Mourinho, o intragável | Relvado

Mourinho, o intragável

 

Não escrevo este artigo para denegrir talvez o melhor treinador da década, mas sim para exprimir a repulsa que às vezes me causam algumas atitudes e declarações suas. A última foi que o Gijon tinha "aberto as pernas" ao Barcelona. Ora ele merecia que o Guardiola lhe tivesse dito o mesmo, que o Gijon abriu as pernas nos últimos minutos ao Real Madrid.

Há claramente uma diferença de classe na arte de ganhar. É que Mourinho, se já se sabia não saber encarar as derrotas da sua equipa , agora já não sabe encarar as vitórias do Barcelona! Umas piadolas / bocas saiem-lhe bem... outras bem mal!

Um dia se lhe começar a faltar aquele little trick, aquela sorte que às vezes tem e claro o poder a a arte de ser um treinador vitorioso... vai ser ridicularizado por tudo e todos, enquanto que por exemplo Guardiola e outros vão ser sempre senhores!

Uns dizem que Mourinho é um senhor... eu digo que é um mestre, mas sem fair play que qualquer desporto devia ter.

Internacional:

Comentários [148]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Os junta letras, andam por aí

Quando comecei a ler, o maior comentário aqui postado, a denegrir duas figuras públicas do nosso País, apercebi-me de que estava perante um adepto do ENORME, a confirmação chegou a meio da leitura, daí concluir que o facto de termos gente desta, na base da nossa pirâmide social, é a razão pela qual somos um País atrasado.

o idiota plagiador

.
O idiota plagiador … !!?

1 – Declaração de interesses: nesta questão sou “agnóstico” ( não tomo partido ), mas há quem diga que como escritor o mst não passa de um plagiador: nesta questão vou tomar partido, como comentador desportivo o mst é literalmente um dos maiores idiotas chapados à face da Terra: nesta questão também vou tomar partido, como pessoa mst é um grandessíssimo merdoso: existem coisas que são muito relativas e subjectivas, outras que são pouco subjectivas e ainda outras que são indiscutíveis; existe o preto o branco e muitas tonalidades de cinzento.

2 – Vou-me plagiar mais uma vez …
Chamar pedófilo a uma pessoa que viola criancinhas é ofensa?
INDISCUTIVELMENTE … NÃO!
É apenas uma questão de Suprema Objectividade!
Chamar assassino a uma pessoa que mata ( propositadamente ) outras pessoas é ofensa?
INDISCUTIVELMENTE … NÃO!
É apenas uma questão de Suprema Objectividade!
Chamar corrupto a uma pessoa que pratica corrupção é ofensa?
INDISCUTIVELMENTE … NÃO!
É apenas uma questão de Suprema Objectividade!
Chamar idiota a uma pessoa que diz ( muitas e/ou grandes ) idiotices é ofensa?
INDISCUTIVELMENTE … NÃO!
É apenas uma questão de Suprema Objectividade!

3 – O PM José Sócrates é incompetente? Esta questão é muito subjectiva, existem todo o tipo de opiniões, tanto o “sim” como o “não” como os “cinzentos” são respostas legitimas.
Eu pessoalmente acho que o Sócrates é uma pessoa competente!
Chamar incompetente ao PM é ofensa/calúnia?
Obviamente que não, está claramente ao abrigo daquilo a que vulgarmente se chama “liberdade de expressão/opinião”.
Eu até já ouvi chamar inimputável ( politico: Ah Ah! ) ao PM em plena Assembleia da Republica. …
Chamar idiota ao mst é ofensa/calúnia?
Obviamente que não! Sendo Imaculada e Supremamente Objectivo: atendo às parvoíces/idiotices insanas que ele escreve como comentador desportivo, é perfeitamente natural que seja considerado como um dos maiores incompetentes do Mundo ( nessa área ).
Traduzindo isto para “bom Português/Futebolês”: como comentador desportivo, o mst é literalmente um dos maiores idiotas chapados à face da Terra, um grandessíssimo merdoso.
Está clara e indiscutivelmente ao abrigo da tal “liberdade de expressão/opinião”…
A tal liberdade de opinião que levava o mst sistematicamente a chamar estúpido ao Bush!
Se o mst pode chamar estúpido ao Bush por causa das suas gaffes e das suas politicas…
Eu também lhe posso chamar idiota por causa das suas parvoíces/idiotices insanas!
NÃO EXISTE MARGEM PARA DUVIDAS …
ISTO É PURA E SIMPLESMEMNTE INDISCUTIVEL!

