Superliga: como acabar com violência? | Relvado

Superliga: como acabar com violência?

 

sempre_azul diz: "depois de Turra (Boavista), veio Jorge Costa e Costinha (Porto), acompanhados por Miguel e Fehér (Benfica). Agora as cenas do túnel do Boavista, os encontrões de Derlei e outros jogadores de Porto e Leiria... Não está na hora de acabar com esta onda de violência? Esta onda de terror que os treinadores vão alimentando nos treinos, obrigando os jogadores a ganhar a todo o custo!"

I Liga:

Comentários [25]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

violência ou stress

Naturalmente que não gosto de ver violência mas infelizmente. Mas temos que ver que durante um jogo de futebol a pressão sobre os jogadores é enorme. Esta pressão vem da sociedade humana, que não aceita que a sua equipa perca contra outra equipa rival. Se os adeptos não gostam, imagina um jogador, com um nivel de stress elevado para que a sua equipa ganhe. Lógico que este stress leve um jogador à violência. Um jogador é humano e não consegue muitas vezes controlar as emoções.

tudo começa mal nas camadas jovens

vou contarvos uma historia real que assiti num jogo de iniciados.

assiti ao jogo junto do banco da equipa da casa,onde houvi o treinador dar a tatica ao seus muidos."passa a bola nao passa o jogador"e assim foi quando a equipa adversaria passava o seu meio-campo la estava um jogador a cumprir as ordens que tinha.conclusao.foram tantas pancadas que os muidos da equipa adversaria sofreram que os muidos pegaram-se ao estalo uns aos outros.

sera com esta mentalidade que se formam futuros jogadores?

Re:tudo começa mal nas camadas jovens

Sobre isso eu já disse, enquanto as camadas jovens forem competição e não formação, nunca mais vamos ter jogadores bem formados... Há que acabar com a competição nas camadas jovens...

Re:tudo começa mal nas camadas jovens

Acabar com competição não será acabar com a garra ? Mesmo a brincar, "a malta" gosta de ter pontuação no jogo, para se motivar. Lembro-me do ténis, p.e.. Quando jogo com os amigos, não estamos simplesmente a bater a bola para cá e para lá. Fazemos sets, para dar vida ao jogo.
Competição e formação não têm nada a ver, ou seja, compete-se para ganhar algo, mas a formação já vive connosco. O que quero dizer é que, mesmo sem competição, é preciso saber estar no desporto, ou seja, era útil que quem o pratica tivesse formação.

Enquanto...

Epá enquanto nós andamos aqui a discutir estalos entre por exemplo Jorge Costa / Costinha ao Simão, estes daqui a pouco tempo na Selecção, tirando Jorge Costa, se for preciso estão num Hotel(zinho) 5 estrelas a beber um copo e a leres umas revistas +18! :)

O que os jogadores precisam é de "puxões" de orelhas ou seja castigos mais severos...

Abraços

Não sabia

que eram os treinadores que alimentavam esta onda de violencia!

Os dirigentes... talvez.

Mas penso que no aspecto da violencia nos relvados... o crime compensa! Senão vejamos:

O Paulo Turra agrediu o Deco com uma joelhada, e quantos jogos apanhou? Nenhum.

O Jorge Costa agrediu o Simão, e quantos jogos apanhou?
Nenhum.

O Eder e o Derlei agrediram-se mutuamente, o 1º apanhou um jogo e o 2º dois!

Isto, pra não falar de suspensões convenientes, em datas convenientes, antes de jogos inconvenientes.

Por isto tudo nesta "SuperLiga-Neandertal", o crime compensa.

Como é??

Não sabia dessa... então são os treinadores, que ao quererem ganhar os jogos que fazem com que os atletas agridam os outros jogadores?? Então nós os adeptos tb somos dos maiores responsáveis, pq tb queremos ganhar todos os jogos...

Tb não sabia que era com agressões que se ganham os jogos, julgava que normalmente até se passava o contrário, pois a equipa até fica a jogar com menos, mas está certo...

Lembro só as declarações do Mourinho aquando das expulsões do Hélder Postiga em Belém e do Maniche em Felgueiras, viram-no felicitar os jogadores, ou pelo contrário criticá-los bastante, tendo o Postiga levado mesmo uma grande reprimenda quando saía do relvado!!

Eu pessoalmente não me sinto responsável por nenhuma agressão de qualquer jogador (sou o primeiro a chamar-lhes burros qdo o fazem), e não tenho dúvidas que os treinadores tb não...

Ola amigos

Quando sugeri este artigo, despi a camisola azul e branca e estava à espera que alguns dos relvas fizessem o mesmo.
Deviamos procurar as razões que levam os jogadores a fazerem estes disparates.

1- Não serão os treinadores culpados? Pela obrigatoriedade de vencer.

2- Não serão os presidentes dos clubes que fazem tanta pressão nos treinadores?

3- Não será a Imprensa que faz deste ou daquele assunto tema principal das notícias e incentiva os jogadores..?

4- Não seremos nós os adptos os culpados?

5- Será que o crime compensa, à imagem do país que temos?

Cumprimentos a todos

Re:Ola amigos

só a brincar

se despiste a camisola e és sp azul, só podes ser 1 estrunfe lololol

Re:Ola amigos

Boa...
Mesmo boa...

