Luís Duque diz que não há pagamentos off-shore no Sporting | Relvado

Luís Duque diz que não há pagamentos off-shore no Sporting

 


Luís Duque diz que não há pagamentos off-shore no Sporting
Luís Duque assegura que no Sporting as transferências de jogadores se fazem em absoluta transparência e que todos os pagamentos envolvidos são discriminados nas contas do clube. O ex-presidente da SAD de Alvalade vem a público garantir que nenhum dirigente leonino agiu de modo ilícito no âmbito da contratação de João Pinto em 2000. José Veiga é arguido por burla qualificada pelo alegado desvio de uma verba envolvida no negócio e o ex-dirigente da Luz acusa os responsáveis sportinguistas à altura pelo "desaparecimento" do dinheiro. Ora Duque, que na altura liderava a SAD, garante que «não há pagamentos off-shore» no emblema de Alvalade e que «está tudo muito bem cuidado no Sporting» quanto a este e a outros casos.


Em declarações à Rádio TSF Luís Duque refere que prestou declarações no âmbito deste caso na Polícia Judiciária (PJ), frisando que informou as autoridades do modo «como as coisas se passavam no Sporting» e que «os documentos foram vistos». Desejando que «a investigação seja célere e esclarecedora», o ex-presidente da SAD revela-se de consciência tranquila perante as acusações de José Veiga que alega inocência atirando as culpas para os dirigentes leoninos. Duque assevera na TSF que no Sporting «todos os movimentos, todas as transferências estão traduzidas na contabilidade e são claras», concluindo por isso que «não é difícil fazer este tipo de investigações recorrendo ao suporte documental que existe» em Alvalade. «Não faz sentido falar-se em pagamentos off-shore que o Sporting não pagou», acrescenta o ex-homem forte do futebol leonino, assegurando que «não há pagamentos off-shore» no emblema de Alvalade e que «está tudo muito bem cuidado no Sporting» quanto a este e a outros casos.
Já na Rádio Antena 1, Duque repete a ideia de que «o Sporting não pagou a off-shores alguns nem a contas numeradas ou não identificadas», concluindo que «no Sporting sabe-se o que se paga e a quem se paga».

Sporting:

Comentários [83]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Total solidariedade com os portistas ...

...e benfiquistas desesperados e esperneantes. Como eu os compreendo: andarem embrulhados em escutas telefónicas, árbitros, rebuçados e meias-de-leite e, de repente, para descarregar as frustações no Sporting, não têm mais nada do que as declarações de um conhecido burlão vira-casacas. É de um gajo ficar fodido...!

Eu tb estou solidário contigo..

...toca a TODOS!! são só declarações... os rebuçados e meias de leite,são só figuras de estilo

Estou sem pachorra...

Acreditem que é delicioso ver como é fácil atirar terra para os olhos do portuga. Esta afirmação do Luis Duque de que no Sporting não se fazem pagamentos off-shore é o máximo. Até parece que o pagamento off-shore é ilegal. Admira-me como é que o nosso amigo Andebol é que é, que para além de economista não é parvo nenhum, e que tanto tem comentado este caso, ainda não chamou a atenção para o facto de que o pagamento off-shore não só era legal em 2000, como até era promovido pelo Governo. Seria bom que o Andebol recordasse que, no caso do Algarve que ele bem conhece, qualquer português que comprasse casa ou terreno urbanizável ficava imediatamente a pagar uma contribuição autárquica da época cujo valor era de uma percentagem de 1 a 1,5% consoante as câmaras municipais. Esse valor depressa atingia as centenas de contos. E sabem quem ficava isento? Os emigrantes durante dez anos e...já agora que estamos em momento de confidências, sabem quem ficava isento do pagamento de contribuição autárquica sempre? Adivinharam: quem pagasse por off-shore. Só recentemente a lei foi mudada. Por isso, caros senhores dirigentes e legisladores, vão gozar com outro que aqui o Bom Senso não está para aí virado. E já agora outro pormenor: Já repararam quantos jogadores foram comprados a custo zero. No caso do João Pinto a diferença, em euros, foi só de mais de seis zeros à esquerda, o que seria irrelevante se não fosse aquele maldito 1 logo no início. Ficamos pelo menos a saber que 10 milhões é igual a zero. Ai Nelson, Nelson essa Matemática na escola vai mesmo mal! Ainda, e para terminar, um último ponto: O Relatório e Contas do Sporting de 2000/2001 contemplava a transferência de 10 milhões para contratar o João Pinto a custo zero? Se não, e se o Relatório e Contas apresentado aos sócios é para encher pneus, porque razão os clubes o apresentam anualmente. Já viram a triste figura que os relvas aqui fazem quando discutem os números apresentados do Relatório dos clubes? Olhem que aquilo é a reinar, caros relvas, não se zanguem nem discutam.

