F. Santos: "Não cantarei o hino grego nem o português" (Exclusivo) | Relvado

F. Santos: "Não cantarei o hino grego nem o português" (Exclusivo)

Em entrevista ao Relvado, o selecionador da Grécia antevê um possível encontro entre os dois países
 

A Grécia, treinada por Fernando Santos, já está na fase final do Euro 2012, que se vai disputar na Polónia e na Ucrânia. Portugal espera-se que venha a marcar presença, mas para isso é preciso, como se sabe, que elimine a Bósnia no play-off.  Como iria reagir Fernando Santos se Grécia e Portugal se encontrassem no leste europeu? O treinador de 57 anos acha que não sentiria nada de especial.

"Se seria um jogo estranho para mim? Não, porquê? Sou treinador da Grécia e vou querer que a minha equipa ganhe, nada mais do que isso", garante, em entrevista ao Relvado.

E qual dos dois hinos iria cantar? "Nenhum! Gosto muito de Portugal, mas claro que vou querer que tudo corra bem à Grécia. É algo natural e compreensível...", diz.

Fernando Santos deseja que "Portugal consiga a qualificação" mas alerta para a valia da Bósnia.  "Tem muita qualidade ofensiva, com alguns jogadores que desequilibram no meio campo e na frente. Portugal terá de ter cuidado, mas acho que se ambas as seleções estiverem ao seu nível, somos mais fortes e podemos ganhar", sublinha.

Santos abordou ainda a polémica lançada há alguns dias por Carlos Queiroz. Segundo o ex-selecionador, consigo no comando, Portugal já estaria qualificado para a fase final do Europeu. "Podia ter evitado dizer isso. Foi infeliz", considera.

A Grécia infelizmente já venceu um Campeonato da Europa. Infelizmente, porque foi à custa de Portugal, no Euro 2004. Mas Fernando Santos diz que repetir esse sucesso é missão quase impossível. "Os adeptos não me pedem que vença o Euro... São realistas, têm a perfeita noção do que poderemos fazer. O importante era conseguirmos a qualificação para a fase final e isso foi conseguido. Depois, logo vemos o que é possível fazer", frisa.

Fernando Santos nunca tinha sido treinador de seleção, mas está a gostar da experiência. "No início, tive algumas dificuldades de adaptação, o que é perfeitamente natural. É algo completamente diferente... Um selecionador tem muito a função de observador, tem de ver como estão os jogadores, quais os que estão em condições de serem chamados. Já no caso de técnico de clube, existe mais a preocupação da organização do treino diário da equipa", explica.

Olhar sobre as crises grega e portuguesa

A qualificação grega para a fase final do Euro 2012 foi uma das poucas notícias que fez sorrir o povo grego nos últimos largos meses. Tudo devido à grave crise que o país atravessa. Mas a festa nas ruas de Atenas foi controlada, assegura Fernando Santos. "Claro que as pessoas ficaram muito contentes, ainda para mais numa fase de grande depressão... Mas temos de nos lembrar que o país tem estado presente em várias fases finais nos últimos anos, por isso esta qualificação não foi exatamente uma novidade", realça.

Fernando Santos tem vivido os últimos anos na Grécia e encontra-se há alguns dias em Portugal. O técnico analisa a forma como os dois povos têm lidado com a crise. "Na Grécia a situação é pior. As medidas têm sido muito duras há já três anos...Existe uma grande desilusão, pois a situação difícil permanece há demasiado tempo e as pessoas já não acreditam. Em Portugal ainda existe alguma serenidade e maior capacidade de aceitação", analisa.

No entanto, Santos alerta para a possibilidade de se viverem tumultos de grande dimensão no nosso país. "Isso pode passar-se em qualquer sítio no mundo. É verdade que em Portugal não há grande tradição de movimentos anarquistas, ao contrário do que acontece na Grécia. Mas se alguns grupos quiserem fazer a demonstração da sua força, poderão existir problemas. Mas atenção, na Grécia não existe um clima de guerra, nem pouco mais ou menos! Os tumultos são confinados à Praça Sintagma, em Atenas", realça.

 

Campeonato discutido a três

Voltando ao futebol, Fernando Santos analisa o campeonato português. Com passado nos três grandes lusos, é sempre um observador atento do nosso campeonato. O técnico de 57 anos acha que esta época a prova vai ser muito equilibrada. "Penso que não irá suceder nada de parecido com a última temporada. Na minha opinião, o campeonato será discutido a três, entre FC Porto, Benfica e Sporting. Não me parece que o Sporting de Braga se possa intrometer e penso que irá existir muito equilíbrio até perto do fim", antevê.

Com passagens pelos três grandes portugueses, por três dos quatro grandes gregos - só falta o Olympiakos, depois de trabalhos de sucesso no AEK Atenas, Panathinaikos e PAOK - e agora pela seleção grega, parece faltar apenas a seleção portuguesa no seu currículo, provocámos. Fernando Santos riu-se, mas recusa-se a fazer projeções. "Eu era engenheiro, nunca pensei ser treinador... Depois nunca pensei em treinar um grande português... Eu não faço planos a longo prazo. O que sei é que a seleção nacional está neste momento muito bem entregue ao Paulo Bento", elogia.

Internacional:

Comentários [19]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Fernando Santos

Nao canta nenhum dos hinos, porque nao sabe a letra, mas se fosse o das papoilas saltitantes, cantaraia de bom grado

E deixas-te se ser português só porque treinas a Grécia?

