Jogadores escolhem 11 e táctica... | Relvado

Jogadores escolhem 11 e táctica...

 

Robin5 diz: "o treinador do Marselha anda a deixar os jogadores escolherem o 11 e as tácticas a utilizar nos jogos. O técnico só intervém quando acha mesmo necessário. E este sistema tem resultado pois a equipa tem ganho. Este treinador já usou este método com uma equipa da 3ª divisão e resultou bem. Que pensam do método? Acham adequado? Não poderá fabricar mais conflitos dentro da equipa? Gostariam que fosse utilizado no vosso clube?"

I Liga:

Comentários [17]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Métodos diferentes.

Nisto tudo o que faz o treinador? Recebe o salário? Isto pode fazer surgir muitos conflitos. Agora se estiverem todos de acordo porque não? Para isso mais vele despensar o treinador, não?

uma ideia interessamte

è natural que se este treinador escolhe esta táctica e obtem alguns resultados (como os dois referidos) alguma valia isto deve ter. Por isso acho um pouco sem sentido criticar logo apenas por ser uma abordagem fora do comum.
Parece-me uma ideia muito interessante, uma vez que cria verdadeira cumplicidade entre os jogadores e entre estes e o treinador.
Na noticia diz que ele já usuou esta tactica noutra equipa doutra divisão com sucesso, e que a aplicou nos dois ultimos jogos. è curioso ver que não a usou desde sempre no marselha. Esta abordagem implica conhecer as possibilidades da equipa se envolver com este tipo de gestão da equipa.
Acho que pode ser um metodo excelente mas implica uma colaboração da equipa (e jogadores capazes de acompanhar a parada!). Implica e fundamenta tambem confiança entre os jogadores e técnico.
tambem me parece obvio que o treinador não se aliena do seu trabalho, continua a dirigi-lo de outra forma. continua a ser a pessoas que vê de fora e continua a ser a pessoa que gere as relações dentro da equipa.
Acho que este tipo de táctica é uma forma de fazer os jogadores vestir a camisola.
acho que podemos ver um eco deste tip de atitude nos nossos ambientes de trabalho. Do meu ponto de vista terá muitos beneficios.

Pedro

Poderia resultar...

O conceito é óbvio: vocês escolhem os titulares, vocês escolhem a táctica, logo se o resultado for menos positivo, vocês são os responsáveis. E caso se veça o jogo, o mérito do treinador passa a ser ainda menos vísivel.

Vendo as coisas pelo outro lado, regra geral quando uma equipa falha a primeira cabeça a ser pedida é a do treinador. Neste caso, quando os resultados forem menos positvos, teremos pelo menos onze "chicotadas psicológicas".

O treinador sempre foi uma figura importante nas equipas de futebol.
Que se tentem implementar métodos de auto-responsabilização sou capaz de compreender, mas como alguém escreve por aí, ser treinador é muito mais que escolher os titulares ou definir a táctica a utilizar.

                      JPS

Olha uma coisa

O conceito é óbvio: vocês escolhem os titulares, vocês escolhem a táctica, logo se o resultado for menos positivo, vocês são os responsáveis

Acreditas honestamente que se os resultados fossem negativos a massa associativa ia atribuír essa culpa aos jogadores?...

...ou iria atribuí-la ao treinador maluco que os deixou fazer o que queriam, em vez de cumprir a sua função?

pois...

* PLO *

Não posso pensar...

...pela massa associativa.

Aliás, um grupo de pessoas, mesmo que maioritário, pode estar errado (eu sei que isto põe em causa a democracia, mas isso é outro assunto).

Quanto a mim, posso garantir-te que sim.

                        JPS

my opinion

acho que os treinadores haviam de falar todas as semanas com todo o plantel para saber quais é a tactica em que se sentem melhor. assim, o treinador fica a saber como é que os jogadores se sentem melhor. se assim fosse no benfica, acho que o zahovic ja ficava fora de opcao...

mas isso so pode resultar com jogadores que percebem as escolhas do treinador e dos colegas. fica entao o exemplo da bracadeira de simao...

mas sinceramente, nao acho que isso pode resultar mesmo bem.

ainda por cima, nao estou a ver muitos jogadores "inteligentes" no mundo futebolistico e ainda menos no plantel de marselha (so mesmo alguns). acho que isso nao pode resultar com este plantel.

tambem acho que nao se passa assim em marselha porque eu estou em franca e nunca ouvi falar nisso.
ainda por cima, nao estou a ver um treinador a dizer que o plantel nao precisa dele.
e finalmente, se assim se passar, porque é que ele o conta? para os outros lhe roubarem a ideia?
ou sera uma tactica para enganar os adversarios? para estes adversarios tentarem de fazer iqual? ou para eles ficarem a pensar que existe um bom ambiente no plantel?

