Jorge Jesus enigmático na análise pós-Rio Ave | Relvado

Jorge Jesus enigmático na análise pós-Rio Ave

"Estofo de campeão quer dizer muita coisa. Mas há mais envolventes."
 
Jorge Jesus (Sporting) Conferência de Imprensa

Depois de ter perdido a liderança isolado por ter empatado uma vez mais em casa, desta vez frente ao Rio Ave, o treinador do Sporting, Jorge Jesus, comentou em conferência de imprensa, não só o jogo em sí como o eventual "estofo de campeão" que necessita para chegar ao título.

Questionado pelos jornalistas, o técnico português dos leões foi confrontado com essa mesma questão, se ao Sporting terá faltado "estofo de campeão". Esta foi a resposta, com alguns pontos enigmáticos: "Estofo de campeão quer dizer muita coisa. É preciso ter qualidade e a equipa jogou o suficiente para ganhar e está com esse estofo. Mas há mais envolventes. A equipa mostrou alma e qualidade, criámos várias ocasiões de golo e temos dinâmica ofensiva. Não fico satisfeito porque não ganhámos mas merecíamos ganhar porque jogámos muito bem."

Para Jorge Jesus, quem também tem uma boa dose de responsabilidade no desfecho do jogo de Alvalade, é o guarda-redes Cássio. O treinador verde-e-branco assume mesmo que "Cássio tirou-nos dois pontos. O Sporting tem alma para estar na frente. Hoje perdemos, amanhã perdem outros. Importante é estar lá em cima para discutir o título até ao fim."

Sobre o que resta do campeonato, assume estar tudo em aberto, e não retira ninguém da luta pelo título: "O futebol é isto: ganhámos um ponto para um rival (FC Porto), perdemos dois para o outro (Benfica). Vai ser uma luta constante. O resultado foi negativo mas a equipa fez um grande jogo e mostrou uma saúde física e mental muito forte. Fizemos tudo para ganhar."

Sporting:

Comentários [3]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Mas...

...não será para isso que o Cássio lá está?

ohohohohohohohohoh

o grande cerebro está todo

o grande cerebro está todo queimado. E o outro nem treinador é kakakakakka

o cerebro

o cérebro esta-se a ir abaixo