Crónica: A vitória do futebol gay | Relvado

Crónica: A vitória do futebol gay

 

Confesso que, por motivos históricos, detesto os espanhóis, por causa das tentações colonialistas que sempre tiveram em relação a
Portugal. E, como tal, também nunca apreciei o seu futebol que, aliás, não existe como modelo. A Espanha em tempos idos
gabava-se da sua "fúria" (que mais não era do que violência) e agora apresenta-se com o seu "futebol gay" de toques e tiques
(se calhar por isso lhe chamam tiki-taka), em que esperam por uma falha de alguém (nomeadamente dos árbitros) para ir ganhando os
jogos por 1-0 enquanto se vão rebolando pelo relvado fingindo uma agonia atroz de cada vez que um adversário se aproxima. É este o futebol que
queremos?Claro que, a este estilo de jogo, não é certamente alheio o facto de a base da Selecção espanhola ser do Barcelona e treinada por Guardiola
que, certamente, terá sabido rodear-se de "gente de confiança" como se viu no caso do Ibrahimovic. Compreende-se, assim, que grande parte
dos seus elementos tenham aqueles tiques e de cada vez que que alguém lhes toca rebolam-se como que feridos de morte. E assim, lá vão enchendo os
adversários de cartões amarelos, ora injustos ora provocados pelas justas reclamações junto dos árbitros.É de facto um futebol demasiado gay, até para mim que sou liberal, mas que parece colher muitos adeptos entre os portugueses, certamente que uns
serão saudosistas da dinastia filipina e outros solidários com a auto-expatriação de Saramago.Mas a pergunta que deixo aqui é: para onde caminha o futebol se num Campeonato do Mundo destes, o Uruguai, a Alemanha, o Brasil, a Argentina e o Gana
(a título de exemplo) ficam pelo caminho e o campeão é a Espanha?Catota

Mundial 2010:

Comentários [47]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Paradoxo

Uma das coisas mais importantes num futebolista->passe->equipa que joga com passes->equipa com bons jogadores->melhores exibições->mais vitórias. Acho que é bonito ver uma equipa a trocar a bola e a manter ao máximo a sua posse. Quando a bola tiver num extremo ou avançado, aí dribla-se para dar ainda mais espetáculo.

Quando li este título...

Quando li este título até pensei que te estivesses a referir à vitória do Porto na Taça de Portugal. Parece que o Hulk gosta muito de meter o dedo no cu do Raúl Meireles. Imagino os festejos por tal vitória http://2.bp.blogspot.com/_QKrT-LuXMmQ/SwsIuBnsv4I/AAAAAAAACSM/fJ_jRnhcQjg/s640/hulk.jpg

Re: Quando li este título...

lol..