4 – Chamo idiota chapado ao mst aqui e em qualquer lugar: não tenho problemas nenhuns com isso, cara a cara olho-o nos olhos e chamo-lhe idiota chapado; no pólo norte, no pólo sul, em tribunal …
Sempre quero ver se ele tem lata e colhões para me processar …
Isto depois de chamar sistematicamente estúpido ao Bush e de tratar outros colunistas por rafeiros!
E se o idiota tiver falta de vergonha na cara e me processar …
Sempre quero ver se esses juizecos de pacotilha têm lata e colhões para me condenar!

5 – O mst é um plagiador? Esta questão é um bocado subjectiva, eu sinceramente não sei a resposta nem tomo partido, pura e simplesmente porque nunca li nenhuma obra de mst nem estou a pensar vir a ler.
Para me informar fiz uma pesquisa na net, não deixa de ser estranho que praticamente ninguém “de peso” tivesse coragem para se pronunciar sobre o assunto …
Estão com medo daquele idiota chapado?
Segundo várias pessoas “leves”, uma obra de mst tem alguns parágrafos praticamente iguais a uma outra obra ( anterior ) de outro autor. A ser verdade …
Isso é plágio?
Apesar do mst ser um merdoso, eu por principio sou sempre rigoroso e objectivo, até com os idiotas chapados e merdosos, por isso vou ter de dizer mais uma vez que não sei a resposta porque não estou bem por dentro destes assuntos.
Alguém que explique aos simples e ignorantes mortais como eu, de forma ( outra vez ) simples, clara e rigorosa, se esta eventual e hipotética situação constitui plágio …
Ou seja, se eu por mero acaso ( e que Deus me livre! ) escrever um livro ( romance histórico ) com alguns parágrafos praticamente iguais ao equador …
ISSO É PLÁGIO?

6 – Com esta estória do plágio, recorrendo à acusação de calunia, o mst arrecadou através de um tribunal e de um juiz a módica quantia de 100000 Euros.
É OBRA!
Um caluniador profissional ( contando com a preciosa conivência do vítor serpa ), que passa a vida a caluniar o Benfica e os Benfiquistas, “enriqueceu” graças à vitimização da calúnia …
SUPREMA IRONIA!
É ESTA A justiça azul mst?

7 – Além de permitir e encobrir as constantes calúnias do mst ao Benfica/Benfiquistas, agora num diferendo entre os Gatos e o mst, o vítor serpa colocou-se outra vez em sintonia com o idiota chapado e merdoso e censurou os Gatos.
O vítor serpa permitiu que o mst chamasse rafeiros aos gatos, mas cortou e censurou a resposta dos Gatos …
ISTO É MUITO GRAVE! GRAVÍSSIMO!
Aliás, a ERC já veio dar razão ao/s Gato/s …
Como é possível que este caso de flagrante censura tenha passado praticamente em claro na generalidade da comunicação social … ???

E ASSIM VAI ESTE PAÍS DOS verdes-azuis …
ATÉ O JORNAL QUE ELES CONOTAM COM O BENFICA PROTEGE AQUELES merdosos!

IMAGINEM AGORA O RESTO DA comunicação social … !?!

Vítor Alexandre Ferreira Monteiro
.

quebras de linha e parágrafos

hum...
hum...

hum...
já há paragrafos?

Mourinho

Acho incrivel como é que ainda alguém se predispõe a escrever artigos sobre o que o Mourinho é, ou deixa de ser, dá ideia que existe uma grande dificuldade em perceber qual sempre foi a sua estratégia e maneira de estar no futebol, para os mais distraídos, um senhor chamado Alex Fergusson (com o qual rivalizou durante algum tempo) percebeu isso e veja-se qual a sua opinião sobre o referido assunto ...

Ninguém fica indiferente a Mourinho

Vejam este vídeo e ouçam a letra da música que o acompanha:

http://www.youtube.com/watch?v=TCvZ-MdXIss&feature=related

Um dos comentários ao vídeo está o máximo:

Será la personalidad que la prensa le dá al Real Madrid, o los culés. Porque el 98 % de los madridistas no representamos para nada los valores que algunos sectores de la prensa y de la gente nos atribuyen. El Real Madrid, cuando un rival juega bien en el Bernabeu , y gana, lo aplaude, El Barça , en cambio, enciende los aspersores. De todas formas, prefiero un entrenador como Mourinho, que va de cara ( que eso es lo que os jode) antes que Guardiola, que? va de humilde y aburre .

