Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle anti-doping | Relvado

Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle anti-doping

 


Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle anti-doping
O seleccionador Carlos Queiroz estará a ser alvo de um inquérito por alegadamente ter insultado os técnicos que realizaram o controle anti-doping aos jogadores da Selecção portuguesa a 16 de Maio, ainda durante o estágio de preparação para o Mundial da África do Sul, na Covilhã.

O treinador das quinas terá utilizado «palavreado agressivo e insultuoso», conforme avança o Diário de Notícias que revela a notícia, referindo que Queiroz «considerou inoportuna» a presença dos elementos da Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP) no estágio.

O Instituto do Desporto de Portugal (IDP) terá aberto um inquérito ao seleccionador, ouvindo «várias testemunhas, desde funcionários do hotel até elementos do staff federativo, alguns dos quais confirmaram de forma concreta os excessos» do treinador, segundo atesta o DN. A publicação aponta que o principal visado das críticas de Queiroz terá sido o presidente da ADoP, Luís Horta, que nem sequer se encontrava presente no momento do controle.

Agora compete à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) avaliar o caso, podendo aplicar uma multa ou uma sanção desportiva a Queiroz. Os visados pelo alegado comportamento do treinador consideram que este agiu de modo «ofensivo e difamatório», atesta o DN, sublinhando que esperam da parte da FPF uma atitude em conformidade.

É mais um caso a "manchar" a imagem de Queiroz depois de um Mundial 2010 que ficou aquém das expectativas. O seleccionador esteve recentemente envolvido noutra polémica depois de ter falado da «estrutura amadora» da Federação, conforme o próprio veio a assumir posteriormente, embora ressalvando ter sido uma expressão retirada de contexto.

Foto: FIFA


Seleção:

Comentários [52]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Como eram portugueses a fazer o controle

O Queiroz ficou com receio que lhe calhasse a sorte...

E pufffff...

Lá andou o Nani a dar nos nitrofuranos...

Queiroz!

Mais uma para juntar ao rol!!

Ai se fosse o Scolari...

Queiróz já andou à batatada, já insultou, já fez trinta por uma linha mas ninguém diz nem faz nada. E ainda por cima não percebe nada de futebol e levou a selecção a uma prestação vergonhosa. Se fosse o Scolari, mesmo sendo vice-campeão europeu e 4º no mundial seriam cobras e lagartos de todos os merdosos xenófobos e de todos os benfiquistas e portistas

Re: Ai se fosse o Scolari...

Bem! Acho que desta vez exageraste! Não estás a ser justo nem sério no que afirmas! Sinceramente esperava melhor de ti! Carlos Queiroz pode ter e tem muitos defeitos, mas dizer que não percebe nada de futebol um homem que foi o grande responsável pela formação dos maiores talentos do futebol português, duas vezes campeão do mundo de juniores e várias vezes europeu em várias idades, é injusto, demonstra uma imensa ingratidão (para mim a pior coisa que alguém pode ter) e é bastante pouco inteligente! A defesa, também pouco justa, que fazes de Scolari, e não sou nada contra os estrangeiros, ainda que seja portista, é ainda pior! Realmente foi vice europeu e quarto no mundo, mas esqueceste-te (?) que terminou com um Europeu onde foi fora no primeiro jogo a eliminar e não perdeu 1-0 com o campeão! Na verdade, Scolari beneficiou dos jogadores que foram criados no tempo de Queiroz na Federação, mas nunca esteve interessado em fazer nada para que se criassem novos! Quando aqueles acabaram, Scolari foi simplesmente incapaz de criar uma equipa e afundou-se mas isso é sistematicamente esquecido! Por fim: vir dizer que o Queiroz pode fazer tudo e Scoalri era logo atacado só pode mesmo fazer rir! E tenho de te aconselhar a ter muito cuidado com a memória porque isso pode ser sinal de envelhecimento precoce! Scolari fez de tudo em Portugal, desde insultar jornalistas a todos os habitantes do Porto, bateu num jogador adversário no fim dum jogo mentindo em seguida, nunca perdeu uma única oportunidade de mostrar a sua falta de educação e de respeito pelo país que o acolhia e pagava o principesco salário e terminou, anunciando, imediatamente antes do Europeu que se ia embora e tu queres dizer que este é que é o coitadinho? Só um pequeno aparte: qualquer treinador que soubesse um pouquinho de táctica não tinha perdido aquela final com a Grécia! Isso é que nunca lhe perdoarei! Tem cuidado com a tua saúde mental amigo porque é um bem precioso! E recebe um abraço!

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

as peças do puzzle vao-se juntando

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

Carlos Queiroz tem-se revelado um mau carácter. Ele anda a batatada com um gajo no aeroporto: manda bitaites aos portugueses que não o apoiam constantemente nas conferências: dá desculpas sempre para os seus erros: trata mal as pessoas do controlo anti-doping, enfim, tem sido um gajo sem carácter nenhum.

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

Meu caro Tom, que nova regra tipográfica é essa de separar as orações através de dois pontos?... ;)

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

Meu caro, confesso que não sei como te explicar isso, senão que resulta de um vício. Mas, atentando bem, e fora isso que me levou a colocar os dois pontos, as orações são como que enumeradas, logo usa-se dois pontos. Acontece que, se calhar deveria ter colocado dois pontos logo após a primeira frase, na medida em que, Ele anda a batatada com um gajo no aeroporto é já uma enumeração. Serve igualmente para realçar o que digo. Não vejo honestamente onde esteja o problema.

