Sevilha-FC Porto: O que é que tem Sevilha? (crónica) | Relvado

Sevilha-FC Porto: O que é que tem Sevilha? (crónica)

Num jogo sofrível, em que o FC Porto esteve sempre mais perto de sofrer do que de marcar, Rolando e
 

Para quando, Falcao?

Há qualquer coisa de épico entre o FC Porto e Sevilha. Tal como há oito anos, o FC Porto muito teve de sofrer para sair da Andaluzia com um bom resultado. A diferença esteve na exibição, que desta feita foi pobre como há muito não se via pelos lados do Dragão.

André Villas-Boas surpreendeu tudo e todos ao deixar – outra vez – Falcao de fora dos convocados, apesar de o colombiano já ter tido alta médica há algum tempo. Já Gregorio Manzano trocou o habitual 4x2x3x1 por um 4x4x2 clássico, atacando sempre pelas alas. O destaque vai, no entanto, para a ausência do colombiano do FC Porto, que conduziu os azuis-e-brancos a um dos jogos menos produtivos da época em termos ofensivos – Hulk e Varela nem se viram.

A exibição do FC Porto foi, aliás, de deixar o coração nas mãos de qualquer adepto. Numa partida quezilenta, agressiva e disputada sempre com grande intensidade, o FC Porto não conseguia acertar.

A circulação de bola ficou no Porto

André Villas-Boas apregoou há muito a fidelidade portista a um estilo de jogo: muita circulação de bola, muita posse. Ontem, nada disso se viu. Na segunda parte, aliás, foi quase sempre um desespero total – a bola a rodear a área de Helton e a defensiva portista, completamente “às aranhas”, a afastar como podia. Quanto ao ataque, foi uma raridade ver dois passes seguidos acertados.

A primeira parte foi mais equilibrada. Poucas oportunidades, pouco futebol. James teve o golo nos pés aos 24’, mas Palop mostrou o por quê de ainda ser titular aos 37 anos. O Sevilha também andou pela área de Helton – os nomes de Kanouté e Luís Fabiano vão certamente ressoar nas cabeças de Rolando e Otamendi durante algum tempo. O antigo avançado do FC Porto chegou mesmo a marcar, mas o lance foi anulado por fora-de-jogo.

O mesmo apagão exibicional, agora com golos

Se o FC Porto da primeira parte não deixou grandes recordações, o da segunda foi, muito provavelmente, o pior que se viu desde que André Villas-Boas assumiu as rédeas da equipa. A equipa até entrou melhor no segundo tempo, mas depois foi um espelho dos últimos minutos do primeiro: a correr atrás da bola e incapaz de fazer uma sequência de passes consecutivos digna de uma equipa que se diz especialista na circulação de bola.

Paradoxalmente ou por mera coincidência, foi aí que se decidiu o resultado e foi aí que ficou provado que Sevilha é mesmo talismã. Sem conseguir ter a bola, que parecia uma batata quente, o FC Porto teve em Helton um autêntico herói. Mas vamos por partes. O primeiro herói foi Rolando. Aos 58’, num “golpe de karaté”, o central deu vantagem aos azuis-e-brancos após livre de James – caiu mais ou menos do céu, há que dizê-lo.

A "equipa revoltada" e o pânico total

O Sevilha pegou na batuta e atacou com tudo. Extremamente agressivo a meio-campo – Belluschi, Moutinho e Fernando foram completamente “engolidos” -, a equipa de Manzano foi a tal “equipa revoltada” de que André Villas-Boas falara na véspera. Rakitic e Perotti, de um lado, e Jesus Navas, do outro, faziam a cabeça em água a Fucile e Sapunaru. Foi no meio deste turbilhão pouco estético que Kanouté ganhou nas alturas a Otamendi e Fernando, empatando o jogo aos 65’. Logo a seguir, Luís Fabiano proporcionou a defesa da noite a Helton, que ainda voltaria a brilhar.

Dois para segurar, que acabam a decidir

Percebendo o desespero, André Villas-Boas quis segurar o resultado – um golo fora vale por dois. Lançou Guarín e Rodríguez e pôs a equipa em 4x4x2. Não era certamente a intenção, mas seriam estes a fabricar o resultado final, aos 85’, com o colombiano a aproveitar uma sobra de uma disputa entre o uruguaio e Palop.

