Benfica mesmo no bom caminho? | Relvado

Benfica mesmo no bom caminho?

 

Aveiras

Benfica:

Comentários [1]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Santos, Olimpo e Roma..

Como bom Benfiquista que sou, tenho que olhar para o percurso que o nosso “team” tem feito até agora muito na base da fé católica! Pegar nos primeiros resultados e imaginar que estes só foram possíveis porque estávamos a pagar os “pecados” cometidos por outrem (Veiga) e que depois de percorrermos toda a Via Sacra teremos todos os Santo(s) do nosso lado, quer sejam Fernandos, Pedros ou Judas. Eu sei que imaginar não é muito saudável, principalmente se imaginarmos moinhos (dizem que é despropositado), mas perdoem-me lá a minha imaginação, muito baseada no Red Bull que está sempre a dar-me asas, e dizer que, do alto das nuvens, imagino o SLB a espetar três (no mínimo) em todos os futuros adversários que vai defrontar. E se tal não acontecer a culpa é dos Santo(s), ou então do Olimpo ou de Roma, já que a culpa nunca deve morrer solteira, e um bom bode expiatório cai sempre bem para acalmar as imaginações mais impulsivas. Digo que a culpa pode ser também do Olimpo pois consta-me que estes Deuses Pagãos sempre estiveram mais virados para o azul. Quem não se lembra das traições que estes senhores travavam em alto mar (azul), apenas por inveja das colossais glórias que os mortais humanos perpetravam à revelia da sua imortalidade. Mirem o caso do Ulisses, pequeno mortal vestido de vermelho (é assim que o imagino: bem vestidinho de vermelho!), herói pouco acidental, mesmo contra as tramóias Olimpamente divinas. Assim se prova, desde estes imemoriais tempos, que os Deuses de Olimpo não nos podem enxergar… Depois culpo ainda, em caso de algum desvario do SLB, os Romanos e os seus Deuses lúbricos. Quem, de boa fé, pode escamotear o que nós, cristãos e bem vermelhos, sofremos nas garras daqueles leões aterradores, de juba quezilenta e de apetites vorazes, em nome de um Deus qualquer. Ninguém pode imaginar sequer, nem eu, o sofrimento a que fomos sujeitos, desde o tempo desse nobre benfiquista chamado Ben Hur, só por afirmarmos a nossa fé em Cristo e, claro, no Benfica. Roma sempre nos odiou. Abaixo com os Neros comedores de uvas, com os Cesáres e a Cesarianas, e com arenas impregnadas de sangue. Vivam os Relvados… Por tudo isto deixai-me que vos diga que sim, o Benfica vai por bons caminhos. O problema é que todos os caminhos tem, a meio e a alto, uma bifurcação. De um lado caminha-se para as vitórias, do outro o precipício e as derrotas. Esperemos que os Santo(s) nos empurrem para o lado bom da estrada. Até eu, ateu, rezo para que tal não passe de imaginação…