"Só quando um árbitro morrer é que se vai fazer alguma coisa" | Relvado

"Só quando um árbitro morrer é que se vai fazer alguma coisa"

Presidente da APAF comentou a agressão de Marco Gonçalves ao árbitro José Rodrigues.
 
Agressão a árbitro no Rio Tinto-Canelas

Um árbitro foi agredido por um jogador do Canelas neste domingo, no encontro entre Rio Tinto e Canelas, relativo à luta pela subida aos nacionais na Associação de Futebol do Porto. Logo no segundo minuto do jogo, Marco Gonçalves agrediu um atleta do Rio Tinto e, quando viu o cartão vermelho, deu uma joelhada na cabeça do árbitro José Rodrigues.

A partida terminou de imediato e pouco depois o árbitro foi transportado para o hospital. Teve alta à noite mas o seu nariz está partido e poderá ser operado em breve.

Em comunicado o clube de Vila Nova de Gaia condenou o incidente e assegurou que Marco Gonçalves nunca mais vai representar o Canelas.

O jogador, em entrevista à SIC, disse que não se lembra da agressão: "Não me lembro de o ter agredido. Foi o empurra aqui e empurra ali. Estão a dizer que foi uma joelhada... talvez. Se for esse o caso, eu queria mesmo pedir desculpa ao árbitro, à respetiva família, aos portugueses e à instituição do Rio Tinto".

O presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, Luciano Gonçalves, afirmou à TSF que receia consequências piores para os árbitros, que têm sido alvo de ameaças frequentes ou agressões: "Temos muito esse receio, o de que, se nada for feito, isto vai agravar, vamos ficar com um clima muito pior".

"E temo que só se faça efetivamente alguma quando aparecer algum árbitro morto em campo. Então aí é que vamos começar a olhar para isto de outra forma", acrescentou Luciano Gonçalves, que espera que um futebolista que tenha estas atitudes "não volte a estar em campo dois ou três meses depois".

diversos:

Comentários [1]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

E agora os acéfalos dos percevejos...

...que andaram a dizer que as equipas que não compareciam aos jogos deste clube arruaceiro eram estúpidas já percebem que estúpidos eram eles? O boicote, está provado, tinha mesmo razão de ser. Macaco e seus apaniguados é esta merda que sempre foram, são e vão continuar a ser. Mesmo que continuem na imprensa e nas TV's continuem a dizer que são uns santinhos e que só querem jogar futebol JÁ NÃO ENGANAM NINGUÈM.