Chelsea nas meias-finais da Liga dos Campeões | Relvado

Chelsea nas meias-finais da Liga dos Campeões

PSG perdeu em Londres. Desde 2010 que José Mourinho chega aos quatro melhores.
 
Negócios arriscados: Demba Ba
Julian Finney/Getty Images

O Chelsea ganhou em casa contra o Paris Saint-Germain por 2-0 e assim continuou na Liga dos Campeões deste ano, com um total de 3-3 nos quartos-de-final, mas com vantagem devido ao golo marcado em França.

Em Stamford Bridge, perto da meia hora, André Schürrle apontou o primeiro golo do jogo realizado nesta terça-feira. O drama durou até ao final e, aos 86', Demba Ba fechou o resultado, suficiente para anular o 3-1 da primeira "mão".

José Mourinho vai estar nas meias-finais do torneio, algo que se repete consecutivamente desde 2010.

José Mourinho:

Comentários [9]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Bom será agora ver com quem

Bom será agora ver com quem vai Mourinho defrontar. Ele que abre guerra com tudo e com todos, poder jogar com o Real Madrid (seria engraçado), com a sua Nemesis (Guardiola), Barcolona (eterno inimigo) ou Atlético (a quem insultou o presidente)

O Mourinho mais parece os

O Mourinho mais parece os carrinhos de choque nas Feiras Populares, tudo o que mexe ele derruba!

Bom jogo o de hoje, com uma intensidade e incerteza tremenda, quando o vi correr como um desalmado após o 2-0, fez-me recordar o golo de Costinha em Old Trafford, mas hoje a preocupação era "mistica": festejar e reorganizar a equipa, procurava no amontado de jogadores o Torres e não o encontrava, foi caricato!

Klopp, quando apanhou o Real

Klopp, quando apanhou o Real Madrid, um adversário claramente mais forte, pelo menos em termo de jogadores, ficou todo contente e disse que iria rebater na eliminatória sabendo que voltar a derrubar o adversário seria muito complicado. Mesmo tendo perdido 3-0 em casa, com meia equipa de fora, soube manter a identidade de jogo e esteve, em Dortmund, perto de empatar a eliminatória. Calhe quem calhar a Mourinho virá o choro de que o Chelsea é o outsider, que é o pobre coitadinho da eliminatória e que se passar será um grande feito apenas possível por ser ele o treinador. Isto não retira mérito ao trabalho que está a fazer em Londres, tendo em conta algumas limitações que tem face a outros adversários, nomeadamente no ataque.
Ainda assim, o seu discurso continua a ser risível...

Sabes que o discurso de

Sabes que o discurso de Mourinho, apesar de algumas nuances, afinal estamos em pleno seculo XXI da Sociedade global ou Aldeia global, onde impera a Sociedade da informação, uma Sociedade em rede, e a Comunicação é bem diferente, e o Mourinho sabe como ninguem lidar com essas mutações. Mas onde pretendo chegar? Bom, esse discurso de Mourinho procurar sempre no exterior inimigos reais ou ficcionais, cria uma trincheira militar para blindar o Grupo. Todavia sempre foi essa a estratégia do FC Porto, e o pioneiro foi justamente Mestre Pedroto, Pedroto que curiosamente treinou o Pai de Mourinho no Vitória de Setubal. Onde pretendo chegar, Mourinho bebeu muito dessa estratégia no FC Porto, isto é, o conteudo é o mesmo, a forma na era da Globalização e da Comunicação é bem diferente!

P.S. No Museu do FC Porto, está exposta uma folha A8 manuscrita pelo Villas-Boas, com as linhas mestras de preparação/motivação do jogo sem Luz, o jogo do título : "VAMOS LUTAR PELO HULK E PELO SAPU..." "VAMOS FODER QUEM NOS TENTA FODER TODO O ANO...", isto é Marca Porto, isto é em termos de conteudo o Porto de Pedroto!

Pois, o problema é que esse

Pois, o problema é que esse discurso bélico em nada acrescenta ao futebol propriamente dito. E é possível salvaguardar o grupo sem ter constantemente que criar teorias de conspiração, questionar o mérito de adversários. É uma questão de estilo. Há quem defenda o futebol deve ser discutido dentro de campo e há quem considere que deve ser fora dele, em discursos externos. Só que, como aconteceu em Madrid, Mourinho apesar de ter ganho alguns títulos estes ficam manchados pelo desgaste que criou no clube e na péssima imagem que transmitiu dele ao mundo. O futebol não é vingança (como nesse manuscrito) nem há inimigos, apenas adversários. E Mourinho transmitie valores ao futebol que não são, ou não deveriam ser, os do futebol. E como ganha torna-se uma referência que todos querem imitar. O problema é que essas referências que se repercutem em novas gerações o futebol é outra coisa qualquer que não dentro de campo....

