Pseudo-jornalismo, futebol e as massas | Relvado

Pseudo-jornalismo, futebol e as massas

 

E canossa dá a resposta: "apenas um: o jornal O Jogo. Depois venham dizer que é o jornal do dono... foi o único isento!
Mas isto não interessa. Quando era para dizer mal do PC, arranjavam-se parangonas monumentais nos jornais para dar ênfase às declarações desse Srº Barata. Mas agora... nada! O que interessa, como diz o Miguel Sousa Tavares e muito bem, é ver o Luís Filipe Vieira de manhã, à tarde e à noite. O discurso de um suposto estado para uma suposta nação..."

FC Porto:

Comentários [11]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Tem razão, canossa!

De facto, algumas figuras públicas vendem jornais quando alguma coisa de negativo é publicado acerca delas, sendo por isso o seu nome escarrapachado, em letras garrafais, nas primeiras páginas. Depois, quando o balão se esvazia e a verdade, ou, às vezes, a verdade a que temos direito, vem ao de cima, é noticiado, quando é, numa pequena local, de página interior, de preferência par.
Mas não se iluda quanto ao JOGO: o jornal não foi isento. Apenas deu o relevo que deu, porque se tratava de Pinto da Costa. Fosse Valentim Loureiro, ou Luís Filipe Vieira e, se houvesse notícia, sairia discreta.
 

Sentenças e mentalidades

Dizer que querem deliberadamente prejudicar o FCP é absurdo. O fenómeno descrito é evidente em variadíssimas circunstâncias. É o escândalo que vende, no futebol, na política, no mundo do espectáculo... E quando os assuntos se resolvem, depois de longos processos com contornos complicadíssimos de entender para o cidadão comum (pouco dado à leitura frequente de jornais e revistas) ninguém quer saber. Porquê!? Porque já se perdeu o efeito novidade da notícia.

O Jogo noticiou? Foge ao comportamento que seria normal num jornal isento. Noticiando uma coisa que para a média dos portugueses não interessa, denunciou a sua linha editorial bem como o público para quem escreve.

Não estou a dizer que os acusados não estejam inocentes. Podem muito bem estar (apesar de haver ainda algumas pontas soltas). O problema não é já esse: o problema é haver em muita da massa adepta do FCP um sentimento de que todo o Centro e Sul estão a conspirar contra eles e de que tudo isso não é senão um plano maquiavélico de continuação da opressão do Centro e Sul (nomeadamente, Lisboa) sobre o Norte. É esta mentalidade que eu anseio por ver extinta: bairrismo é salutar, "quasi-separatismo" é decrépito e prejudicial à unidade nacional, o maior bem que ainda resta à nossa Nação.

Essa do Jogo é pa rir...

Então 1 jornal que dá a notícia continua sem ser idento? Isto é, os outros q n deram a notícia é q são isentos?! Gosto da sua prosa, mas em si mma é hilariante...bom pa começar o dia com 1 gargalhada!!!
Cumps,
canossa

Re:Sentenças e mentalidades

Para mim pontuação 2, muito bem escrito, interessante.

O Mal vende

A imprensa será sempre assim, dá sempre mais importancia ao mau do que ao bom. Vende mais!
Não é por ser o FCPorto.
Quando o SLBenfica não pagava Poborsky todo o país falava disso, depois quando foi finalmente pago quase ninguém falou.

telhados de vidro

e aquele comentador que foi despedido da RTP por "dizer mal" acerca da prestação do secretário ao serviço da selecção?
e aquela factura dumas férias ao Brasil , não me venham com tretas pois PC veio a público dizer que essa factura era referente a um dinheiro que esse senhor "quem nem o nome completo tinha assinado" lhe devia... não me venham com teorias da conspiração quando "as forças exteriores do futebol e os bobis e tarecos" estão no sítio do costume................

Re:telhados de vidro

se prefere continuar a acreditar em coisas q nunca foram provadas (arquivado por falta de provas) em detrimento daquilo q se prova ser infundado...caro sr, pf continue, eu só o quero ver feliz...

Re:telhados de vidro

provar o quê? que PDC veio a público dizer que esse senhor lhe devia dinheiro?...
Que o comentador José Eduardo foi despedido por dizer mal do secretário...
Isto tudo saído da boca dos respectivos autores.............
Deixem-se de demagogias... assumam a vossa natureza e cultura.....

1% da indemnização pedida...

porque é que aceitaram apenas 3.000 contos dos 300.000 mil contos pedidos de indemnização...e que eu saiba não houve condenação pois chegaram a acordo ambas as partes.
Mas que tens razão quanto a tudo o resto lá isso é verdade.
Quando se repete uam mentira diversas vezes ela "chega" a ser verdade.
Nunca irá ser reposta a justiça pois as parangonas e os títulos feitos à custa da propalada tentativa de suborno ao árbitro internacional denunciada por Barata tiveram como resposta meis dúzia de linhas.
Mas tal acontece nã apenas com Pinto da Costa mas com otros agentes desportivos nacionais.

Re:1% da indemnização pedida...

Chegaram a acordo pq o objectivo era ter a verdade reposta e não o $. E foi isso q aconteceu: Barata afirmou que nunca PC tentou aliciar o árbrito Ion Igna. Caso contrário a condenação seria certa - se assim n fosse, pq Barata haveria de aceitar 1 acordo?

Qto ao facto de acontecer c/ todos...sim, é verdade, mas acontece mais com uns do q qcom outros!!!

Re:1% da indemnização pedida...

Mais vale 3.000 que ficar mal visto lá fora! :)