Jornalismo Vergonhoso! | Relvado

Jornalismo Vergonhoso!

 

O artigo do senhor é o seguinte:«PARA QUÊ?De 4 em 4 anos, a seguir aos Jogos Olímpicos, lá vem a história dos Paralímpicos. O pessoal com "handicap" (físico ou mental) aproveita as instalações desportivas olímpicas e vai também à caça à medalha. O Mundo considera isto um acontecimento! Mas não é. Quando muito é uma boa ideia que sobretudo serve de motivação a quem nasceu e cresceu com problemas. De aí até fazer dos Jogos Paralímpicos um acontecimento, com páginas de jornal, vai uma grande distância. A não ser pelo bizarro da coisa... Só consigo encontrar uma explicação para isto: os "eficientes" justificam a sua geral indiferença pelos "outros" com este tipo de paternalismo. A treta do costume. O desporto de alta competição nada tem a ver com esta espécie de ATL com cães-guias, próteses da Puma e jogos de salão...PS - Presente em Pequim, Laurentino Dias considerou a conquista de uma medalha de Ouro em Boccia (?????????) "o momento mais bonito do meu mandato". Ok, já sabíamos que não está a ser um grande mandato - o que não sabíamos é que ia assim tão mal...»Agora relvas, digam-me de vossa justiça...Todos os seres humanos têm direito às mesmas oportunidades e eu como português fico muito orgulhoso pelo esforço e dedicação que os Paralímpicos portugueses fazem em prol do nome de Portugal!RuiGouveia

Jogos Olímpicos:

Comentários [32]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Acho que o que o jornalista quis criticar...

...é o facto de conscientemente ignorarmos os deficientes durante 4 anos e só nesta altura fazemos muita festa em volta deles, só que foi muito infeliz na forma como expôs a coisa, pois está demasiado subtil e grande parte entendeu isto como uma ofensa aos deficientes. Para a próxima,se houver próxima, de certeza vai pensar melhor em como escrever o que quer dizer.

Re: Acho que o que o jornalista quis criticar...

É verdade...eu li e de certa forma respondi ao artigo a quente, mas numa 2ª/3ª leitura o texto já me pareceu ir por outro caminho. Mas de qualquer das formas o jornalista não se pode arriscar a escrever um texto que possa ter duas interpretações tão distintas à primeira vista.

Liberdade

Tem liberdade para escrever o que lhe apetece na net ou no rascord. Foi uma das vitórias do 25 de Abril. Se não gostam, não leiam, crititem e/ou digam que ele é anormal. Agora não deve ser proibido de escrever como já vi alguns aqui a dizer.

Volto a dizer, para quem não percebeu

o que eu tentei salientar é que a sociedade dita "normal" age de maneira paternalista e hipócrita para com os deficientes, "lembrando-se" deles ou que eles existem de 4 em 4 anos, tentando fazer uma "mega-festa", os chamados Paralímpicos, de como quem diz "peguem lá, esta é só para vocês. Ficaram contentinhos?" O verdadeiro problema de mais de 200 pessoas, que não são 200, pois várias respostas vieram do mesmo IP, é que uns não sabem interpretar e outros, que me têm ódio de estimação, aproveitaram-se disso para encher o comentário de insultos.

Re: Volto a dizer, para quem não percebeu

Caro Eugénio sei eu e sabe-o você que apesar de as críticas serem manifestamente exageradas,aproveitadoras e abusivas, escreveu um texto em parte,infeliz. Eu compreendo de certo modo aquilo que quer dizer,mas a parte final do texto "O desporto de alta competição nada tem a ver com esta espécie de ATL com cães-guias, próteses da Puma e jogos de salão..." é manifestamente má! Sabe que foi demasiado agressivo,mas também quem tiver honestidade intelectual percebe que aquele chorrilho de críticas é uma estupidez!Mas sabe que, como se diz na gíria, deu o flanco ao adversário (seja ele qual for),q aproveitou! Abraço, www.ofuteboltotal.com

