Patrões do futebol europeu e as Eras de preponderância | Relvado

Patrões do futebol europeu e as Eras de preponderância

 

Em 54 edições da Liga/Taça dos Campeões, 21 foram os clubes que levantaram a copa dos vencedores:+ 2 clubes espanhóis (Real Madrid, Barcelona), 2 clubes portugueses (Benfica e Porto), 3 clubes italianos (Milan, Inter, Juventus), 4 clubes ingleses (Liverpool, Machester Utd., Aston Villa, Nottingham Forest), 3 clubes alemães (Bayern, Hamburgo, B.Dortmund), 3 clubes holandeses (Ajax, Feyenoord, PSV Eindhoven), 1 clube escocês (Celtic Glasgow), 1 clube francês (Marselha), 1 clube da ex-Jugoslávia (Estrela Vermelha), 1 clube romeno (Steaua Bucareste).A nível de países, a Espanha tem 12 Taças dos Campeões Europeus, Itália e Inglaterra têm 11, Alemanha e Holanda têm 6, Portugal tem 4, Escócia, Roménia, França e Sérvia têm 1. Todos os clubes destes países, principalmente nos mais fortes a nível europeu, tiveram Eras de maior fulgor e predominância e também Eras de vazio e longos períodos sem conhecer a glória da vitória.Desde que se iniciou a competição, no seu 1º ano, na década de 1950, precisamente em 1956, ao longo de várias décadas houve diferentes Eras de predominância no futebol nos países europeus. Assim, a Espanha passou duas décadas sem conhecer a vitória na competição (1970, 1980); a Itália passou também por duas décadas sem ver nenhum dos clubes do seu país a chegarem à vitória (1950, 1970); Inglaterra passou apenas por uma década sem ver um dos seus clubes a levantar a Taça (1950); a Alemanha também por duas décadas não viu nenhum clube germânico a vencer a competição (1950, 1960); a Holanda, esteve 3 décadas sem festejar um título europeu de clubes (1950, 1960, 2000); Portugal passou também por 3 décadas sem conhecer o sabor da vitória (1950, 1970, 1990).De todos estes países, a Inglaterra foi o país que teve menos décadas sem vencer a competição (apenas uma) e o país que teve o menor período sem vencer a Taça dos Campeões (14 anos, curiosamente a par da Holanda). É curioso a forma como a preponderância futebolística da Espanha e da Inglaterra a nível de clubes apenas conseguiu trazer um Campeonato do Mundo à Inglaterra e nenhum à Espanha, ao passo que a Itália sagrou-se já por 4 vezes campeã do mundo e a Alemanha por 3 vezes! E será que um país com a força, desenvolvimento e capacidade da França, que já conseguiu ser Campeã Mundial por uma vez, não se conseguirá impôr definitivamente a nível de clubes na Europa num futuro próximo?Alguma outra nação europeia poderá emergir neste contexto futebolístico europeu a médio ou longo prazo? Perspectivam os relvas a algum destes países que dominam o futebol europeu uma quebra no futuro? Qual será a nação forte do futebol europeu na próxima década?NOTA: Os clubes ingleses estiveram 5 anos sem poder competir nas provas da Uefa entre 1985-1990 por castigo pelo desastre no Estádio de Heysel na final da Taça dos Campeões Europeus entre o Liverpool e a Juventus, causado pelo Hooliganismo e que resultou na morte de 39 adeptos do clube italiano.Sartor

Liga dos Campeões:

Comentários [20]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Importa ver a grande questão!

Creio que a principal questão que vai influenciar o futuro do futebol europeu será a passagem ou não da Champions League a uma Liga fechada, algo ao jeito da NBA! Essa passagem, já por diversas vezes equacionada, temida pela UEFA e FIFA, vai condicionar todo o futuro do futebol europeu! Se tal transformação vier a acontecer, então as equipas que tenham entrada nela subirão a um patamar claramente superior às restantes e serão essas que marcarão o panorama dos vencedores! Em relação a países, para além dos que têm marcado presença ao mais alto nível, acredito que mais três ou quatro poderão, num futuro relativamente próximo chegar a um nível superior, em função do tamanho dos seus mercados e a acompanhar uma subida das suas economias: Polónia, Ucrânia, Rússia e Turquia são as nações que incluo neste grupo com destaque para a Polónia por estar já na União Europeia e se poder esperar uma melhoria rápida do nível de vida! Portugal terá grandes dificuldades para acompanhar os restantes e só políticas de excelência ao níval da formação de jogadores e da detecção de jovens talentos dentro e fora das fronteiras!

on.topic: belo jogo de Quaresma!

