Um aviso para o Euro 2004... | Relvado

Um aviso para o Euro 2004...

 

Alentejano diz: "a 3 meses do início
do Europeu surge um terrível aviso para a segurança com os atentados de Madrid
reivindicados pela Al-Qaeda... Há a séria hipótese de haver um atentado durante
o Euro 2004... E Portugal não tem os meios suficientes, nem a
preparação, para uma situação destas..." E aestevao questiona: "o que pensam sobre a
segurança da competição?" Já palmelao
nota: "pensam que poderá mesmo acontecer um atentado durante o Euro 2004?"

diversos:

Comentários [17]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Visto de outro lado...

isto pode bem ser infelizmente uma resposta á cimeira que o nosso primeiro ministro orchestrou antes da guerra do Iraque.
Nenhum português quis essa cimeira e guerra. O primeiro ministro la fez oque lhe apeteceu...
AlQaeda ameacou logo os EUA e os seus aliados... (Inglaterra, Espanha, etc e Portugal)
Meus amigos, se a AlQaeda quiser, pode atacar Portugal. Mesmo se nao for durante o Europeu.

Agora uma impressao minha: Portugal ajudou um presidente americano a combater os terroristas, onde nao os há. No Iraque nao os há, e o Iraque serviu para esquecer a caça ao Bin Laden, essa sim a verdadeira guerra ao terrosrismo. Agora pensam oque querem, mas eu tenho a certeza que o Barroso fez mal em apoiar os EUA na questao Iraque, e o povo pode agora vir a sofrer disso.

padrinho

Re:Visto de outro lado...

Caro Padrinho,

Concordo contigo inteiramente e sem querer alongar-me muito, porque me parece que isso seria para outro site, já te lembraste de perguntar quem é que os pôs lá? Pois é, nesta altura toda a gente diz que não votou neles...

Muito preocupante!

Ontem estive no estádio da Luz para mais um jogo de enchente como já fui a outros.

Deixa-me muito preocupado ver o lento e dificil escoamento das pessoas que ali se encontram, se bem que as obras ainda não estejam acabadas, é verdade.

Imaginando uma situação semelhante há de Espanha numa das bancadas era catastrófico, as pessoas com o pânico e ao ver tal desgraça ao acumular não ter por onde sair ia ser o caos, ia haver atropelamentos por todo o lado, sinceramente centenas de mortos, infelizmente.

Mas o terrorismo é mesmo assim, não se sabe nem onde nem quando, infelizmente para nós!

Cumps

Terror...

Não sei qual a lógica desses fundamentalistas , não sei até se existe alguma ! Se quiserem matar centenas ou milhares de pessoas não é necessário fazerem-no num grande acontecimento , infelizmente já o provaram que o podem fazer, em qualquer país e onde quiserem , é simplesmente impossível controlar estas coisas , eles planeiam essas coisas ao ponto de , se um falhar os outros estarão logo prontos com um plano alternativo , tipo "backup de segurança" .
Como se controla um indivíduo ,que parece igual a tantos outros ,carregando uma mochila nas costas com alguns quilos de explosivos e pronto a sacrificar-se ? É quase impossível .... não vale a pena tirar as "teias" temos mesmo é que matar as "aranhas" .... vocês perceberam ...

Será que alguém estará realmente preparado para um atentado com a magnitude que se deu em Espanha ? Não me parece .... podemos até ter os meios ,mas ninguém está preparado para isso , nem Portugueses , Espanhóis nem Americanos ...

E porque surge este receio?

Porque será?

Caso o Furão não tivesse apoiado o Bush nesta altura poderiamos estar um bocado mais descansados.

Pois estes atentados visaram atingir uma coligação á qual nós não faríamos parte.

Mas a verdade é que fazemos.

E o que ganhamos com isso?

Esmolas americanas? Submarinos em 3ªMão? Temos o "privilégio" de ver o Durão Burroso todo contente só por estar ao lado do fanático do Bush em reuniões da coligação?

O que ganhamos é uma entrada directa para o top de alvos apetecíveis para atentados terroristas.

Sabendo que grande parte da nossa economia depende do Turismo, que o Governo do PS idealizou este Euro como uma meio de projecção para Portugal principalmente em Turismo arriscamo-nos a ver os nossos alvos, os Turistas, partirem para outros destinos com medo da insegurança em Portugal.

Este Governo pensa muito...pouco. Sém dúvido o pior que me lembro de ver dos últimos 15/20 anos.

Re:E porque surge este receio?

