Relatórios do clássico do Dragão motivam queixa do Benfica | Relvado

Relatórios do clássico do Dragão motivam queixa do Benfica

 


Relatórios do clássico do Dragão motivam queixa do Benfica
O Porto-Benfica (3-2) da jornada 8 da Primeira Liga já lá vai, mas continua a dar que falar. Estão agora em causa os relatórios dos Delegados ao Jogo da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), com a SAD da Luz a revelar «enorme estranheza» pelo que neles consta. O Benfica anuncia no seu sítio da Internet o envio de uma exposição à Comissão Executiva e à Comissão Disciplinar da LPFP, queixando-se do facto de ter recebido três relatórios de três Delegados, quando apenas a nomeação de dois foi tornada pública, e lamentando que em nenhum deles se relatem alegados comportamentos inadequados dos adeptos e da SAD portistas. Entretanto a Comissão Disciplinar (CD) abriu um processo a Carlos Xistra após queixa das águias...

No seguimento de participação do Benfica, perante a expulsão de Fabrizio Miccoli no jogo com o Estrela da Amadora que impediu assim o avançado de alinhar frente ao Porto, a CD da Liga de Clubes instaurou um processo ao árbitro de Castelo Branco. A Rádio Renascença sustenta que o Benfica se queixa «de erros graves com implicação no jogo seguinte», isto é, no clássico do Dragão.
E sobre o embate na Invicta, que o Porto ganhou por 3-2, no texto divulgado na Página da Internet do Benfica salienta-se que «causou enorme estranheza» no clube a recepção de três relatórios de três Delegados, sublinhando-se que a LPFP tornou públicas apenas as nomeações de Esmeraldo Augusto e de António Augusto e revelando-se portanto «espanto» pela chegada de «um terceiro relatório dum terceiro Delegado», concretamente Óscar Fernandes, que o Benfica define como «um ex-dirigente dedicado do FC Porto». «E o espanto é ainda maior ao verificar que é o relatório deste Delegado que assume maior relevância, pois é nele que se desenvolvem as "ocorrências", remetendo os outros dois para o que nele se refere», acrescenta-se no artigo.
A SAD da Luz fala da «falta de credibilidade dos relatórios dos delegados» e critica o facto de nenhum deles referir comportamentos inadequados dos adeptos portistas, reclamando que estes protagonizaram os habituais «cânticos» insultuosos para com os rivais. A direcção encarnada cita também que os Delegados não assinalaram a presença de uma bandeira com uma inscrição ofensiva directamente para com José Veiga, nem «a chuva de isqueiros e moedas sobre o banco de suplentes do Benfica» ou as alegadas «manifestações verbais de índole racista quando o jogador Mantorras procedia a aquecimento». Portanto, as águias realçam que os Delegados terão «violado os seus deveres funcionais», recamando ainda da multa de 300 euros que lhes foi aplicada pela LPFP por cadeiras alegadamente partidas pelos seus adeptos. Recordando que «não houve bilhetes disponibilizados ao Benfica» para o clássico, a SAD encarnada aponta que os simpatizantes presentes no Dragão só podem ser considerados como «público em geral».
No mesmo texto o Benfica aponta a anexação de fotos publicadas na imprensa desportiva à exposição enviada à LPFP para atestar a alegada presença indevida de elementos da SAD portista no túnel de acesso aos balneários. Além disso, os encarnados notam o facto de o Porto «não ter emitido bilhetes para venda destinada ao público, em expressa violação do nº 1 do artigo 69º do Regulamento de Competições», revelando por fim surpresa pelo «silêncio comprometedor» da direcção da LPFP neste âmbito.