Não há violência em Portugal

Nas Antas? Não aconteceu nada...
Na Marinha Grande? Não aconteceu nada...
Na Luz? Não aconteceu nada...
No Bessa nunca aconteceu nada...

Vocês andam a ver "filmes" a mais... andam, andam!

Se há alguns "sururus"... a culpa é do João Vieira Pinto... esse sim, um verdadeiro facínora, que devia ter sido "atado a um pinheiro a arder" pelo que fez no Mundial, onde atacou, de modo bárbaro e inqualificável, o árbitro da partida!
 
Como só foi castigado com 4 meses, agora todos os outros jogadores, esses sim, todos eles uns verdadeiros "senhores", se julgam no direito de dar uns estalos, uns encostos e umas turras nos adversários... mas tudo como amigos!

Agora... chamar isso de "agressões e violência"... só vindo de pessoas sem moral, de pessoas mal-formadas e mal-intencionadas, cujos objectivos são: incendiar o clima de paz que se vive no futebol português, esconder os problemas que se passam nos seus clubes e desviar as atenções dos graves erros dos árbitros!

Tenho dito!

Re:Não há violência em Portugal

Bom...bom...disseste isso tudo muito bem dito...e escapaste impune à tempestade das clubites....hohoho.

Parabéns

Re:Não há violência em Portugal

Só falando do que me diz respeito, na Luz não houve branqueamento da situação.
Feher foi criticado e será punido internamente. Não houve desculpa pela atitude do jogador.
Logo no final do jogo Feher pediu desculpas pela sua atitude.

Re:Não há violência em Portugal

pediu desculpas mas aos colegas

n ao jogador em kem deu a cabeçada

Re:Não há violência em Portugal

tens dito e... disseste (quase) tudo...

cumprimentos...

Granda filme no tunel do Bessa


Agora as cenas do túnel do Boavista


Eu vi as imagens na TVI e sinceramente fiquei na mesma.

Mostrem lá o video todo...

Re:Granda filme no tunel do Bessa

Eu vi no Canal 1... e não percebi nada, realmente!

Mas pareceu-me que vi lá "um ajuntamento"... e vi o Tello voltar para trás... teria sido para dar um autógrafo? :)

O engraçado foi ter ouvido os dirigentes boavisteiros defenderem-se, dizendo que há jogadores sportinguistas que afirmam que não viram nada... mas esqueceram-se que um deles, o Contreras, afirma que foi agredido (ou, pelo menos, empurrado... o que pode ser considerado uma agressão). Na minha escola, pelo menos, os empurrões estão proibidos, por motivos óbvios...:)

Saudações

Re:Granda filme no tunel do Bessa

A camera mudou "oportunamente" na altura do aglomerado...

Que tal...

...começarem por aumentar os castiguinhos ?

J.Costa e Costinha apanharam 0 jogos de castigo ( pois o jogo de castigo deles foi pelo numero de amarelos).

Miguel levou 1 joguito.

Feher...humm...vai levar 2 joguitos no máximo .

Com estes castigos ridiculos... qualquer um se sente impelido a dar a sua lostra a quem quer que seja...

Relembro que JVP apanhou 4 meses ( e foi considerado pouco)...por uma agressão...

Ou será que dar uma cabeçada num arbrito dá 4 meses e num colega de profissão dá 1 ou 2 jogos ?

E já agora...uma cuspidela?
E bater num colega que esta no chão?
And so on ...

Re:Que tal...

Você por acaso acha que se agredir um afente da autoridade, seja ele qual fôr, a pena é igual à que terá se bater numa pessoa que não esteja a exercer essas funções??
Claro que é muito mais grave agredir um árbitro do que um jogador!!
Tenha um bocadinho de bom-senso e deixe o clubismo de lado...
O comentário até estava a seguir uma lógica interessante, mas tinha que acabar por descambar na clubite...

Re:Que tal...

Pode-me dizer onde está a clubite ?

Por mais que leia ...não consigo descortinar...

Ahhhhh...já sei...para si, tudo o que seja referir um jogador do seu clube ( que nem sei quem é nem me interessa) numa critica...é clubite aguda...

Re:Que tal...

Se não tem capacidade interpretativa para compreender o seu próprio texto, não vou ser eu a ensinar-lhe... Volte para a escolinha.

Repare bem nas comparações que faz e que utiliza como base para o seu comentário e depois diga-me algo...

Re:Que tal...

Humm, para mim bater é bater independentemente de ser autoridade ou não... Não posso concordar, até pode ser assim hoje em dia mas está mal. Dasse um murro num polícia 2 meses e outro numa pessoa normal se ela apresentar queixa 2 meses de prisão na mesma, é que o polícia ainda tem protecção!:P

Abraço,

Re:Que tal...

Olhe que não, olhe que não...
É que ao agredir um agente da autoridade está a pôr em causa não só a integridade física do tal agente como ainda o esquema de sociedade em que vivemos, que é o que torna a situação mais gravosa...

Re:Que tal...

Tal e qual.
Concordo. Bater num Juiz ou numa testemunha de um julgamento é uma diferença gigantesca.
Normalmente concordo com o J_eagle, mas neste caso não posso concordar.
A autoridade representa o estado de direito, e este deve ser preservado.