Dragão melhora e vence Arouca | Relvado

Dragão melhora e vence Arouca

Corona teve uma estreia feliz, ao marcar dois golos.
 
600.jpg

Lopetegui começou a partida com vários riscos, ao colocar Corona, Rúben Neves, Layun e André André no 11 inicial de forma a alterar o modo como a equipa joga, e até foi bem sucedida em alguns momentos da partida. O Porto começou o jogo muito forte, sempre em cima da equipa do Arouca, criando muito perigo nos primeiros minutos, com Maxi, Corona e Aboubakar em destaque, e foi mesmo uma boa jogada de entendimento entre os dois últimos, que surgiu o primeiro golo do Porto, com Aboubakar a deixar de calcanhar para o extremo mexicano fazer o primeiro do jogo.

Continuava o Porto com maior posse e maior controlo do jogo, mas a equipa de Lito Vidigal começava a criar algum perigo, principalmente através de lances de bola parada. Até ao final da primeira parte, jogo muito dividido com o Arouca a chegar algumas vezes à área do Porto, mas com Aboubakar também a falhar muitas oportunidades.

Na segunda parte, os mesmos três que estavam a criar perigo na primeira, surgem também a criar muitos problemas à defesa do Arouca. O Porto continuava com o domínio do jogo, mas era uma superioridade que não mostrava segurança, e a bola era muito "mastigada" em torno da área portista. Mas no minuto 61, após um grande remate de André André, Corona bisou na partida, ao aparecer no sítio certo à hora certa.

Já no minuto 71, mais um boa jogada dos azuis e brancos, num grande passe de Rúben Neves para André André, que depois cruzou para Aboubakar fazer o 3-0 para o Porto. Talvez o Arouca não merecesse sofrer três golos, mas na verdade pouco perigo tinha causado até ao momento. Nos minutos seguintes ao golo, os aveirenses voltaram um pouco à carga, e numa distração de Layun, Maurides (irmão de Maicon), aparece nas suas costas e reduz o marcador para 3-1.

Até ao fim, o Porto controlou o jogo e ainda dispôs de chances para fazer mais um golo. Exibição aceitável do Porto, sendo que foi a exibição mais sólida dos homens de Lopetegui nesta época. Destaque para as exibições de Rúben Neves, André André, Corona e Aboubakar. No lado do Arouca os mais perigosos foram Nildo, Artur e Jáilson.

11 do Arouca: Bracalli, Jailson (Maurides, 61min), Velazquez, Hugo Basto, Lima, Nuno Coelho, Nuno Valente, David Simão (Nildo Petrolina, 73min), Artur, Zequinha (Leandro, 55min) e Roberto

11 do Porto: Casillas, Maxi, Maicon, Marcano, Layún, Rúben Neves, Imbula (Herrera, 70min), André André, Corona (Bueno, 87min), Brahimi (Danilo, 55min) e Aboubakar

FC Porto:

Comentários [24]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

" Por cima do sinal

"
Por cima do sinal amarelo

Na linha dos dois posts anteriores: o problema não era jogar em Arouca. O problema era quem lá estava para arbitrar - ou quem lá o pôs. O FC Porto é superior, lidera o campeonato com todo o mérito, fez o que lhe competia antes de um ciclo de jogos importante (não há nenhum que não o seja). Ganhar nunca esteve em causa.

Tranquilidade e competência

Depois de uma pausa para jogos internacionais há sempre alterações na equipa. Lopetegui tomou as suas opções e a equipa cumpriu, sem sobressaltos. Ganhámos mais soluções para renderem a curto prazo na equipa e as chamadas boas dores de cabeça. O FC Porto nunca terá um 11 consensual, pois felizmente tem um grande plantel, e uma vez mais Lopetegui mostrou que para ele não há estatutos nem lugares marcados - tem sido assim desde o primeiro dia. Varela, Tello e Herrera não estavam ao melhor nível, então deu oportunidade a outros. O desafio é que isto não se trata apenas de uma gestão de futebolistas, mas também de homens, egos, ativos e morais. Vai haver espaço para todos esta época, mas há que saber esperar e lutar por essas oportunidades.

Por outro lado, os parabéns a João Capela. Neste jogo, conseguiu mostrar mais cartões ao FC Porto (6) do que aqueles que o Benfica viu no total das 4 primeiras jornadas. Não discutindo a razão para cada cartão, é simplesmente uma média que faz jus ao que esteve na origem da nomeação de João Capela: é quem mais cartões está a mostrar em Portugal. Mas o mais incrível é que o Arouca acabou o jogo com apenas um. O FC Porto deu a resposta adequada: vencer contra adversidades que vão além do adversário.