A Inveja é um sentimento horrível!

O povo português, em geral, tem algumas características que o definem, umas boas e outras más. Entre estas, a pior de todas é sem dúvida a da inveja! A inveja leva os portugueses a denegrir, sistematicamente, todos aqueles que se distinguem em qualquer actividade apenas por... serem portugueses como nós! Por outro lado, caimos de quatro perante qualquer estrangeiro que faça a mais vulgar das coisas!
José Mourinho é o melhor treinador de futebol do mundo! É idolatrado em Inglaterra, na Itália e em Espanha, onde se tornou a principal estrela dum conjunto de vedetas que vestem a camisola dum clube que eu detesto mas que não deixo de reconhecer que é um dos maiores do mundo! Há dois anos estive em Madrid a ver o Porto defrontar o Atlético de Madrid na Champions. No hotel onde fiquei estavam muitos adeptos do Liverpool que ia jogar com o Real. Naturalmente acamaradei com vários e era impressionante a admiração que tinham por José Mourinho! O sonho deles era o Liverpool contratar o Big Mou! Loucura foi também o que se passou em Milão, há dias, quando da chegada da comitiva do Real Madrid, com dezenas de adeptos do Inter a irem ao aeroporto de Linate para saudar o enorme treinador português!
Mas, enquanto lá por fora se admira José Mourinho e se faz tudo para o contratar, por cá gente pequenina vai tentando (como se o conseguissem!) denegrir a imagem do melhor treinador mundial da actualidade senão de sempre! Aproveitar um episódio menor, claro que não bonito, mas claramente menor para denegrir e, ao mesmo tempo, endeusar Guardiola e outros a quem se apelida de senhores! Senhores porque não são capazes de ganhar e de dar retorno a quem lhe paga como Mourinho! Nem se cuida de saber se por acaso não terão intervenções tão lamentáveis como as do setubalense, ainda que menos divulgadas! Faz-se o julgamento e já está! A inveja e o ser pequenino acima de tudo!
Não sou apreciador da personalidade de José Mourinho! Desde os tempos em que estava no meu clube que digo isso! Mas não lhe quero pedir namoro! Apenas vê-lo treinar as grandes equipas de futebol como o meu Porto onde se pôde mostrar ao mundo! E o mundo aprecia-o e muito! Mesmo que haja tantos portugueses tão pequeninos que prefiram dizer mal!
Só uma nota mais: se o artigo foi já amplamente comentado, alguns comentários, nomeadamente de adeptos sportinguistas são tão ridículos que nem vale a pena falar deles! Fazem-me lembrar a célebre fábula do La Fontaine: a raposa e as uvas! Pois é: estão verdes, não prestam, nem cães as podem tragar!

A Inveja

É verdade, dragão. Aqui há uns tempos, o Ricardo Araújo Pereira até começou uma crónica a dizer que, “a seguir ao sportinguismo, a inveja era o pior sentimento que se podia ter”. Há, contudo, aforismos com os quais devemos ter mais cuidado – ou que não se aplicam assim tão frequentemente. Nós, Portugueses, seremos, porventura, invejosos, mas não está provado que tenhamos inventado a praga ou que esta seja um atributo exclusivo – ou principal – do indigenato. Se o for, todavia, talvez também não seja despropositado elogiar a paciência e a capacidade de encaixe da Nação. Como país miserável que somos, é natural que muitos se tornem rancorosos quando sabem, através de tudo quanto é meio de comunicação, que há deputados reformados antes dos cinquenta anos com acumulação de funções, que certas e determinadas sumidades auferem reformas extravagantes ou que há promoções que fazem, no mínimo, torcer o nariz. “Mérito” é um termo recorrente da teoria, mas do qual a plebe desconfia da respectiva aplicação prática. No meio de tanta aldrabice, alguns terão talvez confundido as coisas demasiado e catalogaram Mourinho como membro de pleno direito da espécie.