tiki taka é uma chatice sem fim

A Holanda ao contrario de Espanha e Portugal, arriscou uma pressao mais alta, colocando problemas aos espanhois que estes ainda nao haviam sentido. Nao achei que a Espanha tivesse tanto dominio neste jogo e as estatisticas provam-no. No entanto, é completamente errado dizer que a Espanha é ofensiva apenas porque tem bola, como é comum. Pelo contrario. A Espanha acaba de introduzir um novo estilo de jogo: chamemos catenaccio da posse de bola. Nunca uma equipa foi tao defensiva com a bola...nunca! A Espanha é como aquele puto nojento, o dono da bola do recreio que fica a dar chutos contra a parede nao deixando jogar ninguem porque "a bola é minha". O principal promotor deste tedio? Xavi, o tao elogiado Xavi. Recebe a bola no meio campo, tem espaço para tentar uma transiçao mais rapida, dar velocidade ao jogo...nao, roda 3 vezes sobre a bola, quer que a equipa adversaria se posicione toda defensivamente(e a maioria ainda nao percebeu que o erro é recuar) e la começa ele com o tiki taka e todos os que veem o jogo, com um longo bocejo. Nao entendo os que acham que a culpa dos miseraveis jogos em que a Espanha participa, é da Alemanha ou da Holanda. Coitadinha da Espanha, a ter que rodar a bola para furar tao densas equipas defensivamente, equipas tao negativas. É a Espanha que procura isto, é a Espanha que DESEJA isto! Que os adversarios assim se posicionem, eles esperam que isso aconteça, que o adversario estacione o autocarro, para então dar inicio ao processo ofensivo(?), sabendo a segurança que dá ter o adversario sem bola e muito longe da sua baliza, quando a recuperam. Ilibo-os no jogo com Portugal, onde de facto, era a nossa equipa que se apresentava com aquela atitude, com um futebol muito directo, subida de poucas unidades, para nunca serem apanhados em contrapé. Abomino o futebol directo ingles, abomino o catenaccio italiano e portuga(obrigado Queiroz), abomino o futebol robotico e o que tira partido principalmente das caracteristicas fisicas dos interpretes. Adoro jogadores tecnicamente virtuosos, adoro jogadores com bom toque de bola, adoro jogo intrincado com belos passes, envolvendo o adversario...mas ainda assim, ODEIO ESTA ESPANHA e se ao Barcelona faltasse Messi, odiaria este da mesma forma. Contradiçao? Nem por isso, mas isso levaria agora muito tempo a explicar. Reconheço que dá bons resultados(e seria mais desejavel como modelo a imitar por nós do que a Grecia 2004), reconheço talento a muitos destes jogadores, mas como todas as inovaçoes ideologicas futebolisticas da historia, durará enquanto alguem nao descobrir um bom antidoto...e este nao sera certamente, colocar tudo atras da linha da bola, mas todos foram levados a pensar que sim, por causa do Inter e Mourinho(esquecendo que Mourinho é o maior Camaleao da historia do futebol) Estou curiosissimo, para ver como Mourinho abordará o jogo contra o Barcelona, agora em madrid, onde possui um tipo novo de jogadores. Tenho tanta convicçao que observaremos uma historia completamente diferente, uma atitude em campo do Madrid completamente oposta ao do Inter, que se Mourinho tentar jogar da forma como o Inter fez em Camp Nou, corto a minha pila, asso no espeto e dou um pedaço a todos membros do Relvado para saborearem. Bem, estou a ser gabarolas, mas deve chegar pelo menos para os que acham que Queiroz nao teve culpa nenhuma durante o Mundial.

Re: tiki taka é uma chatice sem fim

Muito bom comentário. Já diversas vezes sugeri aos portadores de insónia a assistir ao monótono jogo que o Barcelona e Espanha praticam, possui um efeito placebo e evitam soníferos. Contudo, não posso deixar de realçar a ausência de sagacidade dos actuais clubes/selecções que os defrontam, o que engrandece por si só a sua díspar inteligência em relação aos demais, todavia não possuem recursos para os contrariar. Mourinho não é o fundador do antídoto culé, Johan Cruijff (discípulo de Rinus Michel,) implementou o actual estilo de jogo no Barcelona acabou por ver derrotada a sua equipa por uns expressivos 4-0 defronte do Milan de Capello (díscipulo de Arrigo Sacchi ) na final da liga dos campeões em 1994. Confesso que sou um admirador da "filosofia táctica" de Helenio Herrera. Saudações

Muito boa análise

É o que eu penso. Só não mandei o artigo com esse ar sério porque detesto os gajos que vêm para aqui escrever assim. Para isso anda aí o CR não-sei-das-quantas! E a Holanda percebeu a forma de contrariar este futebol: recuar a linha avançada para fazer número no meio campo e obrigar os espanhóis a avançar para terrenos onde não se sentem tão bem até porque têm mais adversários a estorvar. E tens razão: também odeio Xavi's e Iniestas. Retiro do seio dos espanhóis que odeio o Villa e o Piqué que para mim é o central com melhores pés no planeta.

Errata

logo no inicio "A holanda ao contrario da ALEMANHA e Portugal" assim é que é E aproveito para vos agradecer o elogio Tom e Nando.

