O tal caso do tirar a camisola... | Relvado

O tal caso do tirar a camisola...

 

No Sporting-Fiorentina, no play-off da Champions, Vukcevic, ao marcar um golo, festejou tirando a camisola e tendo já um amarelo. Resultado: recebeu o segundo e a consequente expulsão! No ano passado, também num jogo da Champions mas na Fase de Grupos, no Dínamo Kiev-Porto o Lucho fez o mesmo.Para mim é uma lei que num certo ponto está mal, o golo é a festa e a alegria do futebol, devia ser comemorado com o maior entusiasmo possível. Mas segundo o que se consta foi uma regra adoptada por parte dos patrocinadores de clubes que fizeram pressão na FIFA para que isso ocorresse porque o jogador em foco ao tirar a camisola vai impossibilitar que as câmaras de TV filmem o tal patrocinador.
Ticomaia

Liga dos Campeões:

Comentários [62]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Meus caros amigos sportinguistas:

Percebem agora porque é que o Paulo Bento não gosta do Vukcevic? Percebem agora porque é que benfiquistas e portistas gostam muito do Vukcevic e passam a vida a tecer-lhe rasgados elogios? Percebem agora porque é que os nossos adversários estão sempre prontos a defender os jogadores que entram em rota de colisão com Paulo Bento, muito "preocupados" com o que é melhor para o Sporting? O meu avô costumava dizer a propósito dos políticos ou sindicalistas que "falavam" em nome do povo: "quando vejo um gajo que não me conhece de lado nenhum a preocupar-se comigo..., ou já me fodeu ou está para me foder"!

Para (PARA)Psicólogo, ou o teu Avô, era mesmo...

SENSATO e sabia do que falava, ou era mais um que mamava à conta do Orçamento Geral do Estado à altura e faço votos que ainda seja Vivo!!! É só ler esta semana na Revista SÁBADO de uns... Que fugiram para os BRASIS e agora cantam de GALO com CRISTA e TUDO, no País do Faz de Conta!!! O meu avô costumava dizer a propósito dos políticos ou sindicalistas que "falavam" em nome do povo: "quando vejo um gajo que não me conhece de lado nenhum a preocupar-se comigo..., ou já me fodeu ou está para me foder"! Engraçado é esse teu avô, não se lembrar, caso não fosse um punhado de Oficiais Subalternos a avançarem para uma Revolução (embora tivesse sido de CRAVOS) e ainda neste País à Beira-Mar plantado a DITADURA (que ainda existe nalguns sectores) faria parte da nossa vivência!!! O que sempre deu, continua a dar e sempre dará é viver de acordo com a padrinhagem que nos arranja uns tachozinhos e assim vivem as "LOMBRIS"!!! Jadscl

Re: Meus caros amigos sportinguistas:

Ainda há quem defenda Paulo Bento no que quer que seja? Enfim... não se percebe o fenómeno. Paulo Bento teve problemas com todos os jogadores de classe do Sporting (dá-lhe tempo para ter com os que sobram: Carriço e Fernandez). Mais: quem enterra o Sporting são os afilhados do Bento. Outra: depois do jogo do Twente, a única coisa que Bento teve para apontar (e na praça pública) foi a indisciplina táctica do Vukcevic! Só! Depois daquela tortura! Olha, quem de certeza não tirava a camisola, se por um capricho do universo, marcasse golo, era o Djaló. Porque tirar a camisola ainda dá trabalho e, pelos vistos, ser futebolista profissional do Sporting é coisa para dar zero pica e atitude ao menino.

Re: Meus caros amigos sportinguistas:

Muito boa a frase do teu avô! Nem mais! Agora mais on-topic, como já tive oportunidade de escrever ontem, não acredito que vuk tenha feito de propósito. Aliás, se fosse sportinguista estava feliz, pela maneira como o jogador festejou (não pelo reflexo que isso teve) pois demonstrou ter ficado bastante feliz por ter ajudado clube. Pareceu-me mesmo uma atitude muito sentida... E olha que depois do que ele passou com o PB, não deve ser fácil estar assim tão feliz... mas isso já são outros contos...