Benfica:

Comentários [106]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

relatorio do slb...

este relatorio nao exta kompleto, pk nao fala sobre as provocações dos adeptos e dirigentes do slb aos adeptos do FCP...tambem nao fala sobre as provocações do josé veiga aos adeptos e dirigentes do FCP...nao fala sobre a preçao k extava a ser feita ao juiz da partida por parte do slb...tambem da dura entrada sobre andersson e etc...nao vale a pena tentar exconder a derrota com conversas e relatorios....

comentar...para quê?.....

os comportamentos do clube dos manfias é por demais conhecido....só faltaram por lá a carolina e o abel para o quadro ficar completo...cumps

Defino isto numa palavra só

Palhaçada! Reparem: >Artigos Relacionados: > >Liga iliba Katsouranis e instaura processo a Veiga >Porto acusa Benfica de lesionar Anderson premeditadamente >Benfica acusa Porto de má fé nas alegações sobre Anderson >Benfica também se queixa no rescaldo do clássico Parece uma novela (de ambas as partes)!!! O que interessa é o que se passou dentro das 4 linhas, que todos assistiram, e que deu na vitória do FCP. Com mérito, e alguma sorte no fim. Ponto final. Quanto mais depressa a direcção do Benfica ultrapassar esta "fase de negação", mais depressa poderá concentrar-se no que realmente importa: os próximos jogos! Continuo a achar que esse grande defeito do Benfica é o que lhe tem custado MUITOS títulos. O jogo ganha-se em campo, não é na secretaria, não é com DVDs a ministros, não é com supostos dossiers secretos nunca revelados, não é com entrevistas em directo na TV a falar de tudo menos futebol, não é com capas de jornais a promover jogadores medianos, e não será NUNCA com polémicas que prejudicam mais o próprio clube do que os outros. Porquê? Porque desculpabilizando resultados negativos com "factores externos", nunca precisarão assumir que têm de melhorar. A eterna ideia do "ah, não ganhamos porque não nos deixaram, porque NÓS somos os melhores". Interessante pensamento, acredito que favorece os dirigentes porque assim já não lhes apontam o dedo... É apenas a minha opinião, embora um pouco off-topic. Cumps

Outra vez a mesma conversa?

PAREM LÁ COM AS QUEIXINHAS REFERENTES A ESSE JOGO! Não bstava squele ridículo comunicado do Porto a falar de "premeditação", agora o SLB quer continuar com a polémica? Ficavam-se pela resposta e acabou. Já não há paciência para este caso. Katsouranis sem castigo? Muito bem, por muito que isso desgoste Sousa Tavares. Veiga com inquérito? Sim senhor.

Palhaçada..

Para k isto O sr.veiga faz o k faz..e nada o katsouranis manda o Anderson para o estaleiro...e k lhe acontece nada e bilhetes tem de ser pedidos o fcp n adivinha k o benfica os ker E o Mantorras ninguem falou de nada

Há coisas vindas do fcp

que não me parecem ter muito fundamento.Como por exemplo a polémica "katsouranis-anderson".Não acho que tenha havido intenção de lesionar e pronto. Agora o benfica conseque atingir os limites do estúpido, ridículo, inconcebível, com este comunicado. 1ºcânticos a insultar o slb quer se goste ou não são legais pois não estamos na ditadura que favorecia o slb logo há liberdade de expressão 2ºSe a "gloriosa" instiutuição do slb é tão exemplar a nível de comportamento como explica a atitude de josé veiga?e a atitude dos adeptos do benfica contra o man united? 3ºMiccoli foi bem expulso.O resto é letra, desculpas, negação como lhe chamam os psicólogos ou então um monte de tretas, se preferirem.A lei prevê aquelas situações e como tal a queixa não tem fundamento. Já o arremesso de objectos é outra história.Deve ser investigado.A situação do "delegado extra"..hum..dá que pensar, dopu o benefício da dúvida, talvez porque não seja assim tão linear como é aqui dito.As referentes ao último parágrafo também devem ser investigadas no entanto..à partida a presença de elementos da sad não me parece nociva, a não ser que tenha havido confrontos. Cumps