Re: Volto a dizer, para quem não percebeu

Só por curiosidade, como é que V. Exª sabe que 200 respostas vieram sdo mesmo IP???? Tem acesso a algum tipo de informação que devia ser confidencial e que o site lhe passou??? Ou estamos a falar de pessoas do mesmo calibre que o sr.?? Já agora, e para que conste, mesmo que o artigo que se fala neste site, tenha tido uma leitura deturpada, que apenas acontece porque as linhas foram o Sr. que escreveu, bastará ler os outros artigos que tem no seu blogue, para se perceber que V. Exª é tudo menos um jornalista isento, para dizer o minimo. E não me venha com tretas sobre o "seu" jornal, pois eu sei de factos... contado por quem trabalha no "seu" jormnal(sim ainda trabalha hoje), de como são selecinadas as noticias e as capas.... É digno de um pais do 3º Mundo

Re: Volto a dizer, para quem não percebeu

... Gostaria ainda de acrescentar que concordo com todos os comentários dos colegas Relvas feitos à sua defesa. Especialmente, com o facto de que um artigo de jornal DEVE ser revisto as vezes necessárias para que não levante "mal-entendimentos" como os que surgiram com o seu artigo. Talvez a culpa não seja sua, mas sim do editor do Jornal para o qual trabalha. Talvez seja culpa da sociedade que se alimenta de conflitos e "novelas". Já não interessa mais no jornalismo a verdade e a boa conducta. As palavras podem ser proferidas aos trambolhões para que toda a gente interprete como entender. Agora, meus senhores, vale tudo. Sou feliz por viver numa sociedade que celebra a liberdade de expressão, mas ficaria ainda mais feliz, se as pessoas a utilizassem com alguma moderação.

Re: Volto a dizer, para quem não percebeu

Penso que nenhum "Relva" aqui, ou qualquer indivíduo do Mundo no seu âmago, discorda que a Sociedade é hipócrita, materialista e calculista. No entanto, reportando ao assunto aqui em discussão, o facto de aparentemente essa tal sociedade se lembrar das pessoas portadoras de deficiência de 4 em 4 anos, não difere muito do facto dessas mesmas pessoas só se lembrarem da existência e beleza de determinadas modalidades desportivas, praticadas pelos seus denominados "eficientes", também só de 4 em 4 anos. Muitas culturas "só" conhecem o futebol, o basebol e pouco mais. Portanto, essa tentativa de justificar o injustificável não tem sentido algum. Se para si ver um atleta a correr com uma prótese da Puma ou com guia é bizarro, só tenho a dizer uma coisa: espero sinceramente que nunca tenha a infelicidade de ter que se submeter a tal coisa. Porque esta gente "bizarra" é feliz, precisa de um objectivo como todos os outros e tem tanto direito a praticar desporto e a evidenciar-se na Tv como os seus colegas "eficientes". Apelo mais uma vez aos pseudojornalistas deste país para de uma vez por todas terem tento na língua e alguma vergonha quando proferem e, pior, escrevem algumas palavras.

Re: Volto a dizer, para quem não percebeu

O erro foi permitir que o artigo desse origem a uma interpretação tão díspar do que era pretendido... Num assunto tão "sensível" convém explicitar bem a intenção, para não dar azo a confusões. Eu próprio respondi "a quente" a uma primeira leitura do que é referido e só à 2ª/3ª leitura me vejo a ter outra perspectiva do que está escrito. A palavra escrita é sempre mais complicada de dominar que a palavra dita, pois não há expressão de emoção, logo o texto tem de ser cirúrgico para evitar mal-entendidos. Mas esta é só a minha opinião... Cumps.

Re: Volto a dizer, para quem não percebeu

tiveste mal homem, nao precisamos de humilhar algo que defendemos para o defender, basta-nos falar como gente adulta que isso nao acontecerá, e o que tu fizeste foi gozar com eles basicamente.

Re: Volto a dizer, para quem não percebeu

Caro Senhor! O seu comentário agora sim me parece correcto e aceitável. O seu artigo no seu blog é de um mau gosto tremendo, e de uma falta de respeito pela diferença. Mas concordo quando diz que apenas se lembram deles de 4 em 4 anos. Mas deveria retratar-se e colocar um pedido de desculpas formal pelo seu acto desprezivel.

Re: Volto a dizer, para quem não percebeu

Pois, mas o conteúdo do texto foi infeliz. Lê-se uma, duas, três vezes, quer-se perceber que a intenção é essa, mas... demasiado agressivo.

Re: Jornalismo Vergonhoso!

