Sporting a 2D | Relvado

Sporting a 2D

O clube está, uma vez mais, a prazo. A direção é fraca, o treinador inexperiente e a equipa tem muit
 
Sá Pinto (conf.imprensa Sporting 1)
Lusa

O declínio competitivo verificado em Alvalade nos últimos anos tem uma justificação evidente: falta de qualidade nas sucessivas lideranças. Desde João Rocha, o Sporting não teve um presidente à altura dos pergaminhos do clube. Essa incapacidade repousa, infelizmente, num modelo eleitoral que reserva a um par de famílias o privilégio da escolha do líder do clube, elegendo, sucessivamente, indivíduos sem a mínima capacidade para liderar um clube com a abrangência do Sporting.

Este erro verteu, em consequência, para áreas vitais do clube (finanças, gestão do futebol, etc…), conduzindo o clube para a situação que se conhece. Godinho Lopes, infelizmente, prepara-se para ser mais um nome a acrescentar ao vasto rol de perdedores. Já nem querendo esmiuçar os contornos obscuros da sua eleição, recordo a forma como constituiu a sua lista, desejando saciar eventuais concorrentes. Consequência? Basta recordar a passagem de indivíduos como Paulo Pereira Cristóvão ou mesmo de Carlos Barbosa pelos corpos sociais do Sporting…

Este contexto tem, necessariamente, consequências na gestão do futebol profissional leonino. Pergunto: quantos diretores desportivos passaram por Alvalade nos últimos anos? Pedro Barbosa, Costinha, Sá Pinto e, agora, Carlos Freitas. De todos eles, quem possuía currículo adequado à função? Nenhum, à exceção de Carlos Freitas.

O mesmo acontece com a liderança técnica. Desde Peseiro não temos um treinador com um mínimo de capacidade tática para liderar um clube com as ambições do Sporting. Paulo Bento foi ótima opção de recurso, mas se atentarmos à sua evolução em Alvalade depressa compreendemos que os bons resultados foram feitos com o plantel preconizado por Peseiro. Não pensem com isto que desejo criticar Sá Pinto. Em primeiro lugar, foi “pescado” nos juniores para liderar uma situação deveras complicada. Teve mérito no seu percurso (sobretudo nas competições europeias) e cumpriu a sua tarefa. Se isso seria suficiente para considera-lo apto a arrancar com este projeto de raiz? Dificilmente.

Todos sabemos que as mudanças de treinador redundam, normalmente, numa injeção de adrenalina. Infelizmente passageira. E aquela final da Taça de Portugal teve um amargo sabor a dejá vu…

Esse receio foi transposto para esta temporada. A equipa do Sporting denota uma imensa falta de ideias, refletindo aquilo que designo por “futebol a duas dimensões”. Neste paradigma, introduzido pelo sobrevalorizado Paulo Bento, não existe profundidade, não existe balanceamento. As jogadas fazem-se mano a mano, sem real presença do coletivo. A tragédia é que temos material humano para muito mais. Temo é que não exista quem saiba capitalizar essas capacidades. Reitero, não é uma crítica pessoal a Sá Pinto, pessoa que imensamente prezo. A sua missão é extraordinariamente complexa e a estrutura que o rodeia está corrompida por vícios e incompetência. As suas probabilidades de sucesso são residuais e não é justo vir a ser sacrificado por erros alheios.

Posto isto, desejo afirmar que o clube está, uma vez mais, a prazo. Existe uma direção fraca, um treinador inexperiente e uma equipa com muitos vícios na abordagem ao jogo. Essa é a nossa maior distância perante os adversários. A margem de manobra é nula e já se contam espingardas para eleições que, provavelmente, estarão marcadas até ao próximo Natal. E este Sporting torna-se, cada vez mais, um ciclo vicioso…

Sporting:

Comentários [6]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Faço copy paste do meu comentário à crónica do RS

Porque julgo oportuno.

A questão que coloca dos presidentes é um dado adquirido. Precisamos de presidente à altura do clube, não um aristocrata do ceio nobre/burguês do clube. Precisamos de um António Salvador!

Sobre Paulo Bento, se olharmos para os resultados (com baixos orçamentos) não posso concordar, a nível de modelo de jogo implementado concordo. Acerca de Peseiro não posso concordar. Quem perde tudo numa semana, fruto de leituras descabidas dos adversários, e fica na história por perder uma taça Uefa em casa quando esteve em vantagem, com o leque de opções que tinha ao seu dispor não pode ser relembrado dessa forma, na minha opinião.