Não me parece. Ou, se o fizeram, são muito poucos. Mou está permanentemente nas bocas dos jornalistas e dos autóctones em geral. Para se dizer maravilhas e/ou justificar as atitudes rocambolescas da personagem. Porque, na realidade, é destas que se trata e não dos títulos conseguidos ou da forma como foram parar às vitrinas lá de casa. Mesmo quando o elemento afecto ao FC Porto, no último “Trio D’Ataque”, colocou Mourinho “No Fundo” – foi o próprio moderador que desatou a questionar aquele. Não, dragão, a Pátria está com Mou e sou eu quem vive em território comanche.
Quanto aos sportinguistas de que falas, compreende-se a revolta da seita e, na generalidade, são coerentes. Não quiseram Mou quando foi possível e, ao contrário do que faz, por exemplo, Rui Oliveira e Costa (sempre a carpir por Pedroto e Mourinho, quando é sempre tarde demais...), carregam irracionalmente contra ele. Na realidade, o futebol vive de obsessões e não estou a ver como se podem justificar certos insucessos ter estas como último e exclusivo recurso. Os benfiquistas irão sempre defender a ideia de que o doutor Ricardo Costa é que conhecia a verdadeira natureza dos presuntivos biltres que lideram o FC Porto; e os portistas hão-de vociferar até à eternidade que a Taça das Taças de 1984 lhes foi roubada e que Platini é uma criatura que evidentemente não se recomenda.
Pessoalmente, acho o mesmo relativamente a Mou, mas dá-me igual porque Pep (um dos tais que "não é capaz de ganhar e de dar retorno a quem lhe paga") deu-nos tudo isso que o nosso compatriota se propõe conquistar com o Madrid. Espero, evidentemente, que o não consiga. Não por ódio a Mou, acredita. Acontece que, quando o Madrid perde, sabemos perfeitamente quem é que ganha...

E em resposta...

Não disse, nem pensei que os portugueses tivessem qualquer monopólio da inveja! Muito menos que a tivessem inventado! Apenas que é uma característica genérica do povo e que me desagrada!
Já agora, discordo que sejamos um país miserável! Somos claramente um país de primeiro mundo e se não somos aquilo que gostaríamos, lá estamos, como é costume, a dizer mal do que é nosso para dizer maravilhas de qualquer porcaria que venha do estrangeiro.
Também a talhe de foice, como portista não vociferarei até à eternidade, nem sequer alguma vez o fiz apesar de ter estado nessa final no Estádio St. Jackobs, que a final foi roubada e o Platini é isto ou aquilo! As coisas têm um timing e há muito que isso passou!
Quanto ao Mourinho, ele foi capaz de ganhar em Portugal, e de o fazer, com um orçamento infinitamente inferior ao dos concorrentes, mesmo a nível europeu; foi capaz de se tornar uma lenda em Inglaterra onde foi sempre campeão com uma equipa que nunca o tinha sido e voltou a vencer a nível europeu em Itália, com um clube que não ganhava desde os anos 60! Isso dá-lhe, como é reconhecido em todo o lado, uma primazia clara sobre Guardiola e outros que ganharam, com condições muito superiores, apenas em clubes que conheciam bem!
Mas nós preferimos denegrir o Mourinho! Somos assim e é por isso que somos pequeninos!
Cumprimentos!

De tudo um pouco...

Noite, dragão!

Duas notas. A primeira é que desconheço qual o lugar de Portugal no ranking do desenvolvimento ou da civilidade. Tenho uma opinião, mas presumo que é algo que não cabe discutir num foro sobre futebol.

A segunda é que o Chelsea já tinha sido campeão (em 1954, creio eu, não fui consultar arquivos, mas deve ter sido por aí). Mas tudo bem, vai dar ao mesmo – é como se nunca o tivesse sido.

Insisto, contudo, na tecla anterior. Não vejo, como tu, tanta animosidade da nossa parte para com o Mourinho. Antes pelo contrário. Sobretudo em termos técnico-tácticos e naquilo a que agora se dá o pomposo nome de “mind-games”. A personagem cria inimigos mas é por causa das atitudes, que, de resto, como se pode verificar pelos comentários abaixo de grande número de usuários, são até efusivamente aplaudidas.

Quanto a 1984, trata-se tão somente de um exemplo que, se calhar, como dizes, até já se esvaiu no tempo. Essencialmente, queria dizer que o futebol, como a vida, transporta consigo obsessões. Podes, por exemplo, ter toneladas de razão ao tentares explicar a um sportinguista que o Luisão não terá feito falta sobre o Ricardo naquele lance do Estádio da Luz, em 2005 – que ele, se tiver a ideia contrária, vai contrariar-te até à carnificina.

