Crise de capitania | Relvado

Crise de capitania

 

+ Moreira já há muito tempo que está no Benfica. É um guarda-redes que começa a entrar no ponto mais alto da sua carreira. Vejo nele um jogador comunicativo e, especulando um pouco, deve ser bastante respeitado no balneário e deve manter uma boa relação com toda a equipa. Provavelmente, é dos primeiros a dar as "boas-vindas" aos reforços e a demonstrar-lhes o que é o Benfica;+ Miguel Vítor é um produto das escolas, de que o Benfica se pode orgulhar imenso. É um jogador humilde, que conhece a casa e, dentro das 4 linhas, é uma referência da defesa, muito certo e disciplinado. Além disso, o Benfica está numa fase de renovação e a escolha de um jovem como Miguel Vítor toma outro significado.4Ever Banega

Benfica:

Comentários [20]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

OFF TOPIC

Quique já nao é treinador do Benfica... nem sei o que dizer a nao ser uma profunda desilusao... Cumps

Re: OFF TOPIC

paz à sua alma. venha o próximo.

Re: OFF TOPIC

Jogadores, treinadores e presidentes vao mas o Benfica fica. Nao concordo, nao gostei e vai-me custar engolir ver o jesus mais que provável treinador de águia ao peito. Lamento que se aprenda muito pouco. Cumps

Tomar o pulso ao benfica

quando um potencial candidato a capitão, tem tanto carisma como o roupeiro do clube. Moreira. Quem?! Miguel Vítor. Quem??! ao menos ponham a braçadeira na asa do milhafre, que o bicho já por lá deve andar há mais tempo.

Crise de capitania no Benfica?

Eu acho que essa situação aplica-se melhor na Selecção Portuguesa!

Re: Crise de capitania no Benfica?

sem duvida que o ronaldo nao tem perfil para isso...é mesmo só por ser o menino bonito do queiroz...

Re: Crise de capitania

Isso vai depender sempre de quem mais influencia tem no balneario. Mas, e para o caso do Luisão sair, há vários que podem ser capitães: há o Moreira mas para isso ele terá de ser titular e isso tambem não é ainda certo, o mesmo acontece com o Miguel Vitor ou com o Quim, outros poderam ser o Amorim ou entao o Maxi. Depois tambem há o Aimar mas so tem ainda um ano de clube, por isso nao sei se terá espaço no balneario para ser capitao, o David Luiz tambem nao me parece ser a melhor hipotese. No entanto no futuro não duvido que o Benfica nao tenha problemas em arranjar capitaes porque tem muitos jogadores jovens que poderão ser indiscutiveis na equipa em breve,quanto tiverem experiência, casos de Miguel Vitor, Moreira, David Luiz, Sidnei, Amorim, ou então quando tiverem mais tempo de clube como o Aimar, Cardozo, ou Maxi.. Cumps

Mário Wilson

Então não é ele o velho capitão? Agora a sério, quem deve escolher o capitão de equipa deve ser o plantel. Ora como o plantel ainda se encontra indefinido é dificil apontar dois ou três nomes. De qualquer forma, caso se mantenham Nuno Gomes, Luizão e Quim serão os capitães naturais.

Crise de capitania

eu escolhia o Matorras...

Por mim

e tendo em conta que no Benfica um capitao tem de ter características próprias, escolhia o Maxi Pereira isto evidentemente na hipótese da saída do Luisao. De facto temos jogadores que podem com todo o mérito ser capitaes. David Luiz, Moreira, Miguel Vitor mas a ter que escolher, pela importancia que conquistou, pela garra e dedicaçao que poe em campo escolho Maxi Pereira. Cumprimentos

