Sá Pinto confirmado como novo director-desportivo do Sporting | Relvado

Sá Pinto confirmado como novo director-desportivo do Sporting

 


Sá Pinto confirmado como novo director-desportivo do Sporting
O ex-jogador Ricardo Sá Pinto vai assumir as funções de Director de Futebol Profissional do Sporting, anunciou hoje a sociedade desportiva em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).



Sá Pinto, que jogou pelo Sporting durante várias épocas, sucede no cargo a Pedro Barbosa, outro ex-jogador do clube que exerceu aquelas funções até ao passado dia 06 quando se demitiu na sequência da saída do técnico do clube Paulo Bento.


Lusa

Sporting:

Comentários [49]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Naval ROUBADO no estádio da luz!!!

http://www.youtube.com/watch?v=CzmJuTVJuMc

os adeptos do sporting agora tem que pensar

muito bem antes de insultarem o sá pinto quando o scp fizer maus resultados ehehe senão terão o mesmo destino do artur jorge e rui aguas.

Ontem, amanhã, mas sobretudo hoje...

Posicionando-me mais uma vez - neste momento delicado: 1º Temos de ser respeitadores de todas as opiniões, sejam elas quais forem; 2º Temos de estar agradecidos a todos quantos representaram o Sporting de uma forma digna e profissional; 3º Temos de apoiar a actual direcção e só no final do seu mandato fazer o balanço. Só fazendo força “todos” para o mesmo lado é que podemos resistir a algumas “marés/ondas mais fortes e perigosas” (esta postura parece-me básica mas essencial); 4º Temos de correr do Sporting – não necessariamente à pancada (estou a brincar), todos aqueles que procuram condicionar o trabalho de quem nos representa, quer dirigentes, quer treinadores, quer atletas. Eu posso dize-lo de uma forma bastante aberta, já que nunca serei incondicional de ninguém. Fazer lobbing é uma coisa bem diferente e aceitável, empurrar (de todas as formas) as pessoas para as nossas opiniões, como sendo as mais correctas e únicas, é outra bem diferente; 5º Eu acredito que seja possível ter/mostrar paixão mantendo alguma clarividência, serenidade e equilibrio. Criticas Directas: Não gosto de ver o meu presidente a baixar o nível publicamente; Não gosto de ver adeptos/simpatizantes do meu Sporting a baixar o nível; A opinião mostra-se através do diálogo e das opiniões ditas ou escritas, e não através de atitudes e actos menos elegantes e mais primários – era isso que ainda diferenciava o nosso clube (aos meus olhos). Notas Finais: Em cada um de nós existe um "treinador", um "dirigente" e um "atleta" (o tal da perna às costas e da avó ao colo), mas na verdade nós não somos potenciais treinadores do Sporting, não fomos candidatos à presidência do Sporting e nem jogamos à bola no Sporting, por isso devemos determo-nos por uma análise mais distanciada, procurando fazer raciocínios racionais, lógicos e analíticos - se possível "sem o coração e a emoção", estruturantes e até de planeamento e enquadramento, com base na avaliação feita, mas nunca apontar caminhos, como sendo “os caminhos”, porque o Sporting neste momento tem ao seu leme pessoas que foram eleitas para o fazer e, melhor ou pior, têm toda (e neste caso foi muita = % nas eleições) a legitimidade para o fazer. Mais do que estarmos a elencar as nossas preferências para treinador, acho que o Sporting tem de repensar toda a sua estrutura/departamento do futebol. Parece-me o ponto essencial. Como não desisto facilmente, espero que esta pequena convulsão/revolta/revolução nos encaminhe para um futuro próximo mais agradável e de acordo com o que todos nós pretendemos. Até ver o Sporting pode continuar a ter o meu apoio, directo e indirecto. Para acabar, só queria relembrar o seguinte: Durante 18 anos enchemos estádios sem ganhar nada, mantivemos a serenidade sem o gosto pelos troféus, mas a verdade é que demos grandes exemplos de cidadania, de paixão clubista (chamem-lhe mística ou o que quiserem) de desportivismo e de fair-play, que ainda hoje são lembrados por esse mundo fora. Eu orgulho-me desses tempos. Não que goste de perder, mas o saber estar, o saber perder, tal como o saber ganhar fazem parte da estrutura de um Homem, a que eu chamo Homem grande. Não vamos esconder as caras, vamos levantar a cabeça e dizer que somos Sporting e não nos envergonharmos disso. Saudações leoninas, mas acima de tudo desportivas, Afiando Garras P.S. Foi escolhido o Sá Pinto para director desportivo e muito bem mas, caso tivesse sido o Luís Freitas Lobo escolhido para este papel – antigamente atribuído ao Carlos Freitas, seria fantástico, já que em termos de conhecimento prospectivo (BD de jogadores) e de análise (estratégica) dos adversários é uma pessoa muito competente, para além de ser uma pessoa aparentemente serena e com alguma elevação no trato.

