Justiça quer Sá Pinto como arguido na Grécia | Relvado

Justiça quer Sá Pinto como arguido na Grécia

Em causa está resultado eventualmente combinado em fevereiro.
 
Sá Pinto em treino do Atromitos

Sá Pinto poderá ser acusado e constituído arguido na Grécia. Essa é a vontade de Giorgos Andreadis, investigador que está a analisar o escândalo dos resultados forjados que tem como protagonista o Olympiacos.

O nome do treinador do Belenenses aparece no processo devido a um jogo suspeito a 4 de fevereiro entre o campeão grego e o Atromitos, na altura orientado por Sá Pinto. Em causa está uma denúncia de Takis Fyssas, diretor desportivo do Panathinaikos e antigo jogador do Benfica. Fyssas terá revelado na investigação que Sá Pinto lhe tinha dito que a direção do Atromitos o aconselhara a não utilizar quatro titulares frente ao Olympiacos. O técnico demitiu-se no dia a seguir a esse jogo.

Sá Pinto já tinha respondido por escrito às perguntas do investigador, na qualidade de testemunha. Mas a nova revelação de Fyssas obriga-o a deslocar-se a Atenas para responder presencialmente.

Internacional:

Comentários