FC Porto diz que gritos de macaco eram "Hulk, Hulk, Hulk" | Relvado

FC Porto diz que gritos de macaco eram "Hulk, Hulk, Hulk"

Explicação do diretor de comunicação Rui Cerqueira sobre alegados insultos racistas no jogo com o Ci
 

O FC Porto já reagiu à queixa apresentada pelo Manchester City sobre alegados insultos racistas dos adeptos portistas a Balotelli, no último jogo entre os dois clubes.

Rui Cerqueira, diretor de comunicação dos campeões nacionais, garante à agência Reuters que "nada de anormal aconteceu e ninguém notou nada estranho, nem mesmo os delegados da UEFA que trabalharam perto do FC Porto durante a partida”.

Yaya Touré e Mario Balotelli queixaram-se de ter ouvido “gritos de macacos”, refere a imprensa inglesa desta sexta-feira, mas Rui Cerqueira disse que os cânticos em causa foram proferidos por adeptos do FC Porto e do City, para os jogadores Hulk e Sergio “Kun” Aguero. “Kun, Kun, Kun; Hulk, Hulk, Hulk”, explica o diretor de comunicação do FC Porto.

“Estes cânticos podem facilmente ser confundidos com cânticos racistas”, acrescentou Rui Cerqueira. “Temos orgulho em ter uma equipa com jogadores de várias origens e que obtiveram muitos títulos na base do respeito. Nunca qualquer jogador do FC Porto sentiu o mais leve indício de racismo", frisa.

FC Porto:

Comentários [181]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL