Ranking: os anti-desportistas de 2012 | Relvado

Ranking: os anti-desportistas de 2012

Revista Sports Illustrated elegeu os 14 exemplos de falta de desportivismo deste ano. Há alguns nome
 
 

A revista norte-americana Sports Illustrated elegeu os 14 exemplos de anti-desportivismo mais significativos de 2012. Alguns são de modalidades dos ‘states’, mas também lá estão personagens bem conhecidas dos portugueses.

Se quiser ver a ordem, é só clicar nas fotografias aqui em cima. Nos parágrafos seguintes, está uma breve explicação do que fizeram os eleitos para merecerem esta desagradável distinção. Por ordem alfabética.

Badminton olímpico
Foi o maior escândalo dos Jogos Olímpicos de Londres. Quatro equipas femininas de pares foram desqualificadas por terem jogado para o empate, que lhes garantia a passagem à fase seguinte. As partidas, caricatas, foram acompanhadas de vaias do público. O Comité Olímpico Internacional não perdoou.

Cameron van der Burgh
Cinco dias depois de ter ganho a medalha de ouro dos 100 metros bruços, o sul-africano Cameron van der Burgh admitiu que executou movimentos de pernas proibidos debaixo de água, para ganhar vantagem. As câmaras mostraram a ilegalidade, mas a organização dos Jogos Olímpicos manteve o resultado.

Christine Sinclair
A capitã da seleção de futebol feminino do Canadá não gostou de perder com os EUA nas meias-finais do torneio olímpico e disse que a partida foi uma fraude. “O árbitro decidiu o resultado antes do jogo começar”, acusou. Não foi bonito…

Jeffrey Loria
Dono dos Miami Marlins, equipa de beisebol, contratou uma série de jogadores de topo no início da época. Isto depois de ter conseguido com que os contribuintes pagassem 80% do estádio novo do clube, que custou quase 500 milhões de euros.

John Terry
O central do Chelsea viveu um ano complicado por causa do caso de alegados comentários racistas dirigidos a Anton Ferdinand ainda em novembro de 2011. Este ano, viu a Federação Inglesa dar razão ao jogador do Queens Park Rangers.

Kurt Busch
Este piloto de automóveis da NASCAR ficou famoso em 2012 nos EUA por ter ameaçado com violência e insultado um conhecido e reputado jornalista, que lhe fez uma pergunta inócua.

Lance Armstrong
O ciclista norte-americano, sete vezes vencedor da Volta a França, caiu definitivamente em desgraça quando as entidades da modalidade deram como provado o seu envolvimento e importância numa rede de consumo e tráfico de doping. E os títulos foram-lhe retirados.

Luiz Adriano
Num jogo contra o Nordsjaelland, da Dinamarca, o avançado do Shakhtar Donetsk violou as mais elementares regras do fair-play, ao marcar um golo numa jogada em que os colegas devolveram a bola ao adversário. A UEFA suspende-o por um jogo.

Melky Cabrera
Este jogador de beisebol foi despedido dos San Francisco Giants por ter acusado positivo a testosterona. Suspenso por 50 jogos, tentou enganar os dirigentes com uma história mirabolante que não convenceu ninguém.

New Orleans Saints
Esta equipa de futebol americano de santa não tem nada. Este ano foi revelado que um dos seus treinadores estabeleceu um programa que recompensava os jogadores que lesionassem os adversários! Alguns jogadores e treinadores foram suspensos.

Philip Hindes
Na final de ciclismo de velocidade por equipas, nos Jogos Olímpicos, a equipa britânica arrancou mal. Philip Hindes simulou uma queda, atirando-se para o chão. Pelas regras, a corrida teve de recomeçar e o Reino Unido ganhou a medalha de ouro.

Raffi Torres
Este hoquista no gelo dos Phoenix Coyotes provocou três faltas perigosas sobre adversários ao longo da época.

Steve Blake
O basquetebolista dos LA Lakers não gostou de ser chamado à atenção por um adepto durante um jogo. Numa pausa, virou-se para o fã e começou a despejar obscenidades. Foi multado em 25.000 dólares.

Taoufik Makhloufi
O atleta argelino simulou uma lesão no joelho durante a final dos 800 metros, para justificar o ritmo lento em que correu. Afinal, estava a poupar-se para os 1500, que veio a ganhar.

Acompanhe os artigos do Relvado no Facebook e no Twitter.

Fotogalerias:

Comentários [5]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Armstrong é um pulha

que conseguiu, mais uma vez, destruir a restia de credibilidade que o ciclismo ainda tinha.

É muito engraçado vencer uma competição minado não é? Homem contra Homem. Suor, Dedicação. Esforço. Preserverança. Resiliência: Isso é desporto. Nandrolona, EPO e as mais variadas Inas e Idas, não o são.

Mas eu sei que há quem goste de vencer independentemente dos meios utilizados -.-'

Foi ela quem pagou com dinheiro do Só Lisboa e Batota os 'Quinhentinhos' a uma funcionária da Contabilidade da Agência Cosmos de Lisboa para fazer essa factura falsa en nome do FCP. by TRUE BLUE

o Lance

é o claro exemplo de quem é bom, mas não é bom o suficiente para ganhar 7 tours em 7 anos...Mas com ajudas lá os ganhou...

ha um clube em Portugal que me faz lembrar esta merda...

:)

Foi ela quem pagou com dinheiro do Só Lisboa e Batota os 'Quinhentinhos' a uma funcionária da Contabilidade da Agência Cosmos de Lisboa para fazer essa factura falsa en nome do FCP. by TRUE BLUE

go Armstrong.

go Armstrong.

Até o Armstrong

Até o Armstrong, que na verdade foi tramado, entra na lista...