Diz-se por aí que não se deve regressar a lugares onde se foi feliz. Pois bem, este FC Porto de André Villas-Boas fez por contrariar o ditado, vencendo em Viena e, agora, em Sevilha. A equipa segue invicta na Europa e tem um pé nos oitavos-de-final. Mas custou. Muito.

As figuras: Kanouté: Espalhou perigo pela área e esteve perto do golo em mais do que uma ocasião. Falhou escandalosamente aquele que seria o segundo, mas em contrapartida foi ele quem repôs a igualdade. Helton: Decisivo aos 66’, 77’ e 90’, esteve seguro e autoritário, numa área em que todos pareciam abanar. Se o FC Porto não sofreu mais golos, o grande culpado é ele.

FC Porto:

Comentários [52]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

"Cá ganda POOORTOOOO"!!!!

Pela inésima vez, a comunicação social lá veio com a cantiga que seria o Sevilha o adversário à altura (até concordo!) do FC Porto, ansiando por uma escorregadela Europeia..

Not this time, Nancy Boy!!

Quem são aqueles dois broncos da SIC? Quando foi o golo de Rolando, nem piavam.. que vergonha!! É um clube Português, aquela que dá mais pontos para o Ranking, vencendo jogos fora de elevada dificuldade (Sevilha, Instambul e Viena), que ajuda os seus clubes, e aqueles alarves são descatacados para comentar um jogo do FC Porto?!? Grande vadiagem que é a SIC..

Quando soube do onze inicial, até os meus colhões saltaram, batendo um no outro fazendo um som idêntico aos tacões quando jogava berlinde em puto com a rapaziada. Fonha.. Falcao.. é para hoje? Por um lado é péssimo porque não jogando, coloca-se Hulk no meio (sem resultados), e a equipa perde muito com isso, mas sabemos que à partida, Falcao será dragão na próxima :) Quem quer um jogador que escreve no twitter e os adversários agarram-se a isso? Sem esquecer o Guarín... :) Escreve mais Guarín.. Só alegrias pá.. Adiante!

Jogo muito repartido, tivemos sorte, muita mesmo (a entrada de Guarín foi excelente!) e aceita-se o empate tal como referiu Villas-Boas. Detestei o Sapunaru e Fucile, que foram uns autênticos passadores. O Perrotti passava por Sapunaru a ler o DN e com metros de avanço. Fernando também esteve aos papéis, e espero que o Villas-Boas coloque o Guarín no Dragão porque bolas altas é com eles.. Já o Cristian Rodríguez tem que ir para uma gaiola de hamster para correr horas a fio. E a motivação rapaz? Ficou em casa?
Grande Hélton e Belluschi!! Como já disse, vencemos com muita sorte. Agora é mostrar a força no Dragão e calar o treinador Sevilhano.

Sobre o jogo das 18h da tarde, lá começaram a encher antes do intervalo, com os jogadores a seguir a arrogância do seu treinador, que mencionava que o medo estava estampado na caras dos jogadores do Estugarda. Mais um belo sapo para engolir ò "messias". Querem que fale de Sidnei? Remeti-me ao silêncio nos últimos jogo quando estavam excitados com as notas artísticas. Ó Sidnei tens o travão de mão puxado.. aspe(c)to a rever.

Conseguiram a cambalhota no marcador, e saíram com uma vitória em casa por 2-1. Para mim, é o pior resultado dentro do bom. Confuso? :)

Estive a ler os comentários, e o pessoal encarnado diz que mereciam um goleada? Viram o mesmo jogo do que eu? Na 1ª parte, atacaram com pantufas, sem ter um lance de perigo. Já na 2ª parte aumentaram a intensidade e a objectividade e deu frutos. O Guarda-redes alemão fartou-se de defender, mas foram bolas todas à figura.. Até o Rui Patrício faz isso ;)

Ninguém se recorda das duas bolas no ferro? Goleada dizem eles.. L O L

Não vi os jogos do Sporting e SC Braga.

Ps: Villas-Boas refere que há muito jogo (e com razão!), não entremos em euforias, já o Jesus diz que vai marcar. Ó falso profeta não acertas uma ahahha

???

Ai que este gajo além de parvo é cego...

Não viste, não falas...ajuda a não passares por idiota...