Para a história fica isto: o FC Porto venceu no batatal de Arouca. Já o Benfica perdeu no muito desejado estádio de Aveiro. O acontece é muito mais importante do que o local onde acontece"

ó "seally"

o link da notícia?
já te disse que: ver um andrade corrupto a reclamar de arbitragens, é a mesma coisa que ver um pedófilo reclamar porque lhe foram ao cu!

Txcómico, não fosses tu e

Txcómico, não fosses tu e muitos como tu neste site, corruptos e narcotraficantes, e teria todo o gosto em colocar aqui o Link...

Mas como toda a blogosfera Portista abomina corruptos e traficantes de droga, não te posso dar o Link...

Contenta-te com a geraCÃObesfica... Hohohohohoh

Bom jogo do Porto, aliás, o primeiro jogo do Porto com coerência

porque apesar de já ter tido alguns bons momentos, a verdade é que um treinador não pode querer ver as suas ideias implementadas com sucesso em campo, se colocar só jogadores que pensam o jogo de maneira diferente das suas ideias.

Com Neves e André André, o Porto voltou a ser uma equipa que sabe comandar o jogo, que sabe ter bola traquilamente, que sabe ler os momentos do jogo, foi um Porto, apesar do esquema tático ser diferente, mais parecido com o melhor que se viu na equipa no ano anterior.

Talvez, os dois não possam ser titulares este ano, principalmente, porque nem só de pão vive o homem, e Ruben Neves ainda revela algumas dificuldades defensivas, por isso, precisa de bons apoios ao seu lado, mas um deles, parece-me uma inevitabilidade a sua titularidade... Danilo, Imbula e Herrera, são tudo jogadores muito de repentismos, de ir muito com a bola no pé para a frente, é necessário alguém que pense o jogo para eles...

De resto, o ponta de lança, como os mais atentos no ano anterior já esperavam é mesmo craque, e deve ser daqueles que realmente trabalha, tal é a sua evolução, defende cada vez melhor, e não sendo Martinez, nota-se que está sempre a tentar sê-lo naquilo que Martinez fazia de melhor, não se escondendo somente, naquilo que ele faz melhor...

O Corona, exibição típica deste tipo de jogador nos seus primeiros jogos, os adver´sarios ainda não conhecem as suas fintas, ele está muito motivado, daqui algumas jornadas, quando a motivação dos primeiros jogos se perder, quando os adversários já o conhecerem bem, aí sim, veremos o que o puto vale... da primeira exibição, parece que talento não lhe falta com a bola no pé, e gostei muito dele a defender, ia mesmo, mas lá está, não se percebe se é fruto da tal motivação do primeiro jogo, ou se o rapaz realmente gosta de morder os calcanhares aos defesas, a ver vamos...

Ps. gostei que Lopetegui não tenha sucumbido perante os pedidos de grande parte da massa adepta, para colocar Brahimi a 10, assim é que é, meio campo duro mas com alguém a pensar o jogo, mas o virtuosismo vem das alas, que é aguentado pelo meio campo.

A minha leitura da coisa,

A minha leitura da coisa, gostei francamente da partida em Arouca, e se olharmos para tras, Estoril e Maritimo, a equipa melhorou e muito, mormente o meio campo, o sector onde se ganha e perde jogos. A entrada ontem de Ruben e André foram fundamentais para essa melhoria, mas já lá vamos.

Sobretudo gostei da atitude, a equipa encarou o Arouca, como se esse fosse um adversário Champions. Bom, mas se entramos muito bem nos primeiros 20 minutos, e nesse período marcamos com inteira justiça, após o golo, estranhamente recuamos, e a partir do meio da 1ª parte o Arouca ameaçou e preocupou. Se nos lembrarmos da temporada passada, entramos em vantagem em 4 jogos fora de casa (Guimaraes, Estoril, Nacional e Belem), e nessas 4 partidas, depois de fazermos o mais dificil que é marcar, baixamos, sofremos e empatamos essas 4 partidas, e essa deficiencia que vem da temporada passada terá de ser corregida. Isto é, esta equipa não pode baixar de intensidade após fazer o golo (sim tinhamos Kiev, mas um 1-0 não garante tranquilidade alguma para gerir), temos de procurar o 2º golo, e porque não o 3º, e então sim gerir os momentos de jogo!

