Decisões por penáltis são cruéis?! | Relvado

Decisões por penáltis são cruéis?!

 

Decisões por penáltis são cruéis?!
por Carrico

Numa altura em que se aproxima a fase final do Europeu, levanta-se a questão dos
jogos decididos por grandes penalidades.
É usual classificar este tipo de desfecho como cruel! Por melhor que uma equipa
tenha jogado e relegado o adversário para a defesa, nos penáltis a sorte pode
ser madrasta e sorrir aos que menos fizeram pela vitória. Mas... nos penáltis
ainda há que contar com a frieza do avançado e com o instinto do guarda-redes!
Não é só sorte!

Muitos podem desconhecer, mas o futebol já teve épocas em que não era decidido
por grandes penalidades. E aí, garanto-vos, era mesmo crueldade e sorte
pura!
Há já alguns anos, os jogos, depois de prolongamento, eram decididos por...
moeda ao ar! Moeda ao ar, leram bem!
Os capitães das equipas desciam aos balneários com o árbitro, o público
permanecia nas bancadas, sem nada saber e numa espera dolorosa. Depois, lá
aparecia o capitão vitorioso, em festa que se propagava rapidamente ao
público. Isto sim: exclusivamente dependente da sorte e de grande crueldade!

Como exemplo, apresento o resultado
das meias-finais do Europeu de 66. A Jugoslávia venceu e passou à final. A
Itália empatou a zero com a URSS, mas foram os transalpinos que passaram à
final!
Na final, as regras mudavam: a moeda ao ar deixava de ter efeito. Neste mesmo
Europeu, a final terminou com um empate a uma bola entre Itália e Jugoslávia. Se não houve moeda ao ar... que se passou? o
jogo foi repetido!
Recorde-se que a Itália beneficiou da passagem à final, com recurso ao tal
lançamento de moeda ao ar. E se a moeda tem caído sobre a outra face?!
Toda uma história seria diferente, pelos caprichos da sorte!

Pois é... Quando pensarem na crueldade dos penáltis, lembrem-se sempre desta
curiosa, mas incontrolável forma de desempate!

____________________________
Outras crónicas:
- A Crónica da
Semana - Não há condições!, por PLO

Primeira Página:

Comentários [3]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

para mim...

... os penalties vão ser sempre a melhor forma de desempate.

- O golo de ouro / morte súbita basta um simples erro do árbitro que marca (ou não) uma falta ou um penalty. Até de um simples canto...

- O golo de prata era interessante, mas só isso.

- repetições de jogos são impraticáveis actualmente.

- moeda ao ar... enfim.

Já que falas de um assunto da minha


especialidade :P queria só te fazer uma pequena correcção:

Em 66 foi o Mundial em Inglaterra logo o Europeu tem que ter sido ou em 64 ou 68. Penso que o caso a que referes foi em 68.

Cumprimentos

PS: O Benfica não perdeu uma Meia Final da Taça dos Campeões Europeus por moeda ao ar?

Re:Já que falas de um assunto da minha

Exactamente!
Obrigado pela correcção. Trata-se do Europeu de 68. Em 66 foi o Mundial de Inglaterra!
My mistake! Aliás, bastava ler os links para ver a data! :P

Saudações