FC Porto vai cumprir novas regras do "fair-play" | Relvado

FC Porto vai cumprir novas regras do "fair-play"

 


FC Porto vai cumprir novas regras do "fair-play"
Os jogadores do FC Porto vão deixar de colocar a bola fora quando um adversário está no chão queixoso ou solicita assistência médica. A medida foi, esta sexta-feira, confirmada por Pinto da Costa que, em declarações aos jornalistas, acrescentou que as recomendações dadas aos atletas não vão além do que diz a lei. «Se está na lei que o árbitro é que deve interromper o jogo, naturalmente que ninguém pode substituir-se ao árbitro ou qualquer dia os atletas começam a assinalar grandes penalidades», afirmou. Na prática, os dragões decidiram seguir a recomendação da UEFA que se baseia na Lei 5 das Leis de Jogo, a mesma que prevê o seguinte: «O árbitro pára o jogo se, na sua opinião, um jogador estiver lesionado com gravidade, garantindo então a sua remoção do terreno do jogo».
«A UEFA deu instruções para que sejam os árbitros a decidir quando interromper os jogos e nós vamos segui-las», explicou o presidente do FC Porto, à margem da apresentação das obras na Casa do Dragão, o lar para muitos futebolistas das camadas jovens do clube.

Os responsáveis portistas consideram que este acto de "fair-play" em particular tem sido alvo de abusos por parte de algumas equipas, que exploram a boa vontade dos adversários para quebrar o ritmo de jogo.

«Parece-me que os espectáculos têm sido muito prejudicados pelas constantes paragens e nós queremos contribuir para uma melhoria deste aspecto», ressalvou Pinto da Costa.

FC Porto:

Comentários [91]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Re: mas o porto há muito que já faz isto

Olha, o pior que eu já vi foi um Portugal - Angola, em jogo amigável(!?!), que terminou antes da hora pois os angolanos ficaram com apenas 6 jogadores em campo! E chamaram a isto um amigável!!

Re: Re: mas o porto há muito que já faz isto

hi, pois foi. Já nem me lembrava disso. os angolanos fartaram-se de dar porrada.

Espero que o FCP seja coerente.

Espero que no dia em que um adversário faça o mesmo, não venham depois fazer acusações. Mas digo mais: se algum adversário do FCP mandar a bola fora, poderá ser acusado de "colaboracionismo".

Finalmente

Estou completamente de acordo com esta tomada de posição do meu clube! Para ver se finalmente se deixa de assistir a perdas de tempo e paragens de jogo desnecessárias.

Defendo estes princípios

Mas há situações em que será impossível um árbitro descortinar se um jogador está gravemente lesionado. Por acaso o António Tadeia, num momento feliz do seu comentário a um jogo, defendeu um princípio que me parece interessante. Se um jogador estiver no chão, terá de ser levado na maca e abandonar o jogo. E não poderá reentrar durante uns bons minutos, porque assim garante-se que um jogador só pára se tiver mesmo lesionado. Assim evita-se situações como aquelas do Portugal-Montenegro aqui há semanas. È certo que nenhum medida é perfeita, mas poderia ser uma boa ideia. Haverá situações em que a lesão poderá de facto existir mas não necessitará de um tempo de assitência de vários minutos, e nesse sentido srá difícil gerir estas situações. Mas penso que poderia ser um bom princípio, porque um jogador não se lesiona a cada toque que leva, só deve ser assistido se se tiver magoado mesmo. Cumps.

1º Capitulo

...de mais uma polémica.

sempre foi assim no fcp

nao é novidade nehuma dos jogadores fcp....

Pois è

Já J.C. dizia, se bom mas nao sejas parvo...

na inglaterra 1 gajo cai e levanta logo em

portugal 1 gajo cai parece que nao quer levantar mais

Lei deve ser cumprida, mas...

... se fossem tudo "bons rapazes", todas as equipas evitariam que isso acontecesse. A meu ver este tipo de regras é necessário no futebol actual, mas fico triste que o nosso querido desporto favorito tenha chegado a estes contornos. Não é só por culpa dos dirigentes que incendeiam o desporto como modo de vencer e ter poder na vida, mas sobretudo pelo "chico-espertismo" dos treinadores portugueses. A verdade é que essa lei não acabará por ser imposta em certos países como a Holanda ou mesmo Inglaterra onde a própria vivência do desporto é vivida de outra maneira. Nesses países, os jogadores não caiem que nem varas pelo mínimo contacto físico; se existe um aproveitamento ilícito em campo dos seus jogadores, o treinador ou mesmo o capitão da equipa deixa a equipa prejudicada repor a verdade desportiva (isso aconteceu recentemente na Holanda e creio que também em Inglaterra com o Arsenal). São outras formas de estar na vida desportiva. Quanto ao FC Porto emitir este comunicado, penso que fáz-lo muito bem, acabando por antecipação dizer como será a sua linha de conduta para a presente época. É uma forma de pressionar os adversários a fazerem mais jogo positivo (futebol) do que menos jogo negativo (representação). Espero que todos os clubes façam o mesmo. Cumprimentos Futebolísticos!

Já o devia ter feito antes

Exemplo a seguir por todas as equipas.

ACHO MUITO BEM

Agora uma das principais armas dos adversários para travar a máquina portista vai ter resposta ,chega de anti-futebol.

