O ‘caso Hulk’ e o ‘apagão colombiano’ no FC Porto | Relvado
Lead: 

O FC Porto cada vez mais dependente de Hulk. E isso acontece quando o FC Porto precisa de o vende

O FC Porto, ao vender Falcao, sabia que o produto dessa venda iria ajudar a aliviar um pouco questões prementes de tesouraria e os seus responsáveis partiram do princípio que as rotinas adregadas no passado com o mesmo conjunto de jogadores e a aposta em Kléber iriam ser suficientes para compensar a saída do ponta-de-lança colombiano para o Atlético de Madrid.

Os primeiros jogos do jovem Kléber, com a equipa a mostrar o mesmo grau de entrosamento que havia evidenciado no consulado de André Villas-Boas, deram sinais de que Kléber poderia ser, na verdade, a peça que faltava para completar o puzzle. Afinal, era apenas uma peça do puzzle, mas como se sabe os puzzles são assim; basta faltar uma peça para não se conseguir realizá-lo...

O FC Porto fez o negócio mas não resolveu a questão desportiva como julgava ser possível, até porque nunca conseguiu fazer de Walter um jogador totalmente empenhado e importante para o plantel.

Este erro está a condicionar a equipa na presente época futebolística.

Antes (com Falcao), a equipa não estava tão dependente da inspiração de Hulk; agora está totalmente dependente de Hulk, o que se ressente igualmente no rendimento de todos os outros jogadores.

Com Villas-Boas, a equipa conseguia um excelente equilíbrio sectorial e Hulk fazia parte da solução. Porque o adversário não apenas se fixava nas movimentações do brasileiro como não podia de perder a concentração sobre o homem-golo, Falcao. Com Vítor Pereira, Hulk é achado como a solução. E, por isso, a própria equipa, nos seus momentos de construção, sente-se menos confortável e mais condicionada. Para além de que o trabalho de marcação do adversário fica mais facilitado.

Talvez não seja por caso que o trio atacante se perdeu neste processo. Varela deixou de ser o extremo diligente e profícuo de outras eras. E, no lugar de Varela, nem Djalma nem Cristian Rodríguez conseguem estabilizar, com James a acender e a apagar -- ele que prometia ser a grande figura da temporada (a par de Hulk), com a saída do seu compatriota.

Com a decisão de Falcao em procurar melhor situação financeira (já se sabia que trocar o FC Porto pelo Atlético de Madrid seria um flop, desportivamente) e não havendo, no plantel, quem o substituísse ‘de caras’, os portistas ficaram com um problema nos braços, que voltou a ser evidente no jogo de Alvalade.

É que a própria mudança de sistema táctico (de 4.3.3 para 4.4.2) fica difícil sem um ponta-de-lança de raiz, atendendo igualmente às características de Hulk.

Kléber e Hulk na frente? Não me parece. No actual quadro, a melhor solução, teoricamente, passa por Hulk, Kléber e James (Varela), mas já se percebeu que Vítor Pereira não está muito virado nem para afirmar Kléber nem para fixar James ou Varela  (para além das lesões) -- e daí as constantes e nada profícuas mudanças, com repercussões ao nível da própria confiança dos jogadores.

A quebra da continuada dinâmica de vitória (eliminação da Champions) também desgasta, emocionalmente, os jogadores, que nalguns casos começam a tornar mais forte a vontade de sair.

Guarín chegou a ser muito importante no ‘onze’ de Villas-Boas. Há um ‘apagão colombiano’ no FC Porto (Guarín e James). Terá a ver com a saída de Falcao?

Foi no FC Porto que Hulk se transformou num ‘caso’. Num bom ‘caso’. Um jogador raro, pela sua capacidade explosiva e pelo seu poder de remate. Enfim, pela sua força explosiva.  Apesar disso, toda a gente sabe -- e o mercado, principalmente -- que Hulk não vale 100 milhões, sobretudo neste tempo de crise em que os clubes precisam de saber adaptar-se às realidades (inclusive do ‘fair-play’ financeiro).

Quando Hulk, no seu jeito de menino, perceber isso -- e talvez esteja a começar a perceber... -- pode tornar-se num ‘duplo caso’. E um ‘duplo caso’ com Hulk é tudo o que o FC Porto necessita de evitar...