Ó Bom Senso, os benefícios ainda não acabaram pá!

Tudo bem que agora, uma propriedade, quer seja on ou off shore, paga sempre contribuição autárquica, mas continuam a existir vantagens e não são poucas: quando queres vender a casa, limitas-te a vender a empresa off-shore, numa operação que não é tributada em Portugal. Ou seja, não pagas IMT, nem mais valias, pois como disse, só vendes a empresa e não a propriedade! E olha que casos destes, continuam a acontecer todos os dias no Algarve...

E para que não haja confusões...

Tal como o fiz com o Pinto da Costa desde já devo dizer que o que o cidadão leitor de jornais que todos somos deve (e pode) neste momento constatar é o seguinte: O José Veiga está indiciado num caso de alegada fraude fiscal e de burla agravada, tendo sido constituído arguido. Até prova em contrário, e enquanto os tribunais o não decidirem, o José Veiga é inocente. Até ao momento e, infelizmente, uma vez mais, o único crime comprovadamente praticado não é da responsabilidade do José Veiga, que até pode muito bem estar inocente de tudo o que o acusam. O único crime efectivamente cometido até à data é da autoria de um polícia/juiz/funcionário ou quem quer que seja que telefonou para a TVI comunicando um arresto de bens decidido contra um cidadão que ignorava (como mandam as regras da justiça) tal decisão. É incrível como se torna moeda corrente esta forma de agir das entidades judiciais sem que ninguém os chame à pedra e sem que a opinião pública, preocupada apenas em linchar o tal cidadão que todos dizem defender, manifeste a mínima repulsa. E quanto ao José Veiga, para já, é tudo. Deixemos a justiça seguir calmamente o seu caminho, se possível sem espectáculo e com responsabilização (e punição de eventuais abusos) dos instrutores do processo. As dúvidas que o cidadão suficientemente feliz para não precisar de um complemento de infelicidade dos outros para arredondar os meus fins-de-mês pode legitimamente suscitar neste momento é saber por que razão, se todos os documentos ligados à contratação de João Pinto estavam legais, por que razão só agora são disponibilizados às autoridades competentes? Será que é necessário instaurar um processo crime para a Judiciária ir pedir os documentos contabilísticos das empresas e/ou clubes? Mas o que é que andam a fazer os inspectores de finanças para além de apertarem o cerco às pequenas empresas? Quem é responsável por este "deixa correr" sempre que se trate de tubarões?

Isto já começa a fartar ...