Como culé, evidentemente que tenho as minhas obsessões ou idiossincrasias para com o Mou. No calor da tensão, claro que lhe vou chamar “tradutor” e outros nomes particularmente feios. Que é que se pode fazer quando o sangue começa a ferver? Fi-lo com um certo “pesetero” e sempre me senti muito bem com isso...

E antes que borbulhe (afinal, o “clássico” já anda a ficar bem quentinho...) e como no post anterior invocaste uma fábula, vou tentar dar-te a minha aproximada ideia sobre a personagem em causa, recorrendo a uma história. Verdadeira.

Segundo Martin Amis, Milton, o grande poeta inglês do século XVII, ao aproximar-se da velhice, decidiu ensinar a ler a sua filha já adulta mas analfabeta (uma situação comum nesta época). Contudo, não se tratava de uma atitude altruísta. Milton estava a ficar cego e precisava desesperadamente de alguém que lhe lesse o que ele queria e que lhe redigisse o que ia criando. Não querendo eu provocar qualquer mal entendido à custa do termo aplicado por Manolo Preciado, Amis pergunta: isso faz de Milton um canalha? Presumo que sim, mesmo tendo em conta a relatividade histórica. Contudo, teria a literatura mundial ficado mais pobre sem o seu contributo? Obviamente.
Um grande fim-de-semana, dragão!

Uma resposta

Meu caro Kaiser: é evidente que não estava a ver o caso do Mourinho pelo prisma de uma rivalidade entre o Barça e o Real, onde até o meu coração me leva muito mais para o Barça que para os de Madrid. Estava apenas a falar pelo prisma de um português que sente orgulho pelos feitos de um compatriota!

pois é, cambada de corruptos

ERC considera “ilegítimo” corte de crónica de ‘Gato’ no jornal ‘A Bola’
O presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), Azeredo Lopes, considera que foi “ilegítima” a decisão de publicar a crónica de José Diogo Quintela no jornal ‘A Bola’, “amputando-a” sem conhecimento prévio do autor.

Na opinião divulgada no blogue que assina juntamente com outro elemento da ERC, Estrela Serrano, Azeredo Lopes questiona se o director do desportivo, Vitor Serpa, "podia, ou não podia, fazer o que fez" ao cortar o texto do elemento dos ‘Gato Fedorento', em que respondia a uma outra opinião, de Miguel Sousa Tavares, "sem previamente avisar o autor da crónica, mas amputada de uma parte (aquela em que JDQ verberava MST)".

O presidente da entidade reguladora estabelece o paralelismo com o caso Mário Crespo/ ‘Jornal de Notícias', em que o jornal optou por não publicar na íntegra a crónica do jornalista, por considerar que esta merecia o direito de contraditório. A atitude levou a que Mário Crespo abandonasse as páginas de opinão do JN, tendo apresentado uma queixa junto da ERC, e que o organismo arquivou, considerando que "não assistia razão ao queixoso".

Mas desta vez, Azeredo Lopes considera que é "diferente" a decisão de "cortar, unilateralmente, uma parte da crónica - sem que o seu autor sequer saiba que foi feito a não ser à posteriori".

Para o presidente da ERC, a distinção "é a diferença entre o exercício legítimo de uma prerrogativa que a Lei de Imprensa claramente reconhece, e o exercício ilegítimo de um poder que a Lei de Imprensa não confere".

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/lazer/tv--media/erc-considera...

JÁ AQUI DISSE

QUE O SPORTING SE QUER GANHAR TEM DE SER COMO OS BENFAS E DRAGÕNES . CORRUPTOS MATAR , DO PIOR ,,, E QUE TEMOS DE SER OS DIFERENTES OS SANTINHOS , MAS ANALIZANDO BEM . vendo o passado do mourinho por onde passou onde está ,, o resto do mundo deve ser tudo doido ele é que é o srº da razão sempre ele o bom,,, os outros é que são a merda , e vendo agora o já xolé que está já a ter o mesmo comportamento,, SÓ QUERO QUE O SPORTING GANHE NEM QUE SEJA DAUI A MIL ANOS ,,, MAS VALE A PENA ESPERAR ESSE TEMPO DO QUE GANHAR ASSIM ,,, NÃO QUERO GANHAR ASSIM ,, MOURINHO MORRE LONGE ESTÃO SEMPRE CONTRA A TUA PESSOA NÃO É POR GANHARES ,,, NÃO VALES NADA MESMO PUTA QUE TE PARIU