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

No teu enunciado, acho que só faria sentido a colocação dos dois pontos a seguir à primeira frase ("Carlos Queiroz tem-se revelado um mau carácter:"), porque este sinal antecede uma enumeração, não faz parte dela. Todos os outros dois pontos seriam, na realidade, vírgulas. Da maneira como escreveste, parece que estás constantemente a hierarquizar a informação que dás, ou seja, que a oração que vem a seguir é sempre a explicação da anterior. Percebes o que quero dizer? Abraço!

Correctíssimo!

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

Percebo, e refiro isso em comentário anterior: “Acontece que, se calhar deveria ter colocado dois pontos logo após a primeira frase, na medida em que, Ele anda à batatada com um gajo no aeroporto é já uma enumeração. . Ou seja, o que dizes, dois pontos em vez de ponto final na frase “Carlos Queiroz tem-se revelado um mau carácter .

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

Exacto! A não ser que queiras inventar um novo estilo literário "à Saramago"... Eheheh... ;) A nossa linguagem é riquíssima e dada a inúmeras variações. Se me apresentares uma frase cheia de dois pontos, embora não pareça bem à vista, por ser raro de se ver, até poderá estar correcta gramaticalmente.

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

É fácil, o Luís Peixoto usa dois pontos com frequência. E o Kerouack usava o travessão em vez do ponto final.

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

é fácil de explicar: o peixoto usa frequentemente 2 pontos em alusão aos milhares de piercings que usa,o kerouak era mais o vinho e o lsd a falar por ele

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

Subscrevo e acrescento: É um homem para gerar Erística e não para gerar Vitória, pouco discreto e descontextualizado. Um abraço

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

Erística: nem mais, Vattimo.

Re: Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle ant

Erótica, ainda é melhor!

Erística??? Que termo tão barroco e tão descabido!

Descabido, talvez, conceitos.

Caro catota, muito boa tarde. Já se encontra inscrito na Ordem? Já pode desempenhar funções? Eu simpatizo com o estilo barroco... Muito agradecido. O caríssimo catota, revela-se pela dificuldade de exercício ou faculdade de abranger com o pensamento, no “fundo” de apreender conjuntamente ideias, noções e fenómenos..., assimilando. Confesse lá... É muito organizado e prático, muitíssimo pouco criativo e abstracto. Sociopata é eminente ou não (Consulte e reproduza como um disciplinado/cristalizado escriba da actualidade o inventário/catálogo exaustivo, repleto de padrões patológicos e diagnósticos – DSM IV/CID 10)? Saudações

Re: Descabido, talvez, conceitos.

Eu também simpatizo com estilo barroco, Vattimo. Julgo que o Catota tem dificuldade de interpretação, ou então é um exegeta mas pouco dado à exegese.

Re: Descabido, talvez, conceitos.

Caro Tom muito boa tarde. Exegeta!? Talvez. No entanto, creio que este é um assunto muito pessoal por parte do usuário, no qual os restantes intervenientes (nós) são alheios – impotentes face ao seu objectivo intrínseco - não creio que se deva apontar somente como motivo a dificuldade interpretativa sobre a defesa de uma posição singular, que apresenta intenções maliciosas (já não é a primeira ocasião que se intromete e posteriormente censura os meus humildes comentários, por vezes creio que é premeditado) … A soberba típica deste usuário que aqui predominou uma vez mais é sobreposta aos interesses e relacionamento da maioria dos usuários que compartilham um fórum. È um usuário que somente consegue comunicar com um número restrito de indivíduos “amigos” que aqui deambulam, o que levanta suspeitas sobre o seu objectivo principal. Irei ignorá-lo (sou solidário com a sua inquietação), pois é um ser que se move e repousa sobre interesses antagónicos aos meus… Um abraço

???

Escreve em português para eu te poder responder

Re: ???

Um "aspirante de… (?)", não carece de "reprodução".

Re: Erística??? Que termo tão barroco e tão descabido!

Descabido? Ora diga-me sua excelência porquê.

Por váriadíssimas razões!

Mas só te vou dar duas: a forma como ele escreve a sentença pressupôe a oposição de um significado a outro o que não é verdade. Segundo porque é um termo erudito que se refere à sofística, coisa que Queiróz não é de certeza porque os argumentos que ele apresenta são tão idiotas que chamar-lhes sofismas seria um insultos aos erísticos.

Re: Por váriadíssimas razões!

Bem vamos por partes, então, senhor dr. Qual a oposição de significado se refere sua excelência? Erística: substantivo feminino: Rubrica: filosofia - na antiguidade grega, arte ou técnica da disputa argumentativa no debate filosófico, desenvolvida sobretudo pelos sofistas, e baseada em habilidade verbal e acuidade de raciocínio Uso: pejorativo: em Platão (427-348 a.C.), argumentação que, buscando unicamente a vitória em um debate, abandona qualquer preocupação com a verdade. Vattimo usou o termo para dizer que Queiroz é um homem de gerar erística e não vitória. Que é que não se entende aqui, senhor dr? Depois, dizer que Queiroz não pode ser sofista só pode ser piada, porquanto qualquer um de nós o é quando a finalidade não é efectivamente a verdade mas a vitória no debate.

Re: Por váriadíssimas razões!

Tu que caralho estás a dizer pá? Vattimo escreveu que Queiroz é um homem para gerar erística, ou seja, um homem que busca apenas a sua vitória no debate sem se importar sequer com a verdade. Efectivamente isto é o Queiroz. E não é um sofista?

Bem me parecia que não fazias ideia de nada!

Passar bem!

Re: Erística??? Que termo tão barroco e tão descabido!

Porque sim! :)