Hugo Leal reforça o Trofense | Relvado

Hugo Leal reforça o Trofense

 

Esta notícia surge no mesmo dia em que o avançado Zé Carlos rescindiu com o emblema da Trofa por falta de adaptação ao clube. "Zé do Golo" e o Trofense romperam o vínculo por mútuo acordo.O clube desmente qualquer caso disciplinar envolvendo este jogador, enquanto decorre um processo interno a Ricardo Nascimento, atleta com quem o Trofense deverá rescindir alegando justa causa.
Susana Valente

I Liga:

Comentários [10]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

DAUTO FAQUIRA

Porquê a escassa utilização de Leandro Lima, tendo em conta que no início de época deixou excelentes referências?! Tiago Delgado, Vila Nova de Gaia Não vai levar a mal, mas como deve calcular, não faço juízos de valor sobre os meus atletas, em matérias de âmbito estrito. Respeito a sua opinião, mas não me peça para a comentar. Não é ético. Como treinador do Fernando (FC Porto) no passado, gostaria de saber a sua opinião em relação ao jogador e ao homem e que expectativas tem em relação a ele. Rui Teixeira, Queluz Não vou fazer avaliações públicas de atletas, nem prognósticos relativos a desempenhos. Não é ético. Posso apenas adiantar-lhe que gostei de trabalhar com este jogador e acreditei piamente nele. O que o levou a castigar Sérgio Marquês e Pedro Simões a época passada? João Paulo Vieira, Olhão Desde o início do meu percurso como treinador que sigo um princípio: “ Sempre que acontecem problemas, devem ser resolvidos e tratados na nossa casa; nunca fora”. Falar no passado, apenas o perpetua. E eu não pretendo falar do passado, apenas do presente. Qual é o melhor clube, neste momento, a nível nacional? Tiago Gomes, Albufeira Aquele que eu treino, ou seja, para mim é o Vitória. É O MEU CLUBE!! O que podemos esperar esta época para o nosso Vitória: a reconquista da CalsBerg Cup? A Taça de Portugal? Ou o quinto lugar que dá acesso à Europa? Nuno Santos, Setúbal Como sabe, formulámos objectivos no início da época para a nossa equipa. Percebo que a sua expectativa seja elevada. No entanto, pensamos que o nosso maior objectivo de resultado definido é o de colocar o Vitória F. C. entre o 5º e 8º lugar do campeonato. Estamos em 11º. É possível colocar a equipa dentro do objectivo definido. Ainda é cedo para falar na reconquista da Carlsberg Cup, competição que ainda não iniciámos. Quanto à Taça de Portugal, o objectivo no curto prazo, é o de entrar nos 16 avos de final. Pensa que afastamento da UEFA prejudicou psicologicamente a equipa, razão pela qual ocorreu a derrota em casa com o Marítimo e uma vitória magra na Taça? Ricardo Gomes, Coimbra São duas situações diferentes, não comparáveis entre si. O aspecto mais importante no curto prazo é aquele que referiu, ou seja, as derrotas embora em competições diferentes, provocam muitas vezes diminuição da coesão nos grupos, assim como as vitórias desencadeiam um aumento nessa mesma coesão. Não lhe posso responder exactamente e com toda a certeza, mas a derrota e o nosso afastamento da UEFA, não teve como resultado uma menor capacidade na abordagem ao jogo com o Marítimo. A primeira parte desse jogo foi-nos favorável, embora sem a necessária eficácia ofensiva para produzir alterações ao nulo, que se verificava ao intervalo. A diferença entre as equipas esteve ao nível da respectiva eficácia colectiva global. A que se deveu esta paixão pelo futebol? Bruno Fernandes, Póvoa do Varzim A paixão pelo jogo apareceu desde muito cedo, vivia eu em Moçambique. Jogava na rua com os meus amigos e ouvia os primeiros relatos dos jogos em Portugal, sobretudo, aqueles que envolviam o Benfica, Sporting, F.C.Porto, o Belenenses e o Vitória F.C. Por vezes assistia aos jogos na minha terra. Foi assim que aprendi a gostar do jogo: vendo-o, ouvindo-o e principalmente, jogando-o. Considera que o mercado português de treinadores tem pouca repercussão no estrangeiro? Francisco Branco, Estoril Que mercado existe em Portugal, que tenha muita repercussão no estrangeiro? Como sabe, aquilo a que chama “ o mercado de treinadores em Portugal” está sujeito à lei da oferta e da procura, aliás como em qualquer outro tipo de mercado que possa analisar. Como também deve saber, existem nesta altura em Portugal, mais treinadores do que clubes, nomeadamente, clubes profissionais. Daí que a oferta seja reduzida e a procura muito elevada. No mercado internacional de treinadores, a situação é idêntica, muito embora, a globalização possa ajudar as possibilidades no acesso de treinadores, ao mercado do futebol internacional. O facto de a nossa principal competição não ter a expressão competitiva deve-se à capacidade económica do nosso País, parco nesse tipo de recursos. Segurar talentos e contratar talentos eis a questão. Daí que, só através de lideranças seguras e resultados consistentes obtidos pelos nossos treinadores, tanto a nível nacional como a nível internacional das nossas equipas, lhes poderá abrir portas a um mercado bem mais exigente, caso concreto, do mercado europeu. E finalizo a minha resposta com esta pergunta para si: Quantos treinadores portugueses dirigem actualmente equipas de elite, na Europa? Qual a maior diferença que encontra entre os jogadores das equipas das ligas secundárias e das equipas da Liga? Nuno, Lisboa 1. Tomam decisões de forma mais rápida e segura; 2. Executam regularmente de forma mais eficaz e adequada; 3. Suportam intensidades de esforço e recuperam entre esforços mais eficientemente; 4. São mais persistentes nos objectivos que definem; 5. E as vezes são muito parecidos carecem é de uma oportunidade (os das divisões secundárias) Considera esta equipa melhor que a do ano passado? Alberto Capricho, Setúbal Não se podem nem devem comparar realidades distintas, ou seja, não faz sentido comparar equipas cuja liderança e equipa de treino não é a mesma, os jogadores e a estrutura da equipa são distintas e o contexto competitivo é também ele diferente. Esta equipa é por isso diferente, da equipa do Vitória do ano anterior. São realidades diferentes Qual é a maior qualidade que um treinador deve ter? Óscar Pinto, Algueirão Aqui vão os principais requisitos para se poder ser um bom treinador: 1. Conhecimento profundo do jogo, obtido pela sua formação académica e profissional; 2. Saber liderar; 3. Por último, gostar muito daquilo que faz. Se pretende saber quais as qualidades pessoais, então devo dizer-lhe que a confiança nas suas capacidades, a calma, a tranquilidade, a paciência e a tolerância durante o processo de treino, são qualidades pessoais que considero serem muito importantes na direcção de equipas.

