Pepe quer representar a Selecção das quinas | Relvado

Pepe quer representar a Selecção das quinas

 


Pepe quer representar a Selecção das quinas
Na semana em que Luiz Felipe Scolari divulga mais uma convocatória da Selecção portuguesa com vista ao jogo frente ao Cazaquistão da fase de qualificação para o Euro 2008, o portista Pepe "oferece-se" como hipótese para a equipa das quinas. O brasileiro diz que espera «um dia poder representar Portugal», justificando que deve «tudo a este país»; «a Selecção brasileira já não me diz nada», acrescenta. Depois de o pai de Bruno Moraes, outro jogador do Porto, ter assumido que o filho gostaria de jogar pelas quinas, é Pepe quem revela o mesmo interesse, almejando ambos seguir as pisadas do já naturalizado português Deco, um ex-atleta do Porto.


Pepe está em Portugal há cinco anos e só poderá tornar-se num cidadão português de pleno direito perfazendo seis anos de residência no país. O defesa-central chegou em 2003 ao Marítimo, onde ficou durante três épocas, saindo depois para o Porto.
A Lei da Nacionalidade portuguesa poderá contudo facilitar o processo de naturalização se Pepe descobrir um familiar português até à segunda geração. Por via do casamento ou união de facto Pepe teria que estar casado com uma cidadã portuguesa há mais de três anos para viabilizar de imediato a naturalização.

Foto: Agência Lusa

FC Porto:

Comentários [87]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

A respeito de naturalizações

Com todos os defeitos que os portugueses têm podem-se orgulhar de serem vistos à escala mundial como os colonizadores que conseguíram enraízar-se melhor com os nativos, misturar-se com eles e sermos práticamente os "pais dos mulatos" desde as descobertas. Ainda agora nos jogos Lusíadas em Macau tívemos lá representações de Goa (eles não nos esqueceram porque há muito gene português lá) do Sri Lanka (!) onde existem muitos descendentes de portugueses e eles tendo como sobrenome "Souza", "Silva" etc., sabem da nossa história e de onde vem parte do seu ser passado. Ainda outro dia ví uma reportagem de Malaca (Malásia) onde existem milhares de malaios com sobrenome português. Eles querem professores portugueses, eles querem saber de nós, eles sentem-se parte de nós também. Tívemos uma descolonização desgraçada fruto de erros do regime anterior que não soube arranjar um timming para a fazer, não tívemos um D.Pedro IV de Portugal (D.Pedro I Imperador do Brasil) que soubesse ler e agir em conformidade. Tanto se fala dos maiores portugueses de sempre e este vulto da nossa história é muitas vezes esquecido, mas ele está aí em muitas das nossas cidades em monumentos e até o seu coração estava na Igreja da Lapa no Porto em homenagem aos portugueses que o receberam de braços abertos no Mindelo (recentemente foi trasladado para o Brasil). Porque somos agora assim se com muitos defeitos passados nunca fomos racistas, nunca fomos egocêntricos (já não me orgulho desta parte inglesa que corre dentro de mim) e porque o somos agora? Se os alemães abandonaram essa sua faceta (quantos negros jogam na selecção sem terem ligação nenhuma a sangue alemão?), se os franceses foram pioneiros nisso, se nuestros hermanos não têm complexos disso, porque somos assim agora quando nunca o fomos? Realmente este País está doente e não é apenas na economia.

Re: A respeito de naturalizações

Olá! Apesar de ser um membro muito pouco activo neste espaço, costumo passar por aqui para ler a opinião de algumas pessoas. Depois de ler o teu excelente comentário, não podia deixar de vir cá e dar-te os parabéns.

Re: A respeito de naturalizações

Racismo!? Mas quem é que está a ser racista? Não concordo com a tua visão, para quê então a existência de selecções nacionais se qualquer um a pode representar? Ou só a poderiam representar quem tivesse ligações históricas com Portugal? E se assim fosse, porquê chamar Portugal e não um nome que representasse toda essa comunidade? Percebes onde quero chegar? Ps: “Porque os outros também o fazem” não é razão.

Re: Re: A respeito de naturalizações

Quem se naturaliza tem obrigações e deveres. Entre elas estão o ser obrigado a prestar serviço militar se na lei estiver consignado, o direito de votar ou não votar, ser deputado ou autarca, etc. Passa a ser um cidadão igual aos outros que nasceram nesse País, logo o representar a selecção nacional de qualquer modalidade não me parece que seja um drama - embora para alguns parece que o seja. A única condicionante na Constituição Portuguesa é que não se pode candidatar a Presidente da República (curiosamente no Brasil e Estados Unidos podem), todos os outros direitos que tu tens eles têm. Sobre "racismo" ou "xenofobia"; Há muito pouco tempo um dos poucos Países em que não era possível naturalizar-se sem ter antepassados desse País era o Japão. Até eles alteraram já a lei. Quem se coloca contra um cidadão naturalizado não "poder" ou "dever" representar a selecção do seu novo País está a ter uma posição racista, xenófoba consciente ou inconsciente porque esse é um direito que assiste ao nosso novo conterrâneo. Se tomam essa posição porque ele joga num clube que não da sua simpatia, então o ridículo é ainda maior. Haja bom senso ao pensarmos e traduzirmos para os outros o que nos parece, só não muda quem não quer. Dizer que não se gosta que isso aconteça é uma posição tolerável e aceitável, tentar arranjar argumentos (quando não os há face à lei) é entrar pelos caminhos do intolerável. Salazar era socialista no tempo da monarquia e início da I República, depois começou a "beber" algumas "dicas" do fascismo italiano e víu-se o que deu - o intolerável começa a entrar aos poucos dentro de nós, bebemos uma teoria ali outra acolá e passado algum tempo já somos outra pessoa, o espaço entre o democrata e o anti-democrata é curto ou longo.