Re: Relatórios do clássico do Dragão motivam queixa do Benfica

Já é mais do que altura de pararem com tudo isto, seja do lado do FCP como do lado do SLB. Falando apenas do comunicado do Benfica há coisas que não encaixam. Querer que o FCP seja castigado pelos canticos do publico? Tudo bem mas então vamos castigar todos os clubes incluindo o Benfica e os seus famosos cachecois do Porto é uma merda ou os canticos Pinto da Costa vai para o caralho. Foram atirados isqueiros e moedas? Se for verdade ai dou razão ao Benfica. Canticos dirigidos a Mantorras? Acredito tanto nisto como acreditei nos dirigentes do Man. Utd. se terem queixado do mesmo. Na história dos bilhetes o Benfica apenas se pode queixar de si mesmo, tivessem pedido os bilhetes a tempo. A história dos delegados... Se for mesmo verdade essa parte então acho que a Liga terá que vir explicar como é possivel, até a Liga confirmar ou não essa historia a duvida persiste. Cumps,

Na 2ª volta ainda vamos estar a falar do mesmo

...

eu acertei com uma verdosca no veiga hehe

foi uma aposta com o tó bisgas... a ver se algum lhe acertava... o tó não escarra grande coisa desde que ficou sem os dentes da frente

ultra super hiper off topic

andei vários meses longe do relvado, mas ao que parece voltei a viciar-me. como andei tanto tempo fora e apareceu muita gente nova, deixo aqui uma publicidade descarada ao meu blog, "eterna figura de corpo presente" http://lup51.blog.simplesnet.pt condio todos os relvas a irem fazendo visitas e comentários. raramente falo de bola por lá, por isso não se preocupem os adeptos rivais porque não correm riscos de ficar mal dispostos... os principais temas são a literatura, o comentário ácido e a música

Público em geral...

..que ficou todo no mesmo recinto do estádio, cheios de bandeiras do Benfica, e cachecóis encarnados, e a cantar "Pinto da Costa vai pró caralho", rodeados por um cordão de seguranças. Público mais geral não pode haver. Ah, nota de curiosidade: isto toca à questão da destruição de cadeiras por parte deste tal "público geral" (lol), que custou ao Benfica uma multa de 300 euros... como se vê uma fortuna. Já agora, se o público deve ser multado por um cartaz dizer "Veiga filho da puta", não deveria ser também multado por ter cachecóis a dizer "Porto é merda"? E a questão dos bilhetes, a lei que obriga um clube a requisitar os bilhetes por escrito não foi criada após o célebre caso dos bilhetes da Luz para os adeptos do Porto? Então de que se queixa o Benfica? Alguém que me explique como se eu fosse muito burro s.f.f. Quanto à questão dos delegados, não estou por dentro dos regulamentos, mas não me admirava nada que tivessem distorcido a lei, como fazem no caso dos bilhetes no mesmo comunicado. Cumprimentos.

Re: Público em geral...

E quem te garante que eram do Benfica? Uma das pessoas que lá estava era um dos lideres dos DV e que entrou com um bilhete de sócio do Porto mesmo não o sendo, entrou ele e todos os outros adptos do Benfica que lá estavam. Ora se eles arranjaram bilhetes sendo o Benfica completamente alheio a esse processo porque raio vai o Benfica pagar cadeiras eventualmente estragadas?

Re: Re: Público em geral...

Isso agora é uma outra discussão. Num jogo normal, com todo o tipo de público, se houver adeptos a fazer "asneiras", o clube a que estes são afectos geralmente tem que pagar uma multa. Como é que provas que o público é desse clube? Deve ser o clube punido pelos actos dos seus adeptos? Estas são outras questões. O que interessa é que a lei que eu saiba neste momento diz que sim, que se deve punir o clube...

Re: Público em geral...

A questão da venda de bilhetes para o público em geral, não tem nada a ver com requisições. Na altura em que o Porto não requisitou os bilhetes, o Benfica vendeu-os aos sócios e como manda a lei, também ao público em geral. Foi aliás isso, que permitiu que os adeptos portistas, pudessem adquirir bilhetes. Para ter havido benfiquistas a comprar bilhetes para o jogo do Dragão, é porque se fizeram sócios, ou então houve sócios que venderam os bilhetes que adquiriram... Percebeste a diferença? Tentei explicar como se fosses muito burro... :)

Re: Re: Público em geral...