André, o que tem feito o

André, o que tem feito o Bruno de Carvalho constantemente? Não tem usado e abusado desses discursos belicistas? E é Presidente, recordas-te da semana que antecedeu o Porto Sporting no Dragão : "Espero ser muito mal recebido no Dragão..."

Não há valores no Futebol, sobretudo aqui na Europa do Sul, os valores do Futebol é ganhar e ponto final!

Quanto a Mourinho, é amado ou odiado, mas certo é que ficará para a história como um dos melhores Treinadores do Mundo, quer pela insuspeita competencia (onde é que não ganhou? E foi brilhante aquele FC Porto de tostoes ter ganho a Champions), mas Mourinho tem também uma face negra, quer pelo discurso truculento, arrogante e sempre desafiador, Mourinho tem tanto de Pedroto!

Conheces a obra de Pedroto?

Dá uma vista de olhos a este "adiantado mental", o Pai deste Porto de dimensão Mundial :

http://leituradejogoblog.wordpress.com/2014/03/31/pedroto-hobsbawm-e-vit...

Mas o discurso de Bruno de

Mas o discurso de Bruno de Carvalho é influenciado pela história do futebol português, de onde, aliás, também Mourinho foi influenciado. Todavia, da mesma forma que Pinto da Costa e o seu estilo influenciou a maneira de estar e o olhar para o futebol português - e quantos dirigentes não seguiram e seguem o mesmo estilo - também Mourinho é uma referência mundial e muitos vão seguir o seu estilo. Só que é esse estilo que não deve servir de exemplo - porque o futebol não é isso - que acaba por ser copiado, por isso se diz que Mourinho faz mal ao futebol. Mourinho é um vencedor, um resultadista, mas quando se é uma referência, ou se pretende sê-la, as vitórias não são tudo. Mourinho será um dos maiores ganhadores de sempre mas aquilo que deixa às gerações de novos treinadores não é a estética nem filosofia de futebol jogado, mas sim uma mensagem que incendiando os ânimos, os adversários, colocando em causa o mérito dos outros, colocando em causa adeptos, dirigentes e entidades que regulam o futebol, também se pode criar condiçoes para vencer. E os fins (vencer) no futebol não justificam todos os meios, porque o futebol é mais do que resultados

Aprecio e relevo a tua

Aprecio e relevo a tua maneira romântica de ver o Futebol. Mas André, estamos na Europa do Sul, não somos nórdicos por exemplo.

Bruno de Carvalho que já aqui reconheci e reconheço um excelente trabalho, tem de ter algum cuidado, porque não é com aqueles discursos que leva a agua ao seu moinho, e os exemplos dos 2 clássicos com o FC Porto são um péssimo exemplo.

Em contraste, no dia 11 de Fevereiro de 2014, o Sporting jogava na Luz um jogo de capital importancia para o Campeonato, nesse mesmo dia, no jornal A Bola o "braço armado" do Benfica, o Presidente do Sporting, numa entrevista de 5/6 páginas, abordou até à exaustão os tais 2 minutos e pouco, repitou-o vezes sem conta, e sobre o jogo na Luz, nem uma referencia? Será que já suspeitava da derrota do Sporting por falta de comparencia? Não terão achado estranho os adeptos do Sporting, lerem uma entrevista do seu Presidente em que este nem deixa uma mera palavra encorajadora para o jogo dessa noite? No minimo estranho. Isto é, o Presidente do Sporting teve a eloquencia, a arte de ampliar coisas pequenas, e diminuir coisas grandes, e com o conluio da Bola, claro!... Afinal o Sporting não é um Grande de Portugal? Bom, na tal entrevista do Presidente do Sporting não me pareceu dar esses sinais de grandeza!

Poisx...

Eis como uma equipa que só sabe dar charutos prá area passa as meias da Champions...enquanto um Super-Dortmund que devia ter dado 4 ou 5 , uma equipa que pratica futebol total é eliminado!
PSG quis defender , perdeu a identidade ao meter 3 DCs e com uma equipa de milhões foi eliminado, quando controlava completamente a situação...eis o que acontece a treinadores medrosos.
Bayern ou Atletico/Barça ( grande duvida) devem estar a rezar por eles...