Re: Re: Re: A respeito de naturalizações

Sim, mas o governo é o governo, e uma organização é uma organização! Organização privada essa, que tem as suas próprias regras. Agora incluíste a xenofobia (correctíssimo, não é racismo, que é diferente), mas por eu defender uma posição, vais-me colocar num estremo dessa posição? Não vamos por aí, nem pelo inconsciente (tu no teu inconsciente tens o complexo de negação! Como respondes a isto? lol); e quero lá saber de que clube é, estamos a falar da selecção! A relação de 180 milhões para 10 milhões, a selecção passaria a falar português do Brasil, disso não tenho dúvidas. Ps: És socialista? Se não fores é inconscientemente :P

Re: Re: Re: A respeito de naturalizações

Completamente de acordo! Fica assim tudo dito acerca das naturalizações de jogadores e consequente chamada á selecção. É um direito concedido pela lei que assiste a todos os naturalizados e o uso de qualquer argumento que vá contra esta situação é pura demagogia a não ser claro que se discorde da própria lei...

Re: Re: Re: A respeito de naturalizações

Concordo com tudo na tua opinião mas nesta questão em particular e na questão do Deco há um grande senão. A naturalização de jogadores profissionais de futebol pouco ou nada tem a ver com os valores que defendes, é muito apelativo para os clubes europeus que um jogador seja comunitário (senão não havia tanta falsificação de passaportes), digamos que é uma forma legal de facilitar as coisas e não me parece que os deveres inerentes sejam assim tão dissuasores. Outra prova do pouco ou nenhum interesse pelos valores nacionais da seleção é que esse "interesse" ocorre apenas quando a rejeição ou não aceitação dos mesmos na seleção do país de origem, algo que tambem me parece claro nesta situação.

Epá

já agora liguem ao Ronaldinho, ao Káká e ao Adriano se não querem tb vir cá dar uma perninha à nossa Selecção... isso é que eu gostava de ouvir....

Pepe ?!

Não obrigado, já lá temos o Ricardo Costa ...

Re: Pepe ?!

Não quererias tu dizer que para cacateiro já lá temos um.. :))) lolololololol

Se for um contributo válido

Não vejo porque não. Mas claro e tal como no caso do Deco para a grande maioria a coisa foi complicada de aceitar mas hoje em dia ele já é muito bem aceite na nossa selecção pelo nosso público (na grande maioria obviamente). Um conselho ao Pepe, aprende o Hino sff...

Deve ser recorde

Em 2 dias dois jogadores brasileiros do Porto dizem que querem a selecção das quinas. Agora, há outra coisa que me surpreende. «a Selecção brasileira já não me diz nada» não terá sido cedo demais pra dizeres isso Pepe?

Brasileiros do Porto !!!?

Como diria um certo comunicado, isso é xenofob(porto)ia !!!!

Re: Brasileiros do Porto !!!?

Acredita que se há coisa que me revolta é o racismo e até por razões familiares nem me passaria isso pela cabeça. Só escrevi brasileiros do porto porque eles são brasileiros e são do Porto ou não são? cumps

Re: Re: Brasileiros do Porto !!!?

Estava a parodiar, sem qualquer segundo sentido !

Re: Deve ser recorde

Se ele sentir realmente isso, porque é que tem que ser cedo!!! Veio para cá com 18 anos, foi cá que se formou como Homem e também como jogador, será que é assim tão estranho??? Eu também não sei, afinal de contas não saí do meu país com 18 anos para provavelmente só voltar para gozar a reforma. Se tal acontecer, até porque não era o primeiro que ficava por cá para sempre. Portanto, o rapaz é maior e já tem idade para saber o que diz, não percebo porque é que tem que ser logo criticado!!!! Cumps

Re: Re: Deve ser recorde

o que eu quis dizer é que me parece que ele poderia e pode ter hipoteses no escrete. cumps

Re: Re: Re: Deve ser recorde

Eu percebi e concordo totalmente!!! Acho que com paciência e exibições ao mesmo nível das últimas tem tudo para lá chegar!! Se até o Luisão é convocado!!! Mas agora se prefere jogar por Portugal por mim óptimo!! Não temos muitos centrais ao nível dele, e como tal só temos a ganhar com isso!!! Até porque quem sabe se o rapaz não o disse "de coração"!!! Nunca se sabe... Cumps...

