O regresso da Vecchia Signora! | Relvado

O regresso da Vecchia Signora!

A força que envolve a Juventus é demasiadamente grande para o deixar cair. Um exemplo a rever!
 
Juventus festeja golo
Lusa

Verão de 2006, o processo "Calciocaos" está na sua fase mais quente. Clubes como a Juventus, Milan, Lazio, Fiorentina, etc...encontram-se a braços com a justiça. Em causa, um escândalo de viciação de resultados nos principais escalões do futebol italiano, que assentava num esquema de nomeação ilegal de árbitros favoráveis aos respetivos clubes.

Confirmados os factos levados a tribunal, as equipas incorreram em perdas de pontos, perda do direito a disputar as provas europeias paras quais se haviam qualificado, obrigação de disputar jogos à porta fechada, entre outros.

No entanto, e no centro da polémica, estava a Juventus. Como (suposto e provado!?) principal beneficiário deste esquema incorreu, entre outras penas secundárias, na perda de dois campeonatos nacionais e na descida à 2ª divisão italiana.

O clube com mais vitorioso em Itália que, pelas mãos dos seus dirigentes, viveu a página mais negra (e talvez mais humilhante) do seu historial, ao ser relegado para a série B, perdendo momentaneamente um lugar sob os holofotes da ribalta.

Desportivamente, e apesar de ter visto sair alguns dos seus elementos mais emblemáticos, a Juve conseguiu manter um plantel minimamente equilibrado (com Buffon e Del Piero à cabeça), o qual lhe permitiu regressar logo no ano seguinte à primeira liga italiana.

Cinco anos depois, e após uma pequena travessia do deserto, uma vitória na série A sem derrotas, o primeiro lugar na temporada corrente com bom avanço para o 2º classificado e a presença (mais do que certa) nos 1/4 Final da Champions, permitir-me-ão afirmar que a Vecchia Signora está de volta, de boa saúde e recomenda-se.

É uma prova clara de que um clube desta dimensão, se por um lado não pode estar acima do poder judicial (devendo, por isso, ser responsabilizado pelos maus atos praticados pelos seus representantes), por outro não deve recear estes obstáculos no seu caminho, pois a força que o envolve, é demasiadamente grande para o deixar cair.

Um exemplo a rever!

Internacional:

Comentários [4]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

jogam imenso e são um exemplo

jogam imenso e são um exemplo a seguir. A contratação de Pirlo é excelente não é velhice é expereiência.

A Juventus é um exemplo pela sua gestão desportiva

à la Juve... eu cresci a ver a Juve vender jogadores aos adversários e ganhar campeonatos uns atrás dos outros, e mesmo quando não vendia a adversários, nunca recusava uma boa proposta.

Foi assim com Vieri por 15M€, foi assim com Inzaghi vendido na altura por 35M€ ao Milanfoi assim com vários jogadores, estranhamente com Baggio um dos jogadores que me deu mais prazer ver jogar, não ganharam nada e viram-no a assinar pelo Milan.

Mas, existia ali a noção que jogadores são muitos no mundo, e como as assistências nunca foram o forte da Juve pelo clima adverso em certas alturas, e como tal o Milan e o Inter tinham mais receitas, eles fizeram da inteligência a sua força, e ainda me lembro de terem ido 3x seguidas à final da Liga dos Campeões vencendo apenas uma, sendo que a primeira perderam-na com um golo claro com a mão do Real de Madrid.

Foram para a 2ª divisão e através duma política de contratações segura conseguiram um plantel equilibrado sem aquelas estrelas brilhantes como Ibra ou Balotelli, mas com um colectivo fantástico e com jovens jogadores que poderão ser as vendas do futuro.

Sem duvida.

Por exemplo : a fiorentina chegou a ir à falência devido às dividas. Depois refundaram um novo clube sem essas dividas, visto ser na teoria um novo clube. Embora na practica fosse o regresso da fiorentina. Se os adeptos\sócios de um clube nestas circunstancias nunca abandonarem o seu clube do coração, é uma questão de anos e paciencia para ressurgirem como grande clube. O adeptos e sócios do Sporting, se mentalizarem que nos próximos anos não poderemos lutar pelo titulo, mas que todos juntos iremos estar unidos e nunca iremos assobiar ou deixar de ir aos jogos e pagar cotas e também estar de olhinho bem aberto ao que a nova direcção está a fazer, então é meio caminho andado para recuperarmos o topo do futebol português, que é nosso por direito.