O apoio do nosso governo aos EUA, poderá ter posto um alvo no nosso pais, mas isso não significa que já nao fossemos um alvo. Não querendo entrar em qualquer tipo de discussão politica/militar, quanto a mim a invasão do iraque teve sobretudo o objectivo garantir uma posição estratégica priveligiada no médio oriente para o lançamento de alguma ofensiva militar contra algum pais da região que de alguma forma ameaçe futuramente os EUA.
A regra do terrorismo é matar o maior numero de pessoas para atingir a maior mediatização ás causas que defendem. Ora bem um europeu de futebol ou um evento como o rock in rio são eventos suficientemente mediaticos para que o nosso pais possa ser alvo de um ataque terrorista. Não podemos nunca é ceder ao medo, pois isso é assumir uma derrota do nosso estilo de vida ao medo que grupos fundamentalistas querem impor a todo o custo. Como resolver este problema?! não sei, e duvido que alguem neste planeta saiba. Haverá sempre terroristo, esteja a questão da palestina resolvida, estejam os EUA fechadinhos no seu cantinho com a sua maquina militar no armazem. Haverá sempre causas pelas quais esses grupos estarão dispostos a morrer e a matar.
O perigo esta no fundamentalismo, seja ele politico, religioso ou ideológico, e esse fundamentalismo vai sempre existir, seja qual for o objecto.
A situação está-se a descontrolar rapidamente, e tem de ser tomadas medidas urgentes a nível global para atacar este problema duma forma séria e eficaz. Dada a facilidade com que armas nucleares e quimicas/biologicas sao conseguidas os danos que esses grupos podem conseguir sao infinitamente maiores. Dia de 16 de Junho (salvo o erro) lá estarei de corpo e alma no novo estadio da luz para apoiar a nossa selecção no jogo frente á russia.

Medo?

Poder haver um atentado no Euro é possivel. Quanto á segurança é a possivel. Agora medo? Não. Não podemos de forma nenhuma ter, ou mostrar que temos, medo. Se o tiver-mos as coisas não vão saír bem, tudo se tornará mais complicado, e então sim, vai correr mal. Lembrem-se a paranoia não leva a lado nenhum. Todos os dias corremos riscos, seja onde for e com quem for, e não é por isso que deixa-mos de saír de casa, pois não? Então, vamos tratar das coisas, com a consciência de que podem acontecer, mas com a certeza de que estaremos á altura, e as enfrentare-mos se for necessário, com coragem e sem medo, e parem de pensar nisso.

É uma questão muito complexa!

Ora aí está um artigo oportuno!

Creio que a questão da violência vai muito para além do Euro, julgo tratar-se de uma situação que preocupa o mundo inteiro e se nem os Estados Unidos conseguiram evitar um atentado, claro que Portugal também dificilmente o conseguirá impedir...

Mas ainda relativamente ao atentado de ontem, alguém já sabe quanto tempo demorou a preparar um atentado daqueles? Seguramente que se Portugal também for um dos alvos dos terroristas, um hipotético atentado ao Euro 2004 ou ao Rock in Rio, já estará a ser preparado e os terroristas até já podem estar cá dentro... Não será certamente um simples encerrar das fronteiras que os vai parar!

Um acrescento

Eu no artigo que sugeri falava numa situação que me parece de alguma importância e que foi esquecida pela Susana:
Este atentado próximo de Portugal, não irá desmobilizar muitos daqueles que pensavam visitar o nosso país dentro de pouco tempo, aproveitando os dois grandes eventos que cá se realizam este ano (Euro + Rock in Rio)?
Tenho quase a certeza que sim.
Por isso achava útil que aqui se discutisse que medidas o governo e a Sociedade Euro 2004 deveriam tomar de forma a transmitir, de forma a rápidamente minimizarem os temores dos potenciais turistas.

Saud

Medo..chamem-lh o que quizerem

Podem achar estupidez mas nos dias 11 dos meses dos Euro ne pas de sair de casa.. Se vai haver ou não..não sei.. deus queira que não! E se for houver em portugal ou em qualquer sitio do mundo só desejo que os obejctivos deles não se concretizem (morrer o mázimo número de pessoas). Isto tem que parar! Não sei como mas tem:(

acredito

ouvi no cafe,um senhor dizer o seguinte.

o atentado nos e.u.a foi no dia 11 de setembro.

o atentado em espanha foi no dia 11 de março.

o euro começa dia 11.

a rede de bin laden,a alqaeda,tinha ameaçado que isto iria acontecer,e na carta que enviou a varios orgaos de comunicaçao social vem la escrito que um a um irao pagar tudo o que fizeram ao iarque.nao tenho ocnhecimento,mas ja me informaram que o nome de portugal vem la referido.como tal acredito que ira haver um atentado em portugal,pena é que nestas situaçoes quem sofre sao os que menos culpa teêm.

Será?

Os caros confrades da irmandade da relva parecem ser unânimes em assumir que a possibilidade de acontecer um atentado em Portugal é uma fatalidade, i.e., se tiver de acontecer acontece.