Re: tiki taka é uma chatice sem fim

Mais um bom comentário. No entanto, é completamente errado dizer que a Espanha é ofensiva apenas porque tem bola, erro comum. Pelo contrario. A Espanha acaba de introduzir um novo estilo de jogo: chamemos catenaccio da posse de bola. Nunca uma equipa foi tao defensiva com a bola...nunca! A Espanha é como aquele puto nojento, o dono da bola do recreio que fica a dar chutos contra a parede nao deixando jogar ninguem porque "a bola é minha". Nem mais. E como eu disse há bocado, com as devidas diferenças, entre Espanha e Grécia há um denominador comum: o um a zero. Seja qual a forma que uma e outra usem, o resultado é sempre o mesmo.

Re: tiki taka é uma chatice sem fim

O Cromagnon poupou-me o trabalho de fazer um post neste artigo, ia precisamente escrever a ideia que ele expressou nesse parágrafo. Subscrevo inteiramente.

Não percebi a história do futebol gay!

Não consigo entender meu caro Catota! Então tu chamas "futebol gay" ao dos espanhóis porque se atiram para o chão, mas foram os sul americanos que tanto admiras a popularizarem essas práticas abomináveis que, infelizmente se vulgarizaram na Europa, em Portugal, Espanha, mas também noutros países e vi fazer isso a holandeses, alemães, ingleses e outros! Nem foram só os espanhóis nem me parece sequer que tenham sido piores que os outros! Não tendo nenhum fascínio por ser espanhol nem pelo exílio do Saramago, confesso que estava por Espanha, simplesmente porque além de nossos vizinhos foram a melhor equipa! E querer reduzir as coisas a atirarem-se para o chão é não olhar para o relvado! Não foi uma grande final e houve pouca vontade de ganhar, mas mesmo nesse campo a Espanha foi melhor e atacou mais! A Holanda limitou-se a tentar uns contra-ataques sobretudo através do Robben! Enfim! Opiniões!

Crónica: A vitória do futebol gay

O futebol vive de ciclos que ao longo dos tempos vai-se mutando, consoante as equipas vão ganhando capacidade para anular o tipo de futebol vigente. Numa análise mais ideológica vemos que Brasil tem-se mantido como o futebol que mais tempo tem predurado ao longo dos ciclos, ciclos esses que já foram interrompidos pelos Italianos hiper-defensivos, Franceses pragmaticos, Holandeses de puro ataque, Alemães de muita frieza, etc... Agora parece que está a vingar um futebol mais de toque e corre, de movimento constante, tipo carrocel. Perde-se um pouco na magia dos grandes artistas, ganha-se no futebol total visto como jogo de equipa. Esta é a minha visão, admito que haja quem não concorde, mas a magia do futebol é isto mesmo, ciência abstrata, não exacta, sempre susceptivel de discussão. Abraço e parabéns. Bom artigo. Miguel C. p.s:. Quando falaste em futebol gay pensei que ias falar do Piquet. Livra!

Porquê o Piqué?

Também é rabeta? O meu artigo não tem nada de homófobo, foi só por causa das coisas... Por acaso acho o Piqué um jogador fantástico. Tem uns pés que muitos avançados não têm.

Re: Porquê o Piqué?

Em que planeta vives, Catota? Não te lembras disto? http://www.youtube.com/watch?v=2DbmooaFZg8&feature=related Ou disto? http://www.youtube.com/watch?v=kFv6kh_rPPA&feature=related Foi muito falada esta foto em Espanha há uns meses atrás... Abraço

Re: Porquê o Piqué?

Foi por causa disso que eu falei no Ibrahimovic. Nem me lembrava que o parceiro era o Piqué

Re: Porquê o Piqué?

Independente disso concordo plenamente contigo quando te referes ao Piqué e às suas qualidades como central. Quando em Espanha lhe chamam "Piquémbeuer" faz todo o sentido!

MEU DEUS..........

AI portugal portugal estas mentalidades,até hoje ainda acham que perdemos contra Espanha apenas e só por causa do gol em offside..... ENFIM. CUMPS....

