Uma questão de critérios ou coloração? | Relvado

Uma questão de critérios ou coloração?

 

Lucílio, mais conhecido por Cardoso por um tal de presidente da Juventus, foi peremptório ao assinalar o castigo máximo por suposta falta de Gregory sobre Romagnoli, no jogo deste domingo entre Sporting e Marítimo, em Alvalade.Já no estádio do Bessa, aquando do jogo Boavista-Benfica, o mesmo árbitro internacional não teve dúvidas em não assinalar penalty num lance em que tanto Petit como Léo foram claramente abalroados dentro da área da equipa axadrezada, isto sem esquecer que os casos desse jogo não ficaram por aí.Analisando a frio os dois lances, em Alvalade e no Bessa, torna-se difícil arranjar uma explicação plausível para tamanha diferença de critérios de Lucílio Baptista. Qualquer leigo na matéria percebe que os penaltys sobre Petit e Léo no Bessa são por demais evidentes quando comparados com a queda de Romagnoli na área do Marítimo, queda essa que Lucílio não teve qualquer tipo de dúvidas em converter num castigo máximo contra a equipa insular.Quais as razões para tamanha diferença de comportamento? Será que a incompetência pode afectar sempre os mesmos personagens? Ou será que para Lucílio as decisões se regem por uma questão de coloração?Fica então aberta a discussão sobre um assunto que a mim muito me fascina, ao mesmo tempo que me deixa intrigado: Lucílio Baptista, árbitro internacional e um dos mais conceituados do país. Sentem-se enganados? Eu sinto e não é pouco...Ramzi

I Liga:

Comentários [43]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Tem piada!

Aliás, é hilariante como ficam indignados pelo penalti, que realmente não o era, e nem falam de uma falta que realmente existiu para penalti e não foi assinalada. Também engraçado é ainda não ter lido queixinhas sobre os dois primeiros golos do Porto no jogo de ontem (e tenho procurado bem). Não acham que, depois disto, é somente justo concluir que as queixinhas constantes dos grandes e não só sobre arbitragens, não têm qualquer tipo de credibilidade?

Esclarecendo...

O artigo não pretende atacar a arbitragem ou choramingar pelo Benfica e sim analisar um único homem do apito, Lucílio Baptista, e a sua gritante dualidade de critérios.

Re: Esclarecendo...

Já agora porque aparece isto quando abro o artigo: "TiagoLeite, hoje às 15:17 Editado por Cátia Gonçalves" É TiagoLeite ou Ramzi? :S

Lapso da edição...

...fui eu que escrevi o artigo. Se carregares em TiagoLeite vais parar ao meu cartão de visita.

Re: Esclarecendo...

Certo Ramzi, eu percebi isso. Mas a altura em que tal surge dá asas a outras interpretações.

Eu acho que é tudo uma grande coincidência...

Já o tinha referido aqui. Mas já agora actualizo o ranking da Lucy-Liu: EXPULSÕES (a favor/contra): SCP 10-3 FCP 3-5 SLB 5-8 PENALTIES (a favor/contra): SCP 9-2 FCP 3-3 SLB 5-6

Re: Eu acho que é tudo uma grande coincidência...

Se também fornecesses a listas de expulsões e penaltys mal assinalados era de valor, agora vir para aqui com demagogias para ver se algum idiota fica todo inflamado a gritar "Corrupção!!" é que não...

Olha quem 'chora' também...

lol

Re: Olha quem 'chora' também...

Chorar? São factos e não lágrimas, o que apresento...

Re: Eu acho que é tudo uma grande coincidência...

bem essa estatistica diz tudo, devem ter tido o cardoso a apitar muitas vezes este ano.

Mete lá a estatistica de outros árbitros

Tipo Paulo Costa...

Re: Mete lá a estatistica de outros árbitros

Mas o artigo é sobre Lucilio.

Re: Eu acho que é tudo uma grande coincidência...

Uns queixam-se do Lucilio, outros do Paraty, Bruno Paixao, e a lista continua, mas quando se pratica futebol de pessima qualidade e os dirigentes dos clubes só fazem merda, é precisa muita lata para vir com os arbitros...FDX, já nao há pachorra para isto.

Sabes perfeitamente...

...que isso não tem qualquer razão de ser e exercícios desses é um atirar de areia aos olhos dos adeptos. O facto de um clube ter mais decisões de arbitragem a favor do que contra, em princípio, não é prova que exista maior favorecimento em prol desse clube. Simplesmente podem, e repito PODEM, existir razões justas para o critério... Cumprimentos!