Milton nem tinha dinheiro para a gasolina | Relvado

Milton nem tinha dinheiro para a gasolina

Dificuldades acumuladas para Milton Júnior, enquanto jogador da Portuguesa.
 
Dinheiro (genérica)
Getty Images

"A escravidão no Brasil terminou há muito tempo". A frase de Milton Júnior resume o seu ano de 2016, enquanto pertenceu aos quadros da Portuguesa. O jogador esteve sem receber salário durante sete meses consecutivos.

As dificuldades financeiras na Portuguesa acumulam-se e o médio terá sido uma das pessoas que sofreram mais - chegou a não ter dinheiro para pagar a renda da casa e esteve perto de não ter sítio para viver. Seria o clube a pagar essa mensalidade mas deixou de o fazer em fevereiro deste ano.

Sem receber entre novembro de 2015 e maio de 2016, o brasileiro também não tinha dinheiro para pagar a gasolina e, por isso, passaria a faltar aos treinos da Portuguesa. Só não faltou porque o treinador Anderson Beraldo ajudou o futebolista a pagar o transporte e uma ressonância magnética que Milton teve de realizar por causa de uma lesão.

Milton Júnior seguiu para a Justiça brasileira e conseguiu a rescisão do contrato com a Lusa na semana passada. O clube foi condenado a pagar ao jogador cerca de 170 mil euros.

O médio de 25 anos assinou contrato com o Red Bull Brasil, válido até ao final do próximo ano.

O incrível do desporto:

Comentários