Já agora (respondo aqui porque devido a um qualquer bug do relvado não me aparece a opção "responder" mais abaixo na thread). O artigo 69 que tu invocas (mas não o Benfica) diz o seguinte: "1. Em todos os jogos da BwinLiga e da Liga de Honra é obrigatória a emissão de bilhetes para venda destinados a público." O resto do artigo não me parece interessar para o caso. Analisemos: o que é isto de público? Será que um sócio considera-se público, ou quando se diz público deve-se entender apenas público não-sócio? Vamos então ler outro artigo, neste caso o n.º 66: "1. Nos jogos das competições oficiais os bilhetes de ingresso são emitidos pelos Clubes organizadores, sendo obrigatória a utilização do modelo, frente e verso, aprovado pela Liga, para os bilhetes destinados ao público. (...) 3. A inserção de publicidade nos bilhetes destinados ao público é da exclusiva responsabilidade da Liga." Ou seja, das duas uma: ou a palavra "público" compreende o significado que vem no dicionário, ou seja, inclui sócios; ou então a Liga não tem qualquer regulamento sobre a "Emissão e bilhete de ingresso" para os bilhetes destinados aos sócios, o que me parece inverosímil. Cumprimentos.

Re: Re: Re: Público em geral...

Ponto 7.

Re: Re: Re: Re: Público em geral...

Ponto 7? O artigo 67 tem 2 pontos, o 68 tem 5 e o 69 tem 6 pontos. Qual ponto 7? Aliás para percebermos a que se refere o "público" do artigo 69, basta lermos este excerto do artigo 67: "2. O preço dos bilhetes para os adeptos visitantes não pode exceder o preço dos bilhetes para lugares de idêntica qualidade que são vendidos para o público (não inclui sócios)." De facto quando se quer especificar público sem contar com os sócios, o regulamento fá-lo e bem, de forma a que fique bastante claro! Parece-me lógico portanto que o ponto 1 do artigo 69 apenas queira dizer que é obrigatório colocar bilhetes à venda, que não se pode fazer jogos à porta fechada só porque apetece.

Re: Re: Re: Re: Re: Público em geral...

Arre... Ponto 7 do comunicado do Benfica, onde se lê claramente Art. 69.

Re: Re: Re: Re: Re: Re: Público em geral...

Ó Gein, segundo o próprio Tiago, tens que lhe explicar as coisas, como se ele fosse muito burro... Loooooooooooooooooooooooooooool

Re: Re: Re: Re: Re: Re: Re: Público em geral...

Está bem. Mas mesmo sendo o artigo 69 o que está em causa, pelo que já escrevi penso ter provado sem sombra de dúvida que o Benfica neste aspecto não tem razão. Cumprimentos.

Ó Tiago, queres que te explique ainda mais?

Espero que já tenhas chegado à conclusão, depois de vários posts, que o artigo em causa é o 69, certo? Agora repara o que tu mesmo escreveste acerca do artigo 69: O artigo 69 que tu invocas (mas não o Benfica) diz o seguinte: "1. Em todos os jogos da BwinLiga e da Liga de Honra é obrigatória a emissão de bilhetes para venda destinados a público." O resto do artigo não me parece interessar para o caso. O que está em itálico foste tu que escreveste, nuns comentários mais acima. Afinal, explica-me como se eu fosse muito burro, roubaram-te a pass, ou estás a ser totalmente incoerente?

Re: Ó Tiago, queres que te explique ainda mais?

Leste os meus posts todos? Leste onde eu provo que o "público" que aparece no Regulamento das Competições significa qualquer público, inclusivamente os sócios, pelo que o Benfica neste ponto não tem razão?

Re: Re: Ó Tiago, queres que te explique ainda mais?