Lei inutil!

De facto a lei é inutil, pois que mal vem ao mundo, e ao jogo, de o jogador tirar a camisola? no minimo ridiculo. A lei deveria impedir que o jogador perde-se tempo nos festejos do golos, ou seja, os festejos deveriam ser rapidos, e regreso ao jogo. De qualquer forma, mesmo a lei estando errada, é incrivel como um profissional comete esse erro, ainda por cima estando á amarelado, num jogo de vital importância para o seu clube!!!!O SCP corre o risco de ser eliminado e o VUk ficar com uma quota parte associada a essa eliminação... Enfim, o dom foi-lhes para os pés...fugiu-lhes da cabeça...

Por uns pagam todos!

É assim que interpreto esta lei da proibição de tirar a camisola para festejar um golo. Tudo começou à uns anos atrás quando surgiu a moda de os jogadores de futebol serem figuras de campanhas publicitárias. Usavam a "camisola interior" como espaço publicitário. Já houve aqui alguém que recordou e bem o Mário Jardel e o seu famoso slogan "Porque será?", mas muitos outros jogadores faziam isso. Houve inclusivé, a certa altura, as impressões na pele. A FIFA e a UEFA, com receio que o jogo deixasse de ser um jogo dentro das quatro linhas (isto para não falar que iriam perder milhões em publicidade, não digam nada a ninguém...) sob o pretexto de atitude de retardar o recomeço da partida, entre outros factores (púdicos inclusivé...), adicionou esta lei. Podemos acusar a atitude do Vukcevic de irreflectida (alguns dizem em bom Português de burrice), mas penso que é um pouco exagerada. É certo que a lei existe, mas também é certo que o futebol ainda é emoção. Tenho quase a certeza que o Vukcevic tirou a camisola, mais porque teve a alegria de marcar um golo importantíssimo e que iria exorcisar fantasmas do passado recente (exibições paupérrimas da equipa). Mais do que o jogo de ontém, penso que o pior que esta expulsão faça será a impossibilidade de usar o montenegrino na segunda mão deste confronto. Umas palavras de esperança: este Sporting, exibiu argumentos suficentes para ultrapassar a Fiorentina que realizou ontém o seu primeiro jogo oficial.

Goinnngg! Errado!

Essa lei foi criada ainda muito antes disso e por causa dos festejos abusivos já no fim dos jogos. Não tem nada a ver com sponsors ou Jardeis.

Re: Por uns pagam todos!

Pois... e quem apenas levantava a camisola para revelar imagens publicitárias (ou outras a nivel pessoal) na camisola interior era multado com uma multa pecuniária mas não levava amarelo pois não chegava a despir a camisola e no entanto ostentava uma publicidade diferente...... são incongruências desta lei....por isso ela é ridicula....

Que é uma lei de merda...

isso ninguem discorda. Agora os jogadores como profissionais tem que ter mais cabecinha, porque quem fica a perder é o clube, os adeptos e os proprios jogadores, num outro contexto.

sem desculpas para Vuk

nada contra a lei se ela existe deve ser respeitada e ele sabia muito bem das consequencias, foi um acto de infatilidade de inresponsabilidade, que de certeza vai custar milhoes ao SCP. é que com 11 e a jogar como estavamos a fazer acredito que podiamos chegar aos 3-1, agora penso que o Paulo Bento vai castigar duramente o Vuk mesmo em prejuizo do clube

Epa

regras sao regras. Eu acrescentava uma outra...cada vez que se marcar um golo VAI SER PROIBIDO SEQUER SORRIR. screwie PS. PROIBIDO ALEGRIA NO FUTEBOL...por isso e que o Ronaldinho anda tao em baixo.

A culpa é do Jardel :) Será do Guaraná?

Não deixa de ser ridículo um gajo que tire a camisola é expulso e outro que agride um jogador não leva cartão vermelho. Esta é daquelas leis que não se entende e só prejudica o futebol! Vucevik foi burro, pois está na lei, aliás acho que o montenegrino tira sempre a camisola quando marca um golo, é um mau hábito.