MEU DEUS..., Man, o melhor comentário que aqui vi

conciso e preciso, e em poucas palavras, dá para fazer uma crónica de tal, muito bom...???!!! Só quem olha para a árvore e não para a floresta pode pensar que Portugal ficou pelo caminho por tal..., quando alguns ainda defendem o Queirosiano (aquele mentiroso compulsivo), é assim Portugal o dos PARASITAS e CORRUPTOS!!! Abraço caro usuário, Jadscl

Entao uma equipa domina quase 100%

dos adversários e que obriga a poderosa Holanda cheia de jogadores atacantes,a jogar lá atras tem um futebol de merda? Uma equipa que vulgarizou a Alemanha que tinha arrasado a Argentina... Um gajo lê cada uma...mas pronto cada um pensa como quer.

Excelente artigo

COncordo completamente, ainda hoje tive uma conversa onde disse que o futebol caminha para o mau futebol, já não ganha quem luta e se esforça ao máximo, neste mundial o Uruguai teve tudo para poder ganhar, merecia muito e mostrou grande futebol, Alemanha desenhou momentos fantásticos de futebol colectivo. Mas no final jogam duas equipas que jogam o futebol feio, onde com jogadores de grande qualidade jogam para o 1-0, este ano o Benfica de Jorge Jesus mostrou que mesmo no futebol moderno jogar ao ataque ainda é eficaz, como tal espero que em 2014 o vencedor seja uma equipa demolidora e não uma equipa de futebol mediocre, já chega de grécias e Espanhas a ganhar a rasca.

Re: Excelente artigo

agora mete esses adversarios e a jogar em casa e já agora taça da liga tambem.

Re: Excelente artigo

Sim futebol moderno...mas quando jogou contra equipas mais ou menos é que foi elas: Porto:1-3 Sporting ( o pior de sempre) :0-0 Braga:0-2 Liverpool ( dos piores de sempre):1-4 Fora outros jogos em que tremeram como varas verdes ( fora de casa) Mas nem sequer devia tar aqui a comparar a nossa ligalita com o resto das ligas e muito menos com a qualidade dos jogadores que tiveram no CM...era cair no ridiculo.

Re: Excelente artigo

Porto ganhamos 2 jogos e perdemos 1... 3-0 valeu uma Taça. Sporting ganhamos 2-0 em casa. Braga ganhamos 1-0 em casa e fora perdemos da forma que sabemos. O Benfica ganhou com 76 pontos, APENAS com 2 derrotas na Liga. Ainda vir com essas desculpas é areia para os olhos.

Re: Excelente artigo

Fantasias de Natal a esta hora.

Re: Excelente artigo

agora são fantasias de natal a realidade.

Re: Excelente artigo

Mas qual realidade? A realidade é contar e não omitir a história toda do campeonato. A realidade é contar a verdade e não omitir a verdade do que aconteceu em Braga. A realidade é deixar o fanatismo de lado e ser o mais isento possivel. Eu sei que é dificil chegar há realidade.Não é para todos.

Re: Excelente artigo

A Espanha jogou para o 1-0??E a HOLANDA?? ja agora seja justo e inclua aí PORTUGAL essa grande selecção que joga sempre pa ganhar.... Enfim há tipos aqui no Relvado que precisavam sentir o verdadeiro cheiro da relva e do balneario que isto falar por falar enfim...... CUMPS...

Re: Excelente artigo

Portugal se tivesse chegado a final seria também pelo futebol cobarde, por acaso não ganhou a Espanha se ganhasse o percurso seria o mesmo, mas pelo caminho tinha uma goleada épica que servia como justificação final ao titulo.

catota é um nome um bocado larilas, não acham?

Este artigo só pode ser fruto de um qualquer conflito de personalidade entre a ssunção e a rejeição de uma orientação sexual mal definida. Acrescido a um conhecimento da história superficial e pouco resolvido. O Catota está cheio de indefinições, só se enganou no lugar de as por a nú e de as resolver. Em relação a futebol, o que vi foi uma espanha com um futebol abrasileirado, de fina técnica, com absoluta segurança defensiva e alguma incapacidade de traduzir em golos a produção atacante. Pena tenho eu que Portugal não tenha arte de produzir este tipo de futebol, seja ele gay, lésbico ou marialva.

