Taça UEFA: Jorge Jesus acredita nos "quartos" e na final | Relvado

Taça UEFA: Jorge Jesus acredita nos "quartos" e na final

 


Taça UEFA: Jorge Jesus acredita nos "quartos" e na final
O treinador Jorge Jesus disse hoje que o Sporting de Braga pode chegar à final da Taça UEFA em futebol caso afaste quinta-feira o Paris Saint-Germain e alcance pela primeira vez na história os quartos-de-final.




Instado a comentar se passar aos "quartos" será o melhor momento da sua carreira, Jorge Jesus admitiu que sim, mas frisou que esse patamar «é curto, muito curto», deixando claro: «tenho outras ideias e ambições». «O Sporting de Braga não pensa só nos quartos-de-final. Se passarmos amanhã (quinta-feira), toda a gente nesta casa acredita que tudo pode acontecer, até chegar a Istambul (cidade onde terá lugar a final)», disse Jesus.

O treinador "arsenalista" afirmou que a equipa e os jogadores estão «conscientes» de que o resultado conseguido em Paris (0-0) pode ser «perigoso» e alertou que «a cultura táctica vai ser determinante». «A equipa que for mais inteligente é a que vai passar», afirmou.



Quarta-feira, 18Março:

+ 19:30H - St.Etienne-W.Bremen [1ªMão: 0-1]

+ 19:45H: Ajax-Marselha [1ªMão: 1-2]


Quinta-feira, 19Março:

+ 17:00H - Metalist-D.Kiev [1ªMão: 0-1]

+ 17:30H - Shakhtar-CSKA [1ªMão: 0-1]

+ 17:30H - Zenit-Udinese [1ªMão: 0-2]

+ 19:30H - Galatasaray-Hamburgo [1ªMão: 1-1]

+ 20:00H - Aalborg-M.City [1ªMão: 0-2]

+ 20:30H - Sp.Braga-Paris SG [1ªMão: 0-0]

Jesus disse ser crucial uma «boa organização defensiva» e um «ataque rápido» e que se a equipa respeitar estes dois momentos do jogo tem «a certeza» de que vai passar a eliminatória. A estratégia passará por «jogar sempre numa perspectiva de máxima segurança», disse e descartou que a ansiedade possa prejudicar o desempenho da equipa. «Julgo que não. A grande evolução desta equipa tem a ver com a sua capacidade emocional. Já jogámos em San Siro ou em Alvalade, em Paris ou em Liège, em que enfrentamos o ambiente mais difícil e apaixonado, e sempre com uma classe muito grande», disse.

Sobre o PSG, disse esperar dificuldades principalmente nos lances de bola parada. «Sabemos que o PSG é um adversário forte, com jogadores que já foram campeões europeus e mundiais. Só perdeu um jogo nesta fase (com o Schalke 04) e ganhou todos. No campeonato francês também raramente perde fora», notou.

O treinador dos parisienses, Paul Le Guen, afirmou à imprensa francesa que poderá sacrificar a Taça UEFA, privilegiando o campeonato francês (terceiro classificado a apenas um ponto do líder, o Lyon) e fazendo descansar alguns dos principais jogadores, algo que Jesus acredita que pode mesmo acontecer. «Acredito nisso, porque se estivesse no lugar dele fazia o mesmo. O campeonato francês está muito equilibrado e, para mim, também seria mais importante ser campeão do que seguir em frente na UEFA. Gostava de estar no lugar dele, aqui em Portugal», explicou. Essa pode ser uma vantagem, admitiu, mas frisou que a equipa parisiense tem outras individualidades e lembrou que Sessegnon, «o melhor jogador do PSG, não jogou com o Marselha e vai jogar aqui fresquinho».

O treinador apelou ainda ao apoio dos bracarenses, apesar de se esperar apenas meia casa para quinta-feira. «Já disse que para se ser um clube de grande dimensão isso passa pela massa associativa, mas o Sporting de Braga está a crescer nesse aspecto. Gostaria que amanhã (quinta-feira) o estádio tivesse uma lotação condizente com o valor da equipa e com a possibilidade histórica de chegar aos quartos-de-final», disse. Jorge Jesus foi claro: «Seria uma homenagem que o público de Braga fazia à equipa».

O defesa Frechaut também esteve presente na conferência de imprensa de antevisão da partida e afirmou que o Sporting de Braga terá de ser «uma equipa personalizada, com muita atitude, que tem de saber o que quer», considerando que «está tudo em aberto para passarmos aos quartos-de-final». O polivalente jogador, que tem alinhado no eixo da defesa esta época, lembrou a conquista da Taça Intertoto e desejou que a equipa possa «fazer história».

O jogo tem início às 20:30, no Estádio Axa, em Braga, e será arbitrado pelo escocês Craig Thompson.

Lusa

T.UEFA:

Comentários [5]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Jorge Jesus acredita nos "quartos" de finais

... e eu acredito no menino Jesus. ;) Força BRAGA !

Não custa ...

... nada sonhar e o Braga tem qualidade para isso.

O "incrível" Braga...

Está a fazer uma autêntica malha de retalhos e com bons resultados até ao momento o treinador da equipa minhota. A onda de lesões que vem varrendo o plantel, desgasta a equipa fisicamente mas nunca psicologicamente. Honestamente acreditava que o Braga tivesse em mãos uma tarefa muito complicada nesta 2ª mão, mas com um pouco de sorte, mas sobretudo rigor táctico a equipa de Jesus fez um jogo cerebral em Paris e tem a eliminatória nas suas mãos. Gostava de ligar o meu televisor na 5ª feira e ver um estádio Axa ao rubro, a rebentar pelas costuras e um braga nos quartos de final! O meu sincero cumprimento para os bracarenses aqui do relvado e para todos os que vão apoiar e sofrer, espero que um pouco apenas, pela equipa lusa! P.S: Olho para este plantel do Braga e já comentei com amigos do que seria capaz se pudesse contar com o avançado Adriano e o Stepanov do FCP. Um caso sério (ainda mais sério),não tenho dúvidas!

Re: O

Com esses dois reforços,os gajos ainda ganhavam o campeonato :).A equipa que o Braga tem chegava para o 2º lugar,a UEFA veio "atrapalhar" um pouco o esquema. Cumps

Re:

Eu,contrariamente a muita gente talvez,gosto de um campeonato competitivo, desde que esta seja mediado por cima. O Braga é um clube simpático que infelizmente caiu muito cedo das Taças e fruto do azar/arbitragens/lesões,no Campeonato não está com tantos pontos como esperaria. Acho que fazia bem um 4º clube com credenciais ao nosso futebol! No seguimento do artigo do Art sobre os orçamentos da Champions, acho que seria ainda mais curioso comparar os restantes clubes da Uefa com o Braga para se ter bem a noção do que está a ser alcançado no Minho. Não vou ser hipócrita e esquecer a rivalidade que o FCP tem de certa forma com o Braga, onde desde que me conheço como adepto, sempre achei um jogo muito importante e dos campos mais difíceis de vencer. Mas como adepto de bom futebol, tenho que tirar o chapéu a este Braga que vem em crescendo desde os últimos anos!