Dragão "chamusca" galo em Barcelos e voa para o Jamor | Relvado

Dragão "chamusca" galo em Barcelos e voa para o Jamor

Triunfo de FC Porto em Barcelos por 3-0 deixa o Gil sem esperanças para 2ª mão.
 
Rúben Neves (FC Porto) festeja golo de joelhos

O FC Porto de José Peseiro passeou em Barcelos ao bater o Gil por claros três golos sem resposta. Pé de Rúben Neves foi o "abre-latas" que os azuis-e-brancos necessitavam, mas este só chegou em cima do minuto 45. Bem a tempo para Peseito mudar a palestra a dar no intervalo.

Com Marega e Varela nas alas e Brahimi ao centro a servir o avançado Suk, o FC Porto quis assumir as despesas do jogo desde cedo com uma circulação de bola vertiginosa. Este grupo da frente sentiu sempre tranquilidade para subir e pressionar alto, com a proteção dos dois médios defensivos em campo, Danilo e Rúben Neves.

A jogar com o resultado em seu favor, e com um Peseiro muito interventivo nesta fase inicial à frente dos dragões, o segundo golo chega relativamente cedo na segunda parte (59) através do reforço sul-coreano Suk.

O segundo golo deixou os gilistas mais desorientados no jogo, e o que era até agora uma abordagem positiva de jogar o jogo-pelo-jogo destes, deu início a um jogo com o coração e pouca cabeça. Ao ponto de Renan da Silva ter sido expulso com vermelho direto por por falta dura sobre Layún. Na cobrança do livre, Sérgio Oliveira não perdoou e fechou o marcador em 3-0 para o FC Porto.

Os dragões recebem agora o Gil Vicente na segunda mão no Estádio do Dragão, mas parece que nada mais impedirá os azuis-e-brancos de chegar ao Jamor.

FC Porto:

Comentários [1]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Um golo do brasileiro Gleison

Um golo do brasileiro Gleison bateu o Benfica B (1-0) e apurou o F. C. Porto B para as meias-finais da Premier League International Cup, torneio para equipas sub-21 organizado pela liga inglesa.

Segundo apurou o JN, após o golo portista os adeptos das águias atiraram uma garrafa na direção do treinador azul e branco, Luís Castro. Após o jogo, um jovem adepto dos dragões, que assistia ao encontro numa cadeira de rodas, ficou sem o cachecol e sem a camisola oferecida por Gudiño, por ação de simpatizantes do Benfica. A tensão prolongou-se e a comitiva do F. C. Porto teve mesmo de deixar o estádio sob escolta.

"Miúdo portista em cadeira de rodas fica sem camisola após jogo quente"
.

O único golo do jogo foi marcado à passagem do minuto 34. O passe de André Silva encontrou Gleison na área e o brasileiro disparou sem defesa possível. A entrada de Sancidino, no segundo tempo, agitou o ataque das águias, mas a defesa portista e o guarda-redes Gudiño resolveram todos os lances e o F. C. Porto podia ter marcado o segundo. Os dragões jogarão a semifinal com o Villarreal, que, também esta quarta-feira, afastou o At. Bilbau (2-1).
http://www.jn.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=5014035

PS: Ate em crianças que tiveram o azar de ter que viver em cadeira de rodas, estes animais encarnados atacam... Não passam de pura escória, que merecem é terra para cima...