Os melhores de 2012/2013 | Relvado

Os melhores de 2012/2013

A minha análise da época desportiva que acabou.
 
Bola na baliza
sxc

Esta época desportiva (concordando com Vítor Pereira) foi a época mais emocionante e com mais surpresas dos últimos anos. Tivemos um duelo muito aceso na discussão do título, com o campeão FC Porto a ser primeiro nos descontos da penúltima jornada, no clássico do Estádio do Dragão, depois de vários meses atrás do excelente futebol ofensivo do SL Benfica, recheado de talento ofensivo e com um futebol avassalador para qualquer equipa.

Tivemos 3 equipas de orçamento muito baixo com excelentes prestações no campeonato: Paços de Ferreira, Estoril e Rio Ave.

Paços de Ferreira - Mostraram que futebol é no campo e não no orçamento previsto para a época. Equipa impressionante, a valer-se da contratação do treinador e de jogadores experientes da casa (Manuel José, Cássio, Tiago Valente, que fez formação no clube, Antunes e Cícero), com talentos puros e até ali despercebidos (Josué, ex-FC Porto, Vítor, Hurtado). Com um treinador que criou uma filosofia de domínio de meio-campo, chegou ao play-off da Liga dos Campeões.

Estoril - A turma de Marco Silva, recém-promovida ao primeiro escalão, mostrou que na Segunda Liga há excelentes equipas e esta é uma delas. Praticamente com o mesmo plantel que fez subir ao primeiro escalão, colocou-se na histórica Liga Europa, com uma equipa humilde, de muita entreajuda. Depois, dois patrões em campo (Steven Vitória e Licá) davam o empurrão para a equipa destruir formações como Sporting e Sporting de Braga.

Rio Ave - Começou a época com um grande fulgor ofensivo, com Del Valle, o inevitável João Tomás, Ukra, Tarantini e Tope Obadeyi, mostrando o que é futebol ofensivo aos grandes. Derrotou 3 vezes o Sporting, quase ganhou ao FC Porto e fez sempre boas exibições frente ao SL Benfica, apesar de perder.

Tivemos ainda um Sporting e um Sporting de Braga muito abaixo do esperado.

Sporting - Caiu numa espiral recessiva de resultados, fracas receitas e dividas, que levou o clube a trocar praticamente a equipa que começou a época, vendendo as suas mais-valias a preços de saldo e substituindo-os pelos jovens da Equipa B e formação. Pelo meio, trocou três vezes de treinador. Sá Pinto passou de bestial (colocou a equipa na meia-final da Liga Europa) a besta com uma série de maus resultados. Vercauteren, para mim um grande erro, nunca agarrou na equipa, nunca a uniu, não apostou na formação e três meses depois estava despedido. Jesualdo Ferreira recebe uma equipa de rastos, com um clube falido, numa transição de direção, com um plantel com média de 21 anos. Agarra nos jovens da equipa B e coloca-os no campeonato, mas como não tinham muita experiência ora faziam jogos razoáveis ora iam abaixo e perdiam.

Sporting de Braga - Apesar de finalmente ter ganho um troféu (Taça da Liga) e de se ter qualificado para a Champions, o campeonato foi um desastre, com a equipa a mostrar muita falha defensiva e tendo trocado três vezes de dupla de centrais. O ataque, sem Lima e com Mossoró desinspirado e Alan já debilitado, não conseguia dar o mesmo rendimento de outros tempos...

Tivemos uma luta acesa na manutenção, tendo Moreirense e Beira-Mar sido despromovidos. Académica, Gil Vicente, Vit. Setúbal e Olhanense valeram-se das suas individualidades para suprimirem muita falta de coletividade (Edinho na Académica; Hugo Vieira no Gil Vicente; Meyong e Makukula no Vit. Setúbal; Bracalli no Olhanense salvaram estes clubes da despromoção).

Apresento aqueles que para mim foram os melhores jogadores da época.

Melhor Marcador: Jackson Martinez
Revelação: Matic
Contratação: Jackson Martinez
Melhor Jogador: Lima
Melhor Guarda-Redes: Cássio (FC Paços de Ferreira)
Melhor Defesa: Steven Vitória (Estoril Praia)
Melhor médio: Vítor (FC Paços de Ferreira)
Melhor Extremo: Eduardo Salvio
Melhor Avançado: Jackson Martinez

Faço agora o meu 11 inicial:

Cássio (FC Paços de Ferreira); Lionn (Rio Ave), Steven Vitória (Estoril Praia), Mangala (FC Porto) e Antunes (FC Paços Ferreira); Matic (SL Benfica); Eduardo Salvio (SL Benfica), Vítor (FC Paços de Ferreira) e Manuel José (FC Paços de Ferreira); Jackson Martínez (FCPorto) e Lima (SL Benfica). Suplentes: Helton (FC Porto), Garay (SL Benfica), Alex Sandro (FC Porto), Josué (FC Paços de Ferreira), Tarantini (Rio Ave), Hugo Vieira (Gil Vicente) e Meyong (Vit. Setúbal).

Esta é a minha análise, e qual é a vossa????

Benfica:

Comentários [7]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Vale o que vale...

Acredito que muitos dos jogadores colocados tenham sido uma surpresa agora teriam lugar no Porto ou no Benfica? Retirar Otamendi, Enzo Perez, Fernando, João Moutinho, Ola Jonh etc não será o mais correto.

Análise incompleta ...

... faltou destacar no onze titular o "segundo guarda-redes" e aí todos concordarão que Alecsandro leva clara vantagem. No meio campo eu acrescentaria o seguinte quarteto de luxo:

Hugo Miguel
Pedro Proença
Carlos Xistra
Olegário Benquerença

Classificação do artigo: Razoável!

Jovem incauto, A esse

Jovem incauto,

A esse quarteto porque não juntar:
João Capela!
Duarte Gomes!
Bruno Paixao!
Bruno Esteves!
Nuno Almeida!

Não há como negar, a culpa do aumento do teu perimetro cefálico? é do Proença, claro! lol

Omiti o P Lança João

Omiti o P Lança João Ferreira! lol

E o Manuel Mota

E o Manuel Mota

O benfiquista da Freguesia de

O benfiquista da Freguesia de Freiriz?

Tem talento, pode-se juntar essa nova vaga ao Bruno Esteves e Nuno Almeida, vão ter futuro promissor na arbitragem!

Estejam atentos ao Bruno Esteves (familiar da mulher do Vieira), tem ali substituto para o Pode ser Ferreira!

e Paulo Baptista

e Paulo Baptista