Vítor Pereira e o eterno fantasma | Relvado

Vítor Pereira e o eterno fantasma

Será que Vítor Pereira consegue conviver e acabar com os fantasmas ou será preciso que Pinto da Cost
 

Meus senhores, quem já fez o exercício de se colocar na pele do treinador do FC Porto? Afinal assumir um posto tão importante de uma hora para a outra para tapar buraco (não que se ponha em causa a sua capacidade), e basicamente em cima da hora, é preciso coragem e confiança na própria capacidade.

Bem, eu particularmente gostava da continuidade de Villas-Boas, mas o atual treinador do FC Porto não me desagrada de todo. É conhecedor da matéria, tem a vantagem de ter pertencido à equipa técnica do antecessor e conhece muito bem o plantel.

Ora o seu único pecado, a meu ver, é querer ser um Prof. Pardal, gosta de inventar muito - se contra o Feirense era preciso marcar e se tira o Kléber, era preciso colocar outro avançado ou não? Contra o Benfica tirar o Guarín foi um tremendo reforço para os encarnados, afinal com a má entrada de Belluschi nem se defendeu e tão pouco tornou a equipa mais agressiva.

Agora acho que devemos dar o benefício da dúvida ao Vítor, afinal ele tem convivido com a desconfiança da comunicação social, de parte dos adeptos e talvez até de alguns dirigentes do clube.

Assim Vítor Pereira teve e tem que conviver com o fantasma do 1º jogo oficial, do 1º jogo fora de casa, do 1º jogo pela UEFA, do 1º clássico da Liga Portuguesa, do 1º jogo UEFA fora de casa e por aí fora... Como será com a primeira derrota? Será que a casa vai cair? E se perder a Liga Portuguesa, será condenado?

Até porque o Benfica neste momento é ligeiramente superior, estando em igualdade de condições, e o treinador do FC Porto perdeu a pequena almofada que tinha em relação ao rival mais direto... Além do mais podem contar com o Sporting crescendo muito de produção e o SC Braga colado nos grandes como uma incómoda carraça! Bom, muito bom para o futebol português, era disto mesmo que precisávamos.

Agora será será que Vítor Pereira consegue conviver e acabar com os fantasmas ou será preciso que Pinto da Costa contrate um caça-fantasmas? Quem viver verá!

FC Porto:

Comentários [11]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Os fantasmas...

No Porto existem sempre fantasmas. Villas Boas herdou uma herança natural de Jesualdo e agora acobtece o mesmo com o Pereira. É normal, são heranças boas, grupos de trabalho campeões.
Inventar é outra coisa.
São bem piores os fantasma do Sporting.

Vitor Pereira

Depois de 3 péssimos resultados de repente tudo se questiona, definitivamente não somos clube habituado a perder....

Vamos pelo início, Villas-Boas abandona o clube e de repente precisa-se de uma alternativa, PdC (é a versão oficial pelo menos) lembra-se de Vitor Pereira, adjunto a quem reconhece capacidade para um bom trabalho.

O Plantel, e isto é um ponto importante, começa com muita indefinição: Alvaro Pereira, Fucile, fernando, Moutinho, Rolando e Falcao (este acaba mesmo por sair) são os mais falados para sair.

Entra Kleber, Defour e Mangala- como apostas mais consistentes, e Alex Sandro , Danilo e Iturbe para o futuro, pelo menos não como apostas imediatas.... Opta-se por não se contractar um segundo Ponta de Lança sendo Waalter uma aposta quase nula.

Kleber começou mal fisicamente, e este é o 3º jogo seguido que V.P. tem que o substituir, erro tremendo da SAD ao não lhe dar uma alternativa. Depois temos jogadores que estão pontos abaixo do esperado ou em comparação com o ano passado: Beluschi, Guarin, Varela, Moutinho e mesmo Hulk. Foram jogadores decisivos em diferentes alturas do ano que este ano ainda não "resolvem"

Muitos põe em causa a sua capacidade de liderar a equipa, alguns falam de inexpriência ( AVB tinha apenas 1 ano de experiencia), outros de não ter unhas para esta equipa, e há quem lhe aponte o dedo ao tentar oinventar e correr mal (ultimos 3 jogos)

Sobre este ultimo ponto, errou (quanto a mim) ao não meter Maicon e passar Ota para lateral, mas pouco pode fazer por exemplo quando Kleber se lesiona em 3 jogos.... Este mesmo V.P. foi o mesmo treinador que empatou com o SLB sendo quase crucificado por isso ,mas esquecem-se de que podia ter o jogo resolvido na primeira parte....

Resumindo, há que ter calma e confiar, é este que lá está e com ele que estamos na luta

Poder, podia mas...