Off topic

Composição de uma aluna da Faculdade de Letras - BRILHANTE!!!!! Redacção feita por uma aluna de Letras, que obteve a vitória num concurso interno promovido pelo professor da cadeira de Gramática Portuguesa. Era a terceira vez que aquele substantivo e aquele artigo se encontravam no elevador. Um substantivo masculino, com aspecto plural e alguns anos bem vividos pelas preposições da vida. O artigo, era bem definido, feminino, singular. Ela era ainda novinha, mas com um maravilhoso predicado nominal. Era ingénua, silábica, um pouco átona, um pouco ao contrário dele, que era um sujeito oculto, com todos os vícios de linguagem, fanático por leituras e filmes ortográficos. O substantivo até gostou daquela situação; os dois, sozinhos, naquele lugar sem ninguém a ver nem ouvir. E sem perder a oportunidade, começou a insinuar-se, a perguntar, conversar. O artigo feminino deixou as reticências de lado e permitiu-lhe esse pequeno índice. De repente, o elevador pára, só com os dois lá dentro. Óptimo, pensou o substantivo; mais um bom motivo para provocar alguns sinónimos. Pouco tempo depois, já estavam bem entre parênteses, quando o elevador recomeçou a movimentar-se. Só que em vez de descer, sobe e pára exactamente no andar do substantivo. Ele usou de toda a sua flexão verbal, e entrou com ela no seu aposento. Ligou o fonema e ficaram alguns instantes em silêncio, ouvindo uma fonética clássica, suave e relaxante. Prepararam uma sintaxe dupla para ele e um hiato com gelo para ela. Ficaram a conversar, sentados num vocativo, quando ele recomeçou a insinuar-se. Ela foi deixando, ele foi usando o seu forte adjunto adverbial, e rapidamente chegaram a um imperativo. Todos os vocábulos diziam que iriam terminar num transitivo directo. Começaram a aproximar-se, ela tremendo de vocabulário e ele sentindo o seu ditongo crescente. Abraçaram-se, numa pontuação tão minúscula, que nem um período simples, passaria entre os dois. Estavam nessa ênclise quando ela confessou que ainda era vírgula. Ele não perdeu o ritmo e sugeriu-lhe que ela lhe soletrasse no seu apóstrofo. É claro que ela se deixou levar por essas palavras, pois estava totalmente oxítona às vontades dele e foram para o comum de dois géneros. Ela, totalmente voz passiva. Ele, completamente voz activa. Entre beijos, carícias, parónimos e substantivos, ele foi avançando cada vez mais. Ficaram uns minutos nessa próclise e ele, com todo o seu predicativo do objecto, tomava a iniciativa. Estavam assim, na posição de primeira e segunda pessoas do singular. Ela era um perfeito agente da passiva; ele todo paroxítono, sentindo o pronome do seu grande travessão forçando aquele hífen ainda singular. Nisto a porta abriu-se repentinamente. Era o verbo auxiliar do edifício. Ele tinha percebido tudo e entrou logo a dar conjunções e adjectivos aos dois, os quais se encolheram gramaticalmente, cheios de preposições, locuções e exclamativas. Mas, ao ver aquele corpo jovem, numa acentuação tónica, ou melhor, subtónica, o verbo auxiliar logo diminuiu os seus advérbios e declarou a sua vontade de se tornar particípio na história. Os dois olharam-se; e viram que isso era preferível, a uma metáfora por todo o edifício. Que loucura, meu Deus! Aquilo não era nem comparativo. Era um superlativo absoluto. Foi-se aproximando dos dois, com aquela coisa maiúscula, com aquele predicativo do sujeito apontado aos seus objectos. Foi-se chegando cada vez mais perto, comparando o ditongo do substantivo ao seu tritongo e propondo claramente uma mesóclise-a-trois. Só que, as condições eram estas: Enquanto abusava de um ditongo nasal, penetraria no gerúndio do substantivo e culminaria com um complemento verbal no artigo feminino. O substantivo, vendo que poderia transformar-se num artigo indefinido depois dessa situação e pensando no seu infinitivo, resolveu colocar um ponto final na história. Agarrou o verbo auxiliar pelo seu conectivo, atirou-o pela janela e voltou ao seu trema, cada vez mais fiel à língua portuguesa, com o artigo feminino colocado em conjunção coordenativa conclusiva. Fernanda Braga da Cruz

Grande maluca...

... no fundo essa Fernanda gosta é de "mènage-a-trois"! ROFTL!

Pessoalmente

Penso que os três capitães deveriam ser Miguel Vítor, Moreira e Rubén Amorim. Possivelmente os três jogadores da casa que melhor ambiente de balneário criam e que mais vontade mostram em campo. fgss

katsouranis

renovem com o Katsouranis melhorem o contrato e dee-lhe a bracadeira de campitão que ele merece e é o melhor que podia acontecer ao benfica

Moreira ...

Penso que eh o mais velho na casa , depois temos o Mantorras. Está na hora de apostar seriamente na formação que tem dado boa resposta

A questão do Capitão...

É sempre complexa mas quanto a mim o capitão é o líder natural, aquele que é ouvido no balneário e que tem postura para tal. Actualmente, o capitão deveria ser o LUISÃO. Patrão da defesa, tem perfil de líder e dá sempre a cara ao manifesto. Se sair e não contando com uma possivel ou não renovação com Nuno Gomes, o escolhido tem que ser eleito pelo balneário e o treinador. Os anos de casa não querem dizer muito e dos jogadores actuais até via com bons o Ruben Amorim. Benfiquista de gema, já esteve no clube e nota-se que é bastante comunicativo em campo, sendo sereno e respeituoso ao mesmo tempo. P.S Adeus Quique Bem Vindo Jesus. Espero poucas mudanças a nível de jogadores e contratações específicas em posições carenciadas. E quanto mais cedo o plantel estiver fechado, melhor para todos... A JJ espero que lhe seja dado tempo, um tempo que tem de ser dado a alguém com qualidade de treinador sobretudo no aspecto táctico, a anos luz do "bem falante mas só isso" Quique Flores...

Capitães?

Para que queremos um, se o grande capitão vai estar a chefiar a equipa do banco? E esta?

Re: Capitães?

Humberto Coelho a treinador? Isso é que eu gostava!

Re: Capitães?

:)

Re: Capitães?

Estás a lançar uma hipótese, ou estás a falar com dados seguros? Era um sonho! lol Cumprimentos ;)

Re: Capitães?

Infelizmente não passa do meu desejo a falar... Mas pode ser que o Rui Costa frequente o Relvado, e goste da idéia...

O Capitão...

ainda é e espero que fique o Luisão! Isto esta dito. Agora no caso deste sair, então eu "dava" a braçadeira talvez a David Luiz, Amorim ou Aimar.