Portugal Open confirmado para os próximos 3 anos | Relvado

Portugal Open confirmado para os próximos 3 anos

Depois de muitas dúvidas, continuidade do torneio de ténis foi assegurada.
 
João Sousa no Estoril Open 2012

Depois de muitas dúvidas – tendo até mesmo sido cancelado oficialmente por falta de patrocínio e apoio do governo – o Portugal Open foi confirmado em 2015, e a sua realização assegurada até 2017, com garantia confirmada pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Emídio Guerreiro.

O maior torneio do ténis português acontecerá, para alegria dos fãs da bolinha amarela, depois de muita confusão sobre a sua realização, além de problemas burocráticos. O governante confirmou o evento, realçando, no entanto, que o mesmo não terá nenhum investimento do Governo.

“A prova vai realizar-se nas datas previstas e sem fundos públicos. Houve até vários interessados em organizar o torneio e está garantido por mais três anos”, contou em entrevista. João Lagos, o histórico promotor do torneio, já não está à frente da competição, tendo desistido junto da ATP da produção do evento, após 25 anos de edições contínuas.

Com tantas lotarias internacionais ávidas em patrocinar eventos, desportivos ou não, o caso aparenta ser de administração ineficiente, não de falta de oportunidade em realizar um bom trabalho. O Turismo de Portugal deixou de apoiar o evento ainda em 2013 e o presidente da Federação Portuguesa de Ténis descartou a hipótese de a entidade resgatar o Portugal Open.

Especula-se que Benno Van Veggel, U.COM e Gestifute/Polaris sejam os gestores atuais, e há informações de que não serão os únicos que gostariam de promover o evento desportivo, um dos mais importantes do país, independente da modalidade desportiva, tal é a visibilidade que consegue atingir.

Ainda não se sabe se o Portugal Open continuará a ser misto. Lagos tinha descartado o torneio feminino antes de revelar não ter condições de continuar à frente do masculino. Seria uma perda muito grande para o país, já que grandes nomes do esporte estiveram presentes em terras lusitanas, como Eugenie Bouchard – que sobe como um foguete no ranking mundial da WTA – Kuznetsova, Pavlyuchenkova, Stosur e muitas outras.

diversos:

Comentários