(Rui Santos escreve de acordo com a grafia do português pré-acordo ortográfico)

Rui Santos no Relvado 1 (fundo verde)
Taxonomia: 
Rui Santos

Olá

É incrível como passados tantos anos, o lápis vermelho ainda silencia os portistas. Ou tenta silenciatr...há um que não calam e que não conseguem parar...o incrível Pinto da Costa! PC continua e continuará a dar baile a jornalistas da sua estirpe. Pinto da Costa é único. É o melhor dirigente desportivo de sempre da história do futebol. è obra. é um génio que não merecia viver num país cuja capital é Lisboa. Pinto da Costa não ser reconhecido no seu próprio país é um bom sinal, Ninguem gosta de ser reconhecido por gente burra que entre outros feitos faliu um país. Reconhecimento é bom, mas lá fora, sobretudo em países desenvolvidos ou nos BRIC.

Como resposta ao apagão

Como resposta ao apagão colombiano, James Rodríguez, e na primeira oportunidade faz alguma luz com 2 golos de levantar o estádio! Venham-se mais apagões destes!

olá

Quando puder, fale sobre o apagão de Aimar, Enzo Perez, Gaitan, e Saviola. Andam desaparecidos, porquê? Já agora, e para que conste, o apagado James Rodriguez tem mais golos na liga do que esses iluminados todos. é obra. Agradece-se mais uma vez a luis filipe Vieira, este presente colombiano - o miudo james rodriguez. ò amigo, e não haverá no porto nenhum apagão uruguaio? o fucile, realmente, tem estado apagadito ao contrário do A. Pereira (outra prenda do Pai Natal Vieira), que tem jogado para mundial. o que acha que se passa com o fucile, tadinho do miudo, parece quase o Cpadevilla. Por falar em uruguaios, não fale por favor sobre o Rodrigo Mora, esse prodígio incapaz de marcar um golo.

Olá

Estranho apagão do meu comentário sobre o apagão argentino na Luz...não tinha asneiras, não faltava ao respeito a ninguem, mas os senhores qual lápis azul, censuram o comentário. Não gostaram da opinião, foi isso? Que site tão triste, nem educada e civilizadamente podemos inserir comentários neste reino de benfiquistas. é triste

Nota da Edição

No seu comentário utilizava termos inadequados e ofensivos para com terceiros.

3 comentarios nenhum aparece???

Nao es jornalista mas sim um reporter de palas

Não há nenhum apagão mas sim um mau treinador!

Este é um artigo fraco em que Rui Santos dá mais largas á sua vontade secreta de ver o Porto ir abaixo que à análise intelectual e aos factos.
O que acontece no Porto é que tem um mau treinador! Os jogadores estão mal, do ponto de vista físico e anímico e isso reflecte-se, e de que maneira, nas suas performances no relvado.
Porquê falar dos colombianos? É um facto que Guarin começou muito mal e as lesões impediram-no de ser capaz de alcançar um apuro de forma aceitável. James, começou bem, vindo do Mundial de sub-20, mas rapidamente piorou até estar a um nível baixo. Mas qual a diferença para os não colombianos? Vejamos:
Brasileiros: Fernando tem estado muito abaixo do que sabe, sobretudo nos passes, Hulk a jogar ao meio, é uma presa relativamente fácil para as defesas contrárias. Maicon, depois de não ter estado bem como central é agora lateral direito e ninguém fica feliz por o ver lá! Alex Sandro, comprado por 9 milhões,. não joga nunca. Kléber assume que está abaixo do que esperava e Souza até acha que pode sair para jogar!
Salva-se Helton, o único à altura dos seus pergaminhos.
Uruguaios: Fucile jogou tão mal que foi para fora do banco; Cristian Rodriguez vai ser vendido e é por isso que vai jogando, de forma muito fraca. Até Álvaro Pereira que vai atacando, recua a passo e atrasa-se.
Argentinos: Otamendi é o melhor tendo conquistado a titularidade com exibições positivas regulares. Belluschi tem sido titular, mas a quantidade de passes errados é assustadora! Iturbe nunca está pronto para jogar!
Outros: Mangala (francês), Defour (blega) ou Djalma (angolano) também não têm um rendimento que nos entuisiasme!
Portugueses: Varela simplesmente eclipsou-se; João Moutinho é uma sombra do ano passado e o próprio já veio dizer publicamente que não está bem. Rolando joga sempre sabe-se lá porquê, porque os erros acumulam-se trazendo insegurança à defesa dos dragões.
Se os diferentes grupos de origem não têm diferenças significativas, porquê por em causa os colombianos?
O problema é mais grave! O problema tendo em vista que todos os grupos de jogadores estão mal, bem abaixo do que j+a renderam no clube, é de quem os prepara e os obriga a jogar como quer que eles jogoum! O problema chama-se Vítor Pereira e não é nada por acaso que todos os meus amigos benfiquistas querem que ele fique no Porto muito tempo! Não tem competência para o lugar que ocupa e é o responsável pela má forma que , não os colombianos mas todos os jogadores da equipa mostram!