Re: A culpa é do Jardel :) Será do Guaraná?

um jogador que agrida outro é expulso (excepto se o arbitro não vir ou se acobardar) um jogador que tire a camisola no máximo leva um amarelo. estás a comparar coisas diferentes.

Re: A culpa é do Jardel :) Será do Guaraná?

Um jogador que agrida outro, no minimo é expulso....este levou amarelo.. um jogador que tire a camisola a festejar um golo e no calor da emoção no máximo leva amarelo.....como este levou.. não são coisas diferentes......são decisões iguais onde a unica diferença é o criterio do arbitro.... aliás...e como referiu o "baía" em cima este jogador tem por hábito despir a camisola o que é , de facto um mau hábito....mas no calor do jogo acho possivel que se tenha esquecido do facto de já ter levado cartão amarelo....até pq é um jogador que não se pode dizer q esteja habituado a levar cartões.... eu próprio tenho os meus problemas, como alias toda a gente e no momento do golo do vuk a unica coisa que me veio à cabeça foi a alegria imensa do golo do empate contra a fiorentina e um filha da puta de um arbitro que estava a evitar a todo o custo que isso acontecesse.....mas como não sofres por este clube é dificil perceberes... provavelmente se acontecesse no benfica terias uma ideia diferente.....

E a solução é.

Acabem com a exibição de amarelos nestes casos, que só deviam ser usados nas faltas técnicas dos jogadores. Se tirar a camisola deve ser punido (perda de tempo, exibicionismo excessivo, etc), multe-se o jogador infractor com uma multa de 5 ou 10 mil euros e o assunto fica resolvido.

Tirar a camisola devia ser vermelho.

Porque não tira os calções? Assim levava mais mulheres ao futebol. Mais ainda: cada cartão amarelo devia dar um jogo de expulsão; eles passam a vida a brincar aos amarelos. A vida é dura e os futebolistas devem vir para a real; um qualquer trabalhador que se porte mal uma vez leva logo e, por vezes, até perde o emprego.

duvida

Então e se um jogador levar 2 camisolas vestidas...como por acaso já vi....leva amarelo tb ou não????

Re: duvida

Ê esta....hémm

Pela logica do Tico deve levar

Só se a camisola interior tiver publicidade :)

mas o jardel mostrava a camisola do guarana

e nunca levava amarelo por isso

Re: mas o jardel mostrava a camisola do guarana

Na altura essa lei ainda não estava em vigor.

Re: mas o jardel mostrava a camisola do guarana

pois,teve sorte o jardel,senao via muitos amarelos e vermelho cada vez que marcava 1 golo e foram tantos golos que ele marcava!!!

Uma das leis estupidas

Acho que já todos sabemos que se trata de uma lei estupida e que vai ter que ser revista. Contudo isto não invalida que o jogador tenha sido um anjinho, com cartão amarelo e a verificar a arbritagem protecionista para o lados dos italianos o jogador deveria ter tido mais cuidado. É preciso os jogadores preceberem melhor que uma situação destas pode ter deitado a perder as possibilidades do Sporting passar a eliminatória.

O tal caso do tirar a camisola... curiosidade...

Sabiam que ainda este fim de semana o Drogba quando marcou o golo no ultimo minuto tirou a camisola??? Sabem o que fez o arbitro???? Pois é nada... Arbitragem encomendada... nao ha a minima duvida disso... fomos vitimas do mesmo que o chelsea contra o barcelona na meia final da champions... interesses da uefa..

Re: O tal caso do tirar a camisola... curiosidade...

o que tem a ver uefa com o campeonato ingles???