Para aqueles que como eu pensam pela sua cabeça e tentando ser o minimo de especultativo possivel e o maximo de racional. Ponto 1: Transferencia a custo zero não existem , o clube paga sempre um premio de assinatura ou no minimo um salario maior. Ponto 2: Os valores falados são muito altos para a nossa realidade pagar 840.000 contos a um jogador só por este assinar contrato é estranho. Ponto 3: Não acredito que o SCP tivesse que pagar esta verba e o jogador não soubesse, mesmo que tivesse sido enganado inicialmente no decorrer do contrato acabaria por saber. Ponto 4: O SCP acordou pagar 840.000 mas só pagou 670.000 onde para o resto , o porque de ninguém reclamar esta verba ? Ponto 5: Estas transações são bem mais faceis de provar que as de corrupção por isso vou esperar para ver as provas que vão aparecendo. Ponto 6: Se os valores pagos foram mesmo estes então os dirigentes do SCP deviam ser julgados por gestão danosa no minimo , o mesmo se aplica ao Vale e Azevedo que libertou o jogador. Ponto 7: Estes e outros negocios levam os nossos clubes para a falencia enquanto que alguns se enchem de dinheiro.

In Publico

"Mas inda não está cabalmente esclarecido quem foi o destinatário final daquela quantia. Os dados remetidos pelas autoridades britânicas confirmam ainda a transferência processada pela Sporting SAD e as autoridades continuam a investigar o possível envolvimento de terceiros no negócio. Para já, parece estar afastada a hipótese de o Sporting ter cometido o crime de fraude fiscal, atendendo a que a liquidação de impostos incumbia ao beneficiário da verba. Aquela quantia está também sustentada numa factura entregue aos investigadores e que vem discriminada como sendo o referido prémio por transferência e que tem João Pinto como destinatário."

Re: In Publico

O Sporting até pode estar isento de culpa, ou talvez não... E se o dinheiro regresou ao Sporting depois da passar na conta da empresa? Mas eu acho que o Roquete sabe aonde para o dinheiro... Vai uma aposta?

Re: Re: In Publico

Suposições, suposiçoes, suposiçoes bah Cada um tem as suas, nao se pode argumentar por aí.... Neste momento ninguem é ainda culpado de nada.

Pontos

Por pontos 1) Até agora ninguém do Sporting foi constituido arguido. Foram todos ouvidos e apenas o Veiga foi constituido arguido. 2) "Custo zero" não existe e quem pensava que o JVP assinava sem receber uma prenda devia pensar que ele era do Sporting desde pequenino. 3) Não meto as mãos no fogo por ninguém, e muito menos pelo Duque, que da "era moderna" do Sporting deve ser o mais malandreco. Se alguém que esteja no Sporting andar a meter dinheiro parvo ao bolso (comissões existem sempre) então que seja expulso do clube o mais rapidamente possível. 4) Pagamentos para off-shores não são ilegais, apesar de achar que o Sporting não devia andar metido nisso (mas se não andasse, que jogadores é que comprava?). Se está tudo declarado... 4.1) No entanto o que o jornal Público diz é que quem depositou o cheque na tal conta foi o próprio Veiga. 5) O Veiga tá envolvido em vários processos de dívidas. É claramente uma pessoa de bem e a quem deve ser dado todo o crédito quando lhe apetece acusar alguém. Sim porque ele é com certeza inocente de tudo isso, é uma cabala do estado/fisco e do Sporting contra ele. É que o Veiga até diz que o Sporting é que tem de explicar, apesar de ser ele o arguído. Por último alguém acredita que ele estava no negócio como "amigo"? PS: Quando é que deixa de existir a figura do "empresário de futebol" ?

Auditorias

Auditorias há para todos os gostos... - Porque que razão a Price Waterhouse and Coopers, KPMG e Ernest Young não aceitam fazer auditorias as SAD's? - Porque razão só a Deloyt (das big 4) aceita fazer estas auditorias? Para os mais cepticos sobre as minhas perguntas só uma palavra : EMRON (a que levou a Artur Anderson á extinção). Fracos argumentos da direcção do Sporting, pelo menos em publico.

Re: Auditorias

Aqui há uns largos meses ouvi dizer que quem fazia auditorias ao Sporting era um empresa de alguém ligado ao clube. É verdade ?

Re: Re: Auditorias

Alguém ligado? Diz antes que o presidente do Conselho Fiscal da SAD, era o dono da empresa de auditoria, ou seja, se existir algum problema com as contas ou com a auditoria, seguramente que o Conselho Fiscal vai detectar isso... :)

Não há donos...