Sai um Bem Escrito para o teu comentário...

..VIVA O SPORTING!!!

Re: Sai um Bem Escrito para o teu comentário...

Obrigado amigo. Saudações Leoninas

Re: Ontem, amanhã, mas sobretudo hoje...

Rai's parta aos pontos que só me aparecem quando não são precisos...ou então noutro ponto de vista, o pessoal tem muito mau "timing" de escrita...lol Claro que concordo com 99% do que dizes, só a questão do "Sá Pinto vs Freitas Lobo" me deixa algumas dúvidas. A garra, espírito rebelde e rectidão do Sá Pinto tornam-no num bom candidato para o lugar. O papel de director desportivo mudou no Sporting...o director desportivo já não é um faz tudo no que respeita ao futebol e agora "apenas" tem um papel de elo entre blocos no Sporting. A questão de encontrar jogadores compete desde há algum tempo ao departamento de "scouting", sendo esta equipa encarregue de tudo o que compete a observação e avaliação das condições de contratação de jogadores. Como tal, tendo em conta estes papéis, o Freitas Lobo poderia isso sim ingressar no departamento de scouting. No futuro caso se demonstrasse uma pessoa com capacidade para tal então aí poderia ser equacionado como possibilidade para director desportivo.

Re: Ontem, amanhã, mas sobretudo hoje...

Convem esclarecer que escrito pelo amigo polo é apenas o P.S. O resto é um copy-paste mal assumido. http://supersportingcp.blogspot.com/

Re: Ontem, amanhã, mas sobretudo hoje...

Foste oportuno!;) Não me teria apercebido, agradeço a chamada de atenção.

Re: Ontem, amanhã, mas sobretudo hoje...

A ti os pontos só aparecem quando não são precisos a mim tenho-os e não me lembra que os tenho. Mas agora já sei que tenho 5 para dar como prenda atrasada de São Martinho.Substitui as castanhas. Cumps.

Re: Sá Pinto confirmado como novo director-desportivo do Sportin

ora ai está uma boa escolha, este gajo pode chegar ao balneario e "dizer viram o que eu fiz ao selecionador nacional, pois então caso não se portem bem ainda vos faço pior." saudações

será que sá pinto viu este video?

http://www.youtube.com/watch?v=cVLDAJxbkPM

bem melhor...

sempre vai dar mais movimento a linha... vai haver de certeza,mais ação...

É o homem no local certo!

É claro que muitos Bento´s lovers vão começar com as tanguices do costume e que este já se andava a por de bicos de pés à meia dúzia de meses, repetindo as mesmas lengas do teu tempo do Peseiro e de quem lhes fez a cama. Mas caros camaradas Leoninos, o Sá é diferente de tudo o que já passou em Alvalade! O Sá ama o clube e sente o que é ser Sportinguista. Revejam as imagens de arquivo do homem em que vestiu a nossa camisola e comparem a forma como ele sentia o clube em relação aos outros. Por exemplo, o Barbosa, que foi uma figura do clube mas claramente a anos luz da dedicação do Sá. A verdade é esta, o Sá é uma referência do "Ser Sportinguista" e essa virtude por vezes esbate alguma deficiência, falta de experiência ou conhecimentos técnicos, que venha a acontecer. Por que na realidade quem está de corpo e alma no clube está acima de qualquer competência e apenas a sua dedicação irá devolver aquilo que todos os Sportinguistas necessitam e que é retomar o caminho da vitória. Saudações Leoninas

Re: É o homem no local certo!