Quaresma a titular está a fazer um bom jogo frente à Fiorentina, sendo protagonista de alguma das melhores jogadas da aprtida. Quem quiser assistir: www.rojadirecta.org É só escolher o link.

Re: on.topic: belo jogo de Quaresma!

Manda o teu mail para o meu. cumps

Espanha e Inglaterra a liderar

Depois temos Itália (boring), Alemanha e França. Numa 3ª linha os campeonatos portugueses, holandeses e gregos. Há muitos anos que é assim, com ligeiras oscilações entre os campeonato dos países de topo e os que vêm logo a seguir, em particular Itália que reinou durante muitos mas muitos anos e que brevemente lá voltará. Não vejo qualquer outro campeonato a ter a médio prazo a importância e visibilidade destes 2 + 1 (espanha, inglaterra + Itália). A nível mundial acredito que os campeonatos brasileiro e argentino ganharão cada vez mais fama e importância.

Neste momento Espanha e Inglaterra

é só olharmos para os últimos 5 Vencedores: -Barcelona(2) -Manchester United -AC Milan -Liverpool

Re: Neste momento Espanha e Inglaterra

E porque não olhar para os últimos 6 vencedores?.. ;) Teremos 2 ingleses, 2 espanhóis, 1 i taliano e 1.. português!

Re: Neste momento Espanha e Inglaterra

sim, pois é :)

Re: Patrões do futebol europeu e as Eras de preponderância

Eu não diria que vai haver paises a dominar a champions nos próximos anos mas sim clubes, Como Mourinho disse quando chegou ao Inter existem 10 clubes que podem vencer a champions e infelizmente a realidade é mesmo essa por isso é provavel que deste lote: Real Madrid, Barcelona, Manchester, Liverpool, Arsenal, Chelsea, Milan, Inter, Juventos e Bayern nos próximos anos saía sempre deste lote os dois finalistas, depois temos uma segunda linha de equipas como Porto, Benfica, Valencia, Sevilha, Villareal, Bordeus ou Lyon que numa época muito muito muto muito boa podem fazer uma gracinha. Para esta época aposto num trio, Chelsea, Barcelona e Real Madrid como principais favoritos. Cumps

