Melhores e piores anos do FC Porto | Relvado

Melhores e piores anos do FC Porto

 

Nessa temporada o futebol era vistoso, de grande qualidade e os resultados correspondiam: ganhava em todas as frentes, sendo sempre dominadora e muito pressionante.Quanto à pior equipa tenho duas más memórias... a de 1993/1994 em que o futebol e os jogadores eram de um nível fraco, como é o caso do Vinha; e também a de 2004/2005 foi marcada por um futebol de muito fraca qualidade, excepto quando Diego estava em forma. Para mim a única diferença entre essas duas equipas estava na qualidade dos jogadores que era muito melhor em 2004/2005.karagounis

FC Porto:

Comentários [34]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

OFF-TOPIC: CUIDADO COM AS "ZUKAS"

ELAS SÃO MALUCAS... CURTEM ESTA CENA COM O REPORTER... http://www.youtube.com/watch?v=bQZ65fr-R4Y&NR=1 ROFTL!

De Mourinho a 3 Treinadores

As equipas de Mourinho foram as melhores, indiscutivelmente. Vítor Baía atravessava um dos melhores momentos da sua carreira, Jorge Costa e Ricardo Carvalho formavam uma dupla de centrais de qualidade absurda, Paulo Ferreira fazia as suas melhores exibições, tal como Nuno Valente. Costinha era uma garantia de segurança, Maniche desequilibrava com a sua capacidade técnica, passes, remates, dinamizava todo o jogo, Deco não precisa de palavras, Alenitchev transpirava classe e inteligência, o Ninja Derlei deixava tudo em campo e bolas no fundo das balizas, Postiga exibia-se a níveis que não mais conseguiu atingir, Capucho despedia-se em grande do FC Porto, o muito saudoso Benny McCarthy era garantia de golos, Carlos Alberto criava desequilíbrios com o seu virtuosismo… Nessas duas épocas passaram por cá jogadores de grande qualidade, ainda poderia referir Pedro Mendes, por exemplo. O próprio Jankauskas foi decisivo com os seus golos. Até mesmo jogadores menos bons como Ricardo Costa, Marco Ferreira conseguiam fazer algumas gracinhas. Mourinho conseguiu tirar proveito de quase todos os jogadores. As piores provavelmente foram aquelas no início do novo milénio, em que Boavista e Sporting se sagraram campeões. Para trás foi o penta, mais para trás não tenho memória. Não gostei especialmente daquela equipa construída em cima do joelho após a conquista da Liga dos Campeões. Del Neri, Couceiro, Fernandez, uma imensidão de treinadores, uma época completamente atípica, uma quantidade estúpida de pontos perdidos. A equipa até tinha potencial, mas tudo correu mal nessa época. Foi uma pena desperdiçar jogadores como Fabiano, Diego e Seitaridis. Individualmente era uma equipa muito boa, ou melhor, eram bons valores que formaram um grupo que nunca chegou a ser equipa. Aquela transição nunca poderia ser fácil, mas deveria ter sido feita de outro modo. Talvez tivesse mesmo sido melhor vender todos os jogadores, e recomeçar do zero, muitos ficaram contrariados.

Mourinho e pós - Mourinho!

Os anos de Mourinho, 2002/2003 e 2003/2004 foram os nossos anos de sonho! Foram vitórias impressionantes umas atrás das outras culminando com as maiores conquistas europeias! No contraponto está a temporada seguinte! As escolhas da SAD foram as piores e, apesar de achar que o Porto continuava a ter um óptimo plantel, nunca teve um treinador que soubesse tirar partido dos jogadores que tinha! 24 pontos perdidos em casa durante o campeonato são algo de inacreditável!

Inesquecíveis

Pela positiva 86/87 87/88 98/99 02/03 03/04 Pela negativa 01/01 04/05 Vejo falarem muito mal da época 93/94. Não sou dessa opinião. Ficámos em 2ª no campeonato mas fomos às 1/2 finais da liga dos campeões e ganhamos a taça de portugal.

Re: Inesquecíveis

Meias finais da liga dos campeões em 93/94? Não me parece...