Continuação Pérolazinhas P/ Leitõeszinhos-V. XXIII

E lá vamos para mais uma Época de Travessia do Deserto – Périplo Leonino na denominada de «SAGA dos LAGARTOS!!!» Para chegar aos 18 anos, ainda falta “buéréré”… As «CHAGAS BIMBAS» avolumam-se também!!! Para quem só conhecia as 5 Chagas de Cristo nos BIMBOS conhecem-se dezenas… de falcatruas/vigarices são os: «Meios que os BIMBOS dizem justificar os FINS…???!!!» Setembro de 1984 – A Selecção Portuguesa agora treinada por José Torres (O Bom Gigante) entrou com o pé direito na fase de apuramento para o «Mundial-86», vencendo em Estocolmo a Suécia, por 1 a 0 golo de Fernando Gomes, na Selecção base do Europeu, jogou Inácio no lugar de Álvaro Magalhães e Futre e Vermelhinho que começaram no banco substituíram Gomes e Diamantino a base da Selecção era a mesma do Europeu mesmo com Seleccionador diferente!!! Ainda no começo da Época de 1984/85 – Nuvens negras nas Antas, após terem saído derrotados do Bessa. Mas horizonte descarminado com a vitória por 2 a 0 sobre o Clube dos Índios/Lampiões. Fernando Gomes marcou os dois golos num espaço temporal de 3 minutos. Pal Csernai, o técnico Húngaro ao serviço do S.l.b., lamentou-se: «Sou da opinião de que tivemos muito azar. A substituição precoce de Veloso (lesionado) provocou uma alteração no nosso sistema de jogo. E foi nessa altura que o Clube BIMBO, marcou os dois golos. Os jogadores do F.C.Porto com a complacência do árbitro abusaram da sua agressividade, que chegou a ser violência.» Artur Jorge, treinador dos Portistas, comentaria: «O F.c.p. dominou o jogo totalmente, portanto, quando assim é creio que não vale a pena dizer mais. Se adiantar que o Benfica não criou uma oportunidade de golo está tudo dito.» Outubro de 1984 – Realizou-se a segunda-mão da eliminatória da Taça das Taças e o Clube dos BIMBOS, com o seu quê de sensação, foi sacudido pou um Clube do País de Gales o Wrexham, um perfeito desconhecido do panorama futebolístico Europeu, que cometeu a sua maior proeza de sempre. O F.C.Porto venceu esta segunda-mão por 4 a 3, mas o último tento do Clube Galês marcado nos derradeiros instantes do jogo nas Antas, deitou tudo por terra, uma vez que na primeira-mão o Wrexham venceu por 1 a 0. Novembro de 1984 – Ficamos sem nenhum representante Português, nas Provas Uefeiras, o Benfica nesta segunda-mão da Taça dos Campeões Europeus, ainda deu um ar da sua graça, ao vencer o Liverpool na Luz por 1 a 0, mas na primeira-mão em Liverpool tinham sido batidos por 3 a 1 com Ian Rush a ser o carrasco ao apontar todos os golos do Campeão Inglês. O Sporting Clube de Portugal na primeira-mão entrou com o pé direito vencendo para a Taça Uefa em Alvalade o Dínamo de Minsk por 2 a 0. Segunda «mão» em Minsk, resultado idêntico ao de Lisboa, pelo que houve necessidade de recorrer aos penalties e, aqui sim, acabaram-se todas as ilusões com um 5-3 favorável ao Dínamo local!!! Dezembro de 1984 – Com o Natal à porta, prendinha de Manuel Fernandes no sapatinho do «LEÃO». O seu golo logo aos 3 minutos, valeu a vitória sobre o eterno rival (Benfica), mantendo ainda rutilante a estrela do técnico John Toshack, apesar de haver quem antes sonhasse com a humilhação dos Índios/Lampiões, que andavam vacilantes, dessorados dentro de si próprios, (des)comandados pelo irascível Pal Csernai. 75.000 pessoas registou o Velhinho José de Alvalade. Assim pôde o Sporting manter-se na peugada do Clube BIMBO, a apenas dois pontos de diferença. O Clube dos ÍNDIOS/LAMPIÕES que já distava seis pontos estava atrás do Portimonense, a sensação do Campeonato. Janeiro de 1985 – Chega Paulinho Cascavel para o F.C.Porto e rematou: «Meu nome vem de cobra e deito o veneno na área…» Pinto de Sousa, presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, colocou o dedo em muitas feridas: «Contesta-se tudo o que é autoridade, desrespeitando-se a hierarquia do futebol. (Porque seria que tal acontecia… GRIZADA!!!) O futebol é uma força neste País, mas não se pode abusar dessa força e há responsáveis que perderam o pudor com atitudes que em nada os prestigiam. (Bem pregava o Frei Tomás… LOLADA)» Fevereiro de 1985 – Nas Açoteias/Algarve, e por entre amendoeiras em flor, correu Carlos Lopes com a força