Re:my opinion

noticia mais futebol

http://www.maisfutebol.iol.pt/futb/mf_editoria?mf_edi=1826&mf_id=88520&mf_club=3&num_jog=0 &p_sondagem=0&p_voto=0

Atletas escolhem e o treinador supervisiona
«Onze» do Marselha frente ao F.C. Porto pode ser escolhido pelos jogadores
     
Imagine o plantel do F.C. Porto a organizar-se e a fazer o onze inicial para o jogo da Liga dos Campeões com o Marselha. Os jogadores a gerir a equipa e as tácticas, Mourinho só teria de supervisionar. Parece-lhe disparatado? Pois isso pode acontecer. Ou melhor, os franceses podem entrar em campo com uma equipa escolhida pelos atletas. Foi isso que aconteceu nos últimos dois jogos, frente ao Nice (Liga Francesa) e ao Partizan (Liga dos Campeões). Pelo menos, por agora, a estratégia está a resultar: dois jogos, duas vitórias, cinco golos marcados e apenas um sofrido.

Alain Perrin, treinador do Marselha, considera que é «de tolos enfrentar os jogadores» e explica como se define o onze inicial: «O plantel decide quem deve jogar de início, assim como as variações tácticas durante a partida. Isto dá aos jogadores uma maior responsabilidade. Eu intervenho apenas quando necessário.»

Esta não é a primeira vez que Perrin usa este método. Já em 1992 colocou esta estratégia em prática e saiu-se bem. Na altura treinava o Troyes, que estava na Terceira Liga ¿ correspondente à nossa IIB ¿ e conseguiu levar a equipa até à I Liga em apenas dois anos.
 

Acho essa medida perfeitamente ridícula

Ser treinador é muito mais do que dizer se táctica é esta ou aquela e escolher quem joga e quem se senta no banco.

Quem vai dizer qual o melhor jogador para a posição X? Os próprios que disputam o lugar? Ou jogam "à vez"? Não me parece nem profissional, nem eficaz.

E para operar substituições? É necessário ter uma visão de global conjunto e detectar o que se passa em cada ponto, o que está a falhar e o que pode ser explorado/melhorado.
Não é certamente quem anda lá dentro a correr que, no meio das faltas, puxões, empurrões, fuga às marcações, ainda vai ter tempo e clarividência para pensar nisto tudo.

Mesmo na escolha da própria táctica a utilizar, não basta somente encher a boca para dizer "4x3x3". É preciso pensar em desdobramentos ofensivos, compensações, períodos de contenção e descanso, etc...
Não podem ser os jogadores a tomar estas decisões. Primeiro porque não estão, nas sua larga maioria, tecnicamente capacitados para tal e segundo porque, novamente, devido à posição que ocupam no terreno não conseguem ver a "big picture".

Pensem num Bayern Munique, num Manchester United ou até num Real Madrid. Equipas onde o talento dos jogadores só é comparável ao ego dos próprios. Como seria possível eles estabelecerem um "onze" de comum acordo?...não seria, obviamente...

E, por fim, para responder à questão de que se quero isto no meu clube, a resposta é, logicamente não.

Se não serve para Bayern, Manchester e Real...também não quero isso no FC Porto.

* PLO *

Se assim já é o que é...

Já estou a ver os jogadores à pancada e treinadores no desemprego.

Fim do treino do Benfica, antes da convocatória:

- Quem vota em mim, ponha o dedo no ar! - sugere o Hélder.
- Assim não jogo! o Hélder passou a o treino a fazer campanha, deixou passar todos, só eu levei cacetada! - imbirra o Simão.

- o robocop só distribui chapada, devia ficar a vigiar as claques! - sugere o Petit.
- cresce e aparece ó Petit! - responde o Fernando Aguiar.

- eu gostava de jogá na direita. Alguém abre esta pôrra?! - grita o Geovanni de dentro do contentor do lixo.

- não se esqueçam de mim!! - berra o Mantorras do ginásio.

Este sim...

... é um comentário Divertido.

                      JPS

Penso que é uma situação...

....que tal como as outras é normal,como tal o que posso dizer é que se tem resultados devia ser implementado como medida por alguns treinadores que estão em Portugal (SCP),que até podia ser que trouxesse resultados positivos...mas como em tudo existe falhas,portanto...

Saudações Leoninas
WinstonSmith

Paulo Autuori!

Esse treinador que foi dos melhores a passar pelo nosso futebol (infelizmente ficou queimado pela passagem pelo Benfica) já teve uma atitude semelhante.

Creio que foi no Marítimo, antes de um jogo importante para a Taça Uefa, sentou-se no relvado no fim do treino, chamou os estrangeiros da equipa e debateu com eles o nome do estrangeiro a ficar de fora da convocatória.

Por outro lado, também na nossa selecção, ainda recentemente era assim, mas aí acho que não era iniciativa do seleccionador...

demitam o scolari...

se isso funciona, o que eu duvido, dava um jeitão à selecção, poupavam muito dinheiro por mês...
já agora, dispensamos o Camacho e vamos buscar um lateral esquerdo...

HUM!HUM!

Penso que em Portugal seria impensável!

Conflitos ... à em todo o lado

Isso é verdade.... e esta é uma estratégia como outra qualquer.

temos ke ter em consideração que estamos a lidar com adultos que sabem bem da sua forma, motivação e capacidade.

Deixar os jogadores decidir é uma boa forma de desenvolver uma equipa dando voz aos jogadores.

Saudações Benfiquistas
Paulo Aboim Pinto

CM4

manger->options->let players decide tactics.

já é velha!

Re:CM4

Onde é que está essa opção?!