por falar em Mourinho

cito, com curiosidade, uma passagem do jornal MARCA espanhol, comparando os percursos de Mourinho e André Villas Boas nas suas carreiras de treinadores: "Las similitudes entre las carreras de ambos técnicos son evidentes. Ambos impactaron en equipos modestos de su país (Mou, tras un fugaz paso por el Benfica, en el Uniao Leiría, Villas Boas en el Académica), y desde ahí dieron el salto al Oporto. El de Setúbal lo hizo campeón en su primer año y su ex ayudante lleva el mismo camino. Sus 'Dragoes' suman 10 victorias y un empate en 11 partidos y aventajan ya en 10 puntos al Benfica, vigente campeón, al que la semana pasada humillaron por 5-0. Este verano, ya arrebataron a las 'Águilas' la Supercopa lusa (2-0)." ------- http://www.marca.com/2010/11/15/futbol/futbol_internacional/1289822763.h...

Bem sacada, já havia lido

Bem sacada, já havia lido isso ontem. Oh Sartor, mas vou-te dizer uma coisa. Eu sou fanático pelo Mou, mas adorava ver o MELÃO dele a ler esse tipo de coisas sobre o Villas-Boas na Marca. Já dizem que ele é mais sofisticado que o original e tudo. Cada vez tenho menos dúvidas que a azia de Mou na saída de Villas-Boas teve a ver precisamente com o impacto que ele poderia ter no futebol. Mourinho sabia o talento que estava ali escondido e isso deve causar-lhe um friozinho no estômago que até me dá vontade de rir, imagina então se ele calha de ganhar uma competição europeia ao serviço do Porto... :)

Esse artigo

nem os factos tem correctos. O Mourinho não foi campeão à primeira no Porto, porque, que se saiba, chegou ao Porto a meio da época 2001/02. Porém, devo acrescentar, a isso das similitudes entre os "Mourinhos", o facto de, de uma forma ou de outra, terem estado muito perto do Sporting antes de chegarem ao Porto.

Queres outra similitude?...

Ambos trabalharam com Sir Bobby Robson (que foi despedido pelo Sporting, na primeira e unica vez que esse Grande Senhor foi despedido de um clube...).

Hã?

Do Barça não foi despedido? Ou só se é despedido se for a meio da época? Bem, dispensado será sempre um equivalente mais bonito de "despedido"...

pois é

e é curioso a história de cada um deles com o teu clube: O Mourinho não foi para o Sporting porque a claque entrou pelas instalações do estádio adentro e não deixou. E a direcção foi na cantiga (!!). Perderam a oportunidade do século. O Villas Boas não foi porque declinou o convite.

Sinceramente

não me arrependo nada de não ter tido Mourinho no Sporting. Nenhum sportinguista, ou muito poucos, iam querer o treinador que, dias antes, estava a festejar golos contra o Sporting daquela maneira. Quanto ao Vilas-Boas, parece que rejeitou o convite depois de ter um pré-acordo e, claro, depois do Pinto da Costa lhe ter dito para "esperar".

Mas eu sou

coerente nesse prisma.

+1 Divertido :)

"Não me arrependo nada de não ter tido Mourinho no Sporting"....:)

Pode ser que um dia

percebas que ganhar não é tudo.

POde ser que um dia

percebas o que é ganhar.

>:]

ouchie!

Sim

nunca ganhei nada. E agora? Há aqui algum problema que me esteja a ultrapassar?

Desculpa lá mas, ao que saiu

Desculpa lá mas, ao que saiu na imprensa, Bettencourt estava quase sozinho na intenção de contratar Villas-Boas. Ao que parece, o Costinha até se mandou ao ar quando ouviu falar nessa hipótese. De qualquer forma, não há quem bata o Vilarinho na pior decisão do século a nível desportivo.

Do teu comentário ao Zefil:

Do teu comentário ao Zefil: "...revela bastante daquilo que será, em teoria, um típico adepto do FCP..."

Um típico adepto do FC Porto

Um típico adepto do FC Porto é um vencedor, é ambicioso, é guerreiro é lutador!!! É por isso que nos revemos no José Mourinho, é por isso que admiramos imediatamente o AVB! Treinadores à Porto e à imagem do clube e dos seus adeptos!