Existe a figura de socios... Não é bem a mesma coisa... Mas na pratica tens razão...

Re: Re: Re: Auditorias

Já agora, explica-me aqui uma coisa, tu que estás mais por dentro. Teoricamente, as contas do Sporting são auditadas por uma empresa chamada BDO - conhecida mundialmente - mas nos relatórios da SAD, é sempre feita em nome de "Barroso, Dias, Caseirão & Associados – SROC". No entanto, se formos ao site da BDO Portugal, lá estão o Barroso, Dias e Caseirão, e o Ernesto Ferreira da Silva, presidente do CF. Isto é normal? Tem alguma coisa a ver com limitações da CMVM ou parecido?

Re: Re: Re: Auditorias

Pois bem me pareceu... Estão provavelmente a atirar areia então ao dizer que blabla, está tudo auditado. :-P

Auditorias verdes

sim, é verdade, também ouvi isso, parece que quem audita as contas do clube é uma empresa pertencente ao dirigente máximo daquele clube!!! De gritos!!

Re: Auditorias verdes

O presidente do tribunal de contas tambem é do PS, e secalhar até é um bom profissional! Tu só dizes mal por dizer, porque te apetece.

Re: Auditorias verdes

Oh, então isto ainda vai durar mais uns dias/meses/anos :-P

Re: Auditorias

A KPMG é quem audita as contas do Benfica.

Re: Re: Auditorias

Do clube... Não da SAD...

Re: Re: Re: Auditorias

Ambas. Vê o post acima com o link.

Re: Re: Re: Re: Auditorias

Já vi... Mudaram de politica... Nunca aceitaram... Se conheceres algum auditor ou consultor eles explicam-te porque não fazem. Eu posso explicar porque a Deloyt faz. Absorveu a Artur Andersen e não tinha carteira de clientes suficiente, para ser rentavel. O resto só digo particularmente e off record.

Não é estar a duvidar...

...mas tens algum link disso ? Obrigado. Com os meus cumprimentos, JPS

Re: Não é estar a duvidar...

Guardo sempre os R&C do Benfica (SAD e consolidados). Essa informação consta, naturalmente, em todos. Deixo-te o link para o último relatório da SAD: Relatório Benfica SAD 2005/2006

Re: Re: Não é estar a duvidar...

Ó Gein, algo que me diz que, encostado à parede, o Veiga, do alto da sua quarta classe, nos vai dar uma lição de como se elabora um Relatório e Contas como nenhum catedrático em economia conseguiu até agora. E atenção que isto é válido para todos os clubes, não é só para o teu Benfica.

Re: Re: Re: Não é estar a duvidar...

Isso é outra coisa. Relatórios destes, e auditados por grandes empresas já existiam no tempo do Vale e Azevedo. Auditorias e presença em bolsa só são garantia de veracidade para quem quiser acreditar nelas. Mas dão material porreiro para andar a discutir o tamanho do dito. A malta acaba por se fartar de jogadores, estádios e adeptos. Há que variar...

E ninguém lhe perguntou mais nada?

Assim tipo... "Dr. Luís Duque, como explica que tenha dito aos sócios, que o JVP vinha a custo zero? Não lhe parece que um milhão de contos, mais 27.500 contos por mês de salário, é um valor um bocadinho mais alto, do que aquilo que disse na altura à imprensa?"

Re: E ninguém lhe perguntou mais nada?

O Laurent Robert tambem veio a custo zero...só que recebia ainda mais, tambem se mentiu ao dizer que ele veio a custo zero ?

Re: Re: E ninguém lhe perguntou mais nada?

O Laurent Robert não recebeu prémio de assinatura de 1 milhão de euros... Aliás o Robert deu lucro ao Benfica, pois o Benfica acho que ainda o colocou por uns 50 mil contos... :-)