A vida ás vezes faz-me pensar

Na sorte que alguns não deviam ter. Sempre referi Hugo Leal como o exemplo daqueles a quem "Deus deu nozes mas não tinha dentes"... E quando penso no Pedro Mantorras, arruinado por uma lesão criminosa e que todos os dias se esforça brutalmente para poder ter a alegria de jogar uns minutos que seja, como um menino de rua para quem a bola e não a vaidade merdosa é o foco do seu jogo", penso que ás vezes o Destino é cruel. Uns quiseram jogar,quiseram trabalhar e o Deus Cruel do Futebol(como uma vez disse Carlos Drummond de Andrade) tirou-lhes as pernas. Outros tem saúde para dar e vender mas um cérebro de m****. Como é que um gajo que teve todas as chances, todas as oportunidades (que muitos não tiveram me acaba no Trofense aos 28 anos??? Quantos jovens,cheios de talento andam aí perdidos, porque a merda de dirigentes que temos apostam em merdas ainda maiores que eles e não dão aos nossos jovens uma chance que seja??? Tivessem eles a chance que este Menino Muito Grande teve... Tivesse Pedro Mantorras a saúde que tu tens e hoje eram um dos melhores do mundo, e este teve tudo e desperdiçou... Meus caros relvas,lembro-me que este gajo quando foi para o Braga lhe perguntaram, se ele não achava decepcionante estar aos 26 anos no Braga (sem menosprezo).Sabem o que este cromo respondeu??? Estive no Benfica,PSG e Atlético,isso não é uma boa carreira?È certo que não me afirmei mas se calhar foi porque não quis mais do que isto no futebol... Ou seja, tive todas as chances, estive em grandes emblemas como o Mágico Glorioso, ou o histórico espanhol Atléctico, mas a mim a minha ambição nunca foi singrar e ser um garnde jogador mas assinar grandes contratos, como ganhar 30 mil contos mês nos colchoneros e no PSG, não sair do banco e ver uma promissora carreira passar ao lado. Incrível,alguém ter todas as chances e achar que o futebol é assinar meia dúzia de grandes contratos e depois gozar a vidinha... Cumps.

Re: Hugo Leal reforça o Trofense

penso que Hugo Leal,nada vai acrescentar ao Trofense a nivel futebolistico! vai transmitir a sua "sabedoria" que adquiriu ao longo destes anos aos mais novos jogadores da Trofa,porque infelizmente,acho que já esta acabado para o futebol!

Re: Hugo Leal reforça o Trofense

Essa da sabedoria era irnonia,não era??? Ele só pode ensinar "Como matar uma carreira á partida quando se teve todas as chances." Cumps.

Re: Hugo Leal reforça o Trofense

claro que era! o Hugo esta "morto" para o futebol!

O Mafra derrotou o Benfica na Intercalar---

---presumo que esta vitória, ao contrário da vitória frente ao Sporting, não dê título de artigo no relvado, nem seja mencionado mais que uma vez noutros artigos--- É SÓ RIR da edição, NO REINO DO LEÃO!!!

Teve o que mereceu

Sem querer faltar ao respeito para com o Trofense, o Hugo (Des)Leal teve o que mereceu. Podia ter sido um grande jogador, "escolheu" ser mais um falhado do nosso futebol. É um exemplo para todos os nossos jovens valores: a importância de ter os pés assentes na terra e de saber tomar adequadamente decisões na carreira. Para que não sejam outros Hugos Leais...

Grande lição...

Este menino jogou com 18 anos na Luz junto da primeira equipa... Aos 19 era menino querido do SLB... Aos 20 uma estrela em ascenção cujo céu era limite... Aos 28 assina pelo Trofense... O que fizeste tu ao teu talento Hugo? A minha vontade era dizer que és um verdadeiro MERDAS. Mas não! És um exemplo... Como Baião, como Edgar e outros que tais. Porque todos falam em Deco e Maniche. Mas esquecem os outros 3000 que ninguém sabe onde andam. Podia chamar-lhe merdas e gozar com o Hugo... Mas não!!! Prefiro dizer: Veloso, Djaló e outros que tais ponham aqui os olhos!!! HUMILDADE!!! RESPEITO!!!

Re: Grande lição...

tal como peixe por exemplo, ou se não tivr cuidado o hugo viana também se arrisca a este fim

Re: Grande lição...

Ora aí está. Quando não se tem cabeça...