Tunísia - Grupo H | Relvado

Tunísia - Grupo H

 


Tunísia - Grupo H
A Tunísia foi a primeira Selecção africana a conseguir um triunfo numa fase final de um Mundial, foi em 1978 com uma vitória por 3-1 sobre o México. Passados quase 30 anos os tunisinos revelam ainda maior maturidade futebolística, como atesta a recente conquista da Taça das Nações Africanas. As "Águias de Cartago", que alguns definem como os "brasileiros de África", conseguiram a qualificação para a Alemanha
com apenas mais 1 ponto do que Marrocos, com 25 golos marcados, 9 sofridos e apenas uma derrota.

A dupla Santos-Jaziri
Francileudo dos Santos é o grande destaque da equipa tunisina. Este brasileiro naturalizado é a referência do ataque, fazendo uma dupla bastante eficaz com Zied Jaziri do Troyes, de França. A defesa é o sector mais sólido da equipa, onde impera Hatem Trablesi, do Ajax, contando ainda com a experiência de Radhi Jaidi do Bolton e de David Jemmali do Bordéus. Marcam presença na Alemanha vários atletas que venceram a Taça das Nações Africanas em 2004, sendo excepção de peso o lateral Clayton, outro brasileiro naturalizado tunisino, que participou nos Mundiais de 1998 e de 2002. Destaca-se no grupo ainda o jovem Yassine Chikhaoui que aos 19 anos é visto como a futura estrela do ataque da Tunísia. O seleccionador foi obrigado a duas alterações de última hora com as lesões do médio Issam Jomaa e do defesa Mehdi Meria, tendo sido chamados os avançados Ben Saada e Haykel Guemamdia para os respectivos lugares.


JOGOS
14 de Junho - Grupo H: Tunísia 2-2 Arábia Saudita [pelos tunisinos marcaram Jaziri (22') e Radhi Jaidi (91'); golos sauditas de Al-Khatani (56') e Al-Jaber (84')]
19 de Junho - Grupo H: Espanha 3-1 Tunísia [tento tunisino de Mnari (8'); pelos espanhóis marcaram Raúl (71') e Torres (76' e 91' de penálti)]
23 de Junho - Grupo H: Ucrânia 1-0 Tunísia [golo de Schevchenko (70' de penálti); tunisinos terminaram com 10 após 2º amarelo a Jaziri]
- ELIMINADA na Fase de Grupos -



CONVOCADOS
+ Guarda-redes:
1 - Ali Boumnijel (Africain-Tunísia/40 anos)
22 - Hamdi Kasraoui (Espérance-Tunísia/23 anos)
16 - Adel Nefzi (Monastir-Tunísia/32 anos)
+ Defesas:
3 - Karim Haggui (Estrasburgo-França/22 anos)
4 - Alaeddine Yahia (St.Etienne-França/24 anos)
6 - Hatem Trabelsi (Ajax-Holanda/29 anos)
7 - Mehdi Meriah (Étoile Sahel-Tunísia/27 anos)
15 - Radhi Jaidi (Bolton-Inglaterra/30 anos)
18 - David Jemmali (Bordéus-França/31 anos)
19 - Anis Ayari (Samsunspor-Turquia/24 anos)
21 - Karim Saidi (Lecce-Itália/23 anos)
+ Médios:
8 - Mehdi Nafti (Birmingham-Inglaterra/27 anos)
10 - Kais Ghodhbane (Konyaspor-Turquia/30 anos)
12 - Jaouhar Mnari (Nuremberga-Alemanha/29 anos)
13 - Riadh Bouazizi (Erciyesspor-Turquia/33 anos)
14 - Adel Chedli (Nuremberga-Alemanha/29 anos)
20 - Hamed Namouchi (Rangers-Escócia/22 anos)
23 - Sofiane Melliti (Gaziantespor-Turquia/27 anos)
+ Avançados:
2 - Karim Essediri (Rosenborg-Noruega/27 anos)
5 - Zied Jaziri (Troyes-França/28 anos)
9 - Yassine Chikhaoui (Étoile Sahel-Tunísia/19 anos)
11 - Francileudo dos Santos (Toulouse-França/27 anos)
17 - Ben Saada (Bastia-França/22 anos)


SELECCIONADOR
Roger Lemerre
O treinador francês foi promovido ao papel de herói depois de ter guiado a Selecção tunisina à vitória
da Taça das Nações Africanas em 2004 após um triunfo sobre Marrocos, sendo este o único título de relevo do futebol do país. À frente da equipa desde Agosto de 2002, o técnico de 65 anos é um mal-amado no país natal, tendo deixado a Selecção francesa pela porta pequena depois da eliminação do Mundial de 2002 logo na primeira fase. A prestação decepcionante dos Bleus sem qualquer golo marcado em três jogos anula de pronto as memórias que dão Lemerre como o treinador que liderou a França ao título europeu em 2000 e à vitória na Taça das Confederações em 2001. Antes co-adjuvou o mítico Aimé Jacquet na Selecção gaulesa na campanha vitoriosa no Mundial de 1998. As relações difíceis com a imprensa francesa e com alguns jogadores da equipa motivaram a "ruptura" com a pátria, onde
foi treinador e jogador do Lens, além de ter também sido técnico do Estrasburgo. Antes de assumir as
"Águias de Cartago", Lemerre trabalhou nos tunisinos do Espérance de Tunis.


PALMARÉS
- Eliminada logo na 1ª fase no Mundial de 2002
- Venceu Taça das Nações Africanas em 2004 (derrotou Marrocos na final)
- Eliminada na primeira fase do Mundial 2002 (tal como em 1978 e 1998)




Campeonato do Mundo 2006:

Comentários [1]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

o guarda redes titular da tinusia tem 40 anos

o mais velho que esta no mundial o numero 11 é o santos 1 brasileiro