Infelizmente para o Sporting, vai continuar tudo na mesma. Sá Pinto não vai passar de um secretario tecnico, um Sheu Han do Sporting. Ele já confirmou que não vai ser responsavel pelas contratações. Vira o Disco e toca o mesmo. Isto só muda com o JEB a entregar o Futebol a uma pessoa com capacidades, séria e com conhecimentos no mundo du Futebol. Fazer o que LFV fez com Rui Costa. O JVP por exemplo. O André Villas Boas pode ser uma boa aposta mas precisa de alguem com estas caracteristicas para o ajudar. Cumps

Um Bem Escrito! Dedicação e Devoção estão no LEMA

Cumprimentos, E VIVA O SPORTING!!!

É uma excelente notícia para o universo leonino

Mas em relação ao Villas-Boas, tenho algumas reticências quanto ao sucesso como treinador do Sporting... Pondo de lado a urgência do Sporting em contratar um novo treinador, penso que ele ganharia mais em cumprir esta época como treinador da Académica. Para um treinador que começou a exercer esta nova função há tão pouco tempo (pouco mais de um mês), mudar já para outro clube seria precoce e arriscado, mesmo para ele próprio. E não se trata de um clube qualquer, trata-se de um "grande" e, face ao panorama actual do Sporting, é uma tarefa que tanto poderá de certa forma catapultá-lo para a fama em pouco tempo (caso corra bem) como tem de delicada e suicida (caso a coisa corra mal) . O próprio André Villas-Boas terá de pensar seriamente na sua escolha, um possível percalço no Sporting mancharia ao seu currículo e tornaria efémera a sua carreira de treinador (pelo menos no 1.º escalão). Claro que gostaria de ver o André Villas Boas treinar um grande! Eu próprio lancei esse nome aqui mal o Paulo Bento se demitiu (até foi "gozado" mas isso são contas de outro rosário), mas sendo esse clube o Sporting, que se encontra numa forma nada favorável para riscos, tudo pode acontecer.

Agora qualquer cepo

Tem um lugar guardado na secretaria. Para tal basta ter no "resume" - Abilidade de circular com liberdade e impunidade pelos tuneis de acesso aos relvados. Ou - Capacidade de fazer interpretar o Selecionador Nacional da nossa filosofia de trabalho.

Re: Agora qualquer cepo

Apelidar os outros de cepos e não saber que se escreve "habilidade" é D´homem!

Re: Agora qualquer cepo

Sabes, nem todos nos compramos diplomas no supermercado. Que pena nao ter nascido rico em vez de bonito.

Re: Agora qualquer cepo

no caso 1, estás a falar do Rui Costa, e no 2, do Sá Pinto.

Re: Agora qualquer cepo

Qualquer comparacao com pessoas ou realidades eh pura coincidencia. :)

Treinador Artur Jorge em Alvalade?

Consta que Sá Pinto, velho amigo de Artur Jorge desde os tempos da selecção nacional, vai contratar os serviços dele como treinador principal. Caso Artur Jorge aceite( o que tudo leva a a crer que sim), Sá Pinto poderá vir em breve a ter de novo a oportunidade de estender a mão à caridade.... na testa do Artur....:-D

Que sorte do Paulo Bento em ter saído

Não demoraria a que este Sá Pinto começasse lá à batatada quando as coisas n ão corressem bem na equipa. Penso que Sá Pinto seria a pessoa menos indicada para aquele cargo dado o seu passado não ser mesmo nada invejável disciplinarmente. Mas neste país é assim. Quem for mais banal em termos educacionais ou corrupcionais, é quem consegue os melhores lugares para singrar na vida.

ON & OFF-TOPIC: POR FALAR NO REINO DO LEÃO...