Re: Inesquecíveis

Perdeu 3 - 0 com o Barcelona nas meias-finais. No entanto o formato era bem diferente do que é agora.

Re: Inesquecíveis

Já me lembro, foi aquele jogo do golão do Koeman, não foi?

Re: Inesquecíveis

Sim

Re: Inesquecíveis

Foi contra o Barcelona. Perdemos 3-0 mas eram jogos só a uma mão. Como tinhamos ficado em 2º no grupo, atrás do Milan. Calhou-nos ir jogar fora com o Barça. O Robson era o treinador.

Re: Inesquecíveis

Já me lembro, foi aquele jogo do golão do Koeman, não foi?

Re: Inesquecíveis

Enganei-me em vez de 01/01 é 01/02

Melhores e piores anos do FC Porto

Para mim, o pior ano foi sem dúvida o de 2004/2005. Pelos jogadores que tinhamos, mas principalmente, pelo estatuto que tinhamos: o de campeões europeus. Após a Era Mourinho, o clube desorganizou-se e houve muitos erros desde jogadores a treinadores. Para melhor equipa, inclino-me mas para a de 2003/2004. O melhor futebol foi jogado em 2003 mas a melhor EQUIPA, foi sem dúvida a de 2004. Foi a melhor época da vida do clube em termos de conquistas. Pode não ter sido a mais marcante, mas foi sem dúvida a que tinhamos uma Senhora Equipa. cumps

93/94????????????

Kostadinov, F.Couto, Aloisio, André, Folha, Drulovic, Vitor Baia, José Carlos, Domingos, Timofte, Jorge Couto, Secretario(A EXTREMO lol)...RUI FILIPE!! FOI ESSA ÉPOCA QUE ME FIZ DRAGÃO DOS 7 COSTADOS! Aquele jogo dos 5 secos ao Werder Bremen foi o jogo da minha infância pah!! Vai trabalhar mas é! :) ps:a pior época do Porto foi claramente 01/02... é que nem talento, nem raça, nem querer...nada... felizmente é uma em 20 anos..:D

Re: 93/94????????????

tambem ze carlos nao estava pois apareceu um ano mais tarde para colmatar saida de couto para a parma... que ate vibraste compreendo com esse jogo ate compreendo mas agora nao me digas que a equipa com ivic jogava bem posso te dar exemplos de jogos de merda como empantes em casa cm equipas fracas e ate te vo dar mais o massacre aterrador que levamos do sporting quando la ganhamos 1-0 sao exemplos disso e claro que bobby pega na equipa e ai sim fez uma campanha vibrante com um futebol aberto e empolgante onde o porto marcava muitos golos e entusiasmava....

Re: 93/94????????????

ya contra o sporting foi de facto um massacre e um show de bolas à trave... ms recordo-me de termos jogado durante bastante tempo com menos um jogador... Mas é inegável que o Porto dessa época era uma autentica selecção de "pesos pesados"!:) Baia, Joao Pinto, F. Couto, Domingos, Andre, Aloisio, Jorge Costa (salvo erro no banco), Rui Jorge (a dar os 1ºs pontapés), jaime magalhães, paulinho santos...! opah... aquilo nos estágios devia ser bonito!:)

Re: 93/94????????????

pah nao te deves lembrar mas tava me a referir a perte da epoca em que o porto era treinado por o tomislav ivic.... nao a do boby robson.... se es desse tempo vais te lembrar desse tempo e alguns dos jogadores que falas ai so vieram na epoca a seguir ve la bem essas recordaçoes

Re: 93/94????????????

O unico que nao começou a época com a equipa foi o Drulovic, entrou no mercado de inverno. Os restantes tenho quase a certeza que iniciaram a época no Porto. Concordo que essa equipa talvez não tivesse o talento do Sporting ou a força do Benfica desse tempo, mas compensava com raça e carácter que chegavam para as 2 juntas! Lembro-me perfeitamente do fantástico jogo de inicio de campeonato nas antas com o Benfica...3-3! Grande jogo! Ah e esqueci-me do Paulo Pereira que nesse jogo fez um jogão! Foi nesse momento que o sangue azul fervilhou...tinha eu 9 anos! Para mim tirando obviamente o ano da conquista da taça uefa e da champions, foi a época que mais vibrei com o futebol!! Hoje em dia vejo os jogos do campeonato se nao tiver mesmo nadinha melhor para fazer... Já a champions não perco por nada.

