Visto de fora | Relvado

Visto de fora

O FCP é equipa devoradora de títulos capaz de melindrar a boa saúde dos grandes colossos europeus.
 

Sem cair em detalhes, podemos fazer uma pequena análise àquela que foi a última década do FCP e facilmente constatamos que se define, com boca cheia, como uma equipa devoradora de títulos capaz de melindrar a boa saúde dos grandes colossos europeus (financeiramente falando), fazendo colapsar muitas vezes a casa das apostas.

Vivo em Espanha há seis anos e deparo-me com um sentimento de orgulho misturado com uma necessidade de auto-proclamação como portista que sou. Efetivamente não temos a maior massa adepta do mundo mas somos certamente dos melhores colecionadores de infinitas comemorações inteligíveis por esse mundo fora.

Pude, há pouco tempo atrás, satisfazer um capricho meu ao assistir o FCP vs Villarreal e regozijar-me com uma saudável confraternização entre ambas claques à volta do Madrigal.

Ainda por cima, fiz o meu papel ao ambientar a dois amigos meus espanhóis num cenário pouco habitual para os mesmos. Falei-lhes do FCP e dos seus feitos épicos e sorriram incrédulos, no entanto, no final do encontro, os seus sorrisos tornaram-se palavras elogiosas pelo real valor daquele plantel que acabava de eliminar um grande rival espanhol de nível de Liga dos Campeões. Hoje mesmo nos seus segundos pratos são portistas declarados e sempre guardam uma especial recordação do apagão da luz.

Efetivamente, este FCP tornou-se numa equipa respeitada, apesar da sua matriz desportiva inserir-se numa liga pouco competitiva e sem grande projeção europeia.

O SLB e o SCP, como diz a gíria, fazem pela vida mas estou convencido que só os portistas podem embandeirar o seu look pelo mundo do futebol sem que as luzes se possam apagar e o sistema de rega possa esfriar a chama do dragão.

FC Porto:

Comentários [5]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Estás a delirar.

Estás a delirar.

Benfica a vapor nao vai la

chama-lhe delirio, mas os pais benfiquistas andam a enganar os proprios filhos, e estes crescendo tornam-se frustrados e nao concebem a realidade actual. ser benfiquista por ja foi bem sucedido na europa nao é o mesmo que ser portista que agora é um grande europeu (aparte do plano financeiro quando comparado com os colossos). isto deveria reflectir a nova tendencia. uma massa adepta em clara ascençao e outra em pura estagnaçao. nao quero com isto dizer que nao se estejam a produzir adeptos benfiquistas, mas essa maquina ainda funciona a vapor e na contemporaneidade sem petroleo o mercado é escasso

Acrescente

Acrescente aí Moçambique onde a quantidade de portistas assumidos é esmagadora na juventude (os outros dois grandes portugueses nessa franja quase não têm expressão aqui no norte do país).
O clube é visto com o respeito que só os maiores clubes europeus têm.
O que se deve ao mérito das conquistas do Porto e ao seu desempenho em campo: aqui a distância em relação á rivalidade primária que se vive em Portugal permite uma outra apreciação dos feitos do clube.

Acrescente

Acrescente aí Moçambique onde a quantidade de portistas assumidos é esmagadora na juventude (os outros dois grandes portugueses nessa franja quase não têm expressão aqui no norte do país).
O clube é visto com o respeito que só os maiores clubes europeus têm.
O que se deve ao mérito das conquistas do Porto e ao seu desempenho em campo: aqui a distância em relação á rivalidade primária que se vive em Portugal permite uma outra apreciação dos feitos do clube.

Uma visão diferente!

Quem vive no estrangeiro ou quem vai com frequência a outros países, acaba por poder ter uma visão bem diferente da realidade, já que, ao contrário do que acontece em Portugal e nas comunidades portuguesas em que o Benfica domina claramente em número, o Porto tem muito mais impacto e muitos mais adeptos que todos os outros emblemas juntos! Não é nada difícil de constatar, para quem anda lá por fora, que ao contrário do que acontecia há anos, Porto, Mourinho e Cristiano Ronaldo são os nomes que se associam a Portugal, sempre que se diz a alguém que se vem deste cantinho à beira mar plantado!
A impressionante popularidade do Porto em países como Inglaterra, Holanda, Belgica, República Checa, Turquia, Grécia ou Rússia, deve-se, creio eu, a ser visto como o único clube que consegue fazer frente aos mais poderosos das maiores economias da Europa, sem ter as mesmas armas e vendo, todos os anos, o seu plantel perder as suas maiores figuras mantendo-se muito competitivo!
Recentemente estive em Dublin, na final da Liga Europa, e era impressionante, nas zonas de lugares que me rodeavam, o enorme número de adeptos não portugueses, de países os mais variados, que vestiam orgulhosamente as cores azul e branca e iam apoiando, de forma entusiástica, o FC Porto!
Enfim, enquanto por cá vemos os palermas do costume, que pululam aqui pelo relvado, a querer dizer que o Porto ganha por causa de árbitros e corrupção, lá por fora, sem as peias da cegueira clubistica, reconhece-se o valor a quem o tem e admira-se o futebol e a gestão!