Re: Re: Deve ser recorde

Se fosse jogador de outro clube aposto que a tua opinião era bem diferente...

Re: Re: Re: Deve ser recorde

Se dizes isso é porque com certeza o que mais te incomoda nesta questão é ser mais uma vez um Grande Jogador Brasileiro do FCPORTO a querer integrar a selecção!!! Pelo teu comentário presumo que só estarias de acordo se fosse do teu clube... Cumps...

Re: Deve ser recorde

Uma coisa é certa nunca ouvi dizer isso da boca do Deco.

Outro...

Qualquer dia a "nossa" selecção parece um autêntico circo. É rezar para que os responsáveis tenham juízo...pouco mais se pode fazer quando a lei da nacionalidade funciona desta maneira ridícula.

Re: Pepe quer representar a Selecção das quinas

FDX... deixo logo de ser portuguÈS...

Santa ignorancia!!!

Contrariamente aos que pretendem comparar o Pepe a casos como o derlei, liedson, bruno moraes, etc, o pepe chegou a Portugal tinha 17 anos, nunca jogou no brasileirão ou seja nunca jogou na primeira divisão do Brasil. Como diz o ricardo gomes, actual treinador do bordeus, ele passou toda a sua vida futebolistica em Portugal e em vez de elogiarmos o homem , e nesse sentido é bom ter presente que essas declaraçoes não o beneficiam até porque ele tinha todas as condiçoes de chegar a selecção brasileira, ainda é muito novo e não fica a dever nada ao luisão por exemplo; mesmo assim em vez de elogiar pelo menos o homem por ter manifestado a sua disponibilidade e mais do k isso a sua vontade de vestir a nossa camisola vem para aki os abutres do costume, aguias depenadas tentarem crucificar o rapaz!!

Sinceramente

Uma vez com a nacionalidade obtida só cabe ao seleccinador decidir a chamada dos jogadores, se este nasceu onde nasceu isso não interessa, neste momento é português logo pode ser chamado

se nao fosse o BURRO do scolari deco ja tinha

sido campeao mundial em 2002 foi preciso em 2003 para o scolari perceber isto.

Eh pá, eu não acho nem mal nem bem

muito pelo contrário!

para satisfazer os complexados

nao quero o pepe na selecçao pq é do porto, nao quis o deco porque era do porto, nao quero o moraes porque e do porto, nao quero o alan porque e do porto, nao quero o ricardo carvalho, o paulo ferreira, porque sao do porto nao gosto do vinho do porto pq e do porto nao quero o cristiano ronaldo na seleccao porque tem a letra "o" no nome, tal como a palavra "porto"... assim está bem? fonix

Sou o unico a achar que...

no lugar onde ele joga tem mais hipóteses no Brasil que em Portugal!!!!!!!!!!!!!!!! O Ricardo Carvalho e o Jorge Andrade (Fernando Meira) não são melhores que os Lucios e cia

Acredito..

que Pepe possa até ser uma mais valia para a nossa selecção, apesar que acho que ele teria mais hipóteses no "escrete" pois se há zona do terrenos que a nossa selecção é superior à canarinha é o sector defensivo com Jorge Andrade, Ricardo Carvalho e ainda com um leque assinalavel de opções algumas delas meio esquecidas como por exemplo Fernando Meira, Tonel, Ricardo Rocha, Ricardo Costa.. Pepe seria no máximo um bom suplente da super dupla Andrade/Carvalho e sem duvida teria sido de máxima utilidade durante a lesão de Andrade. Agora o problema que se coloca é que se começa a banalizar o numero de jogadores brasileiros a quererem candidatar-se à nossa "vermelhinha" em vez de lutarem pela sua "amarelinha", e começa a ser um pouco chato dia após dia ouvir mais um a dizer que está disponivel. Sem duvida que Deco é imprescidivel na nossa selecção e Liedson seria uma mais valia.Quanto a Pepe, Derlei e Moraes poderiam ser uteis mas nunca essenciais e quanto a Deivid deixem-me rir.. Relembro apenas que a selecção nacional de basquetebol chegou a jogar com pseudo-estrelas americanas, ucranianas e por aí fora naturalizadas falhando ano após ano os apuramentos para as grandes competições internacionais e neste momento com uma equipa 100% portuguesa (os que não são portugueses são do PALOP) estamos pela 1ª vez em muitos anos na fase final de um campeonato da Europa. Temos dar valor ao que temos e casos como Deco ou no atletismo Obikwelu são aceitaveis pois vêm acrescentar algo de novo à nossa competividade internacional e apesar de tudo ambos devem tudo o que são profissionalmente ao nosso país mas não banalizemos de forma a que se esqueça os bons atletas que temos em Portugal, porque como diz a publicidade: "O que é nacional é bom"..