Rapaz, isto para mim é muito simples: - O Benfica contesta que sejam nomeados 2 observadores e existam 3 relatórios... - O Benfica também contesta que não faça, parte do relatório, uma série de incidências que deveriam constar... - O Benfica também diz que o Porto deveria ter vendido bilhetes para público em geral, como até tu ao transcreveres o artº 69 confirmas... Não sei como podes contestar isto, mas podes sempre tentar. Quanto ao público em geral, existiram bilhetes apenas para sócios do Porto, logo quem quer que tenha atirado isqueiros, ou partido cadeiras, tem que ser sócio portista! Ou seja, a Liga não penaliza o Porto por não vender bilhetes a não sócios e ainda pretende que o Benfica pague pelas cadeiras que os sócios do Porto partiram. É preciso lata...

Re: Re: Re: Ó Tiago, queres que te explique ainda mais?

Relativamente ao facto de estarem 3 delegados, eu não estou por dentro da Lei nesse assunto, só posso repetir as palavras do Bernardino Barros, que disse achar espantoso que estes "senhores" do SLB não terem ficado espantados com a presença do chefe dos delegados (o 3º delegado) em outros 2 jogos do Benfica, já esta época, como terceiro delegado não nomeado (já que é uma situação normal uma vez que o Oscar Fernandes tem acesso permanente aos jogos e é quem atribui as avaliações anuais aos delegados nomeados); função essa que já foi desempenhada pelo dedicado Jorge Vacas, do Benfica. Ou seja, este 3º delegado já esteve presente em 2 jogos do Benfica esta época antes deste, mas só agora é que se lembraram de protestar. Da série de incidências que deveriam constar, aceito a questão dos isqueiros, que se não estiver a ser exagerada (uma vez que na altura não me lembro de ninguém falar nisso) deveria então ter constado no relatório. Quando à venda dos bilhetes para público... acho isto já mais que debatido! O regulamento do R.C. sempre vê bem SEMPRE que fala em público, fala de uma forma geral, sócio ou não sócio. Quando se quer referir apenas a público não sócio fá-lo, como no último ponto do artigo 67 salvo erro! Acho que qualquer pessoa bem intencionada só pode chegar à conclusão que o ponto 1. do artigo 69 serve para que os clubes não possam fazer os jogos à porta fechada, porque se o objectivo fosse obrigar o clube a vender bilhetes para não-sócios, certamente que o R.C. não deixaria de ser específico como faz no último ponto do artigo 67. Porquê ser específico num sítio, e não ser no outro? Mas aparentemente tudo isto faz sentido para ti. p.s.: esta moderação positiva de que tens sido alvo neste debate é uma comédia, mas que se há-de fazer... até já foste buscar outros pontos do artigo do Benfica que não o que está em discussão, não sei bem para quê; alguns deles eu já tinha respondido noutra parte da thread, mas vê que até repeti as respostas para ti. Enfim, tudo isto é certamente o resultado de tu e o Gein terem entrado na discussão "à campeões", devido à minha expressão "como se fosse muito burro", cheios de "lol"s e essas coisas, e agora custa-vos dar a mão à palmatória a favor deste badamecozeco que sou eu. Mas não faz mal. Qualquer pessoa que leia o R.C. e os artigos em questão, e atente nos meus argumentos, facilmente chegará à mesma conclusão que eu cheguei em relação ao tal "público" do artigo 69. Se não chegar, paciência! Também não estou para me incomodar mais com malta que não vale a pena, pois se nem isto são capazes de perceber... enfim. Cumprimentos.

Re: Re: Re: Re: Ó Tiago, queres que te explique ai

Entrar à campeão? É que é preciso pachorra. Tu é que te armaste em bom, convencido que provaste uma grande coisa, meteste os pés pelas mãos com o 67 e o 69 (foi preciso dois comentários meus para perceberes), e depois de tanta certeza, tanta prova tua, o máximo que tens para te agarrar é uma "definição indefinida" de público. "E" ou "ou"? Nem tu sabes, nem eu, porque não vem lá especificado. Quem analisar a queixa do Benfica é que vai interpretar e decidir. Repito, haja pachorra para estes carapaus de corrida que depois ainda se vêm armar em vítimas e acusar os outros de entradas "à campeão".