Podes desenvolver? Passas

Podes desenvolver? Passas logo para o insulto.. Tens amigos, eunuco?

Se fosse preciso passar eu...

...ao insulto para que te insultasses a ti próprio, estavas muito bem.
Só fez defesas à figura, chavalo??!

Mas tu mancas-te das parvoíces que dizes?
Se fizeres como o artista do Zefil, que fala à boca cheia de um dado jogo...e remata que só viu os resumos, ainda tens desculpa. Se viste o jogo todo...estás a passar por parvo.
Ou seja, se não viste, não falas.
Se viste...estás a ser parvo.

Não é nenhum insulto...simplesmente uma insofismável constatação.
E tenho amigos q.b. Como tu não, lá isso é verdade...mas não tenho tendência para criar amizades com bobos da corte...e ele até sabe dizer "eunuco". Que fofo...

Sempre a tentar rebaixar os

Sempre a tentar rebaixar os outros. Ó toino és superior és.. Acabou aqui o paleio. Hoje queres festa mas não com paciência.

Ps: Vi o jogo na íntegra.

Hum...

...então, e em função do teu P.S....tenho que deduzir que és parvo.
E em função do teu comentário inicial...sim. Tudo indica que serei superior...pelo menos em questões de visão.
Contudo, reservo a dúvida se foste aliviar o saco na altura em que o guarda redes alemão fez defesas para além daquelas à figura.
Assim poderás não ser parvo...mas eventualmente incontinente. É chato...
E eu quero festas todos os dias, chavalo...contanto que personagens como tu fiquem à porta...

És..

estranho man.

Vai lá ver o jogo novamente e não me chateies.

P.S:

...vi o jogo na íntegra...

Pois

"O Guarda-redes alemão fartou-se de defender, mas foram bolas todas à figura.. Até o Rui Patrício faz isso"

Ainda ontem só defendeu essas (segurando para aí apenas 15% dessas bolas, já agora), criou pelo menos duas oportunidades ao Rangers, fica estático na linha de golo quando o canto do golo é marcado para a sua zona (e o caminho até à zona onde a bola, além de ser a um metro da sua cara, não tem ninguém a estorvá-lo), mas, pelo menos para O Jogo, foi o melhor em campo.

E Postiga, para os jornais, joga sempre bem. Dá jeito, presumo. Para os adversários do Sporting, são duas vacas sagradas.

Patrício é jovem

Mas não é galá(c)tico como muito dizem por aqui. O Polo é um deles. Se viste o jogo do Estugarda, o que os safou não foram as 10 defesas à figura que o Ulrich (Keeper), foram as bolas que este foi buscar às alturas em cantos e livres. Se este Ulrich estivesse no Sporting não sofriam aquele golo do Rangers.

Patrício cria raízes na pequena àrea no cantos.

Épa, empataram fora, o que é excelente, mas vocês são terríveis em casa. Ou dá jogo fácil ou é outro Gerkelfoidasdusi (clube turco) ehhe

Que Patrício é jovem e tem potencial

creio ser unânime. A questão é que, como qualquer um, tem defeitos. O problema é serem gritantes. Não tem noção de quando sair da baliza. Logo, nunca sai ou sai uma vez por jogo. Um guarda-redes que passa jogos inteiros a ver cruzamentos passarem-lhe à frente do nariz sem interceptar um único? E se fosse só isso. Fora esses lances, há os outros mal sofridos. A cada 3 jogos, lá vem um golo em que "podia ter feito mais". Custa-nos bem mais pontos do que nos dá, que defender bolas com grau de dificuldade quase nulo não dá propriamente pontos a ninguém.

Um dos seus defeitos é não

Um dos seus defeitos é não saber defender as bolas de longa distância. Coloca-as sempre prontinhas para os adversários. Nunca as coloca para canto, para os lados.. Sempre para a frente. Irá crescer, veremos se dá em algo. Agora, as notícias que circulam por ai é que são demais. M. United interessado? eheh

É a 5ª época

no clube. Quando é que vai crescer, afinal? Há quanto tempo é que, por exemplo, não intercepta um canto? Caramba, tem 1,90 metros, pode jogar com as mãos.