e a confiança dos seus grandes dias, ganhando a grande corrida e ajudando de forma brilhante ao triunfo do Sporting Clube de Portugal na Taça dos Clubes Europeus de Corta-Mato. Decisivas e espectaculares foram, igualmente as corridas de Ezequiel Canário (2º) e Fernando Mamede (3º)!!! A contar para os preliminares do «Mundial-México», a Selecção Nacional foi jogar a Malta e venceu por 3 a 1, com dois golos de Gomes e um de Carlos Manuel. A equipa teve a seguinte composição: Bento; João Pinto, Lima Pereira, Eurico e Inácio; André, Jaime Magalhães, Frasco e Carlos Manuel; Futre e Gomes. Regressámos aos jogos do Grupo 2 das eliminatórias Europeias para o «Mundial-86», no Estádio Nacional, defrontamos a fortíssima Selecção da Alemanha, onde pontificavam Schumacher, Briegel, Matthaus, Voller, etc. Resultado desfavorável: (1-2). Golos de Littbarski, Voller e para os Portugueses marcou Diamantino. José Torres (O Bom Gigante), o Seleccionador Nacional não recuou: «Se tivesse de voltar atrás escolheria a mesma equipa.» Portugal alinhou com a mesma equipa que jogara em Malta e somente substituiu entrada de Diamantino para o lugar de André e Sousa que rendeu Lima Pereira!!! Março de 1985 – Taça de Portugal subiu de tom em uma (“segunda-mão”), porque no primeiro jogo em Vila do Conde o resultado ficou em 1 a 1 e as regras à altura ditavam a vinda a casa dos visitantes. E até provocou divórcio à vista entre John Toshack e o Sporting, tudo porque o Rio Ave chegou a Alvalade e ganhou por 1 a 0 aos «leões», que de tão desastrados até falharam uma grande-penalidade por intermédio de Saucedo que atirou à figura de Figueiredo. Na Luz, jogo grande, que deu ao Benfica a oportunidade de minimizar a má época que vinha fazendo. Um-zero ganharam os Índios/Lampiões ao Clube dos BIMBOS, com golo de Manniche. Abril de 1985 – A Selecção Nacional em mais um jogo de preparação para as restantes eliminatórias do «Mundial do México». Foi a Itália jogar e perder por 2 a 0 e tão descalorida foi a exibição que o técnico Enzo Bearzot comentou: «Sempre na mesma o Futebol Português.» Maio/Junho de 1985 – F.C.Porto vs Benfica defrontaram-se, no Estádio das Antas para disputar a SuperTaça. Triunfo fácil do Clube BIMBO por 3 a 0 golos de Vermelhinho e Gomes (2). A boa exibição dos Portistas desfez uma equipa, na qual o melhor foi o guarda-redes Bento! John Mortimore foi recuperado pelo presidente Benfiquista que mandou embora o mal-educado Pal Csernai… Segunda-mão da Supertaça Cândido de Oliveira agora no Estádio da Luz, nova vitória agora por 1 a 0, com golo de Futre e a SuperTaça vencida frente ao Benfica, mostrou um S.l.b. “em liquidação”!!! O Conselho de Justiça mandou repetir o jogo Varzim-Boavista, que os Portuenses haviam ganho, para a Taça de Portugal, por ter reconhecido razão no recurso apresentado pelos Varzinistas, obrigados a disputar o encontro no Bessa, por indevida interdição do seu campo. Valentim Loureiro respondeu: «O Boavista vai cumprir, disciplinadamente, a decisão de voltar a fazer um jogo que já ganhou nas quatro linhas… O Padre Manuel Vaz é do CDS e a maioria do Conselho de Justiça é também afecta ao CDS. Isto é uma realidade, embora possa ser coincidência…» (Futebol mais Política na boca de Dirigentes também Politiqueiros) «ARGH; COF; ARGH; COF só vomitando!!!» Fim do Campeonato Nacional de Futebol da época de 1984/85. Em Portimão, o novo Campeão F.C.Porto não deixou os créditos nas mãos Algarvias, vencendo por 3 a 1. Causaram espanto as declarações de Cadorin, jogador Belga ao serviço do Portimonense. Contou que o empresário Luciano D´Onofrio lhe apareceu em Portimão (ainda antes de se saber que o F.C.Porto antes da última jornada em Portimão, já era virtual Campeão) para lhe propor que, nos primeiros minutos de jogo com o Clube dos BIMBOS, provocasse um pénaltie. Depois do favorzinho devia jogar normalmente. No dizer de Cadorin, o empresário estava disposto a dar-lhe 500 contos e a fazê-lo entrar, na época seguinte no Porto, ou num Clube Italiano. Também lhe dissera Luciano D´Onofrio, que o F.C.Porto não sabia de nada, ele é que estava interessado em fazer cair o Treinador do Portimonense Vítor Oliveira, a fim de meter um Estrangeiro, talvez Goethals, no