Concordo com o autor deste (o do relvado) artigo. Os deficientes, a maioria deles, não tem oportunidade de participar nos verdadeiros Jogos Olímpicos. Então porque não terem os seus próprios jogos e não se tentar dar ênfase às suas conquistas e algum destaque àqueles jogos. Por os deficientes serem uma minoria, é certo que os Paralímpicos não merecem tanto destaque como os Olímpicos, mas não o têm, e por isso está tudo bem como está. Esse gajo havia de ficar paraplégico. Opinião dele: Ah estamos sempre todos indiferentes para com os deficientes e depois vamos criar-lhes uns Jogos? Estamos a ser contraditórios! Temos que cagar para eles sempre, para sermos coerentes! Ele deve estar à espera que pensemos nos deficientes todos os dias.

um jornalista portugues

bem não vou ser hipocrita e dizer que são todos iguais mas que temos muito mais "deficientes" no jornalismo portugues que em Pequim ou em quaisquer jogos paraolímpicos que possam vir a realizar-se no presente século ningguem duvide, esta gente não merece resposta apemos deixo a minha revolta por ser possivel no maior pasquim do jornalismo portugues publicarem tal LIXO, a maior resposta a redacções do género é deixarem de lhes ligar apesar da "liga record" não merecem grande perca de tempo.

capacidade de interpretação precisa-se

eu entendo o escrito exactamente ao contrário: ele critica o folclore que se faz agora, durante duas semanas, quando estaremos 4 anos sem avanços significativos na área do apoio aos deficientes. A frase chave do post é esta: os "eficientes" justificam a sua geral indiferença pelos "outros" com este tipo de paternalismo Exemplo máximo é as declarações do Laurentino Dias: mais do que achara entrega de uma medslha de ouro como o momento mais emocionante da sua carreira política, devia era pensar em criar, na sua área de governo, medidas de apoio aos deficientes. Por exemplo, equiparação das bolsas e dos prémios por medalha aos valores dados aos atletas "normais". Hoje no telejornal da RTP deu uma entrevista com um atleta a reforçar o esquecimento por que passa durante 4 anos.

Re: capacidade de interpretação precisa-se

Concordo em absoluto.

Re: capacidade de interpretação precisa-se

Ok. Que sentido devo dar então a esta frase: "O desporto de alta competição nada tem a ver com esta espécie de ATL com cães-guias, próteses da Puma e jogos de salão.."?

Re: capacidade de interpretação precisa-se

Concordo em absoluto! Esta rapaziada, como o autor do artigo, em vez de se preocupar em fazer censura, deveria era canalizar as suas energias para o apoio aos deficientes mas sem os folclores!

Re: Jornalismo Vergonhoso!

Esse artigo teve mais de 200 comentários críticos ao texto (em que pelo meio se lê a estupefacção do autor...) em pouco mais de dois dias. Teve concerteza uma repercussão que o jornalista não imaginaria. Mesmo que a intenção fosse a crítica à sociedade, a forma e conteúdo do texto são... infelizes. E fiquemos por aqui. O exemplo do ATL é... nem há palavras. Acho que o Eugénio Queiroz se devia explicar, sob o risco de ser catalogado - e bem - como uma... sei lá, também não há palavras.

OFF-TOPIC: UEFA Fantasy Football

Peço desculpa ao autor do artigo por estar a invadir este espaço mas gostaria que alguém me dissesse se há alguma Liga Relvado no UEFA Fantasy Football da Champions League e qual é o código de acesso. Agradecido.

Re: OFF-TOPIC: UEFA Fantasy Football

Se houver, apita para aqui que eu também me inscrevo. =)

Se fosse so m relaçao ao futebol....

Só q o nosso jornalismo é mau em tudo, Apenas se preocupam com as parangonas para chamar a atençao. Numpaís de incultos, valorizam-se mais as parangonas que as verdades....