Observando o meio campo, neste momento Lopetegui, ainda não encontrou o trio que melhor encaixa, e o belo jogo do Ruben e do André, veio complicar as contas, Danilo, Imbula, Herrera, Ruben e André, 5 unidades, e 2 para excluir, e quando ainda há Evandro e o Sérgio!

Importante, ganhamos 3 pontos ao nosso adversário directo (eles perderam em Aveiro), e no proximo Domingo, se vencermos como todos esperamos, acumulamos mais 3 pontos, e descolar e ganhar vantagem numa fase inicial, é fundamental para os nossos objectivos!

Em 4 Jornadas, o FC Porto utilizou o 4º lateral esquerdo (Alex, Cissokho, Indy e ontem Layun). A utilização de Layun foi uma surpresa, tinha jogado 90 minutos na madrugada de 4º Feira pelo México, fez apenas dois treinos com o FC Porto, quase de reconhecimento, e após uma viagem transatlantica, com fuso horário e afins, não era suposto Layun ser titular, jogou, adaptou-se em competição, e cumpriu sem brilhantismo, o que é natural!

Destaques individuais : Ruben Neves, André André, Corona e Aboubakar. O melhor em campo : André Andre, um "canivete suiço", pequeno, util, multi-funções e versátil (não, não me influencia o facto do André ser Filho de um Dragão). Recentemente, neste site, apelidei-o de "motorzinho" ou quase um Moutinho (provavelmente alguns pensaram "este tipo é doido"), mas se o André não é Moutinho, é sem duvida um "motorzinho" calibrado e que não sabe jogar mal, e pode ser 6/8 ou mm 10. Corona entre os alas&desequilibradores que temos, tem um pouco de tudo de todos os outros que temos no plantel, vai da linha para dentro como Brahimi, tem a velocidade de Tello, é tambem de linha e vertical como Varela, e pode ainda ser 2º avançado, uma bela estreia. Aboubakar, como já referi, irá fazer entre os 20/25 golos na Liga, mas naturalmente golos diferentes dos de Martinez (por exemplo irá provavel/ bater as GP), em termos técnicos e tacticos Aboubakar revela uma evolução notavel!

Por acaso, também tinha comparado André André com Moutinho,

são parecidos, onde eu os distinguia, é que Moutinho é muito bom em tudo, e André André é bom em tudo... ou seja, André André sabe organizar o jogo da equipa, mas Moutinho é um pouco melhor... Quer um quer outro, não são jogadores muito rápidos, não sendo lentos, no entanto, Moutinho é um pouco mais rápido... os dois são intensos... os dois podem ocupar todas as posições do meio campo... lá está, são parecidos, só que onde um é bom, o outro é muito bom.

Ps. continuo a não ser fã de Lopetegui, por exemplo, essa coisa de colocar um jogador em campo sem ritmo, como Cissokho, o rapaz faz porcaria, e depois, nunca mais o convocar, são coisas que eu não consigo perceber... no entanto, com duplo pivô ou sem ele, eu gosto destas ideias de jogo, do betão no meio campo, e a arte nas alas, claro que, com alguém que saiba fazer tudo no meio campo, que mesmo sem virtuosismo, saiba organizar a equipa.

Quando se coloca um tridente

Quando se coloca um tridente no meio-campo, os jogadores escolhidos têm que possuir características diferentes para as coisas resultarem. Individualmente, até posso admitir que hoje e ressalvo hoje, Danilo, Herrera e Imbula, na perspectiva meramente individual, sejam os melhores, mas não têm complementaridade. Aquilo que Ruben Neves dá (pensar o jogo mais atrás e definir melhor), encaixa melhor na alta rotação de Imbula e na capacidade "de chegar à frente" de André. Danilo pode ser mais fundamental a seis com um oito como Sérgio Oliveira e um desequilibrador como Evandro. Tudo isto para dizer, que o meio-campo do porto tanto melhor será, consoante forem as escolhas de Lopetegui no conjunto dos três e não meramente no aspecto individual do "seis, do oito ou do dez".

Quanto a Corona, jogou bem e provocou desequilíbrios. Os golos foram pormenores, porque foram golos cantados, tenham sido nos pés de Corona ou de outro jogador qualquer. Claro que, no futuro, a sua capacidade de desequilibrar será menor porque os adversários já o conhecem, mas o que distingue os grandes jogadores dos jogadores banais é a capacidade de improvisar, de integrar mais no colectivo o desempenho individual e Corona poderá demonstrar ser um grande jogador se quando as fintas não resultarem tanto, apostar mais nas triangulações, por exemplo. Um jogador a rever.