Clube de Portimão. Os 500 contos ser-lhe-iam entregues no Hotel Fénix, em Lisboa (não confundir com Canal Caveira). Em direito de resposta o empresário Luciano D´Onofrio, negou qualquer conversa com Cadorin. E até insinuou: «Se esse jogador Cadorin ´´e um anjo, eu sou Jesus Cristo… (palavras para quê!!!)» Vamos lá a uma breve resenha da Época Futebolística de 1984/85 – No último domingo de Janeiro o Porto ultrapassou a «estrada da Luz» no caminho do título. Os pupilos de Artur Jorge venceram por 1 a 0 o Benfica, com golo de Fernando Gomes, ficando com 4 pontos de vantagem do Sporting que empatara em Faro (1-1) e de sete pontos sobre os Índios/Lampiões. John Toshack o fleumático treinador britânico do S.C.P., ao saber do resultado da Luz que era o que menos interessava diria: «Ainda faltam 12 jornadas, vamos aguardar serenamente o desenrolar do Campeonato Nacional.» Entretanto no Benfica cada vez mais mosquitos por cordas. Pal Csernai, o treinador Índio/Lampião, escreveu um artigo para um jornal Alemão, ridicularizou o futebol Português. Para além de considerar Carlos Manuel um «pequeno (pequeno, porém) Overrath e um… «Boss», escreveu ainda que só por brincadeira Franz Beckenbauer poderia sugerir que os Portugueses estavam ao nível dos Alemães. Na Luz, como seria mais que lógico o artigo caiu como uma «bomba». Houve quem aproveitasse a A.G. do Benfica para propor imediata rescisão de contrato com Pal Csernai. …E, quatro dias depois, quarto jogo do Benfica sem vencer. Empate com o Boavista (0-0). Paul Csernai, muito apupado. E Bento guardião Benfiquista, colocando o dedo na ferida: «As tardes más já são em demasia». Dois dias depois, ainda mais agreste: «Depois do que se tem passado esta época, todos os treinadores serão bem-vindos. O que veio trazer este treinador à equipa do Benfica? Acima de tudo, descrença e tristeza. A maior tristeza desta época passei-a no domingo, ao ver o Benfica subjugado pelo Boavista e a correr o risco de ser goleado e vexado». E à vigésima quinta jornada do Campeonato Nacional de Futebol, o F.C.Porto limitou-se a assinar o ponto, batendo, nas Antas, o Penafiel, por 3 a 0. O Sporting empatou em Braga (1-1), aos Portistas bastaria que ganhassem, no domingo seguinte, em Alvalade, para que a quatro jornadas do fim, se sagrassem virtuais Campeões. Mas, a «estrelinha» decidiu não ir à festa, o Clube BIMBO não logrou melhor que um empate (0-0). Fernando Gomes, sentimental: «Apesar de matematicamente ainda não sermos campeões, merecemos sem dúvida o título. Lamento apenas que uma pessoa não esteja entre nós vivendo esta felicidade. Por isso, desde já o dizemos vamos ser campeões e o título será, obviamente, dedicado a José Maria Pedroto». Campeão virtual seria na semana seguinte nas Antas, frente a um Belenenses colaborante ou apenas incompetente para travar os Portistas levaram 5 a 1. Gomes marcou mais 3, ficando com a «Bota de Ouro» na ponta do pé… Artur Jorge técnico Portista diria: «Este foi o dia mais feliz da minha vida, no entanto, nesta hora, não poderia nunca esquecer o José Maria Pedroto. E, pretendia também, destacar os principais responsáveis pelo meu ingresso no Clube dos BIMBOS, dois dirigentes competentes, sérios??? E dedicados: Jorge Nuno Pinto da Costa e Teles Roxo». Depois do Campeonato, a final da Taça de Portugal, favorito era o F.C.Porto, mas houve Taça e o Benfica venceu por 3 a 1, mercê de 2 golos de Manniche e outro de Nunes. Pelo Porto marcou Paulo Futre. E Bento volta ao ataque: «Não foi o Pal Csernai que fez a linha para a final, por isso ganhámos. Carlos Manuel e o Pietra é que lhe abriram os olhos!!! Como é que pôde andar um ano inteiro sem utilizar o Shéu e o Bastos Lopes? Mas, ainda hoje dou comigo a pensar como é que ele aceitou a sugestão do Carlos Manuel e do Pietra, para sorte nossa, para azar do Clube BIMBO…» Toni treinador adjunto do Clube dos Índios/Lampiões, acabaria por confidenciar que tolerara Csernai «até à degradação da minha imagem…», e, de Dortmund, o irascível treinador respondeu a Bento, com rispidez: «Se disse que não fui eu quem fez a “linha” para a Final da Taça de Portugal, só pôde dizê-lo por ter bebido muito Champanhe». Bibliografia, Jornais à época!!! Jadscl