apesar de tudo.....

de muita parra e pouca uva neste artigo algumas coisas não deixam de ser verdade...
- A dependência de Hulk é real, e tanto ser real que é dos jogadores que mesmo estando a jogar mal VP não mexe, e isso por vezes acaba por mexer com a confiança (do próprio porque se desgasta em busca de uma solução quando nada sai bem, e dos seus companheiros que vêm alguem em sub rendimento e é sempre preferido em relação a eles), será o plantel do Porto tão curto de opções??

- Guarin e James são duas questões estranhas, se é conhecido que Guarin normalmente "só começa" a jogar a partir de Dezembro, tb é real que uma equipa professional não pode ter no seu plantel alguem que só joga quando lhe dá jeito, Guarin tem sido talvez o jogador por quem mais VP tem suspirado porque precisa de alguem que ajude Fernando e ao mesmo tempo apoie Moutinho na construção, ou seja, Guarir é o Box to Box que o Porto necessita, só não se entende se é por divergências com o treinador ou por mera opção ou por outros factores desconhecidos este Colombiano teima em não aparecer, já James começou a época em grande nivel sendo inclusivé decisivo em alguns jogos, mas a partir de aquela expulsão nunca mais foi o mesmo, perdeu fulgor ?!? perdeu forma?!?! ou perdeu a vontade?!?!, é que se é verdade que a equipa depende em demasia de Hulk, tb é verdade que não existe mais ninguem no plantel a merecer tal dependencia, porque ao menos com hulk a equipa tem garantia de esforço, luta e garra, parece que ninguem espera mais do que aquilo que dão.

O Porto neste momento está em busca de dinâmica, mas com HULK a avançado, é o mesmo que tentarmos acertar com uma pressão de ar num pombo em movimento, em 4 tiros acerta 1(em 4 jogos tem apenas 1 que se considera bem conseguido ), o Hulk é um jogador que necessita de espaço, no jogo contra o SCP viu-se isso mesmo o Hulk a fugir sempre para as alas ficando o centro do terreno vazio porque não tem um ponta de lança de referência...
Com a venda de Falcão o Porto ganhou ma almofada financeira jeitosa, mas ao mesmo tempo ficou sem o colchão que o separava do estrado de picos, e é isso mesmo, o Porto agora anda em cima de um estrado de picos que ao minimo deslize pode atirar a época inteira pelo cano, e nessa altura até a bela almofadinha financeira de nada lhes valerá...

Nao ligues a esta amostra de jornalista

O homem deve ter tido pesadelos com o apagao da luz e resolveu escrever....nao teve conhecimento das lesoes do Guarin e do James.... e escreveu um pouco cedo de mais....O James respondeu-lhe ontem dentro de campo....
POOOOOOOOOOOOOOOOORTOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!

Nem parece que estejas a par da situação, caro Rui Santos.

O FCP nunca esteve interessado na venda de Falcão e a sua saída deveu-se apenas à pressão exercida por ele próprio no sentido de poder arrecadar um ordenado mensal 4 vezes superior ao que recebia no Porto.

Pinto da Costa sabia mais que ninguém o valor de Falcão e é óbvio que não seriam os trinta e tal milhões de euros que compensariam a sua saída.
Infelizmente para o Falcão e para os dragões a sua saída apenas beneficiou os cofres dos dois intervenientes no negócio e prejudicou quem pagou o que pagou por ele, a todos os níveis, já que Falcoão não está a render aquilo que o Atlético de Madrid esperaria dele quando o negócio foi fechado.

Também não é garantido que o Hulk seja o astro rei, já que até ao momento ainda não tivemos a oportunidade de ver como jogará a equipa quando ele, Hulk vier a ficar de fora do onze.

Quanto a mim, não existe qualquer apagão colombiano, existe sim uma carente falta de orientação na equipa dirigida por Vitor Pereira, treinador este que está a léguas de ser o treinador ideal que o FCP necessita.

Tanta azia...

Pelo que leio nos comentários anteriores há muitos colegas de bancada com azia. Parece que, quando neste Relvado, o jornalista Rui Santos aborda temáticas alusivas ao FC Porto surgem muitas indisposições. Eu que me interesso mais sobre as questões do Sporting, entendo percebo que o jogador Hulk é mesmo muito importante para o FC Porto. Até serve para o presidente fazer ´bluff' com o valor da cláusula do contrato do jogador..