Continuo a insistir na mesma tecla... os centrais do porto são o seu calcanhar de aquiles e isso nota-se mais quando aquele que considero o melhor (Indi) está no banco e aquele que considero o pior (Marcano) é o predilecto do treinador.

Esse meio campo de Danilo/Sergio Oliveria/Evandro

também não resulta, seria penoso para Danilo... mas, um meio campo com Danilo/Sergio Oliveria/Imbula já resulta melhor... com Sergio Oliveira a organizar a explosão de Imbula, mas com André André também pode resultar. Ruben Neves e André André na mesma equipa, com dois extremos como os que temos, que garantem muita criação de jogo, mas que não defendem bem, acho que fica curto...

Nos centrais, até podes ter razão, no entanto, Marcano dá ao Porto aquilo que mais nenhum dá, alguma recuperação defensiva, porque ele é o mais rápido de todos, e não é mau jogador... ou seja, Maicon ou Indi, casam melhor com Marcano do que juntos, e eu gosto mais de Maicon do que de Indi.

O problema deste modelo tático do Porto

de teres um meio campo de cimento e artistas só nas alas, é que o jogo do Porto se torna previsível, sabendo os adversários que para evitarem que a bola chegue a Aboubakar "só" têm que fechar bem o flanco e impedir que os médios da frente consigam rematar à entrada da área.

Claro que esté "só" tem muito que se lhe diga, mas definitivamente falta ali um Carlos Eduardo ao Porto - e que bem encaixaria nesta tática - porque este meio campo é qualquer coisa de.... redundante?

O Corona entrou bem, entrou, e dou-te razão: os tecnicistas costumam arrasar no jogo de estreia, até que os adversários lhes conheçam os pontos fracos. Diria que um dos pontos fracos dele será o peso - já ganhava uns 3 ou 4 kgs de músculo, não? - pelo que qualquer carga de ombro o levará ao chão e torná-lo-á inconsequente.

Seja como for está na cara que é um puto cheio de talento, vamos ver é se serve para o futebol europeu.

Jogo sem história, jornada de warm up para domingo. E que vença o melhor, desde que seja o Glorioso :p

Dados, um dos melhores meio campos que vi no Porto, foi

o meio campo do AVB, com Fernando a limpar, Moutinho a equilibrar e a organizar mais atrás, e Guarin box to box... e lá está, com a arte a vir das alas, claro que Guarin tinha um grande remate, mas Herrera também tem, e nenhum dos dois é um criativo...

O que torna este esquema viável, é o facto de os tais alas, não o serem, ou seja, quer Corona, quer Brahimi, com este meio campo de cimento, têm grande liberdade para aparecerem em muitos locais diferentes, o que torna a equipa muito imprevisível, a questão, é que tens que ter alguém no meio campo, não virtuoso, mas que saiba ler o jogo, que saiba organizr, que crie espaço para se soltarem os animais, que são Herrera e Imbula... qualquer um deles, pode fazer aquilo que Guarin fazia no Porto, a questão, é que têm que ter alguém ao lado deles para lhes indicar o caminho...

Carlos Eduardo, não sei se seria o homem indicado para dar organização, é mais um que gosta de fazer a diferença com progressão com bola, até poderia ser um bom jogador com um Moutinho ao lado, e com alas menos criativos e mais defensivos, assim, com estes dois alas que temos, prefiro dois verdadeiros 8s, complementares, e um 6 a varrer... claro está, que não foi assim que o Porto jogou, ainda assim, André André, um pequeno Moutinho, bom em tudo, mas não muito bom em tudo como Moutinho, parece-me uma peça a colocar em campo sempre....

"Seja como for está na cara

"Seja como for está na cara que é um puto cheio de talento, vamos ver é se serve para o futebol europeu."

Desculpa lá, mas fiquei "confucio", o Corona jogava no Twente, não era? O Twente compete em que Liga Asiática, Coreia do Sul, Japao ou China?

Bom, mas consta que o Corona fez estreia no sabado em Arouca no Futebol Europeu, e não poderia ter melhor estreia, não concordas?

O meio campo do FC Porto em 10&11, era constituido por Fernando/Guarín/Moutinho (por ex: Danilo/Imbula/André, há afinidades morfológicas e não só),em 2011 sem nenhum artista no miolo, consta que o FC Porto fez nessa temporada um "triplete" mas sem a Lucilio Cup!