Desculpem-me a insistência, mas parece-me que o nosso país, nomeadamente as entidades que respondem pela segurança (apesar de declarações que já ouvi de responsáveis do sector que apontam no sentido de que nesta área há mais que actuar e menos que publicitar), perante a responsabilidade que tem pela frente, pouco têm feito para afastar o fantasma da insegurança e do terrorismo.
É claro que a publicitação destas medidas é sempre um pau de 2 bicos, pois tanto poderá sossegar os potenciais visitantes do "certame", como alarmá-los ainda mais.
De qualquer forma perante a proximidade física e geográfica do ataque terrorista deste 11 de Março, que ainda não tem responsável oficial (quanto a mim trata-se de uma cooperação ETA/Terroristas Árabes), julgo que os responsáveis pela segurança do Euro 2004, sob o risco de verem muitos dos turistas de maior poder de compra (normalmente os mais susceptíveis à insegurança) a evitarem a deslocação ao nosso país, deveriam mediatizar internacionalmente (campanha publicitária??), medidas efectivas que fizessem transparecer a imagem que o nosso país está a fazer tudo para que Portugal seja um anfitrião seguro nos próximos meses de Maio, Junho e Julho.

Uma reportagem da SIC durante esta semana (para os que não viram: um jornalista passou pela segurança do estádio do Algarve durante o Portugal-Inglaterra com um revólver de imitação escondido na bota) foi reveladora de uma das lacunas da segurança à entrada para os estádios: a falta de detectores de metais.

Por outro lado, locais como: os estádios, a Praça Sony e afins - leia-se espaços aonde há possibilidade de grandes concentrações de pessoas -, os terminais rodoviários/ferroviários e aeroportos, deveriam ser controlados de uma forma intensa e com meios humanos e tecnológicos de ponta.

Apesar dos danos irremediáveis que este atentado em Madrid provocou no sucesso dos eventos que Portugal organiza dentro em pouco, temos a obrigação de fazer o máximo para os minimizar.

Eu espero ver e ouvir os Evanescence, o Sting e os Pixies, assim como espero assistir a pelo menos um jogo de Portugal. Não sei é se levo a família.

Saud.

Não existem...

...sistemas perfeitos.

Há demasiadas variáveis a ter em conta. Não sabemos quais os possíveis alvos, métodos, falhas, etc.

É impossível (e contra-producente) policiar tudo. E o medo também não ajuda em nada.

Só nos resta apelar à atenção e concentração de todos. Nos aeroportos, fronteiras, ruas. Basta haver calma e concentração.

Se a defesa do Benfica consegue, nós também conseguimos! :)

Gein

P.S.: gostava no entanto de referir que existe uma entidade que já actua na prevenção de alguns ataques. Uma situação como a de Espanha nunca aconteceria cá. E porquê? Devido ao trabalho àrduo... da CP. Com a actual política de fechar linhas, diminuir comboios e po-los a horários que não interessa a ninguém, está efectivamente a reduzir o risco de um atentado nas suas instalações.
Como já devem ter reparado, sou (era) utilizador da linha do Oeste. Raios os partam.

E quem é que tem ???

Portugal tem que se preocupar unica e exclusivamente em manter a ordem dentro e fora dos estádios mas no que respeita aos adeptos.

Se estamos preparados ou não para isso, bem, espero que não aconteça, mas o tempo o dirá.

Quanto a situações como estas, aqui o assunto é outro, e como eu tenho a mania dos provérbios pois penso que contêm imenso da sabedoria colectiva de um povo : "Quem anda à chuva pode-se molhar".

                                                              JPS

Po uma vez, tenho de concordar com Madaíl!

Se, efectivamente, alguém quiser fazer mal...

Não é preciso entrar num estádio para criar uma situação de caos no Euro2004 (noc, noc, noc...)! Com as multidões que se esperam, com praças cheias de cidadão de toda a Europa e não só... fazer mal só dependerá das intenções desses terroristas dementes!

É triste, mas é verdade!

Saudações,
Carriço

Re:Po uma vez, tenho de concordar com Madaíl!

ò Carriço, não vamos desculpar a incompetencia ou a inoperância!

é óbvio que não existem sistemas de segurança 100% eficazes mas existem muitas medidas (passivas e activas) que podem ser tomadas para impedir ou minimizar o perigo de uma acção em larga escala ... começar já com a desresponsabilização e vitimização (tão típicas do Madaíl) é que não ...

Se Deus quiser há-de correr tudo bem ... mas vamos todos dar-lhes uma ajudita, OK?

Cumps

Re:Por uma vez, tenho de concordar com Madaíl!

Claro que há medidas de segurança...
Claro que o perigo pode, e deve (como acredito que será), ser minimizado...

No entanto, sem pretender «desresponsabilizar», temos de concordar: querendo fazer mal....

Vamos acreditar que tudo correrá bem!