para complementar

dando a minha opinião, eis o que se vê de países a vencer a CL na última década: 2009- Espanha 2008- Inglaterra 2007- Itália 2006- Espanha 2005- Inglaterra 2004- Portugal 2003- Itália 2002- Espanha 2001- Alemanha 2000- Espanha Espanha 4 Itália 2 Inglaterra 2 Portugal 1 Alemanha 1 Penso que, e como se pode ver, a Alemanha tão cedo não volta a levantar uma Taça dos Campeões. Clubes alemães que já levantaram a taça, como o Hamburgo e o Dortmund, e mesmo o Leverkusen que chegou há uns anos à final, caíram bastante em prepoderância futebolística, e mesmo o Bayern não se consegue reencontrar. De reparar que o Bayern tem tentado nestes últimos anos ganhar força para ir à Europa, contratando jogadores como Luca Toni, Ribery e Robben, mas mesmo assim não se consegue impôr, nem mesmo internamente no campeonato alemão. E sendo o Bayern a maior aposta germânica para a Champions League, creio que este período destes últimos 8/9 anos sem ganhar o troféu, vão continuar por mais uns tempos. Reparem que a toda poderosa Alemanha, com 3 Campeonatos do Mundo e mais 3 Campeonatos da Europa, tem 6 CL, apenas mais duas que nós. Quanto à França, vê-se que começam a importar jogadores caros do mercado intrnacional e vê-se também que começam a levar o futebol mais a sério (o futebol nunca foi o desporto rei em França, sendo suplantado em termos de popularidade por outros desportos). A França não tem "grandes" históricos. Ou aliás, o clube histórico que têm é o Saint-Étienne, com 10 Campeonatos e 6 Taças de França. Mas quem é o Saint-Étienne hoje em dia? Que até tropeça pelas divisões secundárias? Ou seja, a França nunca teve histórico de preponderância ao nível de clubes. Reparem na década de 90, o que era o futebol francês a nível de clubes, antes da chegada de uma equipa que começou a levar mais a sério o desporto, a partir do século XXI, o Lyon: 1990/91 – Olympique de Marseille 1991/92 – Olympique de Marseille 1992/93 – No champion (Olympique de Marseille stripped of title) 1993/94 – Paris Saint-Germain 1994/95 – FC Nantes 1995/96 – AJ Auxerre 1996/97 – AS Monaco FC 1997/98 – RC Lens 1998/99 – Girondins de Bordeaux 1999/00 – AS Monaco FC 2000/01 – FC Nantes Ou seja, havia um campeão diferente quase todos os anos. Não há o histórico como há em Portugal, onde há 3 clubes que dominam, ou em Espanha, com um Barça e um Madrid, ou Itália, com Inter, Juve e Milan e por aí adiante. E só agora é que se vê as equipas francesas a solidificarem e a entrar com mais robustez no quadro das equipas europeias de alta qualidade. Houve em tempos um Marselha forte, entre as décadas de 80 e 90, que tentou passar para o próximo nível de futebol em França mas sucumbiu. Creio que os 7 títulos do Lyon lhe deram calo e estabilidade para crescer como clube, impondo-se internamente no campeonato Francês e aos poucos ganhando tarimba a nível de competições europeias para num futuro ter a preparação necessária para chegar mais longe. Como todos vimos, os dinheiros que são distribuidos pela liga Francesa são bastante superiores a uma liga como a nossa e o fundo de maneio de um clube como o Lyon, já é enorme, rivalizando com os grandes tubarões da europa em termos de contratações. Dar 25M€ por um jogador, não é para qualquer clube nem para qualquer liga. Mesmo assim, tudo isto é ainda recente, pelo que não estou a ver a curto prazo nenhum clube francês chegar à Taça dos Campeões. Mas se continuarem com este nível de profissionalização, acho que a médio prazo poderão haver clubes Franceses a chegar longe (Mónaco foi uma excepção). Esta próxima década que se avizinha tem "liga espanhola" e "liga inglesa" escrito na testa e penso que nos próximos anos a Itália poderá passar por uma fase sem chegar lá. A Juve, pode ser a Vecchia Signora e toda essa treta toda, mas ao final de contas tem 2 Champions como o Porto e o Benfica e já não cheira sequer uma fase adiantada da prova há anos largos. Não tem cabedal de papa Taças. O Inter, que também tem 2 Taças do tempo dos 3 pastorinhos, tem um problema grave de estrutura, por mais Ronaldos, Figos, Recobas, Ibrahimovichs e Mourinhos que contrate. Não é uma organização vencedora estruturalmente. Pelo que sobra o Milan, a verdadeira raposa velha europeia, que em qualquer momento pode chegar lá num golpe de teatro. Pode até andar mal internamente, em 5ºs ou 7ºs lugares, mas na Champions é letal e tem sempre fundo de maneio para contratar. Será a única equipa Italiana que vejo com potencial para chegar lá nos próximos anos e creio que esses próximos anos não serão para já. Espanha, Real Madrid, Barcelona; Inglaterra, Manchester, Chelsea (mais cedo ou mais tarde chegará lá, se não fôr já este ano), Liverpool. Estará talvez aqui a próxima década do futebol. Quanto a underdogs e newcomers, isso é tempo que já passou com este novo formato da Champions, desde que passou do formato de "Taça dos Campeões" para "Liga dos Campeões", tirando hipóteses a FK Crvena Zvezdas (Estrela Vermelha) e Steauas de Bucarestes e Celtic de Glasgows de chegarem lá, restando o Futebol Clube do Porto como o último dos Moicanos do futebol Europeu.

A nivel europeu..

Sera impossivel tirar o lugar da liga inglesa e espanhola do topo, mas a meu ver o 3 posto vai se deslocar para a Alemanha e França, onde parece haver alguma fraquesa do 5 lugar para baixo (a imagem da nossa liga sagres) mas onde há muito potencial....dinheiro e adeptos.

Re: A nivel europeu..

E Itália nada?

Nao me parece facil....

Italia tem maus estadios, pouquicimos adeptos e metade dos clubes estao numa situaçao critica....acho q se nao tiveram um mundial para melhorar os estadios ou o envolvimento da federaçao a liga italiana vai se deixar apanhar pela alemanha e frança.. ..mas posso tar enganado:) como é obvio

Re: Patrões do futebol europeu e as Eras de preponderância

A França está a subir e tem pelo menos de momento 3 clubes que estão no topo e a discutir de igual para igual na Champions League, refiro-me ao Olympique Marseille, Olympique Lyonnais e Girondins Bordeaux. Pode finalmente estar essa nação a lutar de igual para igual pela conquista da CL nos anos mais próximos. Em Portugal temos 3 equipas que têm potencial para fazerem umas graças de vez em quando, os ditos 3 grandes claro, o FCP é recordista de presenças na CL a par do Manchester United e tem sido apurado a maior parte das vezes da 1ª fase, o Benfica está a estruturar-se para sair da "pobreza" dos últimos anos e se tiver persistência pode voltar a ser uma referência, o Sporting quando tiver uma certa estabilidade financeira e souber ter pessoas certas no lugar certo ( Pedro Barbosa era certamente uma assalariado honesto mas não tinha perfil para o cargo )pode ombrear com os outros - aliás não muitos anos atrás chegou a uma final da Taça Uefa que perdeu digamos por má sorte.