Bruxo, concordando contigo no essencial, tenho só que fazer uma

ressalva, Holanda não é futebol "europeu", aquilo mais parece o Brasil, se tu vires um jogo do futebol holandês e português, pá, é quase surreal o espaço que eles deixam para os jogadores pensarem o que vão fazer... eu estou contente com a contratação, porque me parece que é um excelente jogador, independentemente de vir da holanda ou de Espanha, no entanto, muitas vezes existe um grande risco em contratar na Holanda, risco esse, que repito, não me parece muito elevado com este rapaz, este parece-me mesmo grande craque, a ver vamos...

Por "futebol europeu" entenda-se "clubes de Champions",

realmente a expressão levada à letra pode levar-nos às distritais da Bielorússia.

E não compares a soberba equipa que tinha Villas-Boas com esta do Lopetegui, nessa época vocês tiveram um plantel Vintage, tudo de feição nesse ano: treinador "puto-maravilha", grandes jogadores (Moutinho, Fernando, Álvaro, Guarin na época da vida dele) e três foras de série para os padrões portugueses (Hulk, James e Falcao).

Acho que tu, e muitos outros portistas estão a sobrevalorizar a equipa que têm, bem como tentar acreditar que têm um treinador competente, e a desvalorizar a nossa. No limite veremos quem joga mais à bola.

E sabes porque Guarin faz a época da vida dele, porque tinha

ao seu lado Moutinho... o melhor dessa equipa, nem era o talento ou potencial, que talvez tenha sido único nesses aspectos na história portista, a questão é que era uma equipa já com muita experiência, em que alguns jogadores que chegaram já sabiam tudo sobre o jogo, e outros, que já estavam no Porto há alguns anos, que finalmente tinham atingido a maturidade, como Hulk.

Passando para a parte técnica, tu não te lembrarás, eu percebo-te, se fosse benfiquista, também tentaria esquecer-me dessa época :) Mas o Porto, fez a primeira volta quase toda sem James, e exibiu-se a grande altura, com Varela, que não é um virtuoso mas é bom para os equilibrios, e um meio campo, sem um claro criativo... porque a equipa jogava como um rolo compressor, com a chefia tática de Moutinho...

Todos nós temos as nossas ideias sobre o jogo, para mim, esse 11 com Varela, está muito perto das minhas ideias preferidas, um lateral que sobe (Alvaro Pereira), um lateral que equilibra (Sapunaru), um central rápido, um central líder... um 6 a varrer tudo o que sobra, dois 8s complementares, um que faz a diferença com progressão bom bola, outro com a inteligência que tem, e os dois muito fortes defensivamente, um falso extremo dum lado, um real extremo de linha do outro, e um ponta de lança que sabe calcar vários locais, mas que está lá para marcar...

Neste momento, não teremos isso tudo, mas temos um excelente plantel, pode até não fazer o 11 perfeito, mas gosto também desta tática, e mais, comparando com os plantéis dos adversários, acho que o Porto tem tanta obrigação de ganhar este ano, como no ano de AVB, se é que não tem mais...

E não te esqueças que além disso vocês beneficiaram do facto de

terem ganho o campeonato em Agosto, com o Benfica a perder três vezes (!!!) em quatro jogos. Nove pontos de atraso em Portugal são irrecuperáveis...

Isto permitiu a Villas-Boas gerir o plantel a seu bel-prazer, mantendo os jogadores suplentes rodados e motivados, e os melhores com super-pulmões ao longo do ano inteiro.

Foi uma época de facto irrepetível para vocês, e como não sou muito faccioso não tenho problemas em admitir que, para mim, o Porto 2010/2011 foi a equipa que mais e melhor jogou à bola nos meus anos de vida. Melhor do que Robson, melhor do que Mourinho, melhor do que o 1º ano do Benfica de Jesus.

E olha que se nesse ano tivessem ido à Champions, não sei não.... apesar de não haver hipóteses de a vencerem, com o Barcelona a arrasar, poderiam ter feito história.

Estas épocas acontecem de 20 em 20 ano, se tanto, o Glorioso já teve uma parecida em 2013/ 2014, faltou-nos vencer a final europeia ao Sevilha para ser definitivamente Vintage!

No entanto, mesmo que tivessem ganho, não seria assim tão

fatástica a vossa época como a nossa... a nossa não teve praticamente falhas, não tivemos uma derrota no campeonato, tivemos 3, repito, 3 empates... goleamos o grande rival por 5-0, conseguimos virar uma eliminatória praticamente perdida na casa do rival, conseguimos ganhar o campeonato contra o grande rival, e na Europa, não tivemos falhas, fizemos a nossa obrigação...