Re: 93/94????????????

e dos 5-0 ao benfica..ou já te esqueceste?:)

Re: 93/94????????????

Acho que isso não foi nessa época, foi 2 ou 3 anos mais tarde.

Re: 93/94????????????

tens razão, mea culpa :) http://www.zerozero.pt/jogo.php?id=47001

Onde páram 16 pontos?

Uma verdade inconveniente Diz o povo que os campeões são sempre justos vencedores. Faz sentido que assim seja. Mas em Portugal existem verdades inconvenientes que colocam essa ideia em causa. Tome-se como exemplo a época 2008/2009 do futebol português. Espelho dos últimos 20 anos cá do burgo, ficou marcada pela polémica. Mais: acentuou tendências e muito ficou a dever à verdade desportiva. Mas antes que nos acusem de sermos tendenciosos… avancemos com objectividade. O que lhe passamos a apresentar é a lista de jogos em que o Benfica foi prejudicado ou beneficiado na Liga Sagres. Jogos em que existiu clara influência no resultado. Logo na primeira jornada, em Vila do Conde, o Benfica não foi além de um empate a uma bola. Mas poucos se lembram de uma grande penalidade cometida sobre Aimar em cima do minuto 90. Uma semana depois, novo empate, desta feita frente ao Futebol Clube do Porto. Jorge Sousa esqueceu-se da uniformidade de critérios. Expulsou Katsouranis por faltas normais, mas deixou o amarelado Cristian Rodriguez em campo após sucessivas jogadas de extrema dureza. Mas o Benfica estava forte no campeonato e só não atingiu a liderança porque no jogo grande da 5.ª jornada foi novamente prejudicado. Yebda até fez o 2-0 em Matosinhos, mas viu o golo ser-lhe mal anulado. Aproveitou o Leixões, que empatou ao cair do pano. Não foi à quinta, foi à sétima jornada que o Benfica confirmou a liderança. No berço da nação, coube a Aimar e a Suazo brilharem na vitória por 2-1 sobre o Vitória de Guimarães. Mas poucos se lembrarão dos erros do senhor Carlos Xistra. Primeiro foi Aimar a ser derrubado na área vimaranense. E que dizer dos critérios disciplinares? É que se Reyes viu dois amarelos forçados, já Andrezinho teve via verde para pontapear a cara de Suazo. Contra ventos e marés o Benfica liderava. Até que a injustiça chegou à Luz. Lembra-se de Vasco Santos? Trata-se do árbitro portuense que não expulsou Sandro após agressão a Reyes no Benfica-Vitória de Setúbal. Curioso o facto de nessa mesma jogada o árbitro só ter dado a lei da vantagem até o Benfica ter o descaramento de marcar. De repente as regras mudaram e eis que o Vitória de Setúbal ficou com o caminho aberto para chegar ao empate. Pior ainda fez Pedro Henriques duas semanas depois. Quando no último minuto Cardozo apontou o golo da vitória, o juiz tratou de anular o remate certeiro do paraguaio. Razão? O facto de Miguel Vítor ter olhos na nuca. E assim o Nacional saiu da Luz com o nulo. O ano de 2009 começou com uma derrota na Trofa. Muito se falou da má exibição “encarnada”. Ninguém duvida disso. Mas alguém ainda se lembra que Reguila inaugurou o marcador quando estava em fora-de-jogo? Pois… No entanto, à 14.ª jornada o mundo parou. O Benfica venceu um jogo fruto de um erro da arbitragem. Caiu o Carmo, caiu a Trindade. E tudo só porque David Luiz estava uns quantos centímetros em fora-de-jogo. Nada que não fosse atenuado na semana seguinte. No dérbi do Restelo, Suazo foi atropelado por Baiano quando estava isolado. As leis da FIFA são claras: o lance era merecedor de falta e de cartão vermelho. Já se adivinha qual foi a opção de Elmano Santos. Acontece que o Benfica se mantinha na luta pelo título. E tinha a possibilidade de resgatar a liderança em pleno Dragão. O conjunto de Quique Flores foi superior e cedo se colocou em vantagem. O que ninguém esperava era que Pedro Proença descobrisse um sebastiânico toque de Yebda sobre Lisandro Lopez. Tudo se decidiu nos dois jogos seguintes na Luz. Duas derrotas em que a arbitragem voltou a estar em evidência. Primeiro foi Marquinho a aproveitar o posicionamento em fora-de-jogo para dar os três pontos ao Vitória de Guimarães. Depois foi a Académica a vencer no estádio do Benfica. Um jogo ferido de morte pela inexplicável decisão de Marco Ferreira em anular um golo limpo a Aimar. O mesmo jogador que na primeira parte fora alvo de um injusto fora-de-jogo. Na Madeira, nova derrota. Para a história fica o 3-1 aplicado pelo Nacional. Mas ainda fica na memória a mão de Cléber em plena área nacionalista. E assim Jorge Sousa deixou passar em claro a grande penalidade que daria o 2-2 a um Benfica em crescendo. Até mesmo o consequente empate com o Trofense ficou manchado pelo apito. É certo que o Benfica poderia ter feito mais. Mas alguém se recorda que Paulinho estava em fora-de-jogo no lance em que cabeceou para o segundo golo da formação nortenha? E assim chegámos ao final de mais uma época não sem antes, em Braga, o Benfica voltar a ser prejudicado. A vitória benfiquista não tolda a memória acerca da entrada por trás de Luís Aguiar a Katsouranis. Uma agressão que Artur Soares Dias não viu. O mesmo árbitro que logo depois expulsou Yebda de forma incorrecta. Faça-se as contas. O Benfica viu ser-lhe subtraída a módica quantia de 16 pontos devido a crassos erros de arbitragem. Estórias de um “tretacampeonato”... http://www.slbenfica.pt/Informacao/Futebol/Noticias/noticiasfutebol_futarbitragembalanco_2 70509_48074.asp