"Este mesmo V.P. foi o mesmo treinador que empatou com o SLB sendo quase crucificado por isso ,mas esquecem-se de que podia ter o jogo resolvido na primeira parte...." ! Nao era nada facil ja que o Porto criou duas oportunidades de golo, a serio, das quais marcou uma o que nao e mau!

não podem crucificar o homem

ele no fundo está a fazer aquilo a que se propôs, descolar-se completamente do antecessor Libras Boas.

o problema é que não está a apenas a descolar-se, está a ser também o oposto a todos os níveis :'D

antes do natal dará o lugar ao jardim (apesar de preferirem o emanuel) para enfraquecer o principal rival na luta pelo segundo lugar…

"Só espero não estragar o que tenho em mãos"

Dizia ele há bem pouco tempo…

Sinceramente ontem tive pena do homem na flash interview, no meio de atribuição de culpas aos jogadores, só lhe faltou desatar a chorar.

Ele é bom treinador, dêem-lhe tempo… ironic mode off

Vida difícil

Não sou propriamente fã do atual treinador portista, mas penso que a questão não incide inteiramente na gestão do perfil técnico da equipa.

Sejamos claros: já no ano passado o Porto evidenciou lacunas no plantel em termos ofensivos (excelentemente mitigadas com a época fantástica de Falcão e Hulk). Com a venda do colombiano os problemas só poderiam acentuar-se. Kléber é bom mas nunca será Falcão e não se sabe bem o que é possível esperar de Walter. Hulk, apesar de ser um extraordinário atleta está órfão pois perdeu a referência com quem dividia a fatura do jogo ofensivo.

Claro que o treinador não pode ser dissociado do empate nas Antas num registo altamente improvável no recente historial portista. E a derrota na Rússia ensombra ainda mais o futuro próximo deste técnico. Mas reduzir a questão a Vítor Pereira é claramente redutor...

End

São dois os problemas do FCP,

de índole conjuntural bem como de natureza estrutural, a ausência de dois avançados centro e a falta de um Treinador, respectivamente.

O FCP

tem de facto lacunas importantíssimas no plantel, mas não estou de acordo contigo quando dizes que é redutor reduzir a questão a VP, isto porque a equipa marca golos, e inclusive está em vantagem jogo trás jogo, contudo tem um défice mental, físico e táctico também, porque o ceguinho Pereira não sabe ler jogos.

Ontem mesmo, aquando do bicho mais burro a jogar futebol que eu me lembre foi expulso, eis que ele se sai com colocar Sousa em campo para enviar Fernando para a direita, Fernando este que tinha parado todo e qualquer ataque do Zenit na 1a parte pelo centro do terreno. O Zenit atacou única e exclusivamente pelas laterais durante 45 min e não fosse o outro Pereira (demasiado habitual neste princípio de época) estar a dormir tínhamos saído para intervalo a ganhar. Contra o Benfica foi exactamente a mesma coisa, e contra o Feirense nem é preciso dizer nada. Mais, compara o jogo do Zenit ontem contra 10, com o do FCP contra 9 do Shakhtar.

É sintomático, os jogadores não têm capacidade física, não aguentam, alguns nem 60 min. Esta conjuntura é culpa de quem? Da Sad? Só se foi por ter escolhido este labrego para me treinar o clube, porque de resto, o dedo dele está lá em tudo!!!

Concordo

É óbvio que o treinador tem a sua quota de responsabilidade, mas a conjuntura é bem mais ampla e complexa. Devo dizer, no entanto, que a herança de Vilas Boas era pesadíssima e que, com todas as incidências ao nível do plantel das quais já falámos, colocar apenas o treinador no banco dos réus é redutor.
Do que vi ontem, pareceu-me um Porto com pouca identidade que caiu como um baralho de cartas após a expulsão do lateral uruguaio.

cmps

Sim,

tenho que concordar contigo, é de facto uma conjuntura que vai para além da individualidade, mas isso não justifica que ele não seja o que tem a quota maior de responsabilidade. E sim, a herança de Villas Boas era e é de facto pesada, mas eu pergunto-me a mim e já agora a ti, como é possível uma equipa que mudou 1 jogador titular da época passada (e sim, eu sei que era o nosso melhor jogador) pode mudar completamente o fio e sentido de jogo? Como é possível que uma equipa que privilegia a posse de bola, a circulação, criando espaços nas laterais e atacando furtivamente, se transforme numa equipa amorfa, de balão para o ar, sem identidade...

Digo-te com sinceridade, não consigo entender, e por muito que digam que eu sou exagerado, está à vista de todos a diferença, aqui não está em questão só o ganhar, mas o comportamento da estrutura, dos jogadores. Não acho normal.

Por isso, se é verdade que a Sad teve olho pequeno para a preparação da época, não é menos verdade que este VP é um treinadorzeco de trazer por casa.

Situação sempre precária

VP está cada vez mais a prazo, mas convém não esquecer que foi uma promoção interna, amplamente enaltecida pelos líderes portistas. Se eventualmente a escolha fracassar, os principais responsáveis serão sempre que o meteu lá. Condenar um treinador que, creio, não tinha sequer um minuto de Superliga é escamotear a realidade.

cumprimentos