Vocês, além disso, têm uma grande falha nessa época, ficaram fora da Champions, contra o Celtic, acho eu... ou Olimpiakos...

Acho que seriam sempre duas épocas diferentes, eu nem acho que essa época que fizeram, seja assim tão irrepetível nos próximos anos, deixa vir Marco Silva para o Porto, e eu conto-te uma história :) no entanto, foi uma excelente época.

Em termos de resultados, não há nada que iguale uma época em que se ganhe a Champions, a primeira liga da europeia, no entanto, também concordo, que em termos de plantel, em termos de jogo jogador, em termos de harmonia da equipa, aquele ano portista, culminou num brilhantismo exibicional superior ao de Mourinho, aliás, em termos exibicionais, o primeiro ano de MOurinho até foi superior, no entanto, a melhor época da nossa história é a segunda, com o seu pragmático 4-4-2 losângo europeu, e 4-3-3 no campeonato contra equipa mais fracas.

Já entendi, pretendes mesmo

Já entendi, pretendes mesmo referir que o benfica não é um Clube Champions, e eu subscrevo!

Quem esteve em 10 Edições Champions, e apenas 3 X superou a fase de Grupos, não é com certeza Clube Champions!

Não estou a valorizar nada, apenas observo o Plantel do FC Porto, e tem qualidade indiscutivel, tal constatação é consensual e em varios quadrantes, todavia é bem diferente ter um excelente Plantel, e um excelente Onze, mas o processo é evolutivo!

Treinador competente? "Por futebol europeu entenda-se clubes de Champions", era isso mesmo que pretendias referir? O incompetente do Lopetegui que em 12 jogos Champions, ganhou 8, empatou três e perdeu um jogo? Subscrevo ...

O FC Porto ganhou, e ganhou

O FC Porto ganhou, e ganhou bem em Arouca, e goleou nos Amarelos : FC Porto 6 Arouca 1, o inefavel Capela aprendeu bem a lição, amarelar 6 jogadores do FC Porto, tantar provocar a expulsao, e tambem criar ansiedade na equipa do FC Porto. O amarelo a Layun é inerravel!

André André, o melhor em campo, o verdadeiro "motorzinho" da equipa!

O Maxi mudou a sua forma de jogar de uma temporada para outra? Claro que não, mas vamos observar estes registos ;

No FC Porto em 4 Jornadas viu 3 amarelos!

Na temporada passada, viu o 5º amarelo no benfica à 15ª Jornada em Penafiel

E vamos cantar loas a uma nova campanha arrojada : "O colinh@" é VERGONHOSO!

Domingo, é para ganharmos, e ganharmos bem, sem mas ...

Mesmo assim, preferia vê-lo como o 8 dos equilibrios, que pega n

bola mais atrás, do que como 10... não acho uma necessidade o Porto alterar o seu esquema tático para este ano, mas também resulta, na verdade, com mais um criativo nas alas, podes ter um meio campo de trabalhadores, com alguma organização, mas sem grande virtuosismo, que até resulta bastante bem...

O puto mexicano, é preciso esperar para ver, aquele tipo de jogador, quando entra num campeonato é o inferno para as equipas adversárias, mas só passadas algumas jornadas, quando ele estabilizar, quando perder a motivação da estreia, quando os adversários se habituarem às suas fintas, é que se verá, até onde é que o talento dele o levará... mas que dá gosto ver o tipo com a bola, isso dá :)

5 jogadores atrás da linha da bola durante

o jogo todo por parte do arouca, na luz o bidigal colocou os 11 atrás da linha da bola durante 90 minutos...
o cerveja corona é feito de papel, carga de ombro e voa 3 metros... franzino e cracalhão , marcou 2 golaços...
OHOHOHOH

Quando se defronta um

Quando se defronta um adversário, que troca de campo para nos receber, que nos quer ganhar, e que teve direito a um árbitro encomendado para os favorecer, e que nos brinda com um ervado, que mais parecia um batatal, estas vitórias acabam sempre por saber a justiça e verdadeiras... Coisa que nem todos podem afirmar sem olhar para o chão...

PS: Realmente o Twente, enfia cada barrete aos clubes portugueses!!! Hohohohohoho

bom dia podes passar os links

bom dia
podes passar os links do youtube em que o porto indica aos arbitros como chegarem a casa do pinto da costa?

é urgente !

Ó Refilão

já estás mais descansado pela não saída do Nico?