Baía quer roubar titularidade a Hélton e ganhar mais títulos | Relvado

Baía quer roubar titularidade a Hélton e ganhar mais títulos

 

Baía visitou o Hospital Maria Pia numa iniciativa promovida pela Fundação a que dá o nome e que visou a entrega de um equipamento de valor da ordem dos 50 mil euros às unidades de urologia pediátrica e de gastroenterologia do estabelecimento de saúde do Porto. Na ocasião o guarda-redes abordou, além da sua situação pessoal, a actualidade da equipa portista, considerando que tem sido «um bom ano» para os dragões. Baía diz também que «é bom ser campeão de Inverno, mas não é o mais importante», frisa. Realçando a felicidade pela liderança no campeonato, o guardião alerta que «ainda há muito campeonato pela frente».Foto: Agência LusaSusana Valente

FC Porto:

Comentários [14]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Será sempre o nosso titular!

Vitor Baía será sempre o "titular" da baliza do FCP. Pelo que fez ao nosso clube e deu aos seus adeptos merecerá sempre esse lugar. O numero de titulos que conquistou mostra que não só é o maior, como é também o melhor guarda-redes de todos os tempos. E pelos visto ainda está para durar! Força Baía!

Pode pensar assim

e deve, mas não me parece que baía volta aos relvados como titular. Helton é grande guarda-redes, cada vez melhor,e Baía não fica mais novo. Não o estou a ver a acabar a carreira noutro clube, mas quem sabe?se quer realmente jogar tem esse direito, e tal não invalida que volte ao fcp mais tarde para funções diferentes.

Que mais à a dizer?

Falar de Vítor Baía, mas falar de quê? Está tudo dito! Já ganhou tudo o que havia a ganhar! Continua a ser um senhor no futebol português! Claro que pode ganhar mais troféus, para isso basta estar no F. C. do Porto! Que mais à a dizer? Saudações (des)portistas ------------- Dragãoport

mais

esta epoca ainda teras mais dois titulos para conquistares

Entra 5 minutos num jogo qualquer

Para ter mais um titulo na sua carreira. Por estas e por outras é que se percebe como Baia tem tantos títulos.

Se ainda te referisses ao Secretário

o homem que ganhou duas champions sem entrar em campo, agora o Baía??Titularíssimo em todos os títulos ganhos, menos numa Supertaça Europeia ganha pelo Barça que Hesp foi titular mas Baía recusa adicionar esse titulo ao seu curriculo apesar de ser seu por direito.

Diz lá em quantos campeonatos...

... o Baía não jogou regularmente e acumulou títulos?

Ah ah!

Isso é só dor de cotovelo. A verdade é que ele é um grande campeão não só dentro de campo mas também fora dele. E isto quer em termos desportivos (apesar da idade continua a lutar por um lugar, sem fazer birra por ser nesta altura o suplente, e sempre apoiando o Helton pois acima de tudo está o FCP) quer em termos de ajudas aos mais desfavorecidos. Um "bem haja" ao Vítor Baía, um jogador que muito admiro pela sua carreira e pelos seus feitos, e que muito orgulho me dá por ser português e ser portista.

O problema

É que estar no banco, jogar 5m ou a época toda dá títulos em clubes que os conquistam com regularidade, noutros clubes ganham em toda a carreira um título ou dois quando muito.

Re: Entra 5 minutos num jogo qualquer

Só ganhou os 4 maiores titulos mundiais de clubes a titular mas pronto... Quem é burro precisa de palas.

é de salutar a vontade que Baia tem para

jogar e discutir a titularidade com o guarda-redes do momento no "nosso campeonato" de nome Hélton mas se não jogar esta época pode juntar aos que tem no seu palmarés. Aqui vai o seu palmarés: 1988/89 - Troféu "Foot-Reuch": Melhor Guarda-Redes do Campeonato Nacional 1989 - Troféu Jornal "Record": Revelação do Ano 1989 - Dragão de Ouro: Futebolista do Ano 1989 - Futebolista do Ano da CNID 1989/90 - Melhor Jogador Hummel 1989/90 - Prémio Regularidade do Jornal "A Bola" 1990 - Prémio Trevo de Ouro: Adidas 1990 - Melhor Jogador do Torneio Phillips Cup 1990/91 - Troféu "Foot-Reuch": Melhor Guarda-Redes do Campeonato Nacional 1991 - Futebolista do Ano da CNID 1991 - Prémio Gandula para Melhor Guarda-Redes 1991/92 - Troféu Jornal "Público": Melhor Guarda-Redes do Ano 1991/92 - Troféu Jornal "Público": Melhor Jogador do Ano 1992 - Prémio Gandula para Melhor Guarda-Redes 1992 - Troféu Jornal "Record" - Melhor Guarda-Redes do Ano 1992/93 - Troféu jornal "Público": Melhor Guarda-Redes do Ano 1993 - Melhor Futebolista do Torneio Centenário do FC Porto 1993 - Prémio Gandula para Melhor Guarda-Redes 1993 - Prémio Jornal "Público": Melhor Guarda-Redes do Campeonato Nacional 1993 - 2ºMelhor Guarda-Redes do Mundo: Jornal L´Equipe 1993/94 - Troféu Jornal "Público": Melhor Guarda-Redes do Ano 1994/95 - Guarda-Redes mais valioso do Campeonato Nacional 1994/95 - Guarda-Redes do Ano da "European Sports Magazine" 1996 - Fase Final do EURO 96 1996 - Troféu Jornal "Record": Melhor Jogador do Ano 1996/97 - Troféu Jornal "A Marca": Melhor Guarda-Redes do Ano 2000 - Fase Final do Euro 2000 2002 - Fase Final do Campeonato do Mundo 2002 2002 - Figura Nacional do Ano na III Gala Nacional do Desporto 2003 - Prémio Carreira na Gala de Desporto em Gaia 2004 - Prémio UEFA "Best Goalkeeper 2003/04": Melhor Guarda-Redes da Europa 2004 - Medalha de Mérito Desportivo 2004/05 - Melhor Guarda-Redes do Campeonato Nacional 2004/05 - Troféu Jornal "Público": Melhor Guarda-Redes do Ano 2004/05 - Troféu Carreira da Superliga / Jornal Notícias Há dúvidas? Mesmo estando no banco é um dos poucos neste Porto que tem a tão falada mística do clube. Força Vitor Baía

Baía sempre igual a ele próprio

Como portista espero que Baía só recupere a titularidade caso Hélton se lesione, caso a recupere por abaixamento de forma do brasileiro não obrigado! Nesta última hipótese significaria que a recuperaría por algum (ou alguns) deslize do brasileiro o que sería sinónimo de algum percalço do FCP. Seja como for, as suas declarações são de bom profissional, embora talvez circunstanciais, e estar no banco é sinal que Heltón é muito bom mesmo. De notar, e ainda bem, que não se falou de Ricardo para contentamento de quem gosta de futebol e para tristeza dos jornais que estão sempre à procura de sensacionalismo e polémica, sensacionalismo esse que, a bem da verdade, só existe se o incauto caír na armadilha - o que não aconteceu desta vez.

Se Baía fala em Ricardo

lá temos nova crise existencial recheada com frangos do pintainho verde, e caso Baía recupere a titularidade nem quero imaginar...

È este o espírito..

que faz Baía ter a importância que tem no balneário do Porto, é este o espírito que o levou a ser o jogador com mais trofeus ganhos no mundo do futebol é este o espírito que torna incompreensivel a explicação de Scolari para nunca o ter convocado, lembram-se das razões de balneário ou coisa do género?