Re: Re: Re: Re: Ó Tiago, queres que te explique ainda mais?

Ó tiago, até entendo o teu ponto de vista e aceito-o, em especial a parte do observador, em que me parece existir uma gritante incoerência do Benfica. Mas continuo a achar que a questão do público em geral, é susceptível de gerar opiniões diferentes. Quanto à parte do badamecozito, ou das moderações, acho excusada, até porque se queres que te diga, estou-me completamente a cagar para isso e se fosses um badameco, provavelmente não iria perder tempo a responder-te!

Re: Re: Re: Re: Ó Tiago, queres que te explique ainda mais?

P.S.2 Já agora, lata, mas mesmo muita lata, é o que é preciso para se dizer que cerca de 30 adeptos, com bandeiras do SLB, cachecóis a dizer "porto é merda", a cantar "Pinto da Costa vai pró caralho", e rodeados por um cordão de seguranças, só podem ser adeptos do Porto. Cumps.

Re: Re: Ó Tiago, queres que te explique ainda mais

Provaste? Ui! A única coisa que aquele excerto "prova" (e as aspas não são para decorar) é que distinguiram público sem sócios. Ou seja, público significará sócios e não sócios. Ambos. E quando não forem ambos, é especificado. Tu daqui conseguiste "provar" que só sócios satisfaz a condição de público. Tenho imensas dúvidas...

Re: Re: Re: Ó Tiago, queres que te explique ainda mais

Público quer dizer sócios e não sócios, ou quer dizer sócios OU não sócios, um público qualquer, ou seja, público quer dizer a própria definição que vem no dicionário a respeito disso? Acho que qualquer pessoa que leia o R.C. facilmente chega à conclusão que o ponto 1. do artigo 69 apenas serve para evitar que haja jogos à porta fechada. Com tantos artigos sobre discriminação de preços de bilhetes, etc, se o objectivo fosse obrigar o clube à venda de bilhetes para não-sócios, não deveria isso estar especificado, em vez do termo geral que é "público" e mais nada?

Re: Re: Re: Mais "Públicos" no R.C.

"4. Dentro das instalações desportivas onde o encontro se realiza, jogadores e técnicos, equipa de arbitragem, dirigentes e funcionários dos respectivos Clubes deverão usar da maior correcção e respeito para com o público, elementos das forças de segurança e representantes dos órgãos da comunicação social." "1. Os Clubes visitados ou considerados como tal devem adoptar um regulamento de segurança e de utilização dos espaços de acesso ao público do recinto desportivo, o qual deve contemplar, entre outras, as seguintes medidas:" "2. São deveres dos capitães das equipas: a) Respeitar e fazer respeitar as determinações do árbitro; b) Observar e fazer observar as normas de lealdade e correcção, para com os demais intervenientes do jogo; c) Procurar sanar prontamente quaisquer divergências ou conflitos provocados pelos seus companheiros, ou em que estes sejam intervenientes, perante a equipa de arbitragem, adversários ou público." "1. O terreno de jogo para a realização de jogos das competições oficiais deve obedecer as seguintes condições: a) Ser relvado, apresentar uma superfície uniformemente plana, com a relva cortada em listas paralelas à linha de meio campo e com as marcações impostas pelas Leis de Jogo; b) Satisfazer as condições determinadas pelas Leis do Jogo e possuir resguardo que limite os locais destinados ao público e túnel de acesso aos vestiários de acordo com a Lei;" "3. O resguardo de separação entre os lugares destinados ao público e o terreno do jogo deve ser constituído alternativamente por:" Chega? Há muitos mais, é só abrires o Regulamento de Competições no Acrobat e pesquisares por "público", não dá trabalho nenhum.