Eh spam...

Re: Onde páram 16 pontos?

Eu acho que sei onde param. Estão aplicados no fundo das tuas costas. Assim tens outros motivos para gemer.

Re: Onde páram 16 pontos?

Grava um DVD com essa merda toda e manda para o Ministro, porque nós estamos fartos de ver para aqui spams de outros sites/blogs de pessoas acolhidas em instituições psiquiátricas... Isto não devia dar direito a expulsão? É que já cansa...

Re: Onde páram 16 pontos?

spam spam spam

A de 93/94 nao me recordo

mas a de 01/02 era terrivel...

As piores...

Lembro-me de 3 épocas que foram bastante más para o FCP: - 2004/2005: por razões óbvias! Foram 4 treinadores (contando com o Rui Barros, que ganhou a Supertaça), muitos jogos sem ganhar no Dragão, tudo corria mal. - 93/94 (meia época): a época começou com o Ivic no banco, e o Porto chegava a jogar com 3 centrais, no estádio das Antas, contra equipas do calibre do Gil Vicente (não desrespeitando a instituição). Bobby Robson entrou mais tarde para dignificar um pouco a época do clube, que chegou às meias finais da Liga dos Campeões. - 88/89: o treinador era o Quinito. Tal como a época do Ivic em 93/94, o Porto perdeu muitos pontos, especialmente em casa. Foi nesta época que aconteceu a derrota por 5 a 0 frente ao PSV.

Re: Melhores e piores anos do FC Porto

2008 = Reinaldo Teles com a boca ao lado. a mim parece-me um bom ano. 2009, vejamos quem é o próximo.

Hum

Melhores épocas foram tantas que é dificil escolher mas talvez a de 2002/2003, vencemos liga, taça e taça uefa com um futebol demolidor e de encantar. 86/87 e 03/04 obviamente que pelo título europeu foram épocas inesquecíveis. Pior, época com octávio machado...mau de mais para ser verdade. Cps,

Os melhores de sempre

Jose pratas Augusto duarte Martins dos santos Jacinto Paixao Olegario Benquerenca Carlos Calheiros


www.casasdeapostas-portugal.com