- Ser Chefe - Um elefante vê uma cobra pela primeira vez. Muito intrigado pergunta: - Como é que fazes para te deslocar? Não tens patas! - É muito simples - responde a cobra - rastejo, o que me permite avançar. - Ah... E como é que fazes para te reproduzires? Não tens tomates! - É muito simples - responde a cobra já irritada - não preciso de tomates, ponho ovos. - Ah... E como é que fazes para comer? Não tens mãos nem tromba para levar a comida à boca! - Não preciso! Abro a boca assim, muito grande, e com esta enorme garganta engulo a minha presa directamente. - Ah... Ok! Ok! Mas então, resumindo, rastejas, não tens tomates e só tens garganta... Só podes ser Chefe!!! LOL! Esta veio a propósito da nova função do Sá Pinto em ser "Chefe"... vamos lá ver se ele não fica com estas etiquetas... PS: Já conhecias esta polo? ;P

artur jorge

neste caso ja não seráo o novo treinador do scp...

Sá Pinto, O Enganador

Isto foi escrito em 24 de Outubro de 2005. Há quem não esqueça. O Sporting é um clube engraçado. Às vezes hilariante mesmo. Se não existisse, teria de ser inventado, pelo que José Alvalade, há 99 anos, 3 meses e 23 dias, não fez mais do que concretizar algo de inevitável, que aconteceria mais cedo ou mais tarde. Eu gosto de ser sportinguista e não me consigo imaginar noutra pele. Mas que há (muitas) coisas que me fazem espécie, lá isso... Uma delas chama-se Ricardo Manuel da Silva Sá Pinto, a quem vou dedicar as próximas linhas. Sá Pinto, também conhecido por muitos adeptos leoninos por Ricardo, Coração de Leão (!), é, para mim, um dos maiores equívocos que o Sporting já viveu (sim, eu lembro-me de Waseige, Peseiro, Missé-Missé ou Balajic, entre outros). Como é sabido, Sá Pinto é, desde há longos anos, um dos grandes ídolos da massa adepta sportinguista, com destaque para esse grupo iluminado chamado Juventude Leonina. Porquê? Não faço a mínima. Alegadamente, Sá Pinto é um verdadeiro sportinguista, que dá tudo dentro de campo, possui garra leonina, etc, etc. Para mim, em português corrente, isso é uma tanga gigantesca. Sá Pinto é dos jogadores que menos merece o estatuto de ídolo em Alvalade. Vou recordar alguns episódios que me levam a esta declaração, não diria de ódio... ou melhor, diria, diria. Chegado ao Sporting em 94/95, vindo do Salgueiros (onde se especializou a fazer a vida negra ao... Sporting), Sá Pinto não se tornou titular indiscutível imediatamente. No entanto, as saídas de Figo, Balakov, depois Amunike, foram permitindo-lhe ganhar espaço na equipa. Até que resolveu estragar tudo, em 96/97. Espetou umas bolachadas em Artur Jorge, então seleccionador nacional, e foi castigado por um ano. Foi a primeira que ele aprontou ao Sporting. Mas tivemos sorte, encontrámos um asilo para ele, no País Basco. Na Real Sociedad cumpriu um contrato de três anos: no primeiro ofereceram-lhe uma Game Box para poder ver os jogos todos da equipa, no segundo calçou as chuteiras e fez umas coisas bonitas (já que falei no poeta, acho que ele merece uma citação) e no terceiro atrapalhou mais do que ajudou. Pelo que não renovou contrato. Sem clube, Sá Pinto deu uma bela entrevista, onde revelou o que lhe ia na alma. Estava sentido com o Sporting por ainda não o ter contratado e, com uma chantagem psicológica de amador, recordou que era portista desde pequenino e que podia ter ido para as Antas em 94, mas, contra o seu coração, veio aterrar em Alvalade. Por incrível que pareça, o Sporting mordeu o isco e voltou a contratá-lo. Daí para cá tem sido o que se vê. Primeiro lesões, depois um visível (para quem quer ver) factor de impedimento de uma boa manobra