Muito bem!

Espero que esta medida seja seguida por todos os clubes da primeira liga! E espero também que os árbitros tenham sensibilidade para entender quando devem, ou não, interromper o jogo. Há muito tempo que o "mandar da bola fora" já não tinha nada a ver com fair-play, e o aproveitar da situação era tremenda. Se todos seguriem o exemplo dos dragões vamos ter muito menos paragens nos momentos finais do jogo.

reddevil uma coisa de garanto

Tu vais estar em primeiro no top prestígio aqui no relvado, daqui alguma tempo. Parabéns, os teus comentários têm sido muito ons. Continua assim

Errata

*bons

Re: reddevil uma coisa de garanto

Obrigado! :) Cumps

Re: Muito bem!

Muito bem também para ti Red, este assunto é de facto na minha opinião sério demais para entrarmos em qualquer tipo de discurso clubístico. Não interessa que tenha sido o FC Porto o primeiro clube, penso eu, a ter tomado esta medida, o que interessa mesmo é analisar se a medida é boa para o futebol português, quiça internacional, e se sim, como penso que o é, todos os outros clubes deveriam tomar a mesma iniciativa. Ainda faltou ressalvar neste artigo que o FC Porto vai informar desta tomada de posição todos os trios de arbitragem e adversários logo no início das respectivas partidas em que participe, e também vai pedir às equipas aversarias para que tenham a mesma atitude em relação ao FC Porto. Assim fica tudo muito bem esclarecido e ninguém poderá acusar o FC Porto de falta de fair-play, qualquer crítica terá de ser feita única e exclusivamente ao trio de arbitragem, parece-me ser uma atitude muito correcta. Por fim, só falta esperar que estas medidas tragam mais rítmo aos jogos e portanto mais emoção, temos o exemplo da Ingltarerra em que o futebol é um espectáculo digno desse nome. JF

Re: Re: Muito bem!

Sim, e realmente o FC Porto, na pessoa de Pinto da Costa esteve muito bem em esclarecer desde já a atitude que iria tomar não dando, assim, azo a qualquer tipo de confusão ou especulação. É como eu digo, neste momento a bola está do lado dos arbitros e mais uma vez terão de analisar os lances bem de perto e serem bem auxiliados pelos adjuntos. Cumps.

A "bola" esteve sempre do lado dos árbitros...

... e penso que no dia em que isso deixar de acontecer, não haverá necessidade da sua existência. O problema é que existe muito bom jogo que se os árbitros fossem competentes e quisessem realmente impor as regras de jogo, grande parte dos jogos acabariam com jogadores expulsos por acomulação de amarelos proveniente de simulações e afins. Mais, nessas situações também deveriam ser chamados à atenção os treinadores e corpo médico por serem coniventes com estas situações de jogo (repara na situação do Dida or exemplo...) Quanto à atitude do Porto, espero mesmo que todos saibam ler e que todos façam o mesmo. Cumprimentos Futebolísticos!

Totalmente de acordo

Aliás quando li a frase "Os responsáveis portistas consideram que este acto de "fair-play" em particular tem sido alvo de abusos por parte de algumas equipas, que exploram a boa vontade dos adversários para quebrar o ritmo de jogo" lembrei-me logo do Paulinho Santos na maca a piscar o olho para o banco num jogo em alvalade.

Re: Totalmente de acordo

Tens razão, foi pena só te lembrares deste caso mas admito que foi verdade, a partir de agora acabou-se, acabou-se a favor do FC Porto e contra o FC Porto. Mas para que esta media tenha mesmo frutos para o nosso futebol, TODAS as equipas deveriam tomar esta medida, ela é muito boa, tenho a certeza. Até digo mais, os árbitros deveriam amarelar as simulações de lesões assim como amarelam as simulações de pénaltis. JF

Mas perderiam pois a UEFA não deixaria...

... assim como não deixou o Dida não jogar dois jogos! Essa ficou-me marcada! Dida é um grande actor, a seguir ao AC Milan vai ser actor da Globo! Cumprimentos Futebolísticos!

Re: Mas perderiam pois a UEFA não deixaria...

penso que tem mais jeito para ser actor do que para GR!! LOL

Re: Totalmente de acordo

Eu lembrei-me da chapada do Jorge Costa ao Liedson...que até ganhou o premio de teatro nos Watts da Eurosport.

O Liedson devia ter ganho também

o prémio de teatro quando se atirou para o chão pelo árbitro lhe ter tocado com a camisola de raspão. É a simulação mais ridícula que me lembro de ver.

Re: O Liedson devia ter ganho também

levezinho é mesmo assim faz 1 pouco vento ele ate voa

Re: O Liedson devia ter ganho também

Aquela quando o Jorge Costa lhe passa a mão pela cara é que é demais!! No Eurosport volta e meia lá a mostram!! É de chorar a rir, a forma como ele volta a cara e parece desfalecer em dor!!

Ele é muito frágil

Está a precisar de alimentos enriquecidos com ferro para curar a anemia que o faz desmaiar tantas vezes em campo.

engraçado mas tambem vi o grego caceteiro

piscar o olho quando partiu a perna do anderson,alias o grego ate riu.

Eu até acho que ele se deitou no chão a rir...

de tanto não aguentar as dores de estômago! E a falta de ar que lhe deu? Essa então foi demais...