Um facto é um facto e, o FC Porto treinado por Vitor Pereira é MUITO INFERIOR ao FC Porto treinado por André Villas-Boas. A classificação no campeonato é um facto. Já para não fazer referência ao afastamento da Taça de Portugal e outras competições a nível internacional.

Azia?

Um adepto do Sbortink falar de adeptos do FCP com azia e como dar de comer cenouras a crocodilos. Ha quanto tempo nao cheiras o campeonato, a liga dos campeoes, a taca de Portugal a taca do bairro etc etc.
Entao tu interessas-te mais por questoes dos verdes e vens ler comentarios AZUIS??? deves ser parvo e ainda tomar cafe em coimbra por 20 tostoes.....

PAH! Não posso...

A sério senhor RUI SANTOS já pensou em fazer uma TESE de DOUTORAMENTO em PSICOFILOSOFIA do DESPORTO? As suas análises são de RIR, gostava de ver a cara do júri quando fosse DEFENDER a TESE! LOL

Ó Santos

Os teus temas esgotaram? Arranjaste este à pressa?

Para variar...

...a falar do F. C. Porto...

Artigo desinteressante...

...repleto de especulações e pseudo conhecimento tático.

Adorava ver o sr Rui Santos com estas teorias de trazer por casa, treinar por exemplo uma equipa amadora. Era a risota suprema.

O sr não pesca patavina disto e não é a linguagem que usa (corriqueira para alguns), que fazem de si alguém do qual haja algum interesse em ouvir sobre noções de futebol.

cumps

A mesma lenga-lenga de sempre

Desde que me lembro o FC Porto para os jornalistas esteve sempre dependente de alguém, estava dependente de Gomes, estava dependente de Kostadinov, estava dependente de Jardel, estava dependente de Deco, Falcao, Hulk e por aí fora.

Qualquer equipa do Mundo não está dependente de nenhum jogador mas sim de vários jogadores, mas sim de um sistema de jogo coeso, claro que os grandes jogadores são sempre importantes mas não provocam dependencia quando uma equipa tem os seus processos de jogo bem assimilados e está em boa forma fisica e mental o que não é o caso deste FCP.

Adiante, não sei onde é que o Sr.Rui Santos ouviu/leu que o Hulk quer sair, ou acha que é o timing para sair se calhar tem informações que eu não tenho ou consegue prever o que o Hulk vai dizer num Futuro próximo já que até agora não ouvi nada nesse sentido bem pelo contrário Hulk e o seu impresário têm sido correctos com o FCP e têm respeitado o contrato que o jogador assinou, ao contrário de muitos parasitas, perdão empresários de futebol que por aí andam que se esquecem que os "seus" jogadores não foram coagidos nem pressionados a assinar um contrato que supostamente têm que cumprir.

O tal apagão Colombiano que fala, Guarin começou a época lesionado e com mazelas fisicas, depois voltou a lesionar-se antes de recuperar a boa forma, sendo assim é complicado ser opção, quanto a James começou a época muito bem se bem se lembra perdendo agora algum fulgor, acontece aos melhores, deixemo-nos de teorias da conspiração.

Cumprimentos

Treinadores!!

Este país, perdeu dois grandes treinadores! O sr. Lobo e o sr. Santos, sem duvida que teriam feito grandes carreiras como treinadores!! Melhor só mesmo a fazer comentarios em um qualquer canal de tv!!

Concordo plenamente

Nao percebo como o clube de bairro nunca foi buscar este senhor para treinador ou ate para acessor de noticias. Ele e o JJ e que percebem....

Gosto de ler estes artigos de

Gosto de ler estes artigos de ficção. Na semana passada foram os NÃO CASOS do Rúben Amorim, Eduardo, Capdevila e Enzo Perez. Esta semana são os casos do Hulk e do Guarin! Bem...isto deve ser para rir. Hulk está feliz e a jogar razoavelmente bem no Porto (pelo menos não demonstra estar contra vontade) e Guarin sempre começou mal todas as épocas no Porto. Ainda para mais, ele é um jogador algo pesado e que teve uma grande copa américa. Escusado será dizer que se o Porto tivesse ganho o último jogo da champions contra o Zenit, neste momento não havia crise no Porto. Más exibições, todos os clubes têm. A imprensa é que quer destruir um plantel que limpou tudo no ano passado.

tens de ser menos clubista se

tens de ser menos clubista se queres encarar de frente verdades ou falsidades amigo

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.