Re: Patrões do futebol europeu e as Eras de preponderância

Temo que por razões económicas, clubes que em tempos tinham alguma preponderância no futebol europeu sejam apenas uma vaga recordação. Se se recuar aos anos oitenta, veremos triunfos do Steaua de Bucareste, ou clubes como o Dinamo de Kiev e mesmo um dundee United ou Craiova a disputar estas competições até quase ao fim. Recordações... Não só a Lei bosman pulverizou essas miragens como o próprio formato, privilegiando quem tem mais condições financeiras (deve ser daqui que os grandes europeus querem decalcar o futuro directório da UE, lol), não o permite. é uma desigualdade gritante ver países com 4 equipas na liga dos CAMPEÕES e outros que se esforça, quantas vezes em vão, para colocar um representante. É claro que assim são sempre os mesmos que conseguem os elevados cachets de particiapção; houvesse mais distribuição e equipas habitualmente outsiders teriam outras condições fincanceiras para lutar de igual para igual. Quanto às equipas francesas, desconfio que ainda falta alguma tempo para erguerem novo caneco. O Lyon e o Bordéus estão a fazer carreiras interessantes, mas falta-lhes bastante. Ironicamente, até foram os franceses os inspiradores desta prova, querendo sagrar o Racing Reins (uma das mais fortes equipas dos anos 50) com um título mais preponderante que o da limitada Taça Latina. Chegaram duas vezes à final, como o Real Madrid, mas perderam, antes de entrarem num declínio que ninguém adivinharia. Seguiram-se os fogachos do Saint Etienne até à vitória do Marselha, que bem caro a pagou. O Mónaco ainda chegou à final em 2004. Aguardam-se novos capítulos de surpresas gaulesas.

Quem estiver com mais atenção...

reparará que os próximos países a dominarem o futebol mundial serão os sites de apostas que começam agora a patrocinar as equipas de topo mundial e assim subverter o pouco de honestidade que ainda vamos tendo! O conceito de verdade desportiva acabará e um novo modelo de competições será em função das apostas que vão decorrendo ao longo do período em que decorre o jogo ou previamente com todas aquelas organizações universais italianas. Porque não haja duvidas, tudo ficará resumido aos centros de decisão onde estas empresas estão sediadas. Saudações Leoninas

Bom artigo!

Aliás, excelente artigo! Tudo muito bem explicito e com perguntas objectivas... Quanto a isso, apenas posso dizer que Portugal ainda não consegue ombrear Inglaterra ou Espanha por exemplo, mas mesmo assim, já temos 4 ligas dos campeões no nosso país! Cumprimentos

errata.

Não duas ligas dos campeões mas sim duas taças dos campeões europeus ganhas pelo benfica e uma pelo porto ao que se tem que somar a liga dos campeões tambem ganha pelo FCP. A liga dos campeões e a taça dos campeões do campeões europeus são/foram duas competições diferentes em formatos diferentes. saudações alagartadas!! a unica semelhança que há entre uma competição e outra é o trofeu que é o mesmo.

Re: errata.

Enganas-te. São a mesma competição e a Uefa assim o considera.

Re: errata.

Uma competição feita com regras diferentes nunca de bom senso poderá ser considerada a mesma competição. Eu sei que a UEFA as considera a continuação da mesma competição,mas a verdade é que não o é. Os critérios de acesso foram alterados e as regras tambem. Basta ver que quando a taça uefa passou a integrar tambem a fase de grupos a uefa não mexeu no nome,não deixou de ser taça uefa para passar a ser liga uefa. Ao contrario da liga dos campeões que mudaram as regras assim como o proprio nome da competição. A principal diferença mesmo assim é que quando era taça dos campeões somente os campeões de cada pais tinham direito de a disputar e actualmente uma equipa que nunca ganhou nada na puta da vida tambem pode ser considerada «campeão». isso da uefa as considerar a mesma competição é só pra não parecer mal. Assim como a taça uefa acabou e foi substituida pela liga europa,o trofeu é o mesmo mas a competição é diferente e ai a uefa já o admite, saudações alagartadas!!!

Re: errata.

Sim largarto, tens razao, mas é uma maneira de falar ;) As duas tem o mesmo valor, para mim, portanto agrupei-as!