Em futebol tudo é efémero, é certo e sabido. No Domingo este "doutor" do futebol (entre muitos que pontificam na nossa televisão) dizia que o Sporting tinha resolvido o problema dos centrais, que mostrava sinais "bastante positivos" no desenvolvimento do seu modelo de jogo. Vem a derrota e esquece-se o que tinha afirmado: assim vai o nosso país, haja memória!
Desde ontem que escrevi a minha opinião, que lesa sobretudo os automatismos ofensivos da equipa e às más decisões de Sá Pinto na leitura do adversário. O Sporting perdeu, e parece uma tragédia. A sede de sucesso que reina entre nós - sportinguistas - misturada com a comunicação social (nunca favorável), prepara-se, mais uma vez, para minar o campo de guerra de Alvalade. A equipa é muito jovem, e o factor pressão será preponderante para marcar o sucesso ou o insucesso da presente época. Deveria haver calma, mas o Sporting já começou o jogo de ontem sobre brasas. O projecto do Sporting precisa de tempo e alguns novos interpretes na frente e ataque.

Nota final: "E o mais grave: até à imagem do ‘clube formador’ está a desaparecer." (citação com erro de pontuação incluído). Gostaria que medissem a febre a este "doutor" do futebol, pois tais afirmações não são cabais de alguém no seu perfeito juízo. Num ano onde o plantel do Sporting A teve um aumento bastante significativo de jovens formados na academia; onde a renovação com Patrício é um claro sinal para o interior do edifício da formação ("o topo é o Sporting"); onde a tentativa de renovação com Adrian foi assumido com tanto afinco (espero que se concretize); quando há uma "fornada" de jovens jogadores na equipa B com tanta qualidade; quando a equipa principal é constituída por tantos jovens na casa dos vinte anos; afirmar tal coisa é não ter a mínima noção da realidade do Sporting e do futebol em geral. É por este género de afirmações que não compreendo como alguém com tão poucos conhecimentos de futebol jogado, que o grosso das leituras que faz sobre os assuntos relacionados com futebol são descabidos, que se cinge a falar sobre arbitragem, tem tanto espaço de antena nos meios de comunicação social. Aconselho-o vivamente, sr. Rui Santos, a dedicar-se a outros ramos do jornalismo, vá comentar política, porque futebol é um "ciência" que desconhece.

Cumps.

Man, aquilo já não vai lá com novas eleições, aquilo está em...

auto-gestão, quem teve a presidir um "Grandalhone que em 4 filhos???, ou mais..., todos são LAMPIÕES", seguiu-se o Neo-NAZI o de braçinhos no ar a saltar/cantar com os extremistas-de-direita, infiltrados numa claque, e nos entretantos temos um cara-de-cu-à-paisana, que tem no seu currículo, ter roubado o Estado no caso dos paquetes da EXPO!!!

Percebe, o que mais por ali desanda (uns gosmas que se encostam para uns beberetes/comezainas e uns bilhetes para a tribuna presidencial), são não um Conselho Leonino a sério e de gente séria (que também por lá existe), mas na sua maioria são uns lambe-botas, a tentar manter o status-quo...???!!!

Aquela MERDA toda só com uma grande varridela e de cima abaixo, é dar lugar aos jovens outras gentes, as caras que se vêem é como os politicos sempre os mesmos profissionais do NADA, nunca fizeram nada de nada, NADINHA mesmo..., ANDOR mera ESCUMALHA que se diz do «MAIOR o SPORTING o único CLUBE de todo o PORTUGAL!!!

Ao menos que o pessoal se divirta

Isso rola desde ontem:

http://www.youtube.com/watch?v=xRl6Y0aDn5Q

Abs

Claro...

Mais eleições, mais mudanças, mais mexidas, é o que nós precisamos. aliás, o clube mais vitorioso do panorama nacional farta-se de mudar de presidente. Tenham juízo e avaliem o trabalho da direcção a quatro anos e não a quatro dias. Sempre a mesma coisa!? que gente mais bipolar!?

Eu nunca fui apoiante destes...

Esta coisa em que os consensos podres , destinados a absorver possíveis oposições , transformaram os orgãos sociais do MEU SPORTING nunca terá qualquer possibilidade de criar uma linha orientadora capaz de nos levar aos objetivos desejados ... nem remendada com sedas do oriente...
Quanto a bipolaridade ... não deve ser comigo...

Enviado por sportinguistaassumido a 18 de Abril de 2012, às 21:02.
Preferes apoiar a equipa ?
Ou vaiar a direção ?
E apoiar erros até à morte ?
A morte pode ser causada é por aqueles que defendem erros , até ao limite ... como tu (dizes)...
Esta direção não é um erro... são vários ... de casting , de falsos consensos , de comunicação e outros...
Seja feita a minha vontade , e acredito que será ex-direção rápidamente...
De toda aquela (des)organização confio em duas pessoas , o Sá e o Paulinho . o resto...
http://relvado.sapo.pt/deixem-nos-389896

Eleições no defeso...

Defendi eu aos berros , em vários foruns , ao protelar o inevitável , atirando chineses e indianos para os olhos dos sócios , enquanto vendiam o Matias por tuta e meia , esta pseudo-direção apenas conseguiu , mais uma vez , comprometer os objetivos do clube para esta época .
Parece que ninguém tem a coragem de convocar uma assembleia para por estes gajos num "paquete" e mandá-los para a índia... ou china...