Arbitragem: Sucesso e insucesso «são de todos», diz Vítor Pereira | Relvado

Arbitragem: Sucesso e insucesso «são de todos», diz Vítor Pereira

 


Arbitragem: Sucesso e insucesso «são de todos», diz Vítor Pereira
O presidente da Comissão de Arbitragem da Liga mantém o silêncio sobre a exibição de Lucílio Baptista na final da Taça da Liga de futebol, mas afirmou que no «sucesso como no insucesso» a responsabilidade é de todos.



«Estamos todos juntos, as vitórias e os sucessos são de todos e os insucessos são de todos», frisou Vítor Pereira. O dirigente, que falava no final do seminário "Análise e Acompanhamento Psicológico de Árbitros", afirmou que, na altura de punir os juízes, «cada caso é um caso» e que a decisão «mais ajustada é tomada em função de vários factores».

«Os aspectos sociais não podem ser esquecidos e isso condiciona muitas vezes as nossas decisões. Os árbitros têm que ser pessoas motivadas, confiantes e mentalmente fortes e por isso não podemos ser extremamente punitivos pois isso vai impedir que as pessoas estejam na plenitude das suas faculdades», declarou Vítor Pereira.

Para Vítor Pereira, os árbitros devem ter um «acompanhamento mais próximo e integrado» quando recebem ameaças devido a uma exibição menos conseguida num encontro. «Isso é resolvido com medidas excepcionais. Na vida, sempre que alguém está com problemas devemos ser assim e aqui não falha a regra», concluiu Vítor Pereira, sem referir as ameaças de morte recebidas por Lucílio Baptista, e reveladas pelo árbitro setubalenses, após a final da Taça da Liga.

Lusa

Taça da Liga:

Comentários [6]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

De todos...

... logo de ninguém! De todos... menos minha.

comentário de um colega árbitro.

como árbitro, entendo perfeitamente este silêncio do Sr. Vítor Pereira, porque comentários já houve muitos, até demais. Tudo começou pela propaganda que houve em volta do árbitro antes da final do passado sábado, em que até houve uma conferência de imprensa do Lucílio. Depois has demasiadas palavras do mesmo, dizendo que "é um orgulho e um prémio". entre outras coisas na comunicação social.... Tudo isto teria sido muito bonito se nada de errado tivesse acontecido no jogo em si. Infelizmente, aconteceu aquele erro que lhe custou muito caro...relativamente ao erro, é óbvio que não foi prepositado, é óbvio que não há mão no lance. Mas também é óbvio que se n houvesse repetições na TV ninguém saberia dizer se houve não mão na bola! E é isso que o típico Tuga não entende nem quer entender! O árbitro está bem posicionado (como dizem as regras) e assinala o q vê. Ele viu mão, viu mal. Acabou. Na próxima vez ele tentará ver melhor! Não vamos crucificar um homem que é internacional e tanto já deu ao futebol Português. Cumprimentos.

Re: comentário de um colega árbitro.

+1 bem escrito

Re: comentário de um colega árbitro.

"Que já tanto deu ao Futebol Português" O Futebol Português já lhe deu muito mais que ele deu ao futebol Português. Sempre foi um arbitro mesquinho, cobarde, caseiro sempre protegeu o “sistema” é um arbitro bem ao estilo do Duarte Gomes. O Futebol Português vai ficar bem melhor quando este Mesquinho abandonar a arbitragem.

Enfim...

...a permanência do silêncio do Sr. vitor Pereira (que enquanto árbitro mereceu o meu respeito) pode ser lida de duas maneiras: ou fala e mantém na ribalta esta notícia; ou se cala, na tentativa de se desresponsabilizar e, consequente, minimizar a polémica. Diga-se que, em opinião pessoal, eu ficaria calado, pois no fundo estamos a falar de um erro (entre muitos outros que foram cometidos pelos árbitros naquele jogo) que é lamentavelmente banal no nosso futebol. Niguém me tira da cabeça que se isto tivesse acontecido com quaisquer outras duas equipas isto já estava sarado há muito tempo. Arrisco-me mesmo a dizer que nem se tinha assistido a esta semana da treta. Continuo a dizer que o erro do Sr. Lucílio Baptista despoletou uma reacção do Sporting que envolve situações extra-futebol, e que se prende com pontos de ordem administrativa, bem como todo o celeuma que se vive no pré-eleições (não nos esqueçamos que ainda ninguém se chegou à frente com uma candidatura) e síndrome da não-renovação do Paulo Bento. O Sr. Vítor Pereira, por outro lado, devia de ter a coragem de assumir, preto no branco, que a arbitragem em Portugal é má! Há que o dizer, apontar os erros, e não defender os árbitros, que têm obviamente o direito ao erro, mas não o direito a falhar de forma grosseira e repetida. Desta vez o erro beneficiou o Benfica. Para a próxima beneficia o Sporting...e chegamos ao ponto em que já não discutimos futebol, mas sim os árbitros. Soluções para isto? Não sei. Sumaríssimo para o Lucílio? :)

Olha outro...

O presidente da Comissão de Arbitragem da Liga mantém o silêncio sobre a exibição de Lucílio Baptista na final da Taça da Liga de futebol, mas afirmou que (...) Ok... Afinal andam todos em sintonia!! O Lucílio também não viu nenhuma falta do Pedro Silva, mas achou que seria penalty...