Hilário teve os seus 90 minutos de fama | Relvado

Hilário teve os seus 90 minutos de fama

 


Hilário teve os seus 90 minutos de fama
A estreia de Hilário com a camisola do Chelsea não poderia ter corrido melhor. O guarda-redes português, contratado por José Mourinho para ser a terceira opção para a baliza dos Blues, não sofreu qualquer golo no jogo frente ao Barcelona e viu a sua equipa vencer com um tento de Didier Drogba. «Hilário mostrou segurança desde o primeiro momento», analisa Mourinho no término do encontro do Grupo A da Liga dos Campeões. Promovido a titular devido às lesões de Petr Cech e de Carlo Cudicini, Hilário teve os seus 90 minutos de fama, mas poderá nem voltar a ser primeira opção com a imprensa inglesa a adiantar vários nomes de eventuais reforços para a baliza do Chelsea.


Mourinho procura terceira alternativa

A prolongada lesão de Petr Cech, cuja condição requer cuidados, devendo afastá-lo dos relvados pelo menos até ao próximo ano, suscita especulações quanto à aquisição de uma nova grande figura para a baliza do Chelsea. Fabien Barthez, que recentemente anunciou a sua retirada do futebol, é um dos nomes aventados, mas Mourinho descarta esta hipótese, realçando que o clube está «à procura de uma terceira escolha». «Carlo e Hilário são guarda-redes muito bons e não é fácil para alguém chegar e jogar nesta equipa», aponta.
E na imprensa inglesa Hilário merece a aprovação dos analistas. No sítio na Internet BBC Sport salienta-se que Hilário exibiu-se «sem falhas» e que se distinguiu na primeira parte com boas defesas a remates de Lionel Messi e Xavi. O jornal Times nota que «Hilário não deixou [Mourinho] ficar mal», frisando que o pai do treinador português, Félix, «é o mais celebrado guarda-redes na história de Portugal» e que se Mourinho filho «não foi abençoado com a agilidade do pai, beneficiou do seu olho para o talento». E enquanto o Daily Mail lembra que a tarefa de Hilário foi facilitada pela ausência de Samuel Eto'o no ataque do Barça, o Independent afiança que o ex-Nacional fica com «o último riso» depois das anedotas criadas em torno do guarda-redes luso. «Hilário não foi tão testado conforme poderia ter temido, mas para um homem cuja fama fugaz pode não durar mais do que estes 90 minutos, uma folha limpa contra Ronaldinho e o seu elenco de apoio é um lindo memento para quem de outro modo se quedaria por uma estadia anónima em Inglaterra», escreve-se neste último diário.
Para a história do Chelsea-Barcelona fica ainda o golo apontado por Didier Drogba, que se torna assim no melhor marcador da prova com quatro tentos, e que garante aos Blues mais três pontos e a liderança destacada do Grupo A. O Barcelona vem em segundo com menos cinco pontos, tendo sido alcançado pelo Werder Bremen que venceu um Levski de Sófia que ainda não pontuou.
Também destacado na liderança vai o Bayern de Munique no Grupo B depois do triunfo em Alvalade pela margem mínima. Os leões continuam no segundo posto, mas agora com apenas mais um ponto do que o Inter de Luís Figo que reentra na corrida pelo apuramento depois da vitória caseira sobre o Spartak. No Grupo C o Liverpool venceu em Bordéus com um golo de Peter Crouch e segue na frente com 7 pontos, os mesmos do PSV Eindhoven que venceu o Galatasaray na Turquia. E no Grupo D Valência e Roma parecem não ter concorrência à altura; os valencianos venceram o Shakhtar Donetsk com David Villa a "bisar" e somam 9 pontos no primeiro posto, enquanto os romanos são segundos com 6 pontos depois do triunfo na Grécia sobre o Olympiacos.

Atente nos resultados dos jogos de quarta-feira:

Grupo A
- W.Bremen 2-0 Levski S. [golos de Naldo (46') e Diego (73')]
- Chelsea 1-0 Barcelona [golo de Drogba (47')]
Grupo B
- Inter 2-1 Spartak M. [pelos italianos marcou Júlio Cruz (1' e 9'); tento russo de Pavlyuchenko (54')]
- Sporting 0-1 Bayern M. [golo de Schweinsteiger (19') que acabou expulso (47') com 2º amarelo]
Grupo C
- Bordéus 0-1 Liverpool [golo de Crouch (58')
- Galatasaray 1-2 PSV E. [Ilic (19') marcou pelos turcos; golos dos holandeses de Kromkamp (59') e Arouna Koné (72')]
Grupo D
- Valência 2-0 Shakhtar D. [golos de David Villa (31' e 45'); Shakhtar reduzido a 10 aos 76' após 2º amarelo a Sviderskiy]
- Olympiacos 0-1 Roma [golo de Perrotta (76')]

Liga dos Campeões:

Comentários [8]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

mas o pai de mourinho foi guarda redes??

olha que nem eu sabia nao é do meu tempo mas que eu conheco os grandes guarda redes portugueses eram o costa pereira,azevedo,Bento,damas,vitor baia,

Hilário

"Hilário teve os seus 90 minutos de fama" Em Portugal tambem chegou a telos , sobretudo quando apanhava uns perus ...

qual o problema?...

se ele fez uma boa exibição acho que devia ter mais oportonidades na baliza do chelsea. porque razao ha-de um jogador novo chegar la e ser logo titular? sera pelo nome que ele nao tem lugar na equipa?... isso e mau para a cabeça de qualquer jogador.

DINHEIRO PERDIDO

A malta foi toda apostar na vitoria do Barcelona,eu sempre disse que o Hilario nao era assim tao mau,resposta dos turcos e albaneses "vai levar 4 ou 5"!

para bem de Mourinho e sua equipa....

Convinha que um dos g.redes lesionados recuperasse para bem de Mourinho e sua equipa. Por mt q eu admire o Hilário, não acho de forma alguma q ele seja um g.Redes à altura de ser responsavel pela balisa do Chelsea. O tempo o dirá...

huh?!

frisando que o pai do treinador português, Félix, «é o mais celebrado guarda-redes na história de Portugal» e que se Mourinho filho «não foi abençoado com a agilidade do pai, beneficiou do seu olho para o talento»

quem?!

Re: huh?!

lol, jornais ingleses...

não acho que seja bem assim

ele já tinha tido momentos altos, como o aparecimento na baliza do porto em alvalade aos 21 anos e com grande exibição. e acho que até mostrou valor no porto, mas perdeu o lugar em parte devido ao renascimento do baía pós-lesão. depois andou entre amadora, académica, nacional, e foi sendo "esquecido" pelos grandes ambientes. mas o valor tinha-o. quando foi para o chelsea foi muito bom para ele financeiramente, e entre ser suplente do nacional e 3º do chelsea... não me surpreendeu a sua boa actuação com 2 grandes defesas de difícil execução. parabéns hilário, continuação de boas exibições. isto até poderá arranjar-lhe a médio prazo um contrato em inglaterra para titular num clube da premier.