Números 10 em vias de extinção? | Relvado

Números 10 em vias de extinção?

 

Rasputin continua sublinhando que "o Sporting não tem um playmaker desde que Balakov saiu de Alvalade. O exº mais claro é o do FC Porto que está a fazer a actual excelente época em parte devido à grande forma de Deco.
E sendo esta crise evidente, porque não se aposta numa política de formação de jovens especificamente para as posições mais carenciadas? Por outro lado, como se adaptarão as tácticas futuras a uma eventual extinção desta posição... por mera falta de talentos?"

I Liga:

Comentários [5]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Não concordo.

Os nº 10 sempre foram uma espécie rara, não é de agora.

Portugal ainda tem a sorte de se ir safando temos o Hugo Viana na fornalha de se tornar um grande jogador, mesmo em Espanha também existem uns poucos que se podem tornar em grandes jogadores.

Mas temos é que ter consciência que o nº 10 é o mais dificil de aparecer, é para mim a posição mais importante no jogo, e poucos possuem mentalidade e personalidade para aguentar a pressão de carregar o jogo. Técnica muitos podem ter, visão, etc. Tudo o que faz um bom nº 10 tecnicamente podem haver até vários, mas a pressão que neles carregam poucos são os que aguentam.

Mas Portugal cmo eu digo ainda se vai safando e apesar de muitos serem contra o Deco, o Rui Costa não vai durar para sempre é necessário daquia 2/3 anos substitui-lo e teremos no Deco um substituto à altura, o Hugo Viana ainda é novo e restanos desejar que não se perca como aconteceu a outras grandes promessas como o Dani e o Hugo Leal.

Abraços

génios

ainda agora acabei de ver uma exibição fantástica de Rui Costa no Inter-Milan; talvez Rui Costa seja o melhor nº10 do mundo: joga, passa, remata, joga com pés de veludo: futebol perfumado, diria...

Rasputin: o Sporting tem um nº10 há 7 anos- ainda que nunca aproveitado: Pedro Barbosa...

do nº10, esperamos sempre a divindade genial: a arte, em suma...

Não existe falta de talentos!!

OS talentos têm é de trabalhar mais, porque senão não jogam!!

o que respondi neste outro artigo do final de Novembro, serve para responder a quase tudo deste "novo" artigo (acrescento o que falta no final):

http://relvado.com/liga/02/11/22/1543257.shtml

O Platini...
Por nunosribeiro (O meu coração só tem 1côr, azul e branco) , Sexta, 22 de Novembro de 2002 às 17:22 (Pontuação: 2)
Deve andar a dormir, ou então não reparou na evolução do Futebol...

Hoje em dia ainda existem bastantes "números 10", e ao contrário do que ele diz não são aqueles jogadores que jogam nas costas do ponta-de-lança, mas sim os que jogam na posição de médio, mas que, ao contrário do que ele fazia na sua época, tem de atacar e defender, têm de correr o campo todo...

O Rui Costa não é um nº10? O Deco não
é um nº10?

A diferença é que hoje em dia estes jogadores já não andam dentro de campo a passo, à espera que a bola lhes venha parar aos pés, para então sim começarem a jogar!!


Não é preciso qualquer tipo de aposta específica na criação de um tipo de jogadores, eles aparecem naturalmente... tal como todos os outros!!

Em Portugal não estamos assim tão afectados

temos o Rui Costa, Deco, Silas, Hugo Viana, Hugo Leal e até o Carlos Martins que pode ser um número 10 ou jogar atrás do mesmo. Para mim ainda temos o N.Assis que tem caracteristicas e técnica para jogar tanto a número 10 como á direita.

A Argentina e o Brasil têm jogadores para a posição em quantidade e qualidade sendo para mim os melhores o Aimar, Ortega, Veron, Ronaldinho...

O melhor Jogador do Mundo dos ultimos anos e da actualidade é um número 10(apesar de jogar com o 5 no Clube) e chama-se Zinedine Zidane.

Ballack é outro jogador de Grande qualidade, Medieta...

Penso que é uma falsa questão pois o que se passa realmente é que tal como o futebol os Números 10 evoluiram tendo agora outro funções acrescidas no terreno mais em prol da equipa como defender.

Saudações

Nº 10

Penso que os nº10 não estão em vias de extinção, mas sofreram antes, uma metamorfose na sua maneira de actuar.

Senão vejamos...

Antigamente, o trinco "destruía" e o nº10 "construía".
Hoje em dia não vemos isso.

Cada vez mais vemos os trincos a "construir" e os nº10 a "destruir".

Isto acontece, porque cada vez mais as táticas estão "evoluidas", e muitas vezes o organizador não é o tal nº10 como era antigamente.
Hoje em dia, vemos os extremos a organizar e até mesmo os laterais ja começam a fazer parte manobra ofensiva de uma equipa.

Temos os exemplos de Deco, Tiago e até mesmo Maniche, que nem é nº10 nem é trinco.

A partir daí, é natural que o "brilho" que estes elementos tinham, não seja tão intenso.

Mas eles existem, eles estão lá, prontos para nos deliciar.