colectiva, com uns golos pelo meio, claro. A última situação que me convenceu ainda mais que Sá Pinto é mais dado à sua causa do que à causa leonina aconteceu o ano passado, na recepção ao Rio Ave: penalty a favor do Sporting, Liedson prontificou-se a marcar, visto que era uma tarefa sua, mas o grande Ricardo não deixou. Ele sim, merecia marcar o penalty! Claro que tudo passou incólume, Peseiro, interrogado sobre o tema, limitou-se a mostrar o seu famoso sorriso amarelo. E hoje lá está Sá Pinto em grande, titular, às vezes capitão... E sempre, sempre, a atrapalhar o trabalho dos companheiros, como se viu esta noite em Barcelos. Na cidade minhota, um lance definidor de Sá Pinto ficou na minha memória. Wender estava preparado para entrar, quando há uma falta favorável ao Sporting perto do local da substituição. Sá Pinto marca a falta rapidamente, mas o árbitro já tinha dado ordens para a alteração. O número 10 (!) protesta ferozmente, volta a pegar na bola, coloca-a no sítio e volta a marcar o livre. O árbitro volta a interromper e o Sá a refilar. Só então se apercebe da substituição, que ia decorrer dois metros atrás de si. Resultado, cerca de um minuto perdido quando o Sporting perdia por 1-2. Para mim, este lance resume o que é Sá Pinto: pouco inteligente, precipitado, refilão... Tudo o que um jogador modelo não pode ser. Tantas vezes me revoltei eu em Alvalade ao ouvir os adeptos leoninos a chamarem tudo ao Pedro Barbosa, sempre que este perdia uma bola, e a aplaudirem Sá Pinto quando fazia o mesmo. Segundo a mole humana, o primeiro perdia a bola por ser um “chulo que não se mexe”, o segundo por “ter muita garra e dar tudo em campo”. Pedro Barbosa, um jogador com cérebro, que só queria ser apreciado dentro do campo (alguém sabe quem é a mulher dele?, quantas vezes o viram em revistas do coração?) saiu entretanto de Alvalade, sem honra nem glória, depois de dois títulos de campeão nacional, uma Taça e três Supertaças. Já o Sá, que de vez em quando lá aparece com a sua Frederica nas revistas cor-de-rosa (pelos vistos já desistiu de ser modelo), lá continua a contaminar o grupo de trabalho. Vale que apenas por mais uns meses (espero que não haja reviravoltas de última hora). Mas se for preciso ainda lhe dão um cargo qualquer no clube e teremos de o continuar a gramar... PS - Não quero ser injusto e reconheço que tenho algo a agradecer a Sá Pinto. Lá para 1996, dois golos seus permitiram uma vitória por 3-0 sobre o FC Porto, em Paris, na finalíssima da Supertaça dessa época. Nove anos depois, ainda não percebi que mais fez ele de bom pelo clube.

não tou a ver qual o problema de sá pinto ser

portista,se repararem bem,muitos ex grandes jogadores são portistas apesar de nunca terem jogado nos seniores do fcporto,o pauleta ate jogou nos juniores do fcporto e é portista,o joão pinto foi chumbado nos testes do fcporto nas camadas jovens,o sá pinto tambem queria jogar no fcporto

Re: Sá Pinto, O Enganador

"Na Real Sociedad cumpriu um contrato de três anos: no primeiro ofereceram-lhe uma Game Box para poder ver os jogos todos da equipa" Gameboxes em 97/98?!Hem?!

Re: Sá Pinto, O Enganador

Não percebeu a ironia?

Re: Sá Pinto, O Enganador

Tinha percebido a coisa de outra maneira... De qualquer das formas este texto é como uma daquelas laranjas muito grande mas que só tem casca...o sumo é muito pouco. O que sei é que o Sá Pinto sempre deu o litro pelo Sporting...e esse ódio declarado (e injustificado) pelo dito não tem cabimento e é a fonte de todo o texto. PS.- Apesar de a ironia ser um componente do estilo utilizado, não se trata de "ironia", mas sim "sarcasmo".