É absurdo. Se o Sporting tivesse uma defesa alta, ainda se compreendia (em parte). Agora, assim? Se há altura em que o Sporting precisa dum guarda-redes com coragem, é agora. Patrício não a tem. Aliás, a meu ver, nem é uma questão de coragem. É não saber, mesmo, sair a uma bola e quando sair a uma bola.

Para o Manchester? Quem me dera. Até para o bem do futebol português. Podia ser que, por lá, o ensinassem a ser um guarda-redes.

Ehehe

Para ser 3ª opção?

Olha lá, não és tu que estás sempre ai a falar de música? Acabei de sacar o novo álbum de Radiohead.. que sai amanhã (loL). Vou ouvir a tarde toda. Se vier na linha dos últimos (Kid A, etc)podem ir cagar eheh.

Merdas electrónicas não é comigo.

Treinando para minorar os defeitos

acredito que possa jogar no United, pelo menos de quando em vez, como o polaco que eles lá têm.

Não sou eu que estou sempre a falar de música, não. É outro ilustre sportinguista, o cold. Temos uma diferença fundamental: Paulo Bento. :)

Pá, mas, já agora, posso-te dizer que aprecio de sobremaneira os Radiohead (que até foram buscar o nome a uma das minhas favoritas), mas que os deixei precisamente aquando do Kid A. Os anteriores são muito bons, sendo o Ok Computer uma autêntica obra-prima. Do novo, só ouvi uma faixa, de rajada, e pareceu-me ter indícios de um pequeno regresso à fase pré-Kid A.

Mas, olha, pode ser que o cold nos ouça falar nele e apareça aí, para esclarecer tudo.

O Cold tudo ouve, tudo lê...

O Cold tudo ouve, tudo lê... ;)

Aparte a diferença "Paulo Bento", mais uma coisa que nos une, os Radiohead... Eheheh...

Do último álbum não posso falar, porque ainda não ouvi nada. Do trabalho global dos Radiohead, uma das minhas bandas de eleição, sem dúvida, concordo em parte com o que dizes, embora me pareça que a fase "Kid A + Amnesiac" se começou a desbotar com o álbum seguinte, "Hail to the thief" (com indícios destes 2, mas também de nova retoma) e principalmente como "In Rainbows", de que gostei bastante. Curiosidade é o que não me falta para ouvir este novo...

The Bends...

...4º melhor album de sempre. E ainda hoje se mantém com o único alinhamento que, mesmo no shuffle...soa sempre impecável.

Ok Computer, contudo, tem lá uma das mais admiráveis músicas alguma vez estruturada. Um malhão de baixo do Colin...que é tão simples que até arrepia...

Concordo o The Bends é fabuloso

Está no meu TOP 10 de tudo o que já ouvi (Milhares de albuns).

O OK Computer

é um álbum, no sentido real da palavra, tal como um dark side of the moon, um abbey road, um entertainment, um unknown pleasures.

Aliás, o OK Computer é tão importante que acredito que existe uma fase no que se ouve nos últimos 20 anos, dividida entre o pré OK Computer e o pós.

O último álbum tem umas músicas interessantes, mas para mim, não ao nível do OK Computer (tal seria complicado anyway).

Já agora, o The Suburbs dos Arcade Fire é o único álbum do ano passado que considero um álbum e que o conseguia por na categoria dos álbuns e não das compilações de músicas.

Cumprimentos,

Not_me

Sem dúvida! O "OK Computer" e

Sem dúvida!
O "OK Computer" e o "Funeral" (Arcade Fire) são os dois marcos musicais dos últimos tempos, na minha opinião.
"The Suburbs" está um magnífico álbum, quase aos calcanhares de "Funeral"!! ;)

Cumps!

O Kid A é marcamente porque traz a electrónica

para o Rock, embora já venha a ser utilizada desde os anos 60...

Sou-te sincero Cold: gosto muito do Funeral, mas o The Suburbs é o álbum mais inovador de Arcade Fire. É simplesmente genial... Grandes composições e arranjos e óptimo som.
E o Ready to Start é, na minha opinião, um dos melhores singles que já feitos, naquilo que um single tem que representar para um álbum, além de ser um magnífico tema caso não se queira relacionar com o álbum em si.

Cumprimentos,

Not_me

PS: Se o Benfica fizer uma primeira parte lá, como fez a segunda cá, passamos à vontadinha!

Que mudou a face...

