Sporting volta a perder com o Paços e critica arbitragem | Relvado

Sporting volta a perder com o Paços e critica arbitragem

O Paços de Ferreira foi a Alvalade ganhar por 3-2, voltando a derrotar o Sporting à imagem do que já
 

Paulo Sérgio perde 2º jogo da época com antiga equipa

Foram "muitas contrariedades" para o Sporting, na óptica de Paulo Sérgio. Depois do apito final, e de uma repetição da derrota que já tinha acontecido em Paços de Ferreira (1-0) no primeiro jogo do campeonato, o técnico verde-e-branco atesta que houve "demasiada dualidade de critérios da arbitragem" ao longo da partida.

O primeiro golo do encontro surgiu aos 28 minutos com Samuel a rasgar as redes da baliza de Rui Patrício com um remate poderoso de longa distância. Um momento de "grande felicidade", "inesquecível", aponta o jogador brasileiro que inaugurou o marcador em Alvalade.

Jaime Valdés protagonizou a reacção leonina, obrigando o guarda-redes Cássio a várias defesas de bom nível. E seria no seguimento do duelo entra estas duas peças que o Sporting chegaria ao empate. Aos 42 minutos Liedson fez o 1-1 numa recarga, após defesa de Cássio a mais um remate de Valdés que foi o melhor homem dos de Alvalade.

Ainda antes do intervalo, o Paços colocou-se de novo em vantagem, graças a um penálti assinalado pelo árbitro Luís Catita e marcado por Manuel José (45´).

O Sporting voltaria a empatar a partida aos 62 minutos através de Diogo Salomão que deu o melhor desfecho a um passe soberbo de Valdés.

Aos 81 minutos Pizzi colocaria o ponto final no marcador, batendo Rui Patrício com um remate em cima da linha de grande área.

Para o treinador dos pacenses, Rui Vitória, os três pontos são a cereja no topo do bolo depois de "um belíssimo jogo" da sua equipa. "Não é fácil uma equipa pequena ter esta qualidade de jogo, ser tão atrevida", atesta o técnico.

Do lado dos leões, Paulo Sérgio considera também que foi "um bom jogo" do Sporting, salientando que os seus jogadores foram "competentes" e que fizeram "o suficiente" para vencerem. O problema foram as "peripécias" e os "demasiados golpes", diz referindo-se ao homem do apito. "Muitas contrariedades para uma equipa só ao longo de 90 minutos", frisa o comandante dos leões.

No fim do jogo, e mesmo já ao intervalo, choveram assobios das bancadas para a equipa da casa e Paulo Sérgio diz que é "normal" depois de uma derrota.

Este resultado deixa o Sporting a 13 pontos do líder FC Porto e a 5 do Benfica, com os dois rivais ainda com menos um jogo, defrontando no domingo a Naval e a Académica.

Sporting:

Comentários [1]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Os arbitos são como o governo

Os arbitos são como o governo !!

UMA CAMBADA DE GATUNOS !!

Chamam aquilo penalty ?
Nem no PES era penalty aquilo nossa senhora !
Abram os olhos