Que eu saiba não.
Senbdo assim, e como cidadão, devias e podias cantar A Portuguesa que ninguém levaria a mal.

como portugal não é apurada

boa sorte caro fernando , e isso de não cantar nem grego nem português caso fosse possivel um jogo entre as duas seleções , estou de acordo consigo respeitar quem paga o ordenado é bonito , mas eu sei que o srº por dentro só para si cantará o hino de portugal porque é irresistivel não cantar o nosso hino ,

É tão fixe ver o pessoal a

É tão fixe ver o pessoal a comentar assuntos que mão têm nada a ver com a notícia em destaque.

É bem possível que o coitado não saiba nenhum dos dois hinos, é por isso. Mas se já na selecção há pouco quem cante o hino português (ou por ser brasileiro ou por não saber) não surpresa nenhuma.
Vai ser um jogo que eu não vou querer perder.

A Associação dos Profissionais do Canto agradece...

Os amantes da música, em geral, agradecem e suspiram de alívio depois do anúncio público do Mister.

Saudações Leoninas

pois

E fazes bem, da maneira como isto esta ainda misturavas os dois. Mantem-te caladito. Olha canta o hino do estrela da amadora.

O santos nao sabe cantar

Ele prefere rebuçados de mentol.....he he he he

Engenheiro do Penta

O treinador que Deco elegeu,como aquele que mais o marcou. Gosto do seu trabalho,sério,competente e com grande carácter.

Não vai cantar o hino Grego,mas seria engraçado de ouvir,lol.

PENTA....

nunca fostes, pois não..mas deixa lá de chorar...algum dia pode ser que vejas outra vez o PORTO PENTACAMPEÃO....

está ali uma AEK a mais

não será antes PAOK?

Este não é o do penta na

Este não é o do penta na altura dos apitos dourados?!?!?

PENTA...

nunca fostes, pois não..mas deixa lá de chorar...algum dia pode ser que vejas outra vez o PORTO PENTACAMPEÃO....

Sim Sim!! as manobras na

Sim Sim!!

as manobras na FPF.. estão em marcha para atingir o objectivo. De que cor será agora o apito?? AZUL não que dá nas vistas.

pois...

parece que o Fifica na qualidade do Sr presidente Bieira apoia esse gajo chamado Fernando Gomes..qual é a tua opinião..apoias? olha que o Porto não.....

não apoio!!!

por dois motivos:

- foi administrador da sad do porto com o corrupto do jorge nuno e não pode dizer que não sabia.
- foi presidente da liga nos ultimos tempos e tinha um projecto.. deixou tudo para trás por um cargo melhor, ao genero de durão barroso.

agora vamos ao porto..

não apoia?? looollll Apoia, olha que apoia!! e não só apoia como vai mais longe.. as palavras não são minhas, mas...

Carlos Marta foi um ex-jogador de futebol (‘Águas’) que entretanto se aventurou nos corredores da política (é actualmente presidente da Câmara de Tondela).
Avançou para a corrida à cadeira mais alta da Federação impulsionado pela capacidade de persuasão do ‘dinossauro dos dinossauros’ do movimento associativo, Lourenço Pinto (presidente da AF Porto).
O presidente do FC Porto gosta de ver (e colocar) os ‘cavalos a correr’. Não foi por acaso, nem por amor, que se deslocou à Dinamarca. Não esperava, todavia, um desempenho tão lamentável da Selecção Nacional.
Pinto da Costa ‘alfinetara’ Fernando Seara, quando este parecia disponível para entrar na corrida às ‘presidenciais’... da FPF. Em causa estava, alegadamente, a entrada dos políticos no futebol.
Afinal, não foi Pinto da Costa quem, ao longo dos anos, convidou uma plêiade considerável de políticos para a tribuna de honra das Antas e do Dragão?...
... Ou Rui Rio ‘trocou-lhe as voltas’ e fez-lhe ver que, na verdade, era preciso colocar ‘ponto final’ na promiscuidade entre o Futebol e a Política?
Neste particular, Rui Rio é quem tem moral para falar. Não têm nem Fernando Gomes (o ex-autarca) nem Nuno Cardoso. Era tudo ‘à vontadinha’!

Chega????

mas...

rui rio, Fernando Gomes e Nuno Cardoso e outros( António costa, Jorge Sampaio e Pedro Santana Lopes foram presidentes da Federação?....

Nós até podemos continuar na

Nós até podemos continuar na treta..

Mas antes faz-me um favor.. não assobies e não olhes para o lado.. como se nada fosse.

Jorge Nuno já se move para ocupar os cargos que necessita no poder.. para além disso, isso de não apoiar.. é uma tanga!!.. igual ao arbitros são uns herois!!

Corruptos e corrupção.. resultados feitos à partida.. Não olhes para o lado com António costa, Jorge Sampaio e Pedro Santana Lopes.. poupa-me!!

ok..está poupado...

ficas de fora do jogo contra o basileia..ok....o jorge nuno já se movimenta(lol)? onde? não me digas que foi ele que meteu o herminio Loureiro na lista....

Nando Santos

Parabéns pela qualificação, Mister. Apesar de não concordar com seleccionadores estrangeiros, por uma questão de princípio, é um orgulho ter um português a orientar uma selecção no Euro. Os treinadores portugueses estão cada vez mais na moda e ao vosso trabalho o devemos. Boa sorte na competição, estamos convosco.

Abraço,
JC