Clima de guerra antes do Barça-Real | Relvado

Clima de guerra antes do Barça-Real

OPINIÃO: Informação manipulada, ataques a jogadores e clubes. O último Clássico da época está a reve
 

Futebol é futebol e não deve por isso ser levado demasiado à letra. Os acontecimentos da última semana e meia, assim como a forma como foram abordados nos jornais espanhóis, são vergonhosos a todos os títulos.

Que existe imprensa pró-Real e pró-Barça já se sabe e é perfeitamente normal que assim o seja. Aliás, considero que é mais saudável para os leitores saberem que o diário Marca segue uma tendência favorável aos merengues e que por outro lado o catalão Sport é o órgão de comunicação não-oficial para o universo azulgrana. Pelo menos o público não é ludibriado e sabe onde procurar a informação que mais lhe convém, ao contrário do que por exemplo acontece em Portugal, onde as coisas são feitas às “escondidas”.

A questão aqui passa por perceber em que medida é que essa cobertura parcial influencia o jogo em si. Escreve o jornalista Javier Gómez Matallanas no site “elconfidencial.com” que durante a final da Taça do Rei um repórter afeto a uma das equipas quase era linchado numa das ruas adjacentes ao estádio Mestalla e que umas ruas ao lado um político catalão foi insultado e cuspido.

Durante o encontro da Champions foi o que se viu, com uma confusão no túnel que só não escalou devido à intervenção da polícia, além das vergonhosas atitudes que se viram dentro de campo, entre simulações, insultos e entradas duras. Será isto que podemos esperar para terça-feira?

Televisões dos clubes fazem propaganda

Numa dimensão completamente distinta, onde não se espera imparcialidade, está a forma como as televisões dos clubes tratam de defender a própria honra.

Na Real Madrid TV circula um vídeo no qual se apela de “caprichoso” o destino que juntará em Camp Nou o árbitro Frank De Bleeckere, o Barça e Mourinho, precisamente um ano depois da meia-final em que o belga expulsou Thiago Motta e deixou o Inter de Milão a jogar com 10 durante 63 minutos.

O tom de conspiração é uma constante, assim como a ironia. Além de refrescar a memória em relação ao árbitro, que de resto tinha sido um dos visados pelo treinador merengue na conferência de imprensa dos “porquês” após a primeira mão, garante ainda a Real Madrid TV que Sérgio Busquets chamou “macaco” a Marcelo durante o jogo. As imagens sugerem algo nesse sentido, embora seja arriscado ter a certeza devido à qualidade do vídeo.

Barça apela ao espírito de luta

A história dos vídeos tinha começado logo após o apito final do encontro da primeira mão, quando os merengues mostraram uma filmagem no qual se percebe que Daniel Alves não é tocado por Pepe no lance que motivou a expulsão do internacional português. A resposta não se vez esperar e surgiu na Barça TV, que decidiu promover o jogo recorrendo a imagens dos últimos Clássicos nas quais jogadores do Real têm entradas duras sobre atletas azulgrana.

Recorrendo à da banda sonora de uma série que retrata as batalhas do Pacífico durante a II Guerra Mundial ("The Pacific", na versão original), jogadores do Barcelona são “vítimas” da “maldade” merengue, mas ainda assim resistem para dar alegrias aos seus adeptos.

O último Clássico da época está a revelar o lado negro do futebol espanhol, com a agravante de que, ao estarem numa competição europeia, Real Madrid e Barcelona transmitem uma vergonhosa imagem do país. E que consequências terão estas atitudes na seleção campeã do mundo? As palavras de preocupação de Vicente del Bosque dizem tudo e demonstram que o clima de harmonia pós-Mundial está mais do que terminado e a nível internacional a Espanha vai sair prejudicada.

A história continua terça-feira, esperemos que com muito mais futebol e menos “ruído”. Agendados estão já mais dois duelos de gigantes, já que na abertura da temporada 2011/2012 há uma Supertaça para disputar. O ano tinha tudo para ser épico e memorável, mas para já isso verifica-se pelas piores razões.

Internacional:

Comentários [3]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Faz-me lembrar uns aqui do burgo

que ganhas nos túneis e atiram pedras aos adeptos adversários...

José Mourinho

Tudo bem o homem é bom treinador e com provas dadas mas acho que se está a sobrevalorizar porque tem que contar com os outros que por sinal tambem são bons e com provas dadas penso que devia fazer uma introspecção e uma análise profunda antes de fazer comentários porque lição de humildade já está a levar

Pois, a culpa é do

Pois, a culpa é do Mourinho.
http://www.livros2011usados.blogspot.com/