èpa!!

A merda da lei é do mais estupida que pode haver!!! Mas porra,o jogador já a conhecia e sabia que já tinha um amarelo. Eu aceito que na emoção de marcar um golo nem sequer se tenha lembrado de tál coisa. Mas o que é certo é que prejudicou o clube com a sua atitude irrefletida. Eu acho que deve ser punido não de forma desportiva pois isso já aconteceu ao ser expulso e falhar o jogo em florença,mas sim punilo onde verdadeiramente lhe doi. Ou seja levar com uma reprimenda verbal e aplicar-lhe uma multazita da SAD de alguns milhares de euros. Saudações alagartadas!!!!

lei estúpida

Vuk aínda mais estúpido... era quatro chapas bem assentes... e um ordenado de multa, a ver se repete!

o jardel entao era mais esperto,exibia a camisola

do guarana ehhee

Nada a dizer

Está na lei por isso tem que ser penalizado. Mas o que eu acho é os àrbitos levarem a peito esta lei estupida e ignorar outras ben nais graves do que esta. A lei diz que se um jogador pedir ao àrbito advertência para um adversário,que o àrbito advirta este mesmo queixinhas. A lei diz que os guarda-redes só podem segurar a bola nas mãos durante 6 segundos,nenhum deles o faz e não é por isso que o àrbito faz cumprir a lei. A lei diz que por cada substituição o àrbito dará 30 segundos de desconto,ontem só na 2ª parte houve 5 o que dava 2.30 minutos e só houve 2 minutos adicionais. A lei diz que uma agressão é penalizada com um cartão vermelho directo,ontem o sr. àrbito cumpriu a lei dando o amarelo. Bem visto as coisas só a lei de tirar a camisola é que foi cunprida,vá lá saber-se porquê.