não é apenas copiar isso, como fazem o Jesualdo (cada jornada um novo onze) ou o Paulo Bento do ano passado. É preciso o chamado treino de sectores. Para nivelar a qualidade dos seus jogadores. Depois "monta-se" a equipa. É assim que o Mourinho faz. Por exemplo, com os laterais no ano passado em que o esquema que tinha implementado, pressuponha a subida dos lateriais (4-1-3-2) ele muitos jogos fazia entrar dupla Paulo Ferreira e Wayne Bridge e fazia sair Glenn Johnson e Ashley Cole. O problema surgiu quando Terry, Boulahrouz e Carvalho se lesionaram... Cumprimentos Futebolísticos!

KADAFI DOS PNEUS TEM QUE IR PARA A CADEIA

"UM SILÊNCIO ENSURDECEDOR "A Polícia Judiciária (PJ) queria prosseguir a investigação do designado caso Mantorras, em que eram visados o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e os empresários Jorge Manuel Mendes e Paulo Barbosa, mas o Ministério Público de Lisboa optou por arquivar o caso sem atender a uma proposta de quebra de sigilo bancário de duas contas sedeadas em paraísos fiscais. Em causa estava a averiguação da identidade dos verdadeiros beneficiários de cerca de 750 mil euros provenientes da venda, ao Alverca, de 50% do passe do futebolista que ainda eram propriedade da empresa de Jorge Manuel Mendes. Esta foi uma das divergências implícitas entre a PJ e o Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) do MP de Lisboa, liderado pela procuradora Maria José Morgado. Outra foi a circunstância de, no despacho final do processo, datado de 6 de Setembro, o MP apenas ter apreciado o eventual crime de participação económica em negócio enquanto a PJ catalogou a investigação em redor também do ilícito de peculato e eventual fraude fiscal. De acordo com informações recolhidas pelo JN, a PJ estava a averiguar todos os fluxos financeiros decorrentes dos direitos sobre o passe do jogador angolano - sobre o qual, recorde-se, houve a suspeita de que Vieira se teria apropriado de parte das verbas, por ter sido dono de 60% do passe e ter tido intervenção no negócio enquanto líder do Alverca e gestor do Benfica - e deparou-se com uma declaração falsa por parte de Jorge Manuel Mendes, que seria descoberta após o levantamento do sigilo bancário de uma conta das ilhas Caimão da "off-shore" "Almond". Por 50% do passe de Mantorras, este empresário recebeu 1,6 milhões de euros e desse dinheiro transferiu 750 mil euros para a referida Almond. De seguida, fez constar na contabilidade da PGD, a sua empresa portuguesa localizada em Coimbra, que essa verba seria para pagar a um empresário do Paraguai de nome Francisco Ocampo, com vista à aquisição de parte dos direitos de dois jogadores paraguaios. Acontece que, depois destas declarações de Mendes no processo, o sigilo bancário da conta da Almond nas ilhas Caimão foi levantado e a PJ descobriu que os titulares da conta eram o próprio empresário e a mulher e não qualquer emissário do Paraguai. Confrontado pela PJ com esta descoberta da investigação, Jorge Manuel Mendes remeteu-se ao silêncio. No mesmo procedimento de quebra de sigilo, os investigadores detectaram que os 750 mil euros foram desdobrados em duas tranches de 324 mil euros que seriam transferidas para contas de duas outras sociedades de paraísos fiscais a Minshall Management Inc. e a Hervey Management Ltd. As contas destas duas entidades estavam sedeadas em Caimão e na Zona Franca da Madeira. Razão pela qual a PJ sugeriu nova quebra de sigilo, a fim de conhecer os verdadeiros beneficiários do dinheiro e eventualmente confirmar se seriam Jorge Manuel Mendes e um sócio, que entretanto foi viver para o Brasil e nunca foi encontrado pela investigação. Só que o MP acabou por ignorar esta proposta e optou por arquivar o caso. Conforme o JN ontem noticiou, um dos principais argumentos foi o facto de não terem sido encontrados sinais de fluxos financeiros indiciadores de que Vieira possa ter ganho dinheiro ilicitamente com os negócios de Mantorras. Isto apesar de DIAP de Lisboa ter classificado como sem qualquer credibilidade a versão de Vieira no que toca à data de um contrato de cedência, ao Alverca, de 60% dos direitos sobre o passe de Mantorras de que era detentor em nome pessoal." Nuno Miguel Maia, JN Praticamente, só o JN e alguns blogues falaram dos DETALHES deste surpreendente arquivamento, pelo DIAP de Lisboa, do chamado caso Mantorras." E NINGUÉM O METE NA CADEIA?????? NINGUÉM O METE NA CADEIA?!! MAS ISTO ATÉ QUANDO? ATÉ QUANDO É QUE A POLÌCIA TAPA OS OLHOS A ESTES ESCÂNDALOS? ATÉ QUANDO É QUE A POLÍCIA TAPA OS OLHOS A AGRESSÕES EM AEROPORTOS À FRENTE DOS SEUS NARIZES? ATÉ QUANDO É QUE A POLÍCIA INVESTIGA ONDE PARAM OS 5 MILHÕES DE EUROS DESAPARECIDOS DA TRANSFERÊNCIA DO MANTORRAS? ATÉ QUANDO É QUE ESTA POUCA VERGONHA IRÁ DURAR?

Re: Um cão pisteiro para cada pneu do país, já!

Então mas o caso, a ser caso, é contra o Jorge Manuel Mendes e a sua fabulosa pirâmide de comissões não é? Porque haveria o Vieira de ser trazido para a história? E será que Luis Filipe Vieira tem o dom da ubiquidade e pode ser presidente do Alverca e presidente do Benfica ao mesmo tempo? É que se for assim, vejam lá se o Vieira, dragão de ouro, não andou também lá a meter o dedo por antecipação no fantástico defeso de 2004. É que pelos vistos a linha temporal é nada mais que um álibi manhoso. "Esteve" no Alverca. "Esteve" no Porto. Tudo isto são provas irrefutáveis para todo e qualquer crime, não interessa quando ocorre ou quem o pratica. E mais, ponham já a PJ a investigar cuidadosamente todos os pneus do país!