...da música dos últimos 20 anos não duvido.
Aliás, continuo a achar que aquele album começa de forma admirável...mas o The Bends fala-me mais alto, man. :) Foi precisamente a música «The Bends» que me levou a procurar muito mais de Radiohead.
Pablo Honey (monumental BlowOut) seguiu-se - convém começar pelo início...e o Ok Computer. Até consegui, na altura, descobrir umas coisas de On a Friday (nome que tinham antes de Radiohead). Os rapazitos tocam nas horas.
Ao contrário do que muitos pensam...acho que o Kid A é que foi a verdadeira revolução.
Uma brutal chapada...e que possui das coisas mais interessantes que a última década e meia deu à música. Chegaram ao ponto de inventar instrumentos. Genial... :)

Confesso, e para mal dos meus pecados, que ainda não me pus muito em cima do The Suburbs. Continuo apegado à magistral simplicidade de um albúm de seu nome For Emma, de Bon Iver.

Um abraço, meu caro.
A ver vamos se o Jesus perde a cagança para Estugarda... :)

Pessoalmente não gosto nada

Pessoalmente não gosto nada do "Kid A" e "Hail to the thief". O "In Rainbows" tem umas interessantes como "Bodysnatchers", "Reckoner", "Nude" e "Jigsaw". O resto é mediano, mediano.

Acabei de ouvir o novo álbum "Kings of Limbs" e é.. PÉSSIMO! É certo que foi a primeira audição, mas não fica nada de ouvido. Muitos efeitos, sintetizadores.. Cadê as guitarras? Fraquinho.. Ouve-se a "Lotus Flower" e "Codex", mas são músicas normais. Nada de novo.

O Hail to the Thief??!

Dass...simplesmente genial esse album.
As duas primeiras músicas são um autêntico pontapé nas bolas!

E o «There, there»? Tive o prazer de estar na plateia que ouviu pela primeira vez essa música ao vivo. Abriu o concerto. Ficou tudo atónito...grande, grande albúm!

Eu gosto é da abertura do

OK Computer...
Parece que está tudo a desabar e estamos a ver o colapso numa outside position! (Tipo Fight Club...) Confesso, tenho este álbum original mas não o oiço muitas vezes, porque todas as músicas têm uma conotação com um tempo muito complexo da minha vida. Se calhar por isso considero o melhor álbum de Radiohead.

Infelizmente nunca os pude ver ao vivo, mas espero que para breve tenha essa possibilidade.

By the way, fui ver Band of Horses à Aula Magna... Que concertão!
Têm muitas baladas, mas não no sentido usual e vulgar do que é uma balada. Uma banda indie com coragem para reinventar a definição de balada :)

Cumprimentos,

Not_me

Olha, eu não passo...

...uma semana sem ouvir pelo menos duas ou três músicas desse album. :)
Mas cada vez que oiço o The Bends...bem...não dá hipótese...e até é por razões muito semelhantes à tua.

Band of Horses não conheço...mas já ficou registado. :)

Abraço, amigo...

O Kings of Limbs não ouvi ainda, estava a referir-me ao

"In Rainbows" como novo...

Está a passar na Radar Fm o novo álbum, na integral. Vou dar uma escutadela.

Rolando,Fucile,Helton,Belluschi....

..ENORMES,ENORMES,ENORMES!!!!! Que puta de vitória mais bonita!! Como sofreram os nossos rapazes,orgulho na mitica...gosto,gosto,gosto!!!!
A recuperação de bola de Belluschi no 2º golo é o FC Porto.

Na minha opinião AVB demorou a mexer na equipa,depois do 1º golo.Guarin devia ter entrado na equipa poucos minutos depois,estava na cara que os espanhois iam abusar do jogo directo e apostar tudo nos livres e cantos.

Estava com "medo" de Kanouté ,não me enganei.O jogo do sevilha passa todo por este trintão,grande jogador.

Unico objectivo,Dublin.

Off topic: Liga Relvado

Alguém sabe se conta a pontuação do jogo antecipado entre o FC Porto e o Nacional para a liga relvado?
Como não jogam neste fds fiquei na dúvida.

Não, está explicado na

Não, está explicado na notícia da Liga Relvado. Todos os jogadores do Porto e do Nacional vão ter apenas 1 ponto no final desta jornada, por isso, não os ponhas de início...