Artigo sem fundamento algum.

O autor mistura questões de natureza política e sentimentos pessoais em relação aos espanhóis, generalizando isso ao futebol para o poder criticar negativamente. Está directamente a descarregar injustiças sobre uma equipa brilhante. É aquele adepto que não pode ver o sucesso dos outros. Não percebo a expressão "futebol gay", nunca ouvi isso, e muito menos descreve aquilo que é o futebol espanhol. Futebol gay só mesmo o nosso, de jogar na contenção. "Gay" só mesmo esse Ronaldo que não se esforça nas recuperações de bola. "Gays" só esses cretinos que gerem a Federação. No entanto, o autor acha que "Gay" é o futebol espanhol, com todo aquele estilo de jogo moderno, de passes e trocas posicionais e no final, Campeões do Mundo. Esses sim, são "Gays". O genial do Xavi e campanheiros Iniesta, Alonso, Fabregas, Villa que "gays" mesmo. Então o Casillas é que é "Gay". Aquela declaração em directo não é de Homem. Não percebo porque diz que o futebol deles não tem um modelo, se na realidade existiu ali um sistema de jogo brilhante, tinha começado com Aragonês e agora continua com Del Bosque, embora ligeiramente diferente em certos aspectos (devido há saída de Senna e à lesão de Torres). A equipa acertou 80% dos passes no mundial, uma taxa muito elevada de sucesso. Daqui vê-se logo a categoria do passe dos jogadores e a qualidade do seu futebol. Foi o Queiroz que teve um brilhante modelo de jogo, queres ver. Foi eliminado por azar, não por más decisões. Grande modelo o de Queiroz, era uma invenção nova todos os jogos. Treta! É um artigo muito mau. O autor não sabe nada do que fala. Li o artigo e à medida que lia sentia o ódio e a inveja do autor aos espanhóis. De futebol este artigo não diz nada. É um mero apedrejamento. Fala-se nas prestações da arbitragem, mas esta equipa foi tão benefíciada como outras quaisquer. A Espanha não precisa dessas ajudas para chegar onde quer, tem qualidade que chegue para tal. No caso da polémica do jogo com Portugal, é rídiculo discutir um fora-de-jogo de 22cm. De um ponto de vista humano é impossível ver um fora-de-jogo assim e em caso de dúvida beneficia-se o ataque. Não é mesmo por aí. Esqueçam. Para mais que hipóteses tinha portugal? A Espanha não deu hipótese a Portugal de jogar. Estamos a falar de um futebol em grande evolução, um país que evoluiu bastante (em muitas modalidades), não é só erros dos árbitros nem sorte. Ali há ciência. Há trabalho de formação que Portugal não sabe fazer (e até têm matéria-prima para isso). Deixem de atirar pedras sem saber. Espanha foi uma grande campeã. Mas nao é um artigo qualquer, num forunzito como este que se está a tornar, que tem algum impacto no mundo do futebol. A Espanha anda nas bocas do mundo, essa é que é essa. Vi a final, qualquer uma era uma grande vencedora. A Espanha foi mais forte porque marcou, um golo limpo. Eram equipas semelhantes na forma de encarar o jogo, com sistemas diferentes, mas a Espanha foi superior nos pormenores.

Re: Artigo sem fundamento algum.

Só a acrescentar no último parágrafo. O autor acha que este título ficaria bem entregue à Argentina, Brasil, Alemanha, Uruguai e Gana. Dessas, apenas a Alemanha e o Uruguai mostraram alguma capacidade para ombrear com a Espanha. Uruguai pela força de vontade e Alemanha por um belo jogo constructivo. Desse grupo a Argentina é uma grande nódoa. Esses sim, não tem modelo de jogo nenhum. O futebol deles é do mais "gay" que há e o seleccionador fazia-se de crenças e não de argumentos de futebol.Via-se um futebol muito mau. A equipa partida em duas. Sem essência. Era só as individualidades. Foram arrazados pela Alemanha.