Costuma-se dizer, para bom entendedor meia-

palavra basta... Este, Jornalista não quis dizer mais do que isto, após o término das "ParaOlímpiadas", quem se lembrará dos atletas (talvez daqui a 4 anos, se lembrem) e dos outros que precisam de mais cuidados que o cidadão comum, porque são portadores de uma qualquer deficiência física ou mental??? Não o que interessa é aparecer em parangonas um ilustre Político de seu nome Laurentino Dias que se excede em palavras demagogas quando diz : "Considero a conquista da medalha de Ouro por um atleta paraolímpico o momento mais bonito do meu mandato"! Não será mais um ataque aos Politiqueiros Desportivos cá do Condado que o Jornalista Eugénio Queiroz se referiria, é que para mau(s)-entendedor(es), nem "n+1 podendo chegar ao infinito", lhes serve para abrirem a pestana/horizontes... É que quem Burro nasce e cresce como Asno, nada muda!!! E cada vez são mais os Jumentos desta Sociedade que dizem de Informação e das Novas Tecnologias, como eu me Rio como diz o outro eu sou mais dos "LOLES-BI-LOLES E PORQUE NÃO TRI-LOLADA é tudo uma GANDA GRIZA"!!! É que grisalho sou eu, mas com uma "ganda" Juba penteadinha e com um "ganda" C...... Jadscl

Re: Jornalismo Vergonhoso!

Não tenho qualquer interesse especial em defender seja que jornalista do Record, porque é precisamente um daqueles jornais nos quais consigo aproveitar pouca coisa. Mas o seu a seu dono e não estou para contribuir para o peditório para linchar em público o Eugénio Queiróz. Quanto muito, o homem pode ter sido um pouco infeliz nas palavras que escolheu... por outro lado, se calhar até as escolheu com muita ponderação precisamente para chocar, abalar o estado de coisas e expôr o comodismo e a hipocrisia de muito boa gente... e ás tantas teve sucesso! Sejamos sinceros connosco próprios: quem daqui sabe que existem campeonatos nacionais de boccia, de goalball (aliás, quem é que sabe na verdade que desporto é este e como se joga?), de basket adaptado? Quem sabe dizer o nome de um clube que participe nesses campeonatos? Quem é que alguma vez assistiu a um jogo desses ao vivo? Quem é que alguma vez se preocupou com o facto de esses jogos não serem transmitidos na TV, nem tão pouco os resultados não serem publicados nos jornais desportivos? Preocupamo-nos sim em contabilizar se o nosso clube teve o mesmo número de jogos da liga de futebol a serem televisionados em canal aberto que os seus rivais directos... E de repente, ficamos chocados porque alguém põe em causa o interesse que possa haver em assistir aos Jogos Para-olímpicos??

Este artigo, começa logo mal, não existem :

Atletas Paralímpicos, mas sim são os Paraolímpicos! Não sei quem é E.Q., espero que não seja da família do Seleccionador um tal de "Queirosiano", mas só gente com dificuldades de interpretação não entende o escrevinhado, é triste o ensino deste País, andam-se a criar "analfabrutos", que quando se lhes pergunta sabe o que é Cultura Geral, capacidade de entender Ironia e sátira, respondem é algo que se beba ou coma... É o País dos "mentóis", dos que escrevem «Ke; Lol; hj; dass; def e que dizem que o último Rei de Portugal foi o Cavaco e o penúltimo não terá sido o Gorducho do Soares!!! Só temos o que merecemos...

Re: Este artigo, começa logo mal, não existem :

Sugiro que procuro nos sites oficiais a designação e verá que se enganou.

Re: Jornalismo Vergonhoso!

este senhor ficou com a mente paralizada ao saber que nos Paralímpicos,não havia as maratonas de jornalismo bacoco! dai escrever este texto VERGONHOSO!

Só se apercebe dessa merda

de jornalistas quem lê essa merda de Jornal. Eu costumo dizer que o Jornal a Bola, só leio de borla, e o Record nem de borla. O Correio da Manhã, só serve para saber qual a "menina" que me vai comer os 50 Ecus essa semana, de reso, nem para limpar vidros serve.

Como óbvio que é...

esse senhor concerteza terá tentado ir aos Jogos Paralímpicos e terá sido recusada a sua candidatura devido a não cumprir os mínimos no que respeita ao bom senso, respeito e solidariedade...e como a deficiência/limitação intelectual não é considerada para os referidos Jogos, obviamente ficou de fora e está com uma azia descomunal. Bestas destas há muitas, infelizmente...

Esteve mal, mas...

...sinceramente, nao me vejo a seguir as provas dos Paralimpicos com interesse. Isto nao é grave, faz parte da natureza humana...mas o respeito por quem faz das suas limitaçoes a alavanca de superaçao pessoal, leva-me a condenar o tom do artigo. No entanto, ate hoje nao vi nenhum exagero por parte da imprensa, dá apenas o